Pesquise no Leitora Viciada

6 de fevereiro de 2013

Fábulas ao Anoitecer, Georgette Silen, Giz Editorial

Fábulas ao Anoitecer
Georgette Silen - Giz Editorial
Capa e ilustrações: Walter Tierno
168 páginas - Ano: 2011 - R$28,00

Sinopse:
"Você sabe o que acontece na escuridão da noite?
Que mistérios se escondem sob a luz do luar?
Fábulas ao Anoitecer é uma seleta de narrativas fantásticas que têm como cenário principal o manto da escuridão, que assume seu reinado após o pôr do sol. Terror, amor, magia, criaturas fantásticas como fadas, bruxos, dragões, elfos, e até ficção científica surgem de suas páginas. Mitologia e lendas folclóricas mundiais são revisitadas e conduzem o leitor pelo maravilhoso mundo da Literatura Fantástica Brasileira.
Fábulas ao Anoitecer é para ser lido debaixo das cobertas, com lanternas acesas, num clima de mistério e segredo. Mas tome cuidado com as janelas. Mantenha-as bem fechadas..."

Links: Giz EditorialSkoob

Resenha:
A capa é mais bonita ao vivo, pois o título é em relevo e a ilustração mais viva.
Um livro de Fantasia recheado de contos e fábulas variados. São onze histórias, cada uma com uma linda ilustração em preto-e-branco. Um livro belo na qualidade do material, tanto gráfico quanto no conteúdo das histórias mágicas e atraentes. Um sumário é indispensável em um livro de contos e Fábulas ao Anoitecer o possui.

Todas as histórias são de Fantasia, porém o livro é um passeio diversificado por vários caminhos que a magia pode levar o leitor. Um livro recomendado para o público juvenil que busca por histórias com seres ricamente criados e mergulhados em aventuras perfeitas para atiçar a imaginação. Ótimo livro para ser lido à noite, antes de ir dormir para fazer o leitor prolongar a leitura através de sonhos.
O interessante é que embora a temática seja a mesma em todo o livro, cada conto possui suas próprias características e estilos. Concluindo: é um livro de Fantasia, porém abrangente nos temas e com vários estilos de narrativa e ingredientes de vários gêneros.
Eu já li alguns contos da autora antes e gostei de todos, portanto minhas expectativas sobre o livro eram grandes. Eu já tinha lido uma das histórias desse livro.
Todos os contos são originais, embora alguns sejam releituras de histórias já existentes; e outros, baseados em algum mundo já criado, mas com a assinatura da Georgette. Isso é muito interessante principalmente aos leitores que desconhecem tais histórias originais, isso pode criar curiosidade e fazê-los ler clássicos e buscar pelas lendas.

1 das 11 ilustrações (além da capa)
feitas por Walter Tierno.
O primeiro conto é Até que os Anjos nos Separem. Essa é a história mais adolescente do livro. Quatro meninas se reúnem para entrar em contato com os mortos por um motivo tão simples, mas que costuma deixar adolescentes com insônia. E nessa idade, a curiosidade e a ousadia sempre estão em grandes escalas.
A narrativa é feita pela menina nerd, mais careta e menos empolgada com a brincadeira macabra. E é logo ela que se envolverá em um caso sobrenatural.

Em Olhos do Dia e da Noite a autora muda completamente o estilo com um conto que me agradou muito mais que o primeiro. Um labirinto escuro, uma pequena fada, um ladrão, um elfo poderoso e dragões e tesouros. Um conto maravilhoso e épico. O cenário é empolgante, os acontecimentos são frenéticos e as personagens excelentes. Uma das melhores descrições de um dragão que já li está neste conto.
Me lembrei bastante de O Hobbit (ladrão, elfos, tesouro, dragões) e Aladin (ladrão, tesouro, mistério).
Nota dez para o conto, o meu segundo preferido do livro.

O Anel e a Pérola Solitária é o conto que eu já havia lido, mas em uma antologia mista. E não me esqueci dele, porque é incrível. Reli o conto e continuo a ter a mesma opinião e é o que mais gostei em Fábulas ao Anoitecer. A história também começa à noite.
Através de uma narrativa ágil e bela, interligando a natureza a seres fantásticos, a autora complementa a trama com elementos juvenis, como as dúvidas da adolescência, o bullying e as descobertas. No caso da protagonista, essas descobertas vão muito além... do comum. Poderia gerar um livro Young Adult sobrenatural muito melhor que vários do mercado. Semelhante ao estilo de Juliett Marillier em A Dança da Floresta, que eu amo.

O quarto conto é Jack, baseado na lenda irlandesa de Jack-o'-Lantern que faz parte da base original do Halloween, ou Samhain. Um conto que atinge o equilíbrio entre o fantástico e o suspense. É ao mesmo tempo sensível e dramático, sem necessariamente assustar, mas também sem perder o fio levemente sombrio da história.

Em seguida vem A Princesa de Mangaleão. Um dos contos onde a Fantasia é mais pura e lúdica. Um mundo mágico que envolve reis e rainhas. Conhecemos o reino de Azurath, formado por doze ilhas.
Este conto se parece realmente com uma fábula, onde tudo se interliga e tem vida e sentimento.
Narrativa e enredo extremamente poéticos.

O título do próximo conto, A Senhora do Lago logo me fez pensar na saga de Avalon iniciada por Marion Zimmer Bradley e finalizada por Diana L. Paxson. Com certeza Georgette pensou nela e criou sua própria história, misturando incrivelmente Ficção Científica à Fantasia e misticismo.
Uma recriação do mito da Excalibur muito diferente, ousada e criativa. Com certeza uma ambientação antes nunca utilizada para mostrar Merlin e Morgana.
A autora poderia criar um livro a partir desse novo mundo criado.

Uma Tragédia Quase Grega também carrega ousadia no desenvolvimento e a autora novamente se baseia em um mito já existente. Embora seja uma lenda muito antiga, a da Medusa, Georgette escreve uma versão moderna, atual, teen e com um pouco de humor. Embora seja inusitada e diferente, o clímax e desfecho da aventura não me empolgaram como pensei que o fariam.

O próximo é outra lenda existente: O Holandês Voador. Dessa vez a origem da história é um navio fantasma e a autora soube explorar bem a ideia em um conto breve. Uma boa leitura para quem gosta de mistério, ação e pirata, mas sem surpresas.

A Menina dos Fósforos é um dos meus contos de fadas preferidos. Originalmente foi escrito por Hans Christian Andersen e se chamava A Pequena Vendedora de Fósforos. Adoro qualquer interpretação dessa história que marcou minha infância.
Embora eu já tenha lido várias versões, para adultos ou crianças, esta da Georgette conseguiu me prender do início ao fim e é completamente diferente. Ela foge das similaridades com versões já existentes, embora mantenha o ar trágico. Recriou a história em um cenário atual e mais escuro.
Eu diria que esse conto é a continuação do original!

O penúltimo conto é Alquimia Perfeita e mistura lendas, História e Ficção Científica. O mito da Pedra Filosofal de Nicholas Flamel ganha uma nova roupagem. Existe ainda um clima de ação contínua e até um rápido romance. Gostei do conto, principalmente da personagem feminina de destaque e adoraria que a história fosse mais longa e explorada.

O último conto é A Folha em Branco, uma aventura em forma de susto protagonizada por uma escritora com uma homenagem à figuras tradicionais da Literatura Fantástica! A autora aborda com humor negro um problema que aflige todo escritor: A falta de ideias. Nada como a ajuda das próprias personagens no meio da noite para ajudar na elaboração do texto, não seria ótimo? Só lendo para saber...

Contos que mais gostei: Olhos do Dia e da Noite, O Anel e a Pérola Solitária e A Menina dos Fósforos.


A autora:

É arte educadora, professora, mãe e escritora, nascida em Caçapava-SP. Organizadora de antologias literárias, possui quatro livros solos publicados, além de inúmeros contos.
É autora dos livros Lázarus (Novo Século, 2010), Apenas Uma Taça- Um Brinde ao Mestre Stoker (Editora Estronho, 2011), As Crônicas de Kira - A Princesa de Hisipan e Fábulas ao Anoitecer (Giz Editorial, 2012). 

Possui participações em várias antologias, inclusive como convidada ou organizadora.
Alguns dos livros que possuem contos da Georgette: Livro do Medo (Orago, 2012), Caçadores de Vampiros (Buriti, 2012), Insanas... elas Matam! (Estronho, 2011), Extraneus volume 2 - Quase Inocentes (Estronho\Literata, 2011), Steampink (Estronho, 2011), Cursed City - onde as almas não tem valor (Estronho, 2011), Fragmentos do Inferno (Estronho, 2011), Poe 200 Anos - contos inspirado sem Edgar Allan Poe (All Print, 2010), Sagas volume 1 - Espada e Magia (Argonautas, 2010), Paradigmas 4 (Tarja Editorial, 2010), Imaginários 4 (Draco, 2011), Moedas Para O Barqueiro - Contos fantasticos sobre a morte (Andross, 2010), Tratado Secreto de Magia - Contos de magia, feitiçaria e bruxaria (Andross, 2010), Metamorfose - A fúria dos lobisomens (All Print, 2009), entre outros.
É organizadora nas seguintes antologias: Daemonicus - Histórias fantásticas de demônios (Literata, 2013), Angelus - Histórias fantásticas de anjos (Literata, 212), UFO - contos não identificados (Literata, 2010), Grimoire dos Vampiros (Literata, 2010), Espectra - Histórias de fantasmas - Tomo I (Literata, 2011), Formaturas Macabras (Literata, 2011).

Links: Blogue | Facebook | Twitter | Skoob de autora


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail