publicidade

O que ler dos 2 aos 18 anos? Aos 2 anos

Um livro ao mês dos 2 aos 18 anos de idade, que transforma a criança e adolescente em um adulto leitor cheio de boas referências. Serão 17 postagens completas, uma para cada ano.

2 anos | 3 anos | 4 anos | 5 anos | 6 anos | 7 anos | 8 anos | 9 anos | 10 anos | 11 anos | 12 anos | 13 anos

Livros indicados por Regina Scarpa, coordenadora pedagógica da Revista Nova Escola e especialista em Educação Infantil.

Janeiro
Bem-te-vi de Lalau Laurabeatriz, Companhia das Letrinhas:
O autor brinca de forma simples com as palavras envolvendo as crianças no jogo de rimas. Apresenta alguns poemas sobre universos familiares às crianças, como o mar, o brejo, os palhaços, entre outros. Conta do ‘bate-papo do sapo com a rã’, do ‘zumbido da abelha’ e do vagalume que parece um diamante.



Fevereiro
Fora da Gaiola de Lalau e Laurabeatriz, Companhia das Letrinhas:
A leitura de poemas é muito recomendada, pois a estrutura em rimas favorece a memorização das crianças que se envolvem com o texto. Os poemas apresentam animais da fauna brasileira: a andorinha, o zabelê, o quero-quero, o tiziu e outros. São descritas suas principais características, como canto, plumagem, forma de construir o ninho, etc.


Março
Girassóis de Lalau e Laurabeatriz, Companhia das Letrinhas:
A partir de animais curiosos como o pirilampo e o porco-espinho e de objetos como um estranhíssimo pente que 'tinha pesadelo toda vez que sonhava com cabelo', o autor brinca com as palavras. Os poemas fascinam as crianças que rapidamente os memorizam e se interessam ainda mais pela leitura.



Abril
Livro de Histórias de George Adams, Companhia das Letrinhas:
Este livro apresenta alguns clássicos como "Chapeuzinho Vermelho", "Os Três Porquinhos", "Cachinhos Dourados". O contato com diferentes versões de uma história já conhecida pelas crianças é muito recomendado, pois podem fazer reflexões, observar semelhanças e particularidades de cada um dos contos conhecidos.



Maio
Mamãe Gansa de José Paulo Paes, Companhia das Letrinhas:
Uma senhora de roupas multicoloridas, botinhas e chapéu pontudo passeia pelo céu, transportada por um ganso. Ela é Mamãe Gansa, uma das mais tradicionais figuras das rimas infantis que compõem o cancioneiro popular. Seus versos divertidos e personagens eternos vêm deliciando as crianças há gerações.



Junho
Não Confunda de Eva Furnari, Editora Moderna:
A partir da brincadeira não confunda isso com aquilo, a autora propõe várias confusões baseadas na semelhança de sons das palavras. Os curtos e hilários textos vêm acompanhados de imagens que tornam ainda mais acessíveis às crianças pequenas o jogo proposto pela autora. Rapidamente a brincadeira é incorporada e pode ser estendida a outros objetos do universo familiar.



Julho
O Sapo Bocarrão de Keith Faulkner, Companhia das Letrinhas:
O sapo é um divertido animal de boca muito grande, tão guloso que vive perguntando aos bichos o que gostam de comer. Gordão, pula de página em página comendo moscas e jogando conversa fora até que... Além da divertida narrativa, o livro tem dobraduras-surpresa que fascinam os pequenos leitores.



Agosto
Quem Canta Seus Males Espanta de Theodora de Almeida, Editora Caramelo:
Este livro contém as tradicionais cantigas, parlendas e adivinhas. A ideia é manter a tradição, de geração em geração, ouvindo, lendo e cantando juntos. Ajuda muito na alfabetização.




Setembro
Bule de Café de Luís Camargo, Editora Ática:
Estrelando Maneco Caneco Chapéu de Funil, nesta façanha, acompanhado do Leitão Leitor. Eles se deparam com o bule de café. Mas onde está o café? Maneco Caneco e seu mascote vão descobrir qual é o caminho feito pelo café, desde que é plantado até chegar ao bule.



Outubro
A Casa Sonolenta de Audrey Wood, Editora Ática:
Era uma casa sonolenta onde todos viviam dormindo: avó, menino, cachorro, gato e rato... Até a chegada da pulga.  O livro é uma referência de como texto e ilustração podem fazer uma ótima parceria. Os tons das páginas vão dando indícios que o dia está amanhecendo e à medida que a noite avança, muitas emoções acontecem no quarto de dormir.



Novembro
Da Pequena Toupeira Que Queria Saber Quem Tinha Feito Cocô na Cabeça Dela, de Werner Holzwarth e Wolf Erlbruch, Companhia das Letrinhas:
O livro aborda, sem timidez, esse tema que tanto diverte as crianças. Uma pequena toupeira está atrás de quem fez cocô em sua cabeça. A história desperta muitas reações, desde calorosas risadas até espanto e nojo do que a toupeira encontra nesta busca.


Dezembro
O Porco Narigudo de Keith Faulkner, Companhia das Letrinhas:
A história parte da brincadeira que ‘há muito, muito tempo, todos os porcos tinham narizes compridos, pontudos e rosadinhos’. Um simpático e narigudo porco passeia pela floresta e verifica que outros animais são narigudos, mas não tanto como ele. Com dobraduras surpresas, as crianças podem ver ampliados os narizes que o porco cruza em seu caminho.


Você se lembra o que lia nessa idade? Ou melhor, o que liam para você? Eu me lembro! Era um livro da coleção de minha tia, que eu adorava pegar emprestado, de tanto que leram para mim, eu decorei. E é verdade, pois tenho guardado e bastante preenchido, um "Livro do Bebê", que minha mãe preencheu sobre mim e lá está o que eu lia aos 2 anos de idade:

Eu recomendo
Nicolau Tinha Uma Ideia de Ruth Rocha, Quinteto Editorial:
Conta história de um lugar aonde cada um tinha a sua ideia, mas não contavam uns aos outros qual era, guardando cada um a ideia para si. Então chega Nicolau, que conta sua ideia para alguém, que passa a ter a sua ideia e a de Nicolau, e ao contar sua ideia para outra pessoa tem duas ideias para contar. Resumindo, as ideias vão crescendo, abrangendo cada vez mais pessoas e mais e mais... as ilustrações são essenciais, nela a criança vê as ideias dos personagens em balões.

Após ficar fanática por este livro, aos 2 anos, eu saí perguntando a todos na rua qual era a ideia que tinham! Deve existir uma edição mais recente, mas era exatamente essa daí da capa a que eu gostava. Ainda acho esse livro com essas ilustrações para comprá-lo!
(Atualização 12/08/2011 - comprei meu exemplar no Estante Virtual!)

Na próxima postagem, aguarde os livros recomendados para os 3 anos de idade.
Fonte: Educar Para Crescer

2 comentários

  1. Muito legal. Tenho duas meninas e acho tão importante incentivar a leitura desde ja, mas confesso que estava meio perdido. Obrigado pela dica ;)

    ResponderExcluir
  2. Muito legal. Tenho duas meninas e acho tão importante incentivar a leitura desde ja, mas confesso que estava meio perdido. Obrigado pela dica ;)

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias