A Queda dos Reinos, livro 1, Morgan Rhodes e Editora Seguinte

A Queda dos Reinos (Falling Kingdoms)
Série A Queda dos Reinos - livro 1
Morgan Rhodes - Editora Seguinte
Tradução: Flávia Souto Maior
400 páginas - Ano: 2013 - R$34,90
Lançamento: 03 de maio de 2013

Sinopse:
"Três reinos entram em combate, e quatro jovens enfrentam seus destinos.
Nos três reinos de Mítica, a magia estava esquecida desde tempos imemoriais. Depois de séculos de uma paz mantida a muito custo, certa agitação começa a emergir. Enquanto os governantes lutam cegamente pelo poder, seus súditos têm as vidas brutalmente transformadas com a eclosão repentina da guerra. É assim que o destino de quatro jovens — três herdeiros e um rebelde — acabam interligados para sempre. 
Cleo, Jonas, Lucia e Magnus vão ter de lutar, cada um à sua maneira, em um mundo revirado pela guerra, onde imperam traições inesperadas, assassinatos brutais, alianças secretas e paixões arrebatadoras.
Todos os reinos vão cair. Mas qual deles irá reemergir triunfante, quando tudo o que existia até então desmoronou?
Série best-seller do New York Times."

Links: Seguinte | Skoob | degustação

Pré-venda: Saraiva | Cultura | Travessa

Resenha:
Recebi um exemplar de prova para uma resenha antecipada e fiquei vibrando de empolgação porque é um dos tipos de história que mais gosto. Mesmo sendo um teste a capa é espetacular e embora seja um livro ainda em processo final de diagramação e revisão, essa observação passou despercebida. É um livro que já parece versão final, com uma bela capa e uma história tão envolvente que me senti honrada em ser uma das primeiras brasileiras a resenhá-lo.

Minhas expectativas eram positivas, no entanto a leitura foi mais além: Terminei o livro louca pela continuação, poucos livros provocam em mim tanta curiosidade.
É uma história com clima medieval, muita magia e mistério envolvidos e a história que une três reinos distintos: Limeros, no norte; Paelsia, no centro; e Auranos no sul. Todos situados em uma grande ilha com o formato que lembra a Grã-Bretanha. O Mar Prateado a circunda, assim como muitas lendas, fábulas e misticismo.
Logo no começo do livro existe um mapa da ilha Mystica mostrando os reinos e destacando as Terras Selvagens e as Montanhas Proibidas. Um mapa simples de ser logo memorizado pelo leitor, não existe a necessidade de ficar voltando para conferi-lo depois que nos familiarizamos com o livro.
Em seguida temos uma curta lista de personagens, com seus nomes e explicações sobre quem é quem, catalogados por reino ao qual pertencem. Acho interessante esse tipo de apêndice, principalmente no início do livro. Quando é colocado no final, sua função pode ser perdida, já que o leitor às vezes descobre sua existência apenas após o término da leitura. No entanto, não senti necessidade de consultar a lista. Prefiro ir conhecendo cada um durante a jornada e ir descobrindo aos poucos a importância de cada pessoa.
O que chama a atenção é a parte mais breve, que não está integrada à nenhuma divisão de reino. É intitulada apenas como "Vigilantes". Logo que observei isso, fiquei imaginando quem seriam eles, já que não pertencem a nenhum dos três reinos de Mystica.
O livro tem seu início com o prólogo, mostrando um fato importante ocorrido no passado recente. Algo que modificará o mundo pra sempre.
A leitura se segue por trinta e nove capítulos. Além da numeração, cada um possui o nome do reino onde os acontecimentos se passam. Então a autora não precisa se preocupar em explicar a localização dos fatos ou se o leitor compreenderá, está explícito. Simplesmente está escrito: Auranos, Limeros, Paelsia ou O Santuário. Fora dos reinos, é o lugar misterioso e mágico da trama. Possui capítulos curtos, mas senti que são de extrema importância.

A narrativa da autora é em terceira pessoa, porém ela sempre escolhe uma personagem para manter um ponto de vista. Em uma mesma cena ela consegue demonstrar diversas visões diferentes sem confundir o leitor e de maneira natural.
Por ser um livro voltado para o público jovem adulto, as principais personagens estão no final da adolescência, prestes a iniciar a vida adulta, o que difere este livro de outras histórias medievais que costumo ler, geralmente mais maduras. Portanto, a leitura é ágil, muito convidativa e nada cansativa.
Quem não gosta muito de histórias com ar histórico, medieval, mesmo passadas em mundos fantasiosos e por causa de detalhes complicados, política e guerras muito complexas e personagens em excesso, não terá problema algum com A Queda dos Reinos. Não é um livro infantilizado, longe disso. Aborda temas de forma mais adulta como violência, traição, sexo e incesto, sem ser chocante, porém sem ser bobo. Então o leitor não encontrará uma história simples e infantojuvenil, mas também nada pesado e complicado como o gênero costuma ser.
Acredito que esse é um ponto a favor do livro: Agrada leitores (como eu) que gostam de histórias medievais, com batalhas, intrigas, política, magia e clima épico; porém agrada também leitores que querem se aventurar por histórias assim, mas acham enfadonho e confuso demais o excesso de informações e costuma se perder em tramas com essas características.

Por serem jovens as personagens principais, o leitor precisa analisar que são pessoas e personalidades em desenvolvimento. Mesmo sendo o primeiro livro de uma série, já acompanhamos mudanças radicais e grande evolução das personagens, para o bem ou para o mal. No entanto, na maioria das vezes o julgamento de vilão ou herói depende do ponto de vista. É fantástico o cuidado que a autora teve ao criar e modificar suas personagens.
Todas, sem exceção, começam o livro de um jeito e terminam drasticamente de outro. Aos poucos o leitor compreende as atitudes de cada um. Cada história, modo de vida, criação e situações vivenciadas influenciam em suas decisões e modificam as personagens, mesmo cada uma tendo sua personalidade. É complicado (e arriscado) tentar classificar alguém como "mocinho" ou "bandido".
É claro que existem os que percebemos logo de início suas intenções, principalmente nas personagens mais velhas. Ganância, revolta, frieza, medo, vingança, egoísmo, mentira, luxúria... Estão frente a frente com outros sentimentos e reações como esperança, fé, bondade, amizade, amor, dedicação, respeito, honra, coragem.

A luta pelo poder move pessoas e acaba colidindo os reinos. O que foi iniciado com uma tragédia oriunda do desentendimento entre jovens de dois reinos diferentes culmina em batalhas envolvendo a todos, sem exceção.
E o poder real esconde a possibilidade de algo maior: Magia. Não são apenas histórias antigas, lendas sobre a origem dos reinos ou fábulas contadas às crianças. Magia existe, envolve os quatro elementos fundamentais e pode ser o mais poderoso fator para dominar os reinos.
Água, ar, fogo e terra. Os elementos que quando controlados podem criar feitiços simples e mais complexos, como curar alguém à beira da morte ou proteger todo um castelo.

Um dos motivos principais para os desentendimentos entre os reinos é o fato de apenas o reino do sul, Auranos, ser próspero e rico. Suas terras ainda recebem o calor do sol e a riqueza da fertilidade. É um reino repleto de vida, água e variadas fauna e flora.
O rei Corvin agrada ao povo e possui duas filhas: A futura rainha Emilia, uma moça ponderada e responsável e a princesa Cleiona, mais jovem, mimada e ingênua. Uma das personagens que mais sofrerá mudanças durante a história.
Outras personagens são importantes em Auranos, como o guarda pessoal de Cleiona, Theon; os irmãos amigos das princesas, Nicolo e Mira; o noivo de Cleiona, o fútil e esnobe Aron.
O reino do centro, Paelsia é o mais pobre e miserável. As terras são áridas e secas. O povo pobre e com sociedade subdesenvolvida. Possuem um chefe chamado Hugo, um líder que parece possuir um pouco de magia, mas o reino vive de forma deplorável e dependente da produção apenas de uvas.
Em Paelsia o destaque está em Jonas, um rapaz rebelde que começa o livro em busca de vingança pessoal e termina descobrindo a verdade sobre a política de toda a ilha. Outras personagens aparecem em menor importância, com uma grande exceção (não contarei).
Já Limeros, o reino do norte, é uma terra fria e misteriosa. O povo é comandado por mãos de ferro obedecendo ao rei Gaius, o Rei Sanguinário. Sua conselheira é Sabina, uma bruxa sensual e gananciosa. O gelo da terra parece ser um reflexo da família real.
Destaque para o herdeiro do rei, Magnus. Um jovem dividido entre um amor impossível e a responsabilidade de se tornar o próximo rei inescrupuloso. Ele precisa ser uma cópia do pai. Personagem que mais me agradou, por ser muito humano, mesmo cometendo erros. Ele é bom e mau, às vezes é um grande vilão e em outras apenas um rapaz sofredor.
A princesa Lucia também passa por descobertas terríveis. Descobre sua verdadeira origem e imagina ser incapaz de lutar contra o seu futuro. Como escapar da magia?

Após mil anos de paz a guerra chega com força total para acabar com os três reinos. Um livro repleto de batalhas, mortes, conspirações e reviravoltas. Mostra o que acontece entre essas nações, destacando as personagens essenciais nessa guerra; quatro jovens dos três reinos: Cleiona, Jonas, Magnus e Lucia.
Por trás de toda a busca por poder, sangue e magia, existe a história fantástica de poderes inimagináveis, a história dos três reinos, que no passado formavam apenas um.
O desentendimento e luta entre duas deusas: Cleiona, deusa do fogo e do ar lutou contra sua irmã Valoria, a deusa da terra e da água. Envolvendo os Vigilantes e toda a vasta terra, as deusas a separaram em três, modificaram o mundo e a natureza.
O que parecia apenas uma lenda mostra-se aos poucos uma história de carne e osso (e magia) e o item responsável pelo desequilíbrio climático do mundo está escondido: A Tétrade.
E nessa batalha entre os reinos uma pessoa pode ser capaz de se apoderar desse infinito poder. Resta adivinhar se o utilizará para o bem e equilibrar a terra; ou para o mal, se apoderando de todos os reinos.
Muito interessante como a autora encaixa a magia e passado à história que conta. As deusas, vistas como boas ou más, de acordo com o reino em que a pessoa vive e com a cultura que possui passa de religião (ou lenda, dependendo da crença da personagem) à fato real inegavelmente mágico e poderoso.

A autora, além de me deixar totalmente ansiosa e curiosa pela continuação (sério, estou louca) poderia ainda aproveitar mais esse mundo fascinante. Poderia, por exemplo, desenvolver um livro mostrando a verdadeira história de Cleiona, Valoria, Eva e o caçador. Até mesmo o passado do Santuário, dos Vigilantes e de Eirene.
Quer ler uma história medieval e mágica bem escrita sem chatice? Recomendo A Queda dos Reinos!

Mapa completo:


O segundo livro:
Rebel Spring é o segundo livro de A Queda dos Reinos e está em pré-venda em inglês.



A autora:
Morgan Rhodes (Michelle Rowen) vive em Ontário, no Canadá. Quando criança, ela sempre quis ser uma princesa. Mas não qualquer princesa; queria ser uma daquelas que sabem usar espadas e que salvam seus reinos de dragões furiosos e bruxos maus. No final, ela se tornou escritora — o que é tão bom quanto ser princesa, e bem menos perigoso. Além de escrever, Morgan gosta de fotografar, viajar, assistir a reality shows e é leitora voraz de todos os tipos de livro.

Links: Site | Twitter 1 | Twitter 2 | Facebook | hotsite


Sorteio:
Quer tentar ganhar este super lançamento? A Editora Seguinte está presenteando um(a) leitor(a) sortudo(a)!
Participe do sorteio, clicando no banner abaixo.
Começa em 06/05/2013 e terminará em 26/05/2013.


Boa sorte!!

34 comentários

  1. Sua resenha me empolgou bastante e estou louco pra ler "A Queda dos Reinos". Amo livros medievais e com essa temática fantástica, e bem, eu não poderia dispensar um livro desse, néh! Ótima resenha, espetacular na verdade. Li o prólogo do livro no encarte que a editora me enviou e fiquei louco só de ter uma prévia!

    Abraços, Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Joshua!
      Se curtiu o prólogo, você vai amar o livro, porque ele só MELHORA a cada página virada. Super recomendado!
      Beijos.

      Excluir
  2. adorei a capa e tudo o mais, mas este tipo de leitura não é do meu agrado :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe não te agrada, Rayme? Percebi que leitores que não gostam de medieval fantástico estão adorando A Queda dos Reinos... Beijos.

      Excluir
    2. Rah se vc n gosta concorre pra mim *-* ewoiuroweiuroweu

      Excluir
  3. OMG!!! Ainda não conhecia esse livro, e ele já me conquistou na capa!! Mas, depois de ler a resenha, estou louca por ele, Tati!!! Acredito que para mim será uma leitura fascinante, como foi para você. É bem meu estilo!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, eu amei!! É bem interessante ser voltado para o público jovem, mas manter o estilo de fantasia medieval, as intrigas, as batalhas, 5 estrelas!!
      Também é meu estilo, adoro medievais com magia, você vai adorar também, Ju!
      Beijos.

      Excluir
  4. Caramba! A capa do livro é incrível. A sinopse sensacional. Ler sua resenha e não marcar esse livro como "Vou Ler" E "Desejado" é IMPOSSÍVEL. Parece ser muuuuito interessante e épico! Adoro temas assim, mal posso esperar para ter um em mãos. Bela resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andrey, percebi que você gosta muito desse tipo de livro, eu recomendo a você!!
      Obrigada pelo comentário, espero que o leia em breve ;)
      Beijos.

      Excluir
  5. A capa dos dois livros estão lindas e a história então nem se fala, sua resenha é ótima , sou nova aqui no blog mas pretendo ficar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As capas são magníficas, não é? Adorei a Seguinte ter feito essa escolha.
      Seja sempre bem-vinda aqui, Ana e muito obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  6. Cara, que livro incrivel *___*
    E o mais bacana é que foi escrito por uma mulher \o/
    Estou super interessada, me lembrou a série da "Aprendiz" , e magia, luta, me lembra video game , e me lembra tb que meu namorado irá roubar em segundos de mim se eu comprar HDAUHDAUDAHDAU
    Esses livros fazem com que nós viajamos em uma história fantástica, como se estivessemos dentro de uma tela do xboox hahahaha , muito bacana, adoro *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa observação, Bianca, uma autora escreveu esse livro.
      Achei A Queda dos Reinos muito melhor que O Clã dos Magos e A Aprendiz (ainda não publiquei as resenhas porque falta ler o último).
      Que máximo você e seu namorado lerem os mesmos livros <3
      Achoq ue vocês vai amar o livro!!
      Beijos.

      Excluir
  7. Adoro livros desse gênero, sou apaixonado. É interessante (eu gosto muito), quando o passado tem influência direta nos acontecimentos atuais, é fascinante, pois você fica a imaginar, como ocorreram, que estava envolvido, e que ligações mais elas possuem com o momento atual da história. A capa é maravilhosa, linda. A resenha sensacional, eu adorei. XD

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se adoro o gênero, com certeza vai aproveitar muito bem a leitura!
      A capa é linda, simboliza bem a história. Obrigada por ler (e gostar d) a resenha =)
      Beijos.

      Excluir
  8. Esse livro deve ser mesmo incrível,tô louco pra ler

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha me despertou um grande interesse, pois adoro livro de magia e coisas assim (acho que o livro fica um pouco mais envolvente), e com a capa bonita é que chama mais atenção.

    Beijos, Blog Admirando os Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Viviane, sou suspeita para dizer que vai gostar do livro, mas eu também adoro clima medieval e magia!
      Beijos.

      Excluir
  10. Que capa linda!
    O modo como a autora organizou os capítulos me fez lembrar das Crônicas de Gelo e Fogo.
    Adoro o gênero, o livro pela resenha parece ser fantástico mesmo e eu fiquei doidinha pra ler rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é um arraso!
      Lembra mesmo Crônicas de Gelo e Fogo na premissa, mas é muito mais simples, mais juvenil.
      Adorei!
      Beijos e boa leitura.

      Excluir
  11. Clima Medieval, magia, mistérios, numa mesma trama, já me agradou daí. Gosto bastante de livros desse gênero, e quando a parte gráfica dele acompanha o alto nível da história, fica impossível não querer lê-lo. Só espero que seja em breve.
    E não posso deixar de falar o quão encantado fiquei com essa capa. Arrisco a dizwer que é uma das mais bonitas do ano.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nardoni, também pensei isso, uma das capas mais bonitas que já vi dos lançamentos 2013.
      Beijos.

      Excluir
  12. excelente resenha, bem escrita, abordando os pontos relevantes do livro, fiquei empolgado, só lendo esse pequeno trecho, esse aperitivo, imagina lendo o livro completo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, William, espero que curta bastante o livro. Beijos.

      Excluir
  13. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a capa, que é linda. Depois fui ler a resenha e adorei. É aquele tipo de livro cheio de magia e aventura, com cenários criativos. Gosto bastante de livros narrados por mais de uma pessoa, dá para ter uma visão melhor da estória. Adorei a resenha, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Laura!
      Mas olha, a narrativa não é das personagens e sim em terceira pessoa. O que muda são os pontos de vista, são bem variados e explorados.
      Obrigada, acho que vai gostar!
      Beijos.

      Excluir
  14. Que capa LINDA. Gosto de história assim, e sua resenha então ... me deixou muito curiosa.

    ResponderExcluir
  15. Tenho certeza que vou amar esse livros, adoro essas histórias, me lembra muito percy jackson, que alias eu amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma aventura e tanto, só que medieval.
      Beijos!

      Excluir
  16. Gosto muito de livros com histórias medievais,pois tem seu encanto,suas espadas,suas honras,hierarquias e tudo mais.Achei incrível sua maneira de descrever o livro,soube me deixar com vontade de saber mais sobre A queda dos reinos.Espero que os outros livros dessa série sejam tão bons como este que você nos mostrou.Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também torço pela continuação. Tem que ser boa, porque me deixou super-mega-ultra ansiosa =)
      Espero que goste tanto quanto eu!
      Beijos.

      Excluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras