A Maldição do Cavaleiro, Adriano Siqueiro, Selo Fantas (Editora Estronho)

A Maldição do Cavaleiro
Adriano Siqueira - Selo Fantas (Editora Estronho)
Ilustração da capa: Anderson Siqueira
Arte final: M. D. Amado
128 páginas - Ano: 2012 - de $24,90 por R$19,90

Sinopse:
"O personagem Cavaleiro Valente foi criado em março de 2001, era um dos cavaleiros que protegia nosso mundo dos poucos dragões e bruxas que restavam, nessa aventura acompanharemos a história de quando Valente matou o dragão Vladragun e, sem saber que não era para fazê-lo, recebeu uma maldição da bruxa Calépsia, ele deveria passar por diversos mundos e épocas, e em todos acabaria morrendo. Viveria eternamente assim! Mas sua amiga Jade sempre estaria por perto para ajudá-lo - ou não! Até uma facção foi criada para exterminá-lo através dos mundos e épocas.
O Cavaleiro sofrerá bastante!
Agora ele lutará muito para tentar voltar ao seu mundo e derrotar a mulher que o expulsou, mas no caminho enfrentará diversos obstáculos, será que ele conseguirá a vitória?
Acompanhe esta aventura!"

Links: Fantas | Skoob | degustação

Resenha:

Um livro de bolso, o primeiro publicado na Coleção Fantasia de Bolso do Selo Fantas da Editora Estronho. O trabalho gráfico e editorial é muito charmoso. A diagramação é detalhada e caprichada. É um pequeno livro, leve, agradável de se ter em mãos e de se admirar. Além da ilustração da capa e cuidado no visual, existem outras ilustrações internas em preto-e-branco e eu gostei muito delas. Outras poderiam ser desenvolvidas e coloridas e também poderiam ser a capa do livro de tão legais.

É uma leitura rápida e aconchegante que faz o leitor literalmente viajar. Apesar de ser uma aventura juvenil é um livro para qualquer idade, desde que se aprecie Fantasia e Ficção Científica leve.
Apesar de ser um romance o livro está dividido em capítulos que mais se assemelham com contos. Parecem aventuras independentes que na verdade formam toda a jornada do Cavaleiro Valente.
Talvez muitas das histórias já fossem vivas antes do romance, ou em forma de contos ou na mente do Adriano Siqueira. Parece que organizaram e estruturaram o livro começando pela origem do protagonista e personagens principais. Este ponto de partida é como ele sofreu a maldição de que sempre morrerá e retornará em mundos e épocas variadas, como um ciclo infinito. E sempre que retorna, graças a ajuda de uma feiticeira, ela pode ter sua companhia. Ele procura tentar quebrar a maldição e retornar à sua terra natal, ao seu tempo. Ele possui um passado e pendências a serem resolvidas.

O conteúdo principal do livro é uma sequência de fantásticas aventuras, como expliquei, como contos dentro dessa premissa. O Cavaleiro Valente viaja aos mais incríveis mundos, diferentes eras e enfrenta perigos e empecilhos, sempre sendo obrigado a se adaptar rapidamente às situações bizarras e curiosas.
Embora Adriano nos presenteie com muitas histórias, feitos heroicos, bravura e uma vontade incansável do Cavaleiro Valente em quebrar a maldição o romance possui um final.
Acredito que o protagonista e a premissa são tão criativos e vastos que poderiam ser escritas incontáveis aventuras e o livro poderia ser mais grosso ou possuir uma continuação. Me deixa com vontade de mais!

De início, pensei que seria uma leitura tipicamente de histórias de cavalaria, como uma prosa medieval mais jovem, moderna e descolada, mas ainda sim uma história como as novelas de cavalaria antigas: narrativas literárias em capítulos que contam os grandes fatos de um herói, geralmente um cavaleiro e com uma pitada de história de amor. Pensei que teria um toque de Fantasia (já que a intenção é essa) e só. Porém A Maldição do Cavaleiro vai mais além.
Logo fui surpreendida com a arma mágica do Valente. É incrível e deixa o leitor fantasiando sobre como este artefato é especial e promissor para uma boa história. E o autor explora bem este item deixando a história muito mais interessante que um "cavaleiro mais espada". A segunda surpresa é a companhia que Valente terá durante a jornada para escapar da maldição. Gostei muito da personagem que merecia um conto “retrô” para conhecermos sua origem. Ela é muito mais atraente que a princesa e paixão de Valente, mesmo ela sendo uma nobre muito diferente das donzelas comuns, fato que admirei.

Em seguida o livro muda completamente com o início das viagens do Valente. O ritmo de narrativa muda e se intensifica, as histórias são mais dinâmicas e divertidas e o autor salta de um mundo para outro, pula também nas linhas temporais e o estilo da escrita acompanha essas modificações.
Acompanhamos Valente nas mais diversas situações. O autor o faz enfrentar inimigos e faz o leitor viajar juntamente com ele.
Em cada parte do livro um gênero literário fantástico diferente. Repito que pensei apenas em Fantasia clássica, cavaleiros, dragões, espadas e reinos, mas o livro possui viagens espaciais, carros possantes, mares sinistros e muitas outras coisas mirabolantes. Adriano passeia do Terror ao Sobrenatural e vai até a Ficção Científica! Valente se encrenca de todas as formas possíveis. Como Adriano é um dos maiores (talvez o maior) especialista em vampiros do Brasil, esses seres estão no livro, claro, e é uma das aventuras mais legais.

Com certeza o ponto forte do livro é essa variedade de aventuras incluindo sempre as mesmas personagens. Tudo isso aliado à característica do autor que é a criatividade em alto nível traz muita diversão ao leitor.
O ponto fraco do livro está na superficialidade das personagens. Gostaria de saber mais sobre elas, principalmente o triângulo central. Valente inspira e se aventura; sua bravura, honra e força de vontade são admiráveis, típicas de um verdadeiro herói, mas faltou uma profundidade maior sobre sua pessoa.

Recomendo o livro para quem adora os gêneros fantásticos como um todo, muita ação e jornadas duras de um herói incansável.
O livro merece uma continuação com mais aventuras do Valente e para que possamos conhecê-lo mais e vibrar novamente com suas superações.
Espero que a Coleção Fantasia de Bolso traga muitas outros livros como esse.


Comprar: Na Livraria Estronho com frete grátis e marcador.

O autor:
Adriano Siqueira É paulista, diagramador e design gráfico. Em 44 anos de vida, Adriano colecionou livros, HQs, Filmes, CDs e tudo mais que existe sobre vampiros.
Foi autor convidado nas antologias literárias Amor Vampiro (2008 resenha), Draculea - o livro secreto dos vampiros (2009) e Metamorfose - A fúria dos lobisomens (2009). Possui contos publicados em outras antologias como Tratado Secreto de Magia - Contos de magia, feitiçaria e bruxaria (2010), Draculea vol.2 - O Retorno dos Vampiros (2010), Espectra - Histórias de Fantasmas - Tomo I (2011), Sociedade das Sombras(2011), Extraneus vol. 2 - Quase inocentes (2011), Cursed City - onde as almas não têm valor (2011) e 2013 - Ano Um (2012 resenha).
É autor de Adorável Noite (2011) e A Maldição do Cavaleiro (2012).
Hoje, além de escrever, Siqueira é consultor de novos sites sobre vampiros, ministra palestras sobre vampiros, participa de exposições, cede entrevistas para TV, rádio e jornais e atualmente produz curtas metragens, HQs e radionovelas sobre vampiros.



Sorteio:
Um kit lindo do livro cedido pelo Selo Fantas da Editora Estronho está sendo sorteado no blogue.
O sorteio vai até o dia 30/01/2013. Clique no banner abaixo:


24 comentários

  1. Respostas
    1. Está sendo sorteado aqui e caso não ganhe ou não aguente esperar... está baratinho na Estronho com frete grátis! http://livrariaestronho.com.br/268-a-maldi%C3%A7%C3%A3o-do-cavaleiro.html
      Beijos.

      Excluir
  2. Conheci a ideia do Cavaleiro Valente na época em que li "Adorável Noite" (primeiro semestre de 2012) e achei muito divertida, além de curiosa. Normalmente associamos a morte como uma "prisão", um fim, e o Adriano usar a figura de um cavaleiro para reconstruir o conceito chama a atenção. O que deve tornar a leitura ainda mais cativante é o humor negro, afinal deve ser impossível não rir com as tragédias do Valente. Parabéns pela resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li Adorável Noite, adoraria lê-lo e o lerei. Existe uma referência a AN em A Maldição do Cavaleiro ;-)
      Sim, o livro é divertido justamente por existir esse humor negro e mesmo os leitores que tenham essa percepção irão se divertir bastante.
      Beijos e obrigada.

      Excluir
  3. Acho que ia adorar a leitura, pois sou fã de fantasia, leitura fantástica e romances medievais! Apesar de não ter gostado bastante da capa, da ilustração na verdade, acredito que esse livro é muito bom. Ótima resenha e me convenceu a dar uma oportunidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o livro é bom, embora não tenha gostado da capa. Eu gostei mais de algumas das ilustrações internas, uma em especial, que seria uma capa mais bonita. Dê uma oportunidade, é um livro bem criativo e diferente e foge do cavaleiro comum!
      Beijos.

      Excluir
  4. Parabéns pela divulgação de autores nacionais,adorei o post assim conhecemos um pouco mais sobre o autor e sua obra.
    A capa chama a atenção,interessante saber que pode fazer o leitor viajar, tem un herói que vai viver aventuras fantásticas e enfrentar muitos perigos.
    As ilustrações devem estar maravilhosas,parabéns ao Adriano Siqueira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Adriano e a Estronho/Fantas estão de parabéns e faço questão de divulgar esse trabalho. Beijos e muito obrigada!

      Excluir
  5. Achei interessante, mas a parte dos "carros possantes" me deixou com o pé atrás, não gosto dessa mistura de fantasia com cenários modernos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro passeia por diversos gêneros fantásticos, como Sobrenatural e Ficção Científica. Não é apenas uma história de cavalaria antiga. São aventuras variadas e interessantes. Se quer história de cavalaria recomendo Lancelote, O Cavaleiro da Carreta, mas a linguagem é rebuscada. A Maldição do Cavaleiro possui uma linguagem moderna e atual, é livro juvenil.
      Beijos.

      Excluir
  6. Adoro esses livros de fantasia deste tipo, com luta e magia , acho mt interessante, gostei da capa !

    gustavocatalao@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vai se divertir bastante com este livro! Beijos.

      Excluir
  7. Ainda não conhecia o livro.
    Adorei sua resenha, fiquei com vontade dessa leitura.
    Parece ser bem divertida e gostosa, e achei legal ter ilustrações, gosto assim.
    A capa gostei também.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico satisfeita em apresentar o livro a você, espero que possa lê-lo e goste dele. Beijos.

      Excluir
  8. Não li mtos livros fantásticos, mas os q eu li foram bem legais. A estrutura desse parece ser bem interessante, meio q contos q contam a jornada do cavaleiro.

    Fiquei curiosa!

    Adorei a resenha!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse livro é diferente e interessante. Beijos!

      Excluir
  9. Eu não conhecia esse livro até ler aqui a sua resenha. Gostei da idéia, gostei da história e quero ler o livro. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber que apresentei o livro a você. Espero que em breve possa lê-lo e que goste da leitura. Beijos.

      Excluir
  10. Sou muito fã desse gênero literário. O que me chamou a atenção foi essa questão de o livro ser curtinho. Isso deixa a leitura mais dinâmica e agradável, pelo menos pra mim. Enfim, espero ter a oportunidade de ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a leitura é super dinâmica, divertida e descolada. Beijos.

      Excluir
  11. Mais um carismático livro de aventuras. Estou ansiosa para lê-lo, uma obra curta, com um conteúdo agradável e bastante fantasioso, ao que parece.
    Achei incrivelmente atraente a parte de não se limitar a apenas ao medieval e a mitologia nórdica- como seria mais esperado de um livro sobre valentes cavaleiros e espadas- me lembrou até alguns roteiros de mangás quanto a isso. É muito interessante essa ousadia do autor de fazer combinações do gênero, pois abre espaço para muitas críticas dos mais "fechados", mas inovar é sempre uma boa ideia ao meu ver.
    Nem me surpreende o ponto fraco que citastes. O livro realmente me pareceu ser de feitio "leitura gostosa e infantil", algo para apenas entrarmos no mundo e nos sentirmos parte dele. Em alguns casos isso é desconfortável, pois acabamos "seduzidos" pelos doces personagens e desejamos saber mais sobre eles, seus anseios, passados e características mais profundas. Mas também é outra ousadia interessante deixar esse espaço aberto para que o leitor use a sua criatividade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, acertou! O autor foi muito ousado e levou o tão conhecido herói medieval para outros mundos épocas e situações. Ele foge totalmente do comum, mantendo o bom caráter e coragem do Cavaleiro Valente, como devem ser todos os cavaleiros medievais heroicos.
      Realmente senti falta de mais da personalidade e individualidade das personagens, mas penso que deva ser porque gostei do livro :) Valente é a representação do herói e isso é legal.
      Muito obrigada por seu precioso comentário. Beijos.

      Excluir
  12. Genteee esse livro parece ser muito bonitinho
    a capa eh taaao linda, e adoro livros com ilustracoes, dao um charme a mais =P
    e faz bastante tempo que nao leio historias medievais, senti uma saudades lendo essa resenhaaa

    ResponderExcluir
  13. Me amarro em livro assim de magia, aventura e fantasia e é um livro barato, o que vamos combinar é melhor ainda rs, torcendo para que eu ganha mas já com o pensamento de comprar caso isso não ocorra :D

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação, então aguarde, por favor.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de e-Books ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras