Pesquise no Leitora Viciada

27 de julho de 2013

Lançamentos de 26 de julho da Companhia das Letras

Oi, Leitoras e Leitores Viciados!
Vamos conhecer os lançamentos de 26 de julho da Companhia das Letras e seus selos/editoras: Memórias de um Sargento de Milícias (Manuel Antônio de Almeida), Alta Fidelidade (Nick Hornby), Febre de Bola (Nick Hornby), O Legado de Humboldt (Saul Bellow), Degelo (Ilija Trojanow),  As Garras do Leopardo (Chinua Achebe, John Iroaganachi
e Mary GrandPré), História de Dois Amores (Carlos Drummond de Andrade e Ziraldo), Os 500 (Mattew Quirk) e Garota <3 Garoto, volume 3: Três é Demais (Ali Cronin).

Para os títulos publicados em 12 de julho, clique aqui; para os de 19 de julho, aqui.

Memórias de um Sargento de Milícias
Manuel Antônio de Almeida - Companhia das Letras
272 páginas - Ano: 2013 - R$24,50
Lançamento: 19 de julho de 2013.

Sinopse:
"Publicado em 1854, Memórias de um sargento de milícias ocupa um lugar muito especial entre os romances brasileiros do século XIX. Escrito numa época em que a ficção de folhetins era sinônimo de idealização romântica, Manuel Antônio de Almeida rompeu o ciclo de heróis e heroínas e suas aventuras amorosas para narrar o cotidiano das classes populares, suas desventuras e seu anti-herói por excelência: o malandro. 
Leonardo, seu protagonista, nada tem em comum com os heróis românticos da época. Desde muito cedo deu as costas para a vida acadêmica e religiosa para desfrutar do ócio. Não sofre remorsos nem dores de amor, e quando é feito sargento se identifica mais com a malandragem do que com as forças da ordem. 
Com sua narrativa centrada nos homens livres, mas despossuídos, do Brasil dos tempos de d. João VI, este romance pioneiro oferece um panorama cômico e precioso do modo de vida e da moralidade incrivelmente adaptável de um país ainda em construção."

Links: Penguin Companhia | Skoob
Alta Fidelidade (High Fidelity)
Nick Hornby - Companhia das Letras
Tradução: Christian Schwartz
312 páginas - Ano: 2013 - R$39,00
Lançamento: 16 de julho de 2013.

Sinopse:
"Rob é um sujeito perdido. Aos 35 anos, o rompimento com a namorada o leva a repensar todas as esferas da vida: relacionamento amoroso, profissão, amizades. Sua loja de discos está à beira da falência, seus únicos amigos são dois fanáticos por música que fogem de qualquer conversa adulta e, quanto ao amor, bem, Rob está no fundo do poço. Para encarar as dificuldades, ele vai se deixar guiar pelas músicas que deram sentido a sua vida e descobrir que a estagnação não o tornou um homem sem ambições. Seu interesse pela cultura pop é real, sua loja ainda é o trabalho dos sonhos e Laura talvez seja a única ex-namorada pela qual vale a pena lutar.
Um romance sobre música e relacionamento, sobre as muitas caras que o sucesso pode ter e sobre o que é, afinal, viver nos anos 1990. Com rajadas de humor sardônico e escrita leve, a juventude marinada em cultura pop ganhou aqui seu espaço na literatura. Ou, como escreveu Zadie Smith, “Hornby levou o romance inglês de volta a suas raízes perdidas. Nos ajudou a lembrar que nem todos os livros precisam falar dos quinhentos anos de história pós-colonial, [...] podem falar da alma de um homem, sua casa e como ele vive nela, das ruas por onde anda e das pessoas que ama”. Este é um retrato do homem contemporâneo sem ruídos, um retrato em alta fidelidade."

Links: Companhia das Letras | Skoob | degustação

Febre de Bola (Fever Pitch)
Nick Hornby - Companhia das Letras
Tradução: Christian Schwartz
352 páginas - Ano: 2013 - R$39,00
Lançamento: 16 de julho de 2013.

Sinopse:
"Aos onze anos, Nick Hornby foi levado pelo pai para ver um jogo do Arsenal pela primeira vez. O jovem, então entristecido pela separação recente dos pais e assolado pelas incertezas com relação ao futuro da família, ficou fascinado. Descobriu um lugar e uma comunidade que, como ele, não estava muito preocupada em se divertir, mas compartilhava algo bastante diverso: “O sofrimento como entretenimento era uma ideia completamente nova pra mim, e parecia ser alguma coisa pela qual eu estava esperando”. Dali em diante, Hornby nunca mais deixou de assistir, no estádio ou na tevê, a uma partida do Arsenal e atrelar aos sucessos e fracassos do time as respostas que buscava para a própria vida.
Publicado originalmente em 1992, o livro se estrutura a partir de datas e placares de 
jogos ocorridos no intervalo de 24 anos, décadas que também marcaram a entrada gradual do autor na vida adulta e na literatura. O resultado são textos repletos de erudição e memória fotográfica, humor e uma sensação de que se está lendo o relato de uma obsessão incurável. Sem jamais cair num discurso esnobe - que diferencia os “pensadores” do futebol dos meros torcedores -, Hornby aborda com leveza e sinceridade temas espinhosos como a violência nos estádios, o surgimento dos hooligans e as relações ambíguas entre cartolas e torcida.
Como nos livros de ficção que viria a publicar mais tarde, aqui o autor já aponta seu plano literário, marcado por protagonistas que demoram a se despedir da adolescência para retardar a chegada à idade adulta, agarrando-se às expressões culturais de uma época que está prestes a terminar. Febre de bola venceu o William Hill Sports Book of the Year em 1992 e, em 2006, foi incluído no kit especial do sócio torcedor do Arsenal.
Com nova introdução do autor, comemorativa do vigésimo aniversário da edição do livro."

Links: Companhia das Letras | Skoob | degustação

O Legado de Humboldt (Humboldt's Gift)
Saul Bellow - Companhia das Letras
Ilustrações: Rubens Figueiredo
528 páginas - Ano: 2013 - R$68,00
Lançamento: 11 de julho de 2013.

Sinopse:
"É a paixão pela literatura que faz Charlie Citrine, um vendedor de escovas do Meio-Oeste americano, tomar trinta dólares emprestados e partir rumo a Nova York. Mais especificamente, a paixão pela literatura do poeta Von Humboldt Fleisher, com quem Citrine almeja um encontro, ambicionando um futuro de letras em meio à intelectualidade nova-iorquina.
Inicia-se assim uma amizade de décadas que, de certa forma, irá conduzir Charlie ao seu próprio estrelato literário. O garoto que levara uma vida de artista agora é convidado num jantar de gala na Casa Branca e circula por Nova York no helicóptero de Bobby Kennedy. É o que Humboldt, decadente e vivendo no ostracismo, precisa para torná-lo o seu pária pessoal. Até que, anos mais tarde, o poeta cai morto, isolado e na amargura.
A partir da morte do mentor, Charlie irá costurar quarenta anos de cultura americana, num relato ao mesmo tempo sombrio e cômico sobre amizade, ressentimento, amor e arte. Saul Bellow faz de O legado de Humboldt a encarnação do grande romance moderno, com sua disposição ao épico íntimo, ao olhar compassivo, a captar o tumulto de coadjuvantes e acontecimentos e experiências de uma vida e a colocá-lo em perspectiva com uma época."

Links: Companhia das Letras | Skoob | degustação

Degelo (Eistau)
Ilija Trojanow - Companhia das Letras
Tradução: Kristina Michahelles
160 páginas - Ano: 2013 - R$37,00
Lançamento: 11 de julho de 2013.

Sinopse:
"Mr. Iceberger foi o apelido que a equipe do navio cruzeiro MS Hansen escolheu para Zeno Hintermeier, o coordenador da expedição que faz incursões anuais à Antártida levando cientistas afeitos ao frio, turistas entusiasmados e uma equipe de funcionários filipinos. Solitário, frio, à deriva: as maneiras de entender o apelido são muitas. Um estudioso de geleiras obcecado com o aquecimento global, Zeno é o protagonista radical de Degelo, do escritor búlgaro Ilija Trojanow. Entremeando anotações do caderno de Mr. Iceberger com uma comunicação confusa por rádio, o romance revela aos poucos sua trama, dando pistas de que esta não será uma viagem ordinária. 
Zeno relembra o derretimento completo da geleira que ele estudava nos Alpes, o surto que o acometeu depois dessa trágica “morte” e o fracasso de seu casamento. Ele está cada vez mais radical em sua crítica à exploração irresponsável do planeta, direcionando seu ódio aos turistas que acabam vivenciando a Antártida mais pelas câmeras fotográficas do que de fato pelo contato com o meio ambiente. Para acentuar sua irritação, o badalado artista Dan Quentin subiu a bordo do navio para realizar seu mais novo projeto e exige atenção especial: conta com Zeno para a organização de um sos humano formado pelos passageiros, com o objetivo de transformar essa falsa manobra de emergência em obra de arte.
À medida que o navio avança para o sul, aumenta a acidez do cientista. O absurdo cresce na mesma proporção: passagens exaltadas do personagem ganham um tom quase patético, imprimindo cores cômicas, mas também trágicas, à incursão do navio pelo continente gelado."

Links: Companhia das Letras | Skoob | degustação

As Garras do Leopardo (How the Leopard got his Claws)
Chinua Achebe - Companhia das Letrinhas
Colaboração: John Iroaganachi
Tradução: Érico Assis
Ilustrações: Mary GrandPré
48 páginas - Ano: 2013 - R$33,00
Lançamento: 16 de julho e 2013.

Sinopse:
"No começo, todos os bichos eram amigos. Eles não tinham garras nem dentes afiados, nem mesmo o rei, o bondoso leopardo. A única exceção era o cachorro, que, com seus caninos pontudos, era motivo de gozação entre os animais.
Certo dia, o cão, cheio de rancor, resolveu usar o que tinha de diferente para enfrentar o rei leopardo e se tornar o bicho mais poderoso da selva. E foi assim, a dentadas, que ele derrotou o grande líder, mandando-o para bem longe.
Mas o leopardo logo retornaria. Dotado de um rugido ainda mais forte, de garras afiadas e dentes reluzentes, o antigo rei voltou para fazer justiça – e, a partir daí, a vida na selva nunca mais seria a mesma.
Nesta parábola sobre a colonização, o escritor nigeriano Chinua Achebe fala de libertação e justiça de maneira criativa e acessível para todas as crianças."

Links: Companhia das Letras | Skoob

História de Dois Amores
Carlos Drummond de Andrade - Companhia das Letrinhas
Ilustrações: Ziraldo
64 páginas - Ano: 2013 - R$36,00
Lançamento: 16 de julho de 2013.

Sinopse:
"Osbó era um elefante de bem com a vida. Ele estava tão ocupado pensando nas férias que tiraria para descansar de suas obrigações como chefe da manada que nem percebeu uma pulga - aliás, um pulgo - instalada atrás de sua orelha.
É assim que começa esta história da amizade entre Pul, o pulgo, e Osbó, o elefante. Juntos, eles viajam, enfrentam guerras, riem e choram - até chegar aquele dia em que a convivência fica complicada. Vaidoso por ser amigo de um bicho importante, Pul passou a distribuir ordens por todos os lados e ser malcriado à toa, inclusive com Osbó.
Mas pra tudo existe uma solução. E, em muitos casos, essa solução é aquela coisa que todo mundo sente, que dizem que move até montanhas. Quem adivinha? Aí vai uma dica. O autor deste livro disse, em um de seus poemas, o seguinte: “Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar?”. 
Um livro escrito e ilustrado por dois dos maiores nomes da literatura brasileira, com um texto inédito de Ziraldo, além de capa e ilustrações fresquinhas."

Links: Companhia das Letras | Skoob

Os 500 (The 500)
Matthew Quirk - Paralela
312 páginas - Ano: 2013 - R$39,90
Tradução: Ana Ban
Lançamento: 08 de julho de 2013

Sinopse:
"Após uma infância e uma juventude complicadas, tudo que Mike Ford queria era uma vida honesta. Seguiu à risca a trajetória de um grande homem: se formou em direito em Harvard com as melhores notas e já era visto como a nova promessa do Grupo Davies — a mais poderosa empresa de consultoria de Washington. No entanto, quando já desfilava entre os mais importantes figurões dos EUA, Mike percebeu que sua nova vida talvez estivesse baseada em muito menos honestidade do que seu passado como jovem criminoso. Mas será que tudo que ele havia conquistado não seria suficiente para que aceitasse aquela situação?"

Links: Paralela | Skoob | degustação

Três é Demais (Three's a Crowd)
Série Garota <3 Garoto (Girl Heart Boy) - volume 3
Ali Cronin - Seguinte
Tradução: Rita Sussekind
307 páginas - Ano: 2013 - R$29,90
Lançamento: 02 de julho de 2013.

Sinopse:
"Cass está entre as mais inteligentes da classe. Tem uma família carinhosa, amigos incríveis, um namorado lindo, um futuro brilhante. Sua vida é perfeita - ou pelo menos é o que parece.
Seus amigos sempre deixaram claro que não aprovam seu namorado. Para piorar, seu melhor amigo se declarou para ela - e Cass não sabe como dizer não sem machucá-lo. Na escola, ela está uma pilha de nervos desde que fez a entrevista para tentar uma vaga em Cambridge. Sua confiança vai por água abaixo quando ela tira nota C num trabalho de política do colégio.
Pouco a pouco, a vida de conto de fadas de Cass vai desmoronando, e ela terá que se esforçar muito para administrar os “pequenos” percalços que vão surgindo pelo caminho e ao mesmo tempo resolver seus grandes dilemas."

Links: Seguinte | Skoob


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail