Se Eu Ficar, Gayle Forman e Editora Novo Conceito

Se Eu Ficar (If I Stay)
Viva para amar.
If I Stay - livro 1
Gayle Forman - Editora Novo Conceito
Tradução: Amanda Moura
224 páginas - Ano: 2014 - R$29,90

Sinopse:
"Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela.
Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.
Se ela ficar."

Links: Novo Conceito | degustação | Skoob | comprar

Resenha:
O Grupo Editorial Novo Conceito é a editora responsável pela linda edição do best-seller Se Eu Ficar (If I Stay), da autora Gayle Forman. Adaptado para o cinema, o filme homônimo tem estreia no Brasil marcada para o dia 04 de setembro de 2014.
Com receio do livro não atingir minhas expectativas, tentei controlar a ansiedade adiando a leitura. Pode parecer estranho, mas foi uma tentativa de valorizar o livro. Como em breve o filme chega às telonas, li o livro, mas tive um problema: Durou apenas um dia.
Confesso que Se Eu Ficar me conquistou desde o princípio e me segurou até o final. Um livro que mostra que não importa a complexidade do desenvolvimento enredo, uma boa história sempre conquista o leitor, mesmo com abordagem simples.
A diagramação é fofa, com notas musicais por todas as páginas. Todo o trabalho está ótimo e a edição conta ainda com entrevistas especiais e o início da continuação Para Onde Ela Foi (Where She Went). Este mostra o que aconteceu posteriormente, sob narração / ponto de vista de Adam, namorado de Mia.

Já em Se Eu ficar, a narrativa é da Mia, e se alterna entre presente (o acidente e a internação da protagonista) e o passado (flashbacks onde Mia compartilha suas lembranças em profundas reflexões).
O presente segue linha cronológica organizada, com a duração de exatamente um dia. O que acontece com Mia durante as horas em que está em coma no hospital? O que ela sente, o que ela pensa, o que ela vai fazer?
O passado, por outro lado, segue uma ordem psicológica, ou seja, cronologicamente caótica, mas com sentido completo quando relacionado às ideias e sentimentos de Mia no presente. A duração é imprecisa, pois são diversos momentos da vida da menina e sua família. São fatos aleatórios que ilustram quem Mia é.
A relação entre as histórias que Mia relembra com o presente é simples: Conforme ela reflete sobre sua situação, os motivos de estar entre a vida e a morte e, ao mesmo tempo, observando tudo ao redor de seu corpo na cama do hospital, Mia pensa em todos os fatos importantes para ela, portanto, é uma narrativa introspectiva.


Sabe o que dizem sobre antes de morrer assistir em um segundo toda a sua vida como se fosse um filme? Mia passa um dia relembrando tudo, sejam situações casuais ou importantes.
É uma narrativa delicada e muito íntima, que se conecta ao leitor de forma rápida.
O que acontece conosco após a morte? Mia reflete não apenas sobre a vida, mas também sobre a morte. Através de uma história comovente e escrita básica, a autora levanta questões muito profundas sobre o sentido da vida e existência pessoal. Por que existimos? Não a humanidade como um todo, mas a importância da vida de cada indivíduo.
Qual é o impacto dos relacionamentos na vida de uma pessoa?

Mia tem uma vida maravilhosa, com família unida e feliz. Os pais são presentes, liberais e compreensivos, sempre apoiando a menina e estimulando-a. O irmão caçula é fofo, esperto e divertido, sempre com observações especiais que só uma criança curiosa apresenta. A melhor amiga é tão chegada que as duas mais parecem irmãs. O começo da amizade foi inusitado. O namorado é charmoso, bonito e amável.
Mia está perdendo tudo isso, até a razão de viver.
A paixão pela música está presente entre as personagens. O pai de Mia tocou em uma banda de punk rock, a mãe e o irmão adoram música e o namorado está começando a fazer incrível sucesso com a banda de rock. Mas Mia é diferente, ela ama música clássica e é violoncelista. Até os amigos da família são ligados a música. Mia se sente um pouco deslocada e a música, tão importante em sua vida, é apenas um exemplo.
Na verdade, mesmo tendo uma vida perfeita, se sente um pouco perdida, seja na escola, em casa, no relacionamento amoroso. Ela tem tudo para ser completamente feliz, porém sente que falta algo em seu coração.

Então o choque ocorre. A curiosidade do livro, é que existe inversão dos fatores padrões. O clímax da história já acontece no começo, não no final. Então o leitor mergulha com Mia em seus conflitos e o clímax fica em espera, aguardando a solução... Instigante, diferente.
Sua vida está por um fio e, aos poucos, Mia está perdendo tudo. Tudo mesmo! Agora, ela sabe de verdade o que é estar incompleta e essa é uma das mensagens da autora: O que é importante para você? De verdade, no fundo do seu coração?
O conflito central surge: Se o corpo está em coma, mas ela circula livremente pelo hospital, enquanto familiares e amigos se revezam na sala de espera, é ela quem decide se fica ou se vai? Se vive ou morre? Ela pode acordar do coma quando desejar? Como? E mesmo que decida viver, o que vai acontecer, agora que tudo mudou? "E se eu ficar" - é a pergunta que ela se faz, relembrando os mais doces momentos da vida.


Gostei de Mia desde o princípio, assim como a rápida evolução pessoal que a menina é obrigada a desenvolver em apenas alguns instantes. Sua família me conquistou de imediato, ao contrário de seu namorado. Não me conectei com o romance entre eles. Passei a gostar de Adam sinceramente apenas na reta final da história. Então ainda tenho dúvidas se gostarei da continuação, que será publicada em outubro, também pela Novo Conceito.
Embora seja um drama e uma situação extremamente difícil e triste, a vida de Mia é bonita e divertida, então o livro traz cenas engraçadas, variadas e envolventes. Eu, por exemplo, sou muito emotiva em relação às perdas e sofrimentos, porém não chorei. Nem cheguei perto das lágrimas. Na verdade, esperava que o livro fosse muito mais dramático. A história é triste, mas a autora não se aproxima do desespero que a situação da protagonista apresenta.
O conflito da protagonista me envolveu e a escrita singela da autora me capturou. Se Eu Ficar é uma história melancólica e doce. A simplicidade carrega nas entrelinhas as mais intensas mensagens sobre amar e ser amado e valoriza a vida, mesmo nos momentos mais sombrios. Viva para amar.
Todo leitor com coração se emocionará durante a leitura, até mesmo os mais durões, ao menos um pouco. Uma obra que traz reflexões sobre amor, família e a busca pela razão de se viver.

"Se eu ficar. Se eu viver. A escolha é minha." - página 75.

A autora:
Gayle Forman começou sua carreira escrevendo para a revista Seventeen com a maioria de seus artigos centrada nos jovens e preocupações sociais. Mais tarde ela se tornou uma jornalista freelancer para publicações como a revista Details, Jane Magazine, Glamour Magazine, The Nation, Elle Magazine e Cosmopolitan Magazine.
Em 2002, ela e seu marido Nick fizeram uma viagem ao redor do mundo. Acumulou uma riqueza de experiências e de informações que mais tarde serviu como base para seu primeiro livro. Em 2007 ela publicou seu primeiro romance para jovens adultos, intitulado de Sisters In Sanity, onde ela se baseia em um artigo que tinha escrito para a revista Seventeen. O romance Se Eu Ficar, fez Forman levar vários prêmios, entre eles o Indie Choice Award de 2010.

Links: Site | Twitter | Facebook

Trilha sonora do livro:

Música é importante na história. É o que aproxima Mia e Adam. Liga Mia a seus pais. Mesmo que os seus gostos sejam diferentes. Fornece as notas que impulsionam a vida de Mia. Várias canções são citadas ou estão presentes no livro.
Escute as músicas:

If I Stay by PowLa :) XD <3 on Grooveshark

Próximo livro:
Trailer do filme:





37 comentários

  1. Oi Tati! Eu já li esse livro é gostei, mas o meu problema é que não consegui sentir uma proximidade com a protagonista e também eu fui com MUITAS expectativas, eu gostei mas esperava mais. Enfim, as cenas da família da Mia, as de Adam me comoveram. Pelo que entendi, a continuação será bem sofrida. Fiquei feliz que ela será narrada pelo Adam também. Uma dúvida: a continuação sai em setembro ou em outubro? Eu jurava que era em outubro, fiquei confusa agora.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jessica! Como perdi meus pais jovem, me senti próxima de Mia, mas assim como você, eu pensei que fosse me emocionar muito mais com a história. Pensei que fosse chorar. Mas não. É triste, é bonita... A história é ótima, mas não me emocionei como pensei.
      Li em vários blogs que o lançamento é em setembro, mas não vi nenhuma notícia oficial. Na verdade, a maioria dos blogs dizia que o livro seria lançamento de agosto, mas foi o mês de Se Eu ficar. Creio que ambos os lançamentos atrasaram. Agora é esperar as notícias.
      Beijos.

      Excluir
  2. Tati,
    Tive a mesma sensação que você quanto à Adam. Ele só me ganhou no final, talvez, no filme ele tenha uma participação mais intensa, pra fazer o pessoal gostar dele.
    Amei a KIm, desde o começo. Sim, a narrativa é fluida, simples e completamente magnetizante. Eu adorei, masssss também não sei se irei gostar da continuação devido à mudança da narrativa.
    Achei que a capa não condiz com o contexto, ficou uma capa do filme e outra original, as meninas são diferentes, não gostei!
    A continuação é outubro.
    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chrys! Até as últimas cenas eu não me impressionei com Adam nem com o relacionamento do casal. Eu me sentia extremamente triste pelo drama de Mia, da família, dos amigos e até do Adam, mas eu não suspirei pelo romance deles, sabe? Não me conectei com eles, apenas com Mia e sua situação.
      Também não curti isso da Mia ser a do filme em uma capa e depois outra pessoa na capa do volume seguinte.
      Obrigada por avisar sobre a data da continuação. \o/
      Beijos.

      Excluir
    2. Acho tão importante quando as capas são coerentes, sabe... eles poderiam ao menos ter feito as duas versões então.
      Achei que o relacionamento deles ficou meio que em segundo plano, a família e o ficar ou não era o plano principal, o que imagino que ficará em segundo plano no filme! Pena!
      Beijos

      Excluir
    3. Oi, Chrys! Não sei muito o que esperar do filme, acho que além do que você comentou, devam também destacar o lado musical, posso estar enganada, mas pelas entrevistas do livro e em vídeo que vi na web, a música será explorada, só não sei se pelo motivo correto. Beijos.

      Excluir
  3. Oi Tati, essa é a segunda resenha de Se eu ficar que leio e você teve uma visão um pouco diferente. Gostei do seu texto, da sua colocação e de conhecer melhor o livro. Pretendo ler muitas páginas dele amanhã, estou na 20, se não me engano, bem no começo. Espero que eu goste e fique meio que sensibilizado com a história. Pretendo terminar a leitura antes de assistir o filme nos cinemas ^^ Ah, também já gostei da Mia, de cara.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Caique! Então em breve você terminará o livro e será mais uma visão. Esse é o legal de conhecermos as resenhas ou opiniões dos outros leitores. Desejo a você uma boa leitura, para assim ir bem animado ao cinema, estou ansiosa :)
      Beijos.

      Excluir
  4. Olá, é interessante que o gênero desse livro é um dos que mais gosto.
    Mas não me vejo lendo esse livro, talvez por sentir que ele é um pouco triste e
    nesse momento estou fugindo de livros assim. Mas o que mais gosto e você ressaltou
    é que ele trás reflexões sobre a família, amor. Com certeza é um livro bem intenso para se
    ler, possa ser que algum dia, eu o pegue para conferir. Não sei também se vou assistir ao filme,

    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Solange! A história da Mia é triste, mas eu achei o livro muito mais alegre do que triste... Por causa da felicidade da família da Mia, contada por ela nos flashbacks. Mas tem gente se acabando de chorar, portanto, há o perigo de você ser uma delas. Se está fugindo disso, é melhor deixar a leitura para depois, mas não deixe de fazê-la se puder, porque o livro é bonito.
      Beijos.

      Excluir
  5. Oi Tati, ainda não li o livro mas me identifiquei muito com a história. Também perdi muitas pessoas queridas durante minha vida, uma delas meu pai, e livros que tratam do assunto sempre me comovem. Coloquei no minha lista de próximas leituras, pelo trailer o filme vai ser um sucesso, quero ver assim que lançar, mesmo que eu não tenha lido o livro ainda.
    Beijos
    Blog: Porão da Liesel
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila, sou como você, se o tema é a perda de entes queridos, eu leio apreensiva, fico com medo de chorar, porém por outro lado, gosto de conferir se a história em si é realmente sentimental e realista, ou se o autor foi vago. Sofro conflito com esse tipo de livro, querer e não querer ler.
      Beijos.

      Excluir
  6. Oie,

    sou louca pra ler esse livrop, e fico com muito medo de me decepcionar pensar muito na história e acabar não gostando, a capa é muito linda, e a historia parece ser bem comovente e eu sou muito dramatica, qualquer coisa já estou chorando então acho que vou chorar, depois que vi o trailer do filme fiquei com mais vontade de ler o livro, confesso que me interessei pelo livro depois do trailer do filme.

    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mayla, acho que gostará do livro sim, é uma história triste, mas muito bonita. É só preparar os lencinhos, para caso chore. Beijos.

      Excluir
  7. Acho que vou ficar só com o filme ^^
    A leitura em ordem não cronológica sempre me confunde e acho que é um artificio para ser usado mais em filmes, por ser mais dinâmico.
    Ótima resenha!

    Post it and Scrapbook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Francielle, mas a leitura desse livro é super simples, você não terá nenhum problema. A coisa só complica em livros densos e complexos, de suspense, por exemplo. Aqui é muito tranquilo e leve, além de funcionar muito bem.
      Beijos.

      Excluir
  8. Oi Tati,
    Esse livro será minha próxima leitura, pois quero ler antes de assisti ao filme, assim como você também fui adiando a leitura por ter expectativas demais e fiquei com medo de me decepcionar.
    Lendo sua resenha percebi que não vou, que o livro no envolve realmente, que a história de Mia é triste porém na maioria da leitura foi uma sensação de alegre que teve.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari, também gosto de ler a obra original antes de assistir ao filme, não importa o tipo de história. Obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  9. Olá Tatiana, tudo bem?

    Estou terminando a leitura dele e não sei qual impressão dou ou não sobre ele. Gostei de alguns pontos, mas tem muita coisa que estou confusa dhiusahudsa.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pamela, também passei por um conflito ao término :) No meu caso foram itens que eu não tinha certeza qual seria minha opinião. Beijos e boa leitura.

      Excluir
  10. Olá
    Esse livro anda sendo muito falado pela blogosfera. Mesmo com todo esse burburinho ainda não me interessei pela obra e por enquanto vou querer conferir apenas o filme, provavelmente não no cinema porque eu não me senti muito atraído pela história e tem outros filmes mais interessantes em cartaz. Espero que quando eu assista, goste. Quem sabe eu acabe lendo depois disso.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Matheus, o formato cinematográfico ajuda mesmo a pessoa a experimentar a obra e, quem sabe, ler o livro. Por isso é importante que a versão nos cinemas seja parecida, para a pessoa imaginar se gostará ou não da literária.
      Beijos e bom filme para você (mesmo que seja outro).

      Excluir
  11. Olá,

    Gostei da premissa da história, parece ser um livro bem interessante, mas vou assistir primeiro ao filme. Tenho costume de fazer isso para livros que tenho dúvidas se me agradarão. Acho a Chloe uma das atrizes mais competentes de sua geração.

    Abraço o/
    http://pipocaradioativa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, victor, também acho a Chloe excelente, quero conferir se ela conseguiu capturar a essência da situação da Mia, mas acredito que sim. Beijos.

      Excluir
  12. Tati, para mim o clímax foi a última frase do livro e isso me deixou revoltada hahahaa
    Como pode uma autora terminar a história assim?! Ainda falta um mês para a continuação meu pai.
    Ao contrario de você, o relacionamento de Mia e Adam me ganhou. A história é linda, mas achei o livro meio mais ou menos. Acredito que meu problema foi a alta expectativa. O Marketing agressivo da editora, o trailer do filme que passa uma imagem bem mais dramática..
    Por sinal, estou bem curiosa com o filme. A atriz nao condiz com a imagem que eu fiz de Mila, ela é bem mais novinha, mas enfim. Acredito que esse vai ser um daqueles raros casos onde o filme supera o livro ;S

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dreeh! Acho que foi exatamente isso, o livro é bom, emocionante, mas não é tão intenso quanto as imagens do trailer. Também estou curiosa com o filme, e a atriz, que é excelente e linda, não é também a imagem que criei de Mia durante a leitura. Curioso, pois ao começar a leitura, fiquei com essa imagem como base, a da atriz. Mas logo nos primeiros capítulos, a imagem foi reconstruída, com outra beeem diferente. Beijos.

      Excluir
  13. Oi Tati,

    Eu acho a capa deste livro linda e confesso que me interessei por lê-lo, mas aí descobri que terá sequência e possivelmente ainda mais sofrida, tendo alguns leitores mais emotivo, como eu por exemplo, (rs) que preparar lencinhos, ah! não não gosto de chorar. Então livro com sequencia + lágrimas não combinam comigo, principalmente quando tenho consciência destes fatos, mas não o descarto de vez não.

    Lendo a sua resenha, a qual gostei muito, este livro traz temas para muita reflexão, não é mesmo? Tem coisas que amo como a música e esta como ligação entre pessoas importantes na trama, amizade entre pessoas que se tornam quase irmãs pela sintonia, família e pelo que você disse tem passagens engraçadas, o que ameniza um pouco o drama.

    Tati, agora o que é esta playlist???? Linda demais, amei!!!!

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tania! Eu sou muito emotiva, mas não chorei. Me comovi, refleti muuuuuito, mas não chorei e nem fiquei desesperada, como alguns livros fazem. Fiquei triste sim, mas feliz também... Diferente, né? O livro ganhou uma estrela de quatro só por me provocar esse conflito de tristeza/felicidade.
      A playlist é demais, excelente para quem está lendo ou leu dar uma checada. Eu, pelo menos, se não conheço uma música citada em livro, corro para procurar na web.
      Beijos.
      Beijos.

      Excluir
  14. Tati,
    Ainda não li o livro mas vou ganhar de presente da minha amiga-linda, Taty :P Sabe empolgação e um mix de "isso é muito bom", "preciso desesperadamente conhecer a Mia" e "nossa, que maravilhoso". Se eu ficar é um livro que eu tenho certeza que irei devorar, chorar, favoritar e amar incondicionalmente. Me emociono com o trailer :P
    E amei sua resenha; ser apresentado a realidade e as lembranças de Mia, o climax da história e sua decisão entre ártir e ficar me deixam muito curioso.
    Quero e preciso ler logo :)

    Bela resenha.

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriano, que presentão, hein? Espero que você se emocione com o livro mais ainda, que curta,favorite e etc =)
      Obrigada pelo comentário!
      Beijos.

      Excluir
  15. Olá Tati!
    Eu estou louca pra ler esse livro. Adorei a sinopse e capa do livro. Quero muito saber como história termina e se vou conseguir acompanhar a história sem me perder.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suelen, vai conseguir sim é muito tranquilo :) Espero que goste.
      Beijos.

      Excluir
  16. Oi Tati, tudo bem?
    Antes de mais nada, vou dizer: Das suas resenhas, acho que essa foi a melhor que já li!!!!! Nossa!!!!! Que texto bem construído!!!!!!! E vou ousar discordar de você: você pode não ter chorado, mas com certeza se emocionou, esse livro lhe tocou de alguma forma, pois suas palavras foram emocionantes. Pronto, falei!!!!!!! Risos...
    Esse foi um dos livros mais aguardados por mim, estou com muita expectativa e para minha sorte e alegria, ganhei ele no sorteio da Ju!!!! nem acreditei!!!! Não vejo a hora de ler!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cila! Que bom que gostou da resenha, fico tão feliz! Ah, sim, com certeza. Não chorei, mas fiquei superemocionada, pode apostar! Dá pra perceber pela resenha, né? :)
      UAU, Cila, que sorte, além de ganhar sorteio foi logo ESSE livro... Você vai amar! Espero pela sua resenha depois, hein?
      Beijos.

      Excluir
  17. Oi Tati!! Como você, me envolvi bastante com o livro durante todo o desenrolar da história. Mas, no meu caso, chorei várias vezes, rs, não aquele choro de soluçar, mas um choro mais leve, principalmente nas partes dos flashbacks. A Mia se mostra uma garota tão cheia de vida, apesar de se sentir meio fora de lugar, que eu me angustiava muito por ela não tomar uma decisão. O que mais gostei no livro talvez seja a forma como ele está repleto de amor de todos os tipos, é uma delícia sentir isso.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! Então você precisou de muitos e muitos lencinhos, mesmo sem os soluços! Eu gostei da Mia logo de cara, amei a família dela e o clima de felicidade entre eles, presente nas coisas mais simples do cotidiano. Acho que é o que mais sinto saudades ao pensar nos meus pais.
      Beijos.

      Excluir
  18. caí na besteira de ver primeiro o filme pra depois ler o livro e fui com receio, mas o meu coração ia sendo fisgado a cada página.

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras