Pesquise no Leitora Viciada

14 de outubro de 2015

Homem-Formiga: Inimigo Natural, de Jason Starr, Marvel e Novo Século

Homem-Formiga: Inimigo Natural (Ant-Man: Natural Enemy)
Jason Starr - Marvel / Novo Século
Tradução: Caio Pereira
256 páginas - 2015 - R$34,90
Comprar: Amazon | Americanas | Casas Bahia | Extra | Livraria Cultura | Livraria da Folha | Livraria da TravessaLivraria Saraiva | Ponto Frio | Submarino

Sinopse:
"A formiga é o inseto mais forte do mundo.
Conheça Scott Lang. Ex-vigarista, pai solteiro e Homem-Formiga nas horas vagas. Ao lado de sua filha, Cassie, Scott encara uma nova vida em Nova York e está determinado a fazer com que tudo dê certo: Cassie estuda numa boa escola, ele tem um emprego estável e, finalmente, sente-se pronto para engatar um novo relacionamento.
Apesar de ter as melhores intenções, Scott não consegue manter-se longe dos holofotes – ou das lentes de aumento –, e não vai demorar muito para que sua nova vida desmorone. Quando um antigo cúmplice da época de crimes vai a julgamento, pai e filha veem-se às voltas com guarda-costas enviados pelo governo a fim de protegê-los. Scott acha isso desnecessário, mas ele desconsidera algo de fundamental importância: o fator adolescência.
Quando a situação aperta para o lado de Cassie, Scott não hesita em trazer à tona o poderoso Homem-Formiga (sem ironia). Mas o que esse vilão realmente deseja? Scott e Cassie talvez estejam lutando contra algo muito maior do que eles imaginam. O premiado autor Jason Starr traz aos fãs uma história inédita, repleta de desespero, segredos e grandes aventuras de proporções microscópicas!"

Resenha:

Homem-Formiga: Inimigo Natural foi lançado no Brasil pela Novo Século em julho de 2015, simultaneamente à estreia do primeiro longa-metragem do super-herói nos cinemas. Nos Estados Unidos, a editora original o publicou no mesmo mês, ou seja, muita rapidez da Novo Século na tradução / produção! O título em inglês é Ant-Man: Natural Enemy, da editora Marvel Comics (da Marvel Entertainment).
Este volume é o sétimo a ser publicado pela Novo Século, mas o que poucos sabem é que livros com super-heróis da Marvel não são novidade; são lançados lá fora desde a década de 1970, mas somente nos 2000 é que a qualidade do material físico melhorou. No Brasil, poucos volumes foram publicados em bancas de jornais, em formato pocket e em qualidade ruim pela Panini Books, todos já fora de catálogo.
Desde 2014 o Grupo Editorial Novo Século é a responsável pelas publicações dos livros Marvel e, finalmente temos uma coleção de primeiríssima qualidade.
O exemplar é formato 23 por 16 centímetros, possui orelhas largas e vários detalhes na diagramação; muitas formigas espalhadas pelas páginas amareladas e em papel pólen soft. Faltou a biografia do autor, deixo a dica para que seja anexada em futuras edições.
A capa da edição brasileira é linda e exclusiva: do ilustrador é Will Conrad e do capista Vitor Donofrio. Toda a equipe está realizando um trabalho ótimo, incluindo revisão.
Me interessei pela Marvel nos anos 1990, após assistir uma série animada dos X-Men, a clássica da Fox. Comecei a colecionar (e a me viciar) os gibis nacionais e, mesmo focando nos mutantes, lia (leio) sempre que possível tudo da Marvel. Com o sucesso dos filmes fico feliz em ver personagens tão queridos agora populares.


Este é um exemplo de que os super-heróis Marvel e todo o seu universo podem ser apreciados e facilmente absorvidos por qualquer consumidor ávido por aventura. Neste caso, para todo leitor, mesmo que nunca tenha lido uma história em quadrinhos. Não importa o quanto você conhece desse mundo, não se perderá com a leitura, pelo contrário. Quem nunca teve contato com o herói ou Marvel pode ler tranquilamente.
O que você precisa saber: Este é o segundo Homem-Formiga, o Scott Lang, que usa o traje criado pelo seu antecessor, o Dr. Henry Pym. Quem co-estrela o livro é sua filha adolescente Cassandra Lang.
Mesmo sendo fã da Marvel, procurei mergulhar na leitura como se fosse meu primeiro contato; aproveitei o livro como uma experiência independente e única e foi um imenso prazer. Em alguns momentos referências são inevitáveis e os fãs vão gostar, porém o livro está mais para o filme que para as HQs, ou seja, mais para o novo público que o antigo. Por isso, uma dica que dou a quem é fã dos quadrinhos: Se desapegue da cronologia e informações que você já conhece. Leia como uma aventura divertida independente, não procure por muitas ligações. Pense em um episódio na vida de Scott Lang, intimista e divertido, nada mais que isso. É uma leitura breve, agradável e admirável, mas superficial. Adorei justamente por contextualizar a leitura desse modo.
Leitores que buscam uma trama rebuscada e complexa encontrarão pontos no enredo. Não erros, mas falhas. Não posso colocar spoilers na resenha, mas algumas decisões do Homem-Formiga seriam diferentes se o livro fosse mais adulto e evitariam uma série de problemas, principalmente em relação à segurança de Cassie.
O maior problema da obra está no antagonismo. Senti falta de uma vilania maior. Temos adversários, porém a ameaça principal não é um supervilão. A trama sofreu carência, mesmo admirando o foco sobre quem é o "inimigo".


Homem-Formiga: Inimigo Natural contém uma pitada leve de ficção científica (fácil de ser absorvida), mas, acima de tudo, mostra o drama de um homem comum, mas de vida dupla. Luta contra os imprevistos cotidianos e, paralelamente, vilões perigosos.
Sobre os conflitos pessoais versus identidade de super-herói, só tenho elogios. A construção do homem por baixo do traje é perfeita, especialmente acerca de seus sentimentos e preocupações. Outro aspecto interessante é a afeição, respeito e carinho que Scott tem com as formigas. O enredo é humano e coerente. Começa mostrando uma pessoa comum, apresentando sua vida até, aos poucos, introduzir a ação necessária para uma boa história de super-herói. Mostra os dilemas pessoais e éticos; os medos e as fraquezas.
Por mais que o Homem-Formiga seja integrante dos Vingadores, Scott preserva sua identidade e não usufrui do sucesso como alguns de seus colegas (Homem de Ferro ou Capitão América). E, outra ironia é que, nem mesmo admirado ele é. O Homem-Aranha, mesmo mantendo seu nome sob sigilo, é amado por Nova York, mas, e o Homem-Formiga?
O autor Jason Starr embute com muito bom-humor essa situação. Ele é escritor e roteirista e já trabalhou em quadrinhos adultos da linha Max (Wolverine e Justiceiro), dentre vários outros. Também já publicou livros de crime e thrillers.
Sua experiência serviu para tecer o enredo urbano e criminoso em que o Homem-Formiga é colocado em Nova York. Bandidos, mercenários, mafiosos. O diferencial está na leveza do texto, de fácil compreensão, porém sem entregar a trama. O autor introduz com muita naturalidade as personagens, o cenário e os acontecimentos, de modo totalmente descomplicado, divertido e atraente. Foi positivo encontrar o equilíbrio da responsabilidade e perigos de ser um super-herói, misturados aos imprevistos de ser um homem comum, especialmente o lado paternal e solteiro do protagonista.


Como se sente o homem por trás do traje? Scott é um ex-criminoso, ex-presidiário; mas tem certeza de apenas duas coisas: Ama a filha mais que tudo e nasceu para ser o Homem-Formiga. Com essas duas ideias fixas ele tenta fazer o seu melhor.
A história é inédita e o mais interessante é o destaque que a filha do Homem-Formiga recebe na trama, deixando-a diferente, engraçada e juvenil. Neste momento o livro está muito mais para um young adult que um livro adulto. Cassie é um assunto delicado a ser abordado para quem conhece o rumo das histórias em quadrinhos. Mesmo assim me mantive forte e foquei apenas no enredo do livro, abandonando informações de fã Marvel (Estatura). E adorei a leitura sem pretensões.
A narrativa é em terceira pessoa, mas os pontos de vista se alternam entre Scott e Cassie, sem perder o suspense. O autor sempre deixa o leitor a par dos fatos na hora certa.
O relacionamento entre pai e filha aborda temas importantes. Principalmente porque Cassie Lang é adolescente e enfrenta os típicos obstáculos e dúvidas da época, como o primeiro namorado e bullying. Ela tem confusões além do comum. Não apenas o pai ter sido criminoso. A parte mais difícil é saber que o pai é um super-herói. Ela precisa guardar segredo. E o segredo parece ser minúsculo, mas na verdade é enorme!
Leitura recomendada aos fãs Marvel que anseiam por uma aventura independente ou para qualquer leitor que queira uma história de super-herói leve, com ação, porém mais focada no lado humano.

Participação especial: Homem de Ferro.

Opa! Uma formiga no meio da leitura...


O autor:
Jason Starr nasceu em Brooklyn, Nova York, em 1966. É o autor de vários romances thrillers e de crimes: Cold Caller, Nothing Personal, Fake I.D., Hard Feelings, Tough Luck, Twisted City, Lights Out, The Follower, Panic Attack, The Pack e The Craving. Savage Lane é seu lançamento em inglês.
Também escreve quadrinhos e graphic novels para a Marvel Comics, a DC Comics, Vertigo Comics, e Boom Studios.
Mora atualmente em Manhattan.
Site | Twitter

Outros volumes da coleção:





Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail