Pesquise no Leitora Viciada

18 de janeiro de 2014

Férias em Curitiba!

Oi, Leitoras e Leitores Viciados!
Estive em Curitiba, Paraná durante a última semana. Primeiramente visitei minha irmã e amigos no Rio de Janeiro e depois fui para Curitiba pela primeira vez. Depois ao retornar fiz conexão em São Paulo, até passar novamente pelo Rio e finalmente chegar em Cabo Frio, onde resido.
Desculpem ter deixado o LV parado, mas aproveitei que em janeiro quase todas as editoras entram em recesso, as férias do meu marido no trabalho e as minhas na faculdade para curtir um pouco!
Gostaria de compartilhar com vocês as visitas que fiz às livrarias e sebos, além da Biblioteca Pública do Paraná, contar um pouco minha impressão sobre o lado literário da cidade (e comprinhas).


Minha ideia era mesmo conhecer sebos. Em Cabo Frio infelizmente não existe nenhum. O mais próximo encontra-se distante, no município vizinho, São Pedro da Aldeia. Como eu nasci no Rio de Janeiro estava acostumada a visitar sebos semanalmente, então amei andar por sebos novamente.

Também visitei todas as livrarias e bancas em três aeroportos (do Galeão/Rio de Janeiro, de Curitiba/São José dos Pinhais e de Congonhas/São Paulo).



Em Curitiba os sebos são bem variados. Você encontra livros muito antigos e em alguns, mistura de livraria com sebo, livros novos. Os preços variam bastante. Verdadeiras promoções em usados, porém em outros sebos os seminovos estão caros.
O mais interessante em alguns sebos é o visual. Eles contém enfeites, estilo vintage, bonecos... Muito vendem CDs/DVDs/LPs, histórias em quadrinhos, livros importados e até mesmo brinquedos/enfeites para a estante. Adorei!
De uma forma geral os sebos são bem-organizados e limpos, sem cheiro de poeira ou mofo.





Gostei especialmente de um sebo que estava aberto logo que cheguei, em pleno domingo! Uma super feira de artesanato estava rolando no centro e vi este sebo por acaso. Até meu marido se divertiu muito vendo os brinquedos e itens de colecionador. Admirei tudo, e os livros, claro!






Comprei o livro Gênesis da Intrínseca e um bonequinho da Disney, do desenho Peter Pan (a "cachorra-babá" Naná que cuida de Wendy e seus irmãos). Meu marido comprou um boneco do Chaves.


Entre um sebo e outro quis conhecer as livrarias locais. As principais foram a Livrarias Curitiba e a Livraria Cultura.

Estive na Livrarias Cultura do Shopping Curitiba, mas a loja estava fechando. Dei uma rápida olhada. Fiquei deslumbrada com a loja. Fotografei um pouco até ser abordada por uma atendente super educada. Ela me explicou o porquê de não poder fotografar na livraria, por questões de design próprio e direitos autorais, mas disse que é permitido fotografar com o dragão e a fachada.
Me contou a história da livraria, várias curiosidades, falou sobre as filiais e adorei a conversa. Então como ela não solicitou que eu deletasse as fotos, apenas que não as postasse em lugar algum, deixo aqui as que tirei com o dragão e a frente - essas sim são permitidas.



Outro dia retornei à livraria, já sabendo que não poderia fotografar! Fui muito bem-atendida por todos na loja. Ao mesmo tempo em que orientam e ajudam o cliente, eles deixam todos à vontade. Muitos livros de editoras que não chegam em Cabo Frio e só os conhecia pela internet os vi ao vivo. Passei algumas horas na Livraria Cultura e comprei outra edição de O Mágico de Oz. Essa é edição de "bolso luxo", com capa dura (mas leve) e com as ilustrações originais. É da Editora Zahar.

Depois estive na Livrarias Curitiba também do Shopping Curitiba e circulei à vontade pela loja, também muito rica e variada. Nenhum atendente perguntou se eu precisava de ajuda. Como não encontrei naquele momento nada para comprar (até porque eu não pretendia, pois senão as bolsas deixariam de ser bagagem de mão e teriam de ser despachadas no aeroporto) conheci a linda loja e saí.


Fui ao cinema assistir Frozen, da Disney. Que por sinal é baseado em um conto de fadas antigo, amei o desenho!

Estive em outra loja da Livrarias Curitiba: A da Rua XV de Novembro e tive uma experiência ruim. Meu marido me fotografou na frente da loja. No interior, me fotografou com a pilha da nova edição de A Menina que Roubava Livros. Tenho o hábito de fotografar em livrarias no estado do Rio, portanto, não sabia que não se pode fotografar em livrarias de outros locais. Como não havia nenhum aviso sobre a proibição, não imaginei.
Na Livraria Cultura foram educados e nos explicaram. Porém na Livrarias Curitiba da XV foram extremamente grosseiros. Abordaram meu marido com o celular e o "convidaram" a ir ao segundo piso, dizendo que fotos eram proibidas. Ele se desculpou e disse que não fotografaria mais. Insistiram que ele subisse ao próximo andar, assim como o funcionário chegou a colocar os braços ao redor dos ombros do meu marido, insistindo para que subisse. Meu marido se recusou e disse a verdade: Que de toda a nossa estadia em Curitiba, em todo o comércio e pontos turísticos (e passeamos muito!) o único local onde fomos maltratados foi ali. Pediram desculpas quando meu marido disse que eu queria apenas comprar um livro e sair, que eu possuía um blogue literário e que conhecer livrarias fazia parte do meu roteiro de viagem.

Resumindo: Não me senti muito à vontade na loja. Ninguém me atendeu. Comprei na promoção o livro Gataca da Intrínseca, continuação de A Síndrome E (que eu amei).
Quando eu estava literalmente a um passo do caixa, após permanecer na fila por uns 5 minutos, uma atendente veio e simplesmente me deu um cartão com um código de barras e o nome dela, dizendo que só assim eu poderia pagar o livro. Mas dar um "boa tarde"? Não...



Visitei também a Biblioteca Pública do Paraná. Fiquei surpresa com o tamanho e variedade. São várias áreas, tudo muito limpo, organizado e grandioso. Vi títulos didáticos, de ficção, não-ficção, em diversos idiomas, infantil, juvenil, periódicos...
Estudantes em busca de uma boa pesquisa, principalmente de nível superior têm o local ideal. Crianças possuem uma área colorida e aconchegante, com atividades como pintura, videoteca e gincana literária. A Biblioteca é espaçosa, possui banheiros, elevadores, sistema informatizado, guarda-volume e mapa na entrada. Os funcionários são muito educados e prestativos.
Vi livros de todos os tipos! Até mesmo recentes como os da Seguinte. Embora a maioria esteja bastante manuseado eu achei isso muito bacana, porque demonstra que a população realmente os lê!
Tem uma área com mesas contendo tabuleiros de xadrez e uma área somente de histórias em quadrinhos, desde americanos, mangás, até infantis.
Me orientaram logo na entrada que eu poderia fotografar tudo à vontade, desde que sem flash, em silêncio e sem fotografar as pessoas, apenas o local e as obras. Então fotografei bastante!









Na Rua XV de Novembro me deparei com o Bondinho da Leitura, que funciona como uma mini biblioteca. Ganhei vários marcadores e vi crianças empolgadas frequentando o ponto tranquilo em plena movimentação do centro de Curitiba.





Resumindo, conheci todo o centro de Curitiba, três shoppings, quatro livrarias (também uma Saraiva, no Shopping Crystal), a Biblioteca, diversos restaurantes e pontos turísticos (como o Jardim Botânico, a Torre Panorâmica da Oi, o Bosque Alemão, o Museu Oscar Niemeyer, a Rua 24 Horas...).
Vi de tudo e me senti muito bem-recebida na cidade. As pessoas de uma forma geral são muito educadas, tanto no comércio como na rua. Todas as vezes em que precisei pedir informações foram prestativos, atenciosos e preocupados.
A cidade possui muitos pontos de lazer e cultura. Existem vários parques e locais históricos; é muito arborizada (não apenas nos parques e praças), limpa (lixeiras em todos os locais), organizada (fila nos principais pontos de ônibus) e mesmo no verão achei o clima muito diferente do estado do Rio.

Por estar em um hotel no centro, a noite presenciei fatos negativos, como prostitutas e viciados circulando. Um deles nos abordou após sairmos de uma confeitaria para nos assaltar, mas meu marido logo falou grosso e que era do Rio, o que comicamente intimidou o rapaz. Mas isso ocorre em qualquer centro, no mundo todo.
Me apaixonei pela cidade, pelo clima e pelas pessoas. Pretendo retornar!

Por favor, aguardem as atualizações do LV, pois estou de volta! Todas as pendências serão resolvidas nos próximos dias, como postagens pendentes (como resenhas e novidades), resultados de promoções, envios de prêmios aos ganhadores e respostas às mensagens. Obrigada a todos pela compreensão, mas bem que eu merecia um mini recesso nesses 2 anos e meio de blogue, né?

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail