Lançamentos: Companhia das Letras, Penguin Companhia, Alfaguara e Objetiva (Grupo Companhia das Letras)

Lançamentos de julho de 2018 da Companhia das Letras, Penguin Companhia, Editora Alfaguara e Editora Objetiva, todos do Grupo Companhia das Letras.
A um Passo
Elvira Vigna - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
216 páginas - R$ 49,90 (impresso) e R$ 34,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Considerada uma das maiores escritoras brasileiras contemporâneas, Elvira Vigna costumava declarar que A um passo era seu romance preferido. O livro fragmentado e bastante experimental foi publicado originalmente em 1990, com o título A um passo de Eldorado, e depois teve uma nova edição, com uma série de mudanças — inclusive o título —, em 2004. A obra é pouco conhecida e passou despercebida pela imprensa à época, razão pela qual Vigna dizia tê-la como favorita.
Nos capítulos curtos, cada personagem conta a história do outro, tornando explícita as dificuldades do próprio narrar. Há um suposto crime de assassinato, em que dois amantes estariam envolvidos, e a vingança por um abuso sofrido na infância, mas são o banal e o cotidiano que irão fornecer a matéria para construir uma recusa da lógica previsível das coisas. Com sua típica ironia mordaz, a autora de Nada a dizer e Como se estivéssemos em palimpsesto de putas constrói a trama como um jogo de xadrez inusitado e fascinante.
“Tendo já publicado vários outros romances, todos marcados por um estilo peculiar (a autora é uma dentre os poucos que conseguem criar uma linguagem própria, inconfundível, dentro da literatura contemporânea), Elvira Vigna radicaliza, em A um passo, a sua leitura corrosiva da vida urbana brasileira dos dias de hoje, vida tempestuosa onde quase todos são exilados, estrangeiros dentro de seu próprio território.” — Maria Esther Maciel."

Ciência na Alma
Richard Dawkins - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
Organização: Gillian Somerscales
520 páginas - R$ 79,90 (impresso) e R$ 39,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Apesar de abarcar três décadas de produção escrita, este livro não poderia ser mais atual e urgente, num mundo cada vez mais irracional e hostil aos fatos. Já na sua introdução apaixonada, Richard Dawkins faz um alerta insistindo para que a razão volte a ser protagonista e que os sentimentos — mesmo aqueles que não representam coisas abjetas como a xenofobia, a misoginia e outros preconceitos — fiquem de fora das escolhas eleitorais. Em mais de quarenta ensaios, artigos, palestras e cartas, recentemente revistos pelo autor, são escrutinadas uma série de questões, entre elas a importância das evidências empíricas, e há uma crítica enfática da má ciência, da presença da religião nas escolas e de movimentos como os que negam a gravidade das mudanças climáticas. Com o ardor de sempre, o cientista defende “a verdade sagrada da natureza” e homenageia as glórias e as complexidades do mundo natural com seu virtuosismo típico.
Neste momento em que pessoas nos altos cargos dos governos questionam a evolução, Dawkins se pergunta o que Darwin pensaria de seu próprio legado e celebra a ciência, que possui muitas virtudes das religiões, mas está livre do lado negativo da superstição e do preconceito."

Dinheiro, Eleições e Poder
Bruno Carazza - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
432 páginas - R$ 69,90 (impresso) R$ 39,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Especialista em direito e economia, Bruno Carazza criou uma metodologia original para destrinchar as engrenagens do sistema político brasileiro. Para escrever Dinheiro, eleições e poder, ele compilou e cruzou um volume imenso de dados sobre doações de campanhas eleitorais, tramitação de projetos, votações e atuação parlamentar, que são contextualizados por fragmentos das delações premiadas e dos depoimentos de testemunhas ouvidas nas várias fases da Operação Lava Jato e do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE.
O autor mostra como o perfil do financiamento eleitoral no Brasil foi se concentrando em grandes doadores, que seguem uma lógica estritamente empresarial – muito mais que ideológica. Baseado em dados sobre participação em frentes parlamentares, propositura de emendas e posicionamento nas principais votações, Carazza analisa como os eleitos tendem a retribuir as doações recebidas das grandes empresas. Por fim, o autor apresenta alternativas para baratear nossas eleições, combater práticas como o “caixa dois” e diminuir a influência econômica em nossa democracia."

Mac e seu Contratempo
Enrique Vila-Matas - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
288 páginas - R$ 59,90 (impresso) e R$ 39,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Mac é um entediado homem de meia-idade, desempregado, que vive às custas da mulher, ocupando seus dias com caminhadas pelo Coyote, fictício bairro de Barcelona, e com leituras paranoicas do horóscopo — que acredita conter mensagens codificadas direcionadas a ele. Como costuma ocorrer nos romances de Enrique Vila-Matas, a única saída para o protagonista é a literatura: somente os livros podem salvar Mac desta vida. É assim que surge a ideia amalucada de tentar reescrever o primeiro livro de Sánchez, um escritor de sucesso que, por acaso, é seu vizinho. O que está em jogo aqui é a ideia de repetição, e o que Vila-Matas parece assinalar é que toda escrita é repetição e que a criação literária é sempre evocação de algo que se leu um dia. A jornada literária deste personagem quixotesco arremessará o leitor num tornado de citações e de livros dentro do livro capaz de questionar os conceitos do que é escrever (e ler) literatura nos dias de hoje."

Maquinação do Mundo
José Miguel Wisnik - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
304 páginas - R$ 64,90 (impresso) e R$ 39,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Numa viagem circunstancial a Itabira, cidade natal de Drummond, José Miguel Wisnik deparou com traços do passado e sinais contemporâneos que levaram à elaboração de Maquinação do mundo, um dos mais originais e envolventes livros de nossa crítica literária. Ensaísta de mão-cheia, Wisnik identifica na atividade mineradora uma questão crucial para um escritor apegado ao provinciano lugar de origem e ao mesmo tempo marcado por um sentimento cosmopolita do vasto mundo.
Ao descobrir um veio inexplorado pela bibliografia sobre um de nossos maiores poetas, José Miguel Wisnik pôs seu brilhantismo e erudição a serviço da imaginação crítica. Mobilizando vasto repertório da produção drummondiana, o ensaísta defende a atualidade dessa literatura no panorama atual, em que o espaço público se encontra em linha de faccionalização e a cultura deixou de ser baliza de autorreconhecimento da sociedade. Com Maquinação do mundo, Wisnik não apenas reposiciona a obra de Drummond como torna evidente a dimensão política de que a arte e a cultura se investem hoje."

Contos Completos
Caio Fernando Abreu - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
760 páginas - R$ 79,90 (impresso) e R$ 39,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Publicados entre as décadas de 1970 e 1990, os contos de Caio Fernando Abreu são o retrato de uma geração. Os tempos autoritários e sombrios dos anos de chumbo aparecem nesta reunião não apenas como pano de fundo, mas como parte constituinte de uma prosa que se consagrou pelo estilo combativo e radical. Vida e obra, aqui, se misturam a ponto de biografia se transformar em literatura e vice-versa.
Em Contos completos, o leitor tem a chance de percorrer toda a produção do autor no gênero da prosa breve. O volume abarca seis títulos — Inventário do irremediável (1970), O ovo apunhalado (1975), Pedras de Calcutá (1977), Morangos mofados (1982), Os dragões não conhecem o paraíso (1988) e Ovelhas negras (1995) —, além de dez contos avulsos, sendo três deles inéditos em livro. O livro inclui, por fim, textos de Italo Moriconi, Alexandre Vidal Porto e Heloisa Buarque de Hollanda, que jogam luz sobre a atualidade de Caio Fernando Abreu.
Ao escrever sobre amor, morte, medo, sexualidade, solidão e alegria, o autor de Onde andará Dulce Veiga? constrói personagens complexos e absolutamente profundos em cada detalhe. Com verve e sensibilidade, o “escritor da paixão”, na alcunha de Lygia Fagundes Telles, soube como ninguém combinar delírio e lucidez, euforia e angústia, luz e sombra."

O Vermelho e o Negro
Stendhal - Penguin Companhia / Grupo Companhia das Letras
648 páginas - R$ 54,90 (impresso) e R$ 37,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"O vermelho e o negro conta a história de Julien Sorel, um jovem pobre e talentoso que, nos convulsivos anos de 1830, deixa para trás sua origem provinciana para circular entre as altas esferas da sociedade parisiense.
Mas o passado é traço difícil de apagar, e tão fortes quanto a determinação de Julien são as paixões que o dominam: o jovem tenta sufocar lembranças pessoais e a admiração ardente que nutre por Napoleão, figura non grata nos salões burgueses da Restauração, mas o faz em vão.
Crônica mordaz de seu tempo e romance inaugural do gênero psicológico, não é à toa que esta obra cumpriria à risca o destino vaticinado por seu autor, vindo a ser compreendida apenas muitos anos após sua publicação."

Oeste
Carys Davies - Alfaguara / Grupo Companhia das Letras
128 páginas - R$ 44,90 (impresso) e R$ 29,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Quando o viúvo Cy Bellman lê uma reportagem sobre ossos antiquíssimos e colossais encontrados no meio de Kentucky, ele logo decide sair de sua pequena vila na Pensilvânia para conferir se os rumores são verdadeiros — seria possível que os gigantescos monstros ainda estivessem vivos e vagando pelas terras além do rio Mississipi?
Com a promessa de voltar em menos de dois anos e escrever sempre que possível, Bellman parte e deixa para trás sua pequena fazenda e sua filha, Bess, aos cuidados da irmã. Com nada além da tia e dos animais que o pai cria, Bess cresce a olhos vistos e seu desamparo começa a ficar cada vez mais nítido. Mesmo ainda sendo uma menina, o perigo de um predador sexual a ronda naquela árida região.
Ao se embrenhar cada vez mais no Oeste, Bellman encontra paisagens e perigos inesperados. Mesmo contando com um companheiro de origem shawnee, que não fala seu idioma, a viagem de Cy Bellman será imprevisível."

Hipnotizados
Brenda Fucuta - Objetiva / Grupo Companhia das Letras
240 páginas - R$ 44,90 (impresso) e R$ 29,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Todo dia, em algum lugar do planeta, algum jovem está fazendo uma foto ou um vídeo sensual e mandando para outra pessoa por meio de seu computador, tablet ou celular. Mais de 20% de nossos adolescentes foram intimidados, humilhados ou discriminados por meio do ciberbullying. É por esses e outros motivos que muita gente desconfia que a inteligência artificial cobrará um preço alto por facilitar nossas existências. Mas o fato é que, embora existam movimentos que pregam a desconexão, ninguém quer viver sem acesso à internet, muito menos os adolescentes, essa geração que já nasceu conectada.
Mesmo sendo nativos digitais, os adolescentes carecem de um guia para a convivência ética — o respeito à privacidade, os direitos e deveres de um novo tipo de cidadania, a digital. Também continuam precisando de um diálogo aberto e sem preconceito sobre sexualidade e pluralidade. A internet é um recurso fabuloso de comunicação e contato humano, mas pode produzir violência e sofrimento em um ambiente de preconceito e moralismo. Não são raras práticas de mutilação como o self-cutting, a pornografia infantil e o grooming (quando um adulto seduz um menor), ou o sexting. Tudo isso pode gerar depressão, ansiedade e até mesmo o suicídio. Porém, há espaço para a orientação e a reflexão.
Com uma linguagem leve e acessível, Brenda Fucuta procura entender o que os próprios adolescentes pensam sobre isso e busca respostas para uma convivência pacífica entre gerações."

Nenhum comentário

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras