Pesquise no Leitora Viciada

28 de outubro de 2011

A Última Música, Nicholas Sparks, Novo Conceito

A Última Música (The Last Song)
Nicholas Sparks - Editora Novo Conceito
Nº de páginas: 400 - Ano de lançamento: 2010
Tradução: Marsely de Marco Martins Dantas

Sinopse:
"Mais uma vez Nicholas Sparks nos mostra por que é considerado o mestre do romance moderno e seus livros são adorados por leitores de todo o mundo. Seguindo a tradição de seus mais belos romances, ele agora nos apresenta uma comovente história sobre família, amizade, amor, amadurecimento e, especialmente, sobre como perdoar e recomeçar.
Aos 17 anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virar de cabeça para baixo quando seus pais se divorciam e seu pai decide se mudar para a praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que Ronnie e seus irmãos iriam passar as férias de verão com o pai na Carolina do Norte. Ele, por sua vez, ex-pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de reaproximação do pai e ameaça voltar para Nova York antes de o verão acabar. É quando ela conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, apaixona-se profundamente por ele, abrindo-se aos poucos para uma experiência que lhe proporcionará imensa felicidade e dor, jamais sentidas.
Uma história inesquecível que nos fala sobre as várias dimensões do amor: o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão. A última música demonstra, como só Nicholas Sparks consegue, como o amor é capaz de partir e curar o coração."


Novo Conceito | Skoob


Resenha:
Esta é a primeira vez que leio Nicholas Sparks, e já me preparava para fortes emoções e  lágrimas caindo, devido à popularidade do autor em mexer com o lado humano do leitor. Foi uma experiência profunda e pessoalmente comovente.
Qualquer leitor sentirá algo significativo ao ler esse livro. Até os mais durões. O início do livro me pareceu meio clichê. Porém num certo momento, a narrativa fluiu como uma leve correnteza, até que me arrastou com força e não consegui escapar; caí cachoeira abaixo e torci por águas calmas e reconfortantes.
Uma história que engloba fases da vida, a transformação de jovem à adulto; E todas as direções que somos obrigados a escolher. Nem sempre essas transições são fáceis e diretas. Muitas vezes nós somos forçados a amadurecer. E não escolhemos como nem quando. Simplesmente temos de enfrentar os obstáculos da vida. Os valores como amor, perdão e respeito estão estampados em cada capítulo.

A narrativa é em terceira pessoa e a cada capítulo temos o nome da personagem, sendo esta a detentora do ponto de vista. Então temos acesso aos sentimentos e pensamentos de cada um, não apenas da protagonista. Percebemos um mesmo acontecimento sob óticas distintas.
O autor nos brinda com cenas de cotidiano simples, mas que nos lembra de que devemos valorizá-las mais. O primeiro amor, a cumplicidade entre irmãos, o relacionamento entre pais e filhos, principalmente quando estes passam pela adolescência. A busca pelo sentido da vida, do nosso papel neste mundo, à procura da existência de Deus ou uma força maior. A dúvida sobre o futuro e as responsabilidades e mudanças que ele nos trará. A doçura da vida, mesmo que encontremos partes amargas.

Ronnie é a protagonista e está prestes a completar 18 anos de idade e ser uma adulta. Ela é rebelde e com uma personalidade forte e não sabe o que fará da vida agora que se formou na escola. Por baixo da armadura durona que ela sustenta, esconde-se uma menina sensível, e de um talento surpreendente para tocar piano.
Coisa que ela deixa de fazer, quando vê os pais se divorciando e seu pai indo embora para Wrightsville, cidade de interior praiano. Agora restam ela, a mãe e o irmão caçula Jonah em Nova Iorque. Ela se torna revoltada, não perdoa o pai por tê-los abandonado. Não suporta mais olhar um piano, já que ele é a vida de seu pai. Nisso, abdica de um futuro promissor no ramo musical.
Seu relacionamento com a mãe também não vai nada bem e Ronnie faz de tudo para provocá-la ainda mais.  Ronnie mergulha cada vez mais nas baladas com os amigos, numa vida vazia. O mais maduro muitas vezes parece ser o fofo do Jonah. Que menino engraçado e inteligente! Ele é um dos destaques do livro.
Após 3 anos, a mãe simplesmente os obriga a passarem todo o verão com o pai, com quem Ronnie nunca mais falou. Sem escapatória, ela se vê num lugar totalmente diferente da cidade grande, aonde todos se conhecem. Ronnie conhece alguns jovens locais e rapidamente passa a fazer parte de Wrightsville, mesmo sem querer. Ela chega e num segundo já está envolvida em confusões.
Will é simples e charmoso e o rapaz mais popular da cidade. Logo, Ronnie se envolve e se apaixona por ele.
Steve (o pai de Ronnie e Jonah) se empolga com o planejado verão ao lado dos filhos, e pretende agradá-los e matar as saudades. Mesmo Ronnie sendo uma filha tão complicada, ele fará de tudo para reconquistá-la.
A base da história começa aí, com a convivência de Ronnie com o pai que ela nem conhece mais, com o novo e diferente ambiente e com seu fulminante amor de verão.

Verão este, que será o mais importante da sua vida. Recheado de carinho, amor, amizade, compreensão, dor e sofrimento. Ronnie se transformará numa pessoa muito diferente. A palavra certa, não é bem "diferente". Acho que o ideal seria amadurecida. Serão despertados no coração da jovem sentimentos adormecidos e valores serão redescobertos. Ela se tornará adulta, da melhor e pior maneira possível.
É notável a evolução não apenas das personagens, mas também da narrativa. Tantos acontecimentos, um atrás do outro! Num único verão!
Livro maravilhoso e recomendado para quem quer se emocionar.


O filme
Um lançamento norte-americano de 2101, um drama romântico estrelado pela cantora e atriz Miley Cyrus e dirigido por Julie Anne Robinson. Nicholas Sparks é creditado por escrever tanto o roteiro do filme, com Jeff Van Wie. Sparks finalizou o roteiro em janeiro de 2009, antes mesmo da conclusão do livro.
A premissa do filme é baseada em uma adolescente problemática, interpretada por Cyrus, e seu pai afastado, interpretado por Greg Kinnear, enquanto eles voltam a se unir através da música, durante um verão em uma cidade litorânea do sul dos Estados Unidos.
A Offspring Entertainment produziu o filme para a Touchstone Pictures, uma empresa de filmes subsidiária da The Walt Disney Company.
A filmagem ocorreu em meio de 2009. A estreia do filme nos Estados Unidos foi em março de 2010. No Brasil foi em junho do mesmo ano."
O filme contém inúmeras diferenças em relação ao livro e em geral recebeu críticas negativas, tanto em relação ao roteiro e direção (segundo os críticos, cheios de "furos") como na interpretação de Miley (que ela não soube ser convincente nas cenas de rebeldia ou drama).
Não assisti ao filme para poder julgá-lo.

Trailer oficial legendado do filme:




Tema musical do filme, cantado por Miley Cyrus:

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail