Longe de Você, de Emily Hainsworth e Galera Record (Grupo Editorial Record)

Longe de Você (Through to You)
Emily Hainsworth - Galera Record / Grupo Editorial Record
288 páginas - Ano: 2014 - R$32,00 - jovem adulto

Sinopse:
"Camden Pike tem uma surpresa ao retornar ao local do acidente que matou Viv, sua namorada: ele encontra uma garota exatamente igual a ela.
Nina vem de uma realidade paralela onde Viv está viva – mas não é bem Viv.
Cam está disposto a mantê-la ao seu lado, mas eles fizeram escolhas bastante distintas em suas vidas e, quando Nina revela um segredo perigoso, fica claro que a Viv que Cam amava não é a mesma pessoa que ele reencontra.
Será que ele conseguirá escolher entre essas duas realidades?"

Links: Galera Record | degustação | Skoob | comprar

Resenha:
Longe de Você (Through to You, 2012) é o primeiro romance de Emily Hainsworth e foi publicado no Brasil pela Galera Record (Grupo Editorial Record) em setembro de 2014.
Com uma premissa instigante e capa lindíssima, me interessei imediatamente pelo livro, que infelizmente não alcançou minhas expectativas, embora seja uma boa leitura.
A capa é atraente e se mostra excelente para representar uma obra Young Adult, apesar disso não condiz com a trama. Na verdade, mesmo apresentando imagem, fonte e cores atraentes, a figura não possui ligação alguma com o enredo. Gosto quando as capas combinam com o conteúdo e senti falta da identidade visual. O trabalho da diagramação simples, impressão e revisão estão excelentes.
É o primeiro romance da autora, portanto compreendo o fato do livro não alcançar seu potencial, mas carece de profundidade no desenvolvimento do enredo. A premissa é fantástica, porém a abordagem não foi adequada. Mesmo assim é uma obra completa, com início, meio e fim; e sem erros.

É um Young Adult (Jovem Adulto) e a escrita da autora é clara e objetiva, porém falta intensidade.
A busca pela identidade do protagonista e seu papel na sociedade se faz presente através da dúvida sobre como prosseguir após a morte acidental e fulminante de sua namorada. Temas sensíveis ligados a depressão, falecimento, perda, culpa, relacionamentos de um modo geral e a primeira vez sexual, compõem a história em diferentes escalas.
O ponto de partida é realista, já a mudança que sacode a vida do protagonista é o oposto. Neste momento o livro apresenta a Ficção Científica, com mundos paralelos. A combinação da dor do adolescente e da descoberta surreal de viajar para outra realidade onde este sofrimento é aparentemente aplacado surge como o fator forte do livro e poderia ter sido impressionante. Eu gostei muito da ideia, mas o caminho escolhido pela autora é previsível.

A narrativa é em primeira pessoa e desenvolvida sob o exclusivo ponto de vista do protagonista. Interessante ser do sexo masculino, pois no gênero Jovem Adulto protagonistas femininos costumam predominar.
Cam é um adolescente que perdeu sua namorada em um acidente de carro. O rapaz se culpa pela tragédia e não consegue amenizar a falta de Viv, seu primeiro amor, deixando a depressão profunda se instalar.
Os pais são divorciados e o relacionamento de Cam com ambos anda abalado. Ele não participa mais do time de futebol e não frequenta mais seus locais preferidos, ignorando os colegas de escola e cumprindo apenas as atividades escolares obrigatórias, de modo mediano.
Durante o primeiro terço da trama, acompanhamos os detalhes do luto Cam e a evolução de sua tristeza. Ele relembra de como era seu relacionamento com Viv.
O sofrimento e a culpa fazem dele um rapaz mal-humorado, impaciente e chato. Mas aos poucos percebe-se que mesmo antes da catástrofe ocorrer, Cam já estava se afastando dos amigos e pais, visto que o adolescente já passara por outro infortúnio antes. Viv fora a peça fundamental para Cam enfrentar o problema, então como viver sem a moça?
Cam não me conquistou como protagonista. Mesmo eu sendo condolente com sua dor, achei que a autora arrastou um pouco o começo da história transformando Cam em uma personagem antipática.

Talvez o erro esteja no fato da sinopse do livro entregar o que Cam encontra do outro lado e a autora demorar tanto para chegar neste ponto, como se fosse um grande mistério, fato desagradável.
A curiosidade sobre como Viv realmente era foi minha escolha para ocupar meus pensamentos durante essa fase, já que eu já sabia que outra versão de Viv seria encontrada por Cam. Porque este, em meio à paixão e dor, apresenta uma imagem idealizada e perfeita da namorada falecida, então eu queria saber o quanto disso foi verdade, e não a visão de um apaixonado; o quanto dela existe em sua versão paralela.
Chegando ao ponto em que Cam encontra a desconhecida Nina, responsável por fazê-lo encontrar com a misteriosa Viv do "outro mundo", o enredo melhora e o livro tinha tudo para ser incrível, mas a narrativa continua morna.
Cam descobre uma dimensão paralela onde a vida é tão parecida com a sua, mas ao mesmo tempo tão diferente... Mas Viv é outra personagem que desgostei. Será que essa Viv é mesmo diferente da Viv do Cam? E o quanto? Há boa ironia sobre isso e Cam é o único a não enxergá-la.
Nina salvou minha leitura, se mostrando interessante e mais complexa que o casal. O final traz uma pequena e intensa reviravolta que faz a leitura valer a pena. Infelizmente esta foi previsível para mim, talvez não seja para todo leitor.
O momento em que Cam se perde na atmosfera kafkiana é a melhor parte do livro e foi nesse instante que a autora perdeu a oportunidade de finalizar um Young Adult diferente e inovador. Em vez de explorar a confusão do protagonista em relação ao real e surreal, certo versus errado, para criar um grande clímax, a autora buscou apenas um final satisfatório. A crise de identidade do rapaz, sobre seu papel na sociedade, perde o valor.

Longe de Você é um livro Jovem Adulto, com toque de Ficção Científica que apresenta grande potencial na premissa. Boa parte da ideia é desperdiçada durante o desenvolvimento do enredo, um pouco fraco.
É uma história sobre perda, culpa e a superação sobre o luto. A batalha de um adolescente que perdeu a primeira namorada e não quer retomar o controle de sua vida.
A autora apresenta bons aspectos em um texto excelente, mas não me conquistou leitor na forma como desenrola a trama, optando por um final adequado e perdendo a oportunidade de impressionar com inovação e surpresa.
É uma leitura que recomendo porque a autora é talentosa e a premissa é interessante. Desde que o leitor inicie a leitura ciente que será boa, porém não excepcional.

A autora:
Emily Hainsworth cresceu no norte do estado de Nova York e atualmente mora em Denver com o marido, um gato e um poodle. Longe de Você é seu primeiro romance.

Links:  Site | Facebook | Twitter



17 comentários

  1. Eu adorei a capa desse livro, já imaginava um YA excelente. Pena que a autora não conseguiu deixar de ser previsível. Isso tira a força do enredo. Você sabe o que esperar no final. Isso não é bom.
    Bom, pelo menos com a sua resenha, já vou diminuindo minhas expectativas mas, nao vou deixar de ler.

    bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nil, desejo uma boa leitura para você, é sempre bom conferirmos pessoalmente :)

      Excluir
  2. Tati, que pena que a leitura não atingiu suas expectativas, mas pelo menos foi uma boa leitura. Acho essa capa maravilhosa, mas fiquei triste por saber que ela não tem nada a ver com a história, isso sempre me irrita. Gostei dessa questão de viajar para outra realidade onde o sofrimento é aparentemente aplacado, mas é uma pena que tenha faltado profundidade no desenvolvimento do enredo.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  3. Tati lindona que pena que a leitura não foi o esperado a sinopse em si não me chamou atenção, essa moça de outra realidade paralela não me convenceu. Mesmo com toda a dor da perda do protagonista não me chamou atenção. Vou deixar passar a leitura dessa vez . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. Tati, que banho de água fria!
    Eu me interessei muito pelo livro em seu lançamento - a premissa e a capa são realmente maravilhosos - mas agora vejo que posso não gostar da leitura, visto que criei altas expectativas e o desenrolar do livro é morno.
    Quando os protagonistas não convencem é realmente difícil se apegar a história. Que bom que ao menos foi uma leitura proveitosa.

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dreeh, como o livro é bem escrito e você se interessou, o recomendo para você. Não atingiu minhas expectativas, mas você pode vir a gostar ;)

      Excluir
  5. Querida que pena que a leitura nao atingiu suas expectativas a capa é bem convidativa e a historia tbm acho que valeria a pena eu tentar ler quem sabe nao gosto da historia?
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá

    Não me interessei muito pela premissa e outras coisas do livro também não me chamam a atenção como por exemplo a narrativa em primeira pessoa ser limitada à protagonista e não tão intensa quanto deveria. Eu não gostei da capa e quando disse que ela não tem muita ligação com a narrativa aí desanimei bastante. Dispenso a dica mesmo sendo um YA com toque de ficção científica.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  7. Puxa, é uma pena quando o livro não atinge as expectativas =/ A sinopse não chamou minha atenção, mas ainda tinha esperanças de que a autora surpreendesse durante a história. Mas, pela sua resenha, pude perceber que apesar de não conter erros, o livro não prende o leitor e a autora peca em muitos momentos (como no final, onde você citou que ela poderia ter quebrado paradigmas mas, pelo que parece, acabou fazendo mais do mesmo). Não me recordo de ter lido qualquer YA narrado apenas pelo personagem masculino, e acredito que essa experiência seria válida. O livro é único ou terá continuação?! Se tiver, talvez a autora nos surpreenda no próximo volume!

    Beijinhos e um maravilhoso restinho de semana,
    Cássia :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é volume único mesmo... E na verdade, não teria sentido continuar a história. Leia e confira!

      Excluir
  8. Oi Tati, tudo bem?

    Adoro Young Adults e, realmente, a capa desse livro é linda. Porém, confesso que não curto muito ficção cientifica. Então fiquei meio sem saber o que esperar da leitura. Acho que esse livro é um daqueles casos que só eu lendo mesmo para saber, né? =P Parabéns pela resenha.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kel, só lendo mesmo. Vai que você gosta? A FC é beeem rasa, só a forma como ele vai para a "outra dimensão" e sem detalhes técnicos chatos, não se preocupe.

      Excluir
  9. Oi Tati, concordo com você em muitos aspectos: gosto de capas que condizem com o livro, acho interessante quando o protagonista do YA é do sexo masculino, estou cansada das protagonistas femininas (e muitas delas chatas). Odeio muito livros que entregam a história na sinopse, é decepcionante. Pesando todas essas coisas não tive interesse pela história.
    Beijos
    Blog: Porão da Liesel
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  10. Tati, confesso que nem lembro desse livro nas postagens de lançamento. Ele deve ter passado batido, porque a capa é realmente atrativa e me chamou atenção de cara. Quando vi que era YA, me interessei, mas já comecei a desanimar pela sinopse; não lido muito bem com mistura de gêneros. Aí com sua opinião de que o livro é arrastado e a autora não explorou todo o potencial da história me desanimei total. Com tantos outros livros mais bem recomendados na minha fila, esse aí não conseguiu me fazer desejá-lo. Que pena!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Tati, tudo bem? Achei a capa muito bonita, pena que não tem relação com a história, não gosto quando isso acontece. Achei a sinopse até bem interessante, misturar o drama, o romance com a ficção científica, mas pena que a autora não soube desenvolver isso e criou uma história mediana. Também não sei se gostaria do Cam, tudo bem que ele sofreu uma grande perda e é normal ficar revoltado e tudo mais, mas quando isso se prolonga por muito tempo e o personagem não faz nada para mudar, começo a me irritar.

    Gostei bastante da sua resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. Oi, Tati
    Concordo com você. Essa capa é bonita! Não fiquei tão interessado pelo livro e nem sei dizer o motivo disso. Essa é a primeira resenha que leio dele e essa falta de intensidade num livro que possui essa premissa não agrega nada! O fato de ser um protagonista masculino é mesmo interessante, porém dificilmente eu procuraria um exemplar para ler :s
    De qualquer forma, eu adorei sua resenha!!

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá Tati,
    bom, eu havia me interessado pelo livro quando vi os lançamentos, tanto pela capa que é muito bonita, quanto pela sinopse que me chamou atenção. Mas depois ler sua resenha, eu não quero não. Sim, você falou que a historia é boa, mas com as enrolações de toda a trama eu tenho certeza que não vou gostar e vou acabar me enfurecendo.
    Gosto de quando o autor vai com tudo e não fica na enrolação ou então se perde na própria historia. E isso alem de incomodar, provoca uma certa confusão na nossa cabeça.
    Mesmo você ressaltando sobre quando ele se perde que a historia pega o ritmo, eu desisti.
    Uma historia que tinha tudo para ser boa, pois a autora nos apresenta a uma nova historia, não as clichês que estamos acostumados. Mas...
    Parabéns flor pela resenha, obrigada pela sua sinceridade.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras