Pesquise no Leitora Viciada

16 de janeiro de 2013

A Fada, Carolina Munhóz, Fantasy - Casa da Palavra


A Fada
Edição definitiva.
Carolina Munhóz - Fantasy - Casa da Palavra
256 páginas - Ano: 2012 - R$29,90

Sinopse:
"Jovens costumam ganhar presentes caros, viagens ou festas surpresas em aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, o abandono da mãe, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era humana.
Como se tudo isso não bastasse, Melanie descobriu que faz parte de um mundo onde seres mágicos existem e que sua vida comum na enevoada Londres estava com os dias contados.
Agora ela terá que remexer no passado de sua família para descobrir que tem uma missão que lhe foi designada, encontrando um legado com segredos inimagináveis.
A única parte recompensadora dessa história parece vir do encontro com um bonito homem misterioso, oriundo de uma família de bruxos poderosos. No entanto, a relação dos dois caminha em uma linha tênue entre afeto e fúria.
Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna.
Uma fúria que pode conduzi-la à morte e ao esquecimento.
Dentre muitos feitiços, lutas, criaturas mágicas e eventos sobrenaturais, A fada é uma história de descobertas e superações, sobre como o amor pode fazer várias pessoas redescobrirem a vida e sua magia.
Essa edição apresenta o conto Outra vez na escuridão inspirado nas Leanan Sídhes, fadas que encantaram milhares de leitores no livro O inverno das fadas."
"Uma fusão do misticismo de Paulo Coelho com a magia de Harry Potter." – O Globo
Links: Skoob | Fantasy - Casa da Palavra

Resenha:
Este livro rendeu à Carolina o Prêmio Jovem Brasileiro de 2011 e depois de ter lido e me apaixonado por O Inverno das Fadas, seu segundo romance (resenha), eu não aguentava mais de ansiedade para ler seu romance de estreia A Fada.
A autora, embora jovem, batalhou muito para que o livro A Fada fosse publicado. Ela confiou em seu trabalho e conquistou o sucesso perante a mídia e o público leitor.

Agora o livro ganha uma edição definitiva lindíssima pelo selo Fantasy da Casa da Palavra. Acho que ele não poderia receber um tratamento melhor. A capa está deslumbrante com a fada brilhante de costas iluminando uma trilha em meio a uma floresta. No centro de sua visão uma silhueta masculina encaixa-se exatamente no meio do lampião ao longe.
A imagem simboliza o grande caminho a ser desbravado pela fada Melanie, que possui uma missão na Terra a ser cumprida antes de assumir o trono em Fairyland. A floresta mostra a enorme ligação da magia com a natureza. O esboço do homem seria parte de seu destino? Sim, existe um homem em seu caminho. Estará lá para ser guiado ou guiá-la?
Além da bela imagem, o título parece feito de luz, assim como as borboletas presentes na contracapa: Tão reais que parecem saltar do papel! E o fato do "A" inicial e final estarem "cortados" na verdade é uma jogada de marketing. Ao colocar um livro ao lado do outro nas livraras percebe-se claramente que todos se completam e se ligam. Seria outra interpretação de Melanie se sentir incompleta e buscar por si própria?
O livro é realmente muito bem diagramado e trabalhado. Existem milhares de borboletas enfeitando-o.

A Fada não ganhou apenas um visual à altura do conteúdo nesta edição pela Fantasy - Casa da Palavra; ganhou um conto extra com trinta e seis páginas. O título é Outra Vez na Escuridão - História baseada no romance O Inverno das Fadas e é uma noveleta (acho uma longa história para ser apenas um conto) com a Leanan Sídhe Sophia.
Esta "fada negra" é a protagonista de O Inverno das Fadas e aqui a Carolina nos mostra uma história sombria, melancólica e dramática. A vítima é uma jovem cantora britânica que alcançou o estrelato com sua personalidade e voz fortes e consagrou-se eternamente como a diva do pop jazz. Óbvio que o leitor descobre em quem Carolina se baseou para criar Jade. É uma homenagem bela e ao mesmo tempo um alerta ao perigo de uma vida sem regras e inconsequente.
Uma história tão madura e intensa que já seria o motivo para eu comprar esta edição de A Fada. Adorei ler mais páginas com Sophia, uma personagem que realmente me cativa. Adoraria futuramente ler mais dela.

Mais antes de Outra Vez na Escuridão temos o romance A Fada com sua nova revisão.
A primeira surpresa que tive ao ler A Fada é que Carolina realmente é talentosa, pois não parece ser uma história escrita por uma moça tão jovem. Não que a história seja tão madura quanto O Inverno das Fadas, mas a facilidade que a autora tem em escolher as palavras e trazer magia às páginas é visível logo no começo.
A Fada é um livro juvenil, intenso, cheio de sentimentos exagerados, como todos os adolescentes são. Já O Inverno das Fadas, por ser mais sombrio e explícito, é para o público jovem adulto. Talvez isso tenha sido influenciado pela idade que Carolina tinha ao escrever cada um dos livros.
Notei também que a escritora evoluiu muito na forma de transportar os sentimentos para a história e delinear personalidades.

Melanie é uma fada que sofre e possui dúvidas profundas em relação ao seu futuro. Ela é a Princesa das fadas, mas sabe que tem uma missão a cumprir na Terra. O problema é que sua vida sofreu uma reviravolta chocante e a fada está perdida e ao mesmo tempo com os sentimentos à flor da pele.
Ela não carrega o fardo mortal de Sophia de O Inverno das Fadas, mas ter um aniversário como o último a deixou deprimida e a modificou para sempre.
Seu pai faleceu e sua mãe a abandonou. E ela recebeu uma marca e a descoberta de que é uma fada, precisa encontrar seu rumo, cumprir a sua missão e assumir o trono em Fairyland. Tudo isso de uma só vez.
Melanie não sabe por onde iniciar essa jornada dura e se sente fraca.

A autora utiliza da Fantasia, magia e de uma fada para expor vários sofrimentos adolescentes do mundo real. Através das perdas de Melanie, o leitor percebe que não está sozinho, que infelizmente a vida é difícil e que podemos a qualquer momento perder nosso porto seguro e ter de enfrentar o mundo.
Particularmente me liguei à dor de Melanie, pois perdi minha mãe aos quinze anos de idade e meu pai aos vinte e um. Então ela perder o pai logo no próprio aniversário e ser abandonada pela mãe me emocionou muito. A protagonista pode ser uma fada, porém seus dilemas e sentimentos são reais como os de qualquer outro adolescente que enfrenta traumas. A dor é real.

Outro ponto abordado pela autora é o amor juvenil. Uma paixão arrebatadora, um romance do tipo que parece eterno, forte, inconsequente. Um amor impossível de ser controlado, que chega a ser possessivo e ciumento e em outros momentos carinhoso e aconchegante. Opostos que se atraem e se repelem a todo instante. Uma relação marcante e única como o primeiro amor. Qual adolescente que não sofre um amor intenso?
Melanie se envolve com um rapaz incomum, assim como ela. Ele também possui o psicológico abalado, obrigações a serem seladas e um fator que o diferencia dos humanos comuns. Um rapaz bruxo, de uma família muito poderosa e tradicional no meio mágico.
Um relacionamento fugaz e faminto. Um bruxo e uma fada se apaixonam loucamente e precisam descobrir cada um o seu caminho e seu papel na vida.

E esse é o terceiro ponto crucial nas entrelinhas: A busca pelo "eu", as dúvidas pessoais, traçar o próprio destino. Como todo adolescente, a fada e o bruxo precisam assumir cada um o seu papel e suas respectivas responsabilidades.
Enquanto cada um guarda as suas dores, eles explodem em um romance. Mas eles sabem que precisam ir além e encontrar cada um seu verdadeiro caminho.

Além de ser um livro sobre a adolescência, perdas sofridas nessa fase, o primeiro grande amor e a busca pelo futuro e pela própria essência, existe magia.
Mágica, feitiços, seres e mundos sobrenaturais enfeitam a trama transformando os receios de uma adolescente nos receios de uma adolescente fada, deixando o livro mais interessante e atraente ao jovem leitor.
Atraente também está a narrativa da Carolina. Mesmo com os temas abordados, ela é descontraída, leve e agradável. Não é cansativa e o romance arrebatador é intenso como os amores e dores adolescentes.
A Fada foi dividido em vinte e cinco capítulos e um epílogo. Existe também outra divisão paralela, que é pela data. Independentemente da numeração dos capítulos, estes são acoplados as datas. Tudo começa em 20 de fevereiro e vai até... Não posso contar!

E para quem acha que tudo ocorre rápido e intensamente demais em A Fada, pense em como são os sentimentos, hormônios e impulsos juvenis. Depois acrescente o peso da magia e Fantasia e então sim analise o livro.
Ele cumpre o seu papel, que é entreter o público juvenil com Fantasia e seres sobrenaturais e fazer esse público se identificar com os temas abordados..

Após ler e analisar A Fada e O Inverno das Fadas tenho algumas conclusões: Carolina evoluiu muito como escritora, mas já possui o dom; cada um dos livros foi escrito em uma época diferente, tanto da vida e idade da autora quanto o momento cultural e editorial; cada um possui um público alvo diferente; ambos são ótimos e atingem seus objetivos; Carolina Munhóz ainda será uma escritora melhor e de mais sucesso se continuar seu trabalho nessa linha.
Por ter vinte e oito anos de idade, gostei mais de O Inverno das Fadas, porém A Fada me fez perceber e relembrar de tanta coisa que aconteceu comigo há dez anos atrás, quando eu tinha a idade de Melanie.

Comprar: Saraiva | Submarino | Livraria da Travessa | Extra | Ponto Frio | Livraria da Folha | Livraria Cultura | Fnac | Livrarias Curitiba

A arte completa:



A autora:
Carolina Munhóz é jornalista e romancista, além de integrante do Potterish, um dos maiores sites de Harry Potter do mundo. A autora foi eleita como a melhor escritora pelo Prêmio Jovem Brasileiro em 2011.
Aos 11 anos aguardou sua carta para estudar em Hogwarts, mas ela nunca chegou. A partir dos 18 se aventurou por diversos países como Inglaterra, França, Itália, Suíça e EUA, onde teve a oportunidade de conhecer os atores de Harry Potter. Suas aventuras chamaram a atenção de meios de comunicação como Estadão, TV Cultura, rádio Record de Londres e Disney Channel.
Foi capa do jornal Folha de S. Paulo, sendo destacada como referência na literatura fantástica, que conquista cada vez mais leitores, e foi eleita pela Revista Época como candidata a seguir os passos de autoras como Cassandra Clare e Alexandra Adornetto.
Sua última aventura foi uma turnê com a autora Alyson Noël pelo Brasil.
Autora do livro O inverno das fadas, é escritora em tempo integral e viciada por redes sociais.


Sorteio:
A Fantasy - Casa da Palavra enviou um exemplar de A Fada para ser sorteado com marcador! Para participar, clique no banner abaixo e peça para que as fadas lhe tragam sorte:


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail