Pesquise no Leitora Viciada

2 de junho de 2014

Me Liga, Sarah Mlynowski e Galera Junior (Galera Record)

Me Liga (Gimme a Call)
Sarah Mlynowski - Galera Junior / Galera Record
Tradução: Fabiana Colasanti
320 páginas - Ano: 2014 - R$35,00

Sinopse:
"Devorah Banks está recebendo umas ligações um tanto malucas. Afinal, não é toda hora que seu eu do futuro liga para você para dar dicas de provas, gatos etc. Xi... será que ela acredita? E obedece? A Devi do futuro já passou pelo ensino médio, está mais madura e experiente (e bem mandona) e sabe o que é melhor para elas, certo?"

Links: Galera Record | Skoob | degustação | comprar

Resenha:
É o primeiro livro de Sarah Mlynowski que leio, mas já me haviam recomendado o trabalho da autora. Pela Galera Record, seus outros livros são: Feitiços e Sutiãs, Sapos e Beijos, Férias e Encantos, Festas e Poções e 10 Coisas que Nós Fizemos.

A premissa de Me Liga me interessou muito e eu estava em busca de uma leitura amena e alegre, sem temas tensos ou narrativas profundas. Ao ler a sinopse eu pensei em outro livro da Galera Record, O Futuro de Nós Dois (Jay Asher e Carolyn Mackler), e ambos  possuem uma estrutura bem parecida.
De um modo geral, o livro me conquistou. É basicamente um chick-lit sem grandes pretensões que tem como público-alvo pré-adolescentes / adolescentes. Mas não nos agarremos a isso, porque Me Liga é uma leitura engraçada, o tipo de livro que qualquer leitor pode escolher para uma sessão de leitura divertida, em uma tarde de descanso, acompanhada de um delicioso lanche. É se largar em um local confortável e ler para esvaziar a mente da correria cotidiana. Não tem erro, a distração é certa com boa dose de relaxamento! Esta ficção da Galera Junior me fisgou e se mostrou agradavelmente doce e divertida.

A capa é como a narrativa e a diagramação: descontraída e direta. Vemos os cabelos de uma moça deitada na cama manuseando um celular. O título, Me Liga, mostra instantaneamente a importância do aparelho. É a protagonista, Devorah (Devi).
O livro possui mais de cinquenta capítulos, alguns tão breves que duram apenas uma página. A narrativa é em primeira pessoa e contada pela Devi. Mas, espere! Duas "Devis" contam a história, sempre em alternância de capítulos. É uma abordagem particular, porque temos acesso às intimidades da protagonista; não é todo livro que mostra a personagem conversando com... outra versão de si mesma.
Devi terminou o equivalente ao Ensino Médio dos Estados Unidos e está na fase de transição para a faculdade. Ela está tão atrapalhada, frustrada e com o coração partido que deseja poder voltar no tempo e modificar sua vida. Ou ao menos dar um recado para seu "eu antigo" para fazer tudo diferente durante o final da escola. Ah, se isso fosse possível! Quem não gostaria de fazer isso? Ainda mais na fase adolescente. Consertar erros e mancadas... Decisões que delineiam nossa vida adulta e até mesmo compõem nossa personalidade.
Então, de modo cômico, um acidente acontece com ela e seu celular e este para de funcionar. Ela telefona e quem atende é... Ela mesma! A Devi do passado. Desejo realizado!
Elas conversam pelo celular e trocam SMS. Como isso é possível? É o ponto mágico da história. Há uma pitada de fantasia nessa comédia teen e não espere explicações lógicas sobre isso. Nem há a necessidade.
A Devi do passado está iniciando o Ensino Médio e nem pensa ainda em faculdade, carreira, namoro, nada sério, na verdade. Ela só quer curtir com as amigas e beijar alguns gatinhos.
Incrédulas, suas duas versões interagem e decidem se unir para um futuro perfeito, ou próximo a isso.

Esse tema é bastante clichê, mas mesmo de forma básica a autora consegue desenvolvê-lo muito animadamente. O livro é agitado, o enredo é energético, a protagonista é carismática - e em duas versões!
Não existe viagem no tempo literalmente falando, mas o contato da "Devi Veterana" com a "Devi Caloura". A autora, portanto, não cai no perigo da personagem "encontrar com ela mesma" fisicamente, o que costuma causar problemas na ficção de viagens temporais.
A cada contato e decisões tomadas para melhorar a vida da Veterana, opa, de ambas, o futuro muda. E não apenas de Devi, mas de todos ao seu redor.
A Caloura está preocupada e a Veterana em pânico, o que traz uma sequência de risadas. Devi Caloura começa a seguir escolhas diferentes das que ela tomaria por influência (ordens!) de si mesma, a Devi Veterana. Se ela no futuro está dizendo o que fazer e o que não fazer, ela deve ouvir, não é mesmo? Afinal é ela mais experiente. E isso não é errado, ou é?

É irônico acompanhar uma história com uma protagonista como se fosse duas. Outro item incrível do livro é que Devi não possui um antagonista, não temos uma personagem vilã. Devi combate... Ela mesma! É uma batalha sobre tomar as decisões certas. Uma batalha interior.
Mesmo tendo diferença de apenas quase quatro anos, é notável o quanto a vida de Devi mudou. A base da personalidade é a mesma, o que acarreta diversos conflitos divertidos de Devi Mais Velha com Devi Mais Jovem.
A cada mudança nas atitudes, nas escolhas, até mesmo no que Devi fala para as pessoas, uma modificação ocorre no futuro. Às vezes uma simples ação da Devi Caloura sob dicas da Devi Veterana modifica várias áreas futuras.
Especialmente a faculdade que Devi cursará. A Devi Veterana está arrependida por não ter se dedicado aos estudos como deveria. Ela não entrou em uma faculdade de primeira linha como a irmã mais velha. Então, sobra para Devi Caloura se dedicar mais, muito mais. Ah, e nada de se apaixonar pelo Bryan! - Devi Veterana alerta, mas será que Devi Caloura resistirá?
Os problemas e conflitos surgem e vão se intensificando, pois Devi nunca está satisfeita, tanto em uma linha temporal como na outra. Sempre tem algo errado, algo a ser consertado, a ser melhorado. E mais: Ela percebe que quase sempre interfere nas vidas das outras pessoas. Então ela precisa urgentemente deixar tudo positivo para todos, principalmente seus pais e seus amigos. Missão utópica impossível?
A leitura é veloz, pois as mudanças constantes na vida de Devi Veterana causadas pelas decisões de Devi Caloura, são sortidas. Há um detalhe: Devi Veterana também muda a vida da Devi Caloura, desde o primeiro contato! Só de conhecer algo do futuro, a vida teoricamente já mudou. Dos fatos mais leves aos mais chocantes; dos mais simples aos mais complexos; dos mais bobos aos mais drásticos.
Devi fica cada vez mais envolvida e presa aos telefonemas. Cada vez mais dependente da situação. Como se desvincular disso? É viciante ter esse poder em mãos.

Me Liga é um livro engraçado, direto e de leitura acessível. A escrita da autora é jovial e muito boa para qualquer leitor e excelente para a faixa etária ao qual o livro é destinado.
Através de diálogos interessantes e numerosos Sarah Mlynowski aborda temas adolescentes universais, com todas as grandes questões existenciais da maioria. Devi reflete sobre a incerteza do futuro, a insegurança das decisões e o medo da responsabilidade. "O que ser quando crescer" se aproxima e a resposta parece inevitável, mas Devi não sabe responder. As dúvidas pesam; e não apenas sobre a área profissional, mas também sobre aos relacionamentos; sobre sua personalidade. Mesmo com a ajuda de sua versão mais madura, a Devi Caloura percebe a grande pressão por antecipação.
Ao mesmo tempo, a Devi Veterana, que está se preparando para a saída da adolescência e para a entrada na vida de jovem adulta, também possui os mesmos questionamentos.
Devi precisa chegar ao equilíbrio perfeito e perceber que precisa simplesmente viver e parar de planejar cada passo ou ficará presa para sempre ao celular.
Uma comédia fofa sobre contatos entre a mesma pessoa em dois pontos temporais diferentes recheada de... Conflitos e questões atemporais!

A autora:
Sarah Mlynowski nasceu em Montreal, em 1977, é formada em literatura inglesa e escritora em tempo integral. Seu primeiro best-seller, Milkrun, já vendeu mais de 600 mil exemplares. A autora também lançou livros para adultos, além de ter participado de coletâneas de contos. O primeiro livro sobre aventuras de Rachel e sua irmã Miri, Feitiços e Sutiãs, já foi publicado em diversos países, e a série já conta com um terceiro volume depois de Sapos e Beijos.
Site | Facebook | Twitter | Instagram


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail