Pesquise no Leitora Viciada

16 de setembro de 2016

Warcraft: Durotan + Warcraft: Livro Oficial do Filme, de Christie Golden e Galera Record (Grupo Editorial Record)

Warcraft: Durotan
Prequel de Warcraft: Livro Oficial do Filme
Christie Golden - Galera Record / Grupo Editorial Record
Tradução: Alves Calado
224 páginas - 2016 - R$29,90
Comprar: Amazon | Livraria Cultura | Livraria Saraiva

Sinopse:
"Em Draenor, sob a sombra da Montanha do Grande Pai, entre a Serra do Fogofrio e as terras do sul, o forte, honrado e ferozmente livre clã Lobo do Gelo enfrenta invernos cada vez mais rigorosos... e caça talbuques e fenocerontes cada vez mais escassos. No entanto, um Lobo do Gelo não reclama. Sob a liderança sábia de Garad eles perseveram, honrando os Espíritos da Terra, do Fogo, do Ar, da Água e da Vida. Outros orcs podem sentir prazer na matança... Não os Lobo do Gelo. Quando Gul'dan, um misterioso forasteiro, chega ao inóspito território ao norte, oferecendo uma terra rica em alimentos em troca da submissão do clã à sua Horda de orcs, o chefe declina. A dignidade de seu povo não está à venda. Assim como sua liberdade.
Arauto da morte, a partida de Gul'dan traz a reboque a morte de Garad e a ascensão de seu filho: Durotan. Agora cabe ao jovem líder manter seu povo unido em um dos momentos mais críticos de sua história. Contra a fome, o inverno rigoroso, a fúria dos elementos e os Andarilhos Vermelhos... Será possível?"


Warcraft: Livro Oficial do Filme
Sequência de Warcraft: Durotan
Christie Golden - Galera Record / Grupo Editorial Record
Tradução: Alves Calado
266 páginas - 2016 - R$34,90
Comprar: Amazon | Livraria Cultura | Livraria Saraiva

Sinopse:
"Há muito Azeroth está em paz. Após expulsar os trolls, com a ajuda de Medivh, Guardião do reino, humanos vivem em paz com os vizinhos elfos e anões. Mas um novo mal desponta no horizonte, e a guerra ameaça engolfar mais uma vez os domínios do justo rei Llane. 
Uma raça temerária de invasores, os guerreiros orcs, insuflados pelo feiticeiro Guldan e liderados pelo monstruoso Mão Negra, fogem de seu mundo agonizante em busca de caça e oportunidades. Com a ajuda da vileza, a mais cruel das magias, Guldan criou um portal capaz de transportar sua Horda até Azeroth. 
A maré verde, de orcs dominados por esse mal, toma de assalto as terras humanas. Morte e destruição ameaçam destruir a tudo e a todos. Então, de lados opostos, dois heróis surgem, em uma rota de colisão que decidirá o destino de sua família, seu povo e seu lar.
Durotan, o líder honrado do clã Lobo do Gelo, quer apenas uma chance para seu filho recém-nascido. Lothar, o Leão de Azeroth, busca redenção. E assim começa uma espetacular saga sobre poder e sacrifício, na qual a guerra tem muitas facetas e todos lutam por algo."

Resenha:
Warcraft, da Blizzard Entertainment, é o universo fantástico de uma das mais conceituadas franquias de games de estratégia e RPG. O primeiro jogo para computador foi lançado em 1994 e as principais inspirações para os criadores Allen Adham, Frank Pearce e Michael Morhaime foram os jogos de tabuleiro Dungeons & Dragons e Warhammer, e também o universo de J. R. R. Tolkien em O Senhor dos Anéis e O Hobbit. Com o sucesso estrondoso no decorrer dos anos, Warcraft foi expandido para publicações em livros e histórias em quadrinhos. Em 2016 gerou um filme pela Universal Pictures e pela Lengendary Pictures, dirigido e escrito por Duncan Jones e Chris Metzen. Warcraft: o Primeiro Encontro de Dois Mundos é uma superprodução com efeitos especiais incríveis e aventura voltada aos fãs da franquia e também aos apreciadores em geral de épicos e fantasia.
Conhecia Warcraft só superficialmente, portanto, mergulhei no filme sabendo apenas que se tratava de uma saga respeitada de magia e ação envolvendo humanos, orcs, elfos. Por ter gostado da obra, me interessei pelos lançamentos da Galera Record, selo do Grupo Editorial Record, responsável por publicar os livros da série Warcraft no Brasil. A Galera trouxe o livro oficial do filme (Warcraft) e o livro prequel (Warcraft: Durotan).
Decidi lê-los em ordem cronológica, porque após o filme fiquei muito curiosa sobre o passado recente e sobre Durotan, personagem carismática que se destacou para mim.
Esta é uma resenha única para ambos os livros, já que estão diretamente interligados. Aconselho a leitura nessa ordem (Warcraft: Durotan -> Warcraft: o Livro Oficial do filme), porém esclareço que podem ser lidos de modo independente ou em ordem inversa. Também não é obrigatório ter assistido ao filme. Mas se você assistiu e curtiu, precisa ler os dois, claro, especialmente Warcraft: Durotan. E se você é fã dos games, nem preciso dizer que a leitura é obrigatória!


Warcraft: Durotan se passa antes da história principal, focando exclusivamente em Durotan e o clã Lobo do Gelo. Nesta prequela conhecemos Durotan ainda jovem, antes de assumir a liderança do clã Lobo do Gelo, grupo de orcs liderado então pelo pai de Durotan, Garad. Através do olhar de Durotan somos apresentados aos costumes e cotidiano do grupo, do qual destaca-se: Drek'Thar, o sábio xamã que se comunica com os Espíritos; Geya, mãe de Durotan, xamã e Erudita; Orgrim, guerreiro e melhor amigo de Durotan; Draka, exilada que retorna após vida nômade. Tudo muda com a chegada do misterioso e sinistro Gul'dan, orc de pele verde com uma mestiça escrava a tiracolo. Ele propõe ao clã Lobo do Gelo que se una aos clãs de orcs já recrutados por ele. Eles formam a sua Horda e têm um objetivo em comum: invadir e dominar um novo e próspero mundo.
Durotan assume a liderança do clã Lobo do Gelo e, assim como seu pai, não deseja a destruição e a guerra. Ele planeja apenas manter os Lobos do Gelo em harmonia, fazendo sempre o necessário para manter o clã a salvo. Inicialmente Durotan não compreende Gul'dan e sua Horda, até perceber que seu mundo enfrenta mudanças cada vez mais assustadoras. Desastres naturais e climáticos intensificam a brutalidade dos orcs, trazem a morte ao solo e a fome a todos. Durotan precisa manter o clã unido e vivo. Mas como, se unindo a Horda? É uma história repleta de ação e com bom nível de carga dramática.
O ponto forte da trama, além de Durotan e Draka, é acompanhar o outro lado de uma saga. Porque os orcs quase sempre formam o lado obscuro das histórias de fantasia; quase sempre são retratados como criaturas más e manipuladas por algum senhor poderoso. Em Warcraft: Durotan encontrei uma história muito diferente, intensa e atraente. Os orcs possuem personalidades e sentimentos. Cada clã difere dos demais e as formas como são levados a preparar a invasão do novo mundo também variam.


Warcraft: o Livro Oficial do Filme é a novelização fiel do roteiro do cinema, porém mais amplo e completo, servindo especialmente como complemento da construção e do desenvolvimento das personagens. Gul'dan e sua Horda de orcs guerreiros de Draenor estão desesperados para conquistar novas terras e se preparam para invadir Azeroth. Para isso, utilizarão a vileza, mágica misteriosa que usa de força vital para energizar o Portal Negro, por onde os orcs planejam passar de Draenor a Azeroth. Por isso o filme (e o livro) é chamado de O Primeiro Encontro de Dois Mundos: o mundo dos orcs e o dos humanos se chocam. O assustador e cruel Mão Negra é o líder guerreiro da maré verde de orcs dominados pela vileza.
Do outro lado estão os humanos, que não desconfiam da invasão dos fortes e ferozes orcs. Dentre eles conhecemos Lothar, guerreiro e cavaleiro das forças humanas; Medivh, guardião lendário; Hadgar, mago misterioso; Llane, o rei. Não me cativaram da mesma forma que os orcs. Embora invasores, gostei mais dos orcs desde o filme.
A ação é mais intensa do que no livro antecessor e há uma boa reviravolta no enredo. Mesmo não sendo genial, é empolgante e bem escrito.
É uma história sobre as diferenças entre orcs e homens, mas que pode simbolizar a própria humanidade e a divergência entre culturas. Sobre como tendemos a classificar os desconhecidos, os outros, os diferentes, como errados, perigosos e bárbaros; sobre como a diferença pode levar a intolerância. Também mostra como o poder pode dominar e corromper qualquer um e como a honra e o respeito têm dificuldade em prevalecer em meio à guerra. Warcraft: o Primeiro Encontro de Dois Mundos é mais sobre a realidade que a fantasia.
De cada lado temos um herói diferente que, no entanto, podem ser mais semelhantes do que aparentam. Orcs e humanos conseguirão evitar a destruição de todos?
A personagem que se destacou para mim foi Garona, nem humana, nem orc. Ela é a personificação do encontro entre dois mundos e, ao mesmo tempo, não pertence a nenhum deles. Ela é enigmática, uma sobrevivente, e eu gostaria de saber mais sobre ela.


Warcraft: Durotan e Warcraft são narrados em terceira pessoa e escritos por Christie Golden, de escrita ágil. Autora norte-americana com mais de cinquenta publicações de fantasia, horror e ficção científica, incluindo romances Warcraft, StarCraft, Star Wars e Star Trek. Apenas pelo currículo ela já mereceu minha admiração. Mais além, Christie Golden é responsável por muitas ideias em Warcraft. Aqui, destaco a criação da personagem inesquecível Draka. Excelente escritora de fantasia, adorei seu trabalho.
A Galera manteve o mesmo tradutor para ambos os romances, Alves Calado, o que deixa as publicações homogêneas e passa mais confiança aos leitores. A equipe da editora manteve o padrão gráfico utilizando a mesma fonte e diagramação. As capas trazem lindas imagens do filme. As orelhas são largas e o miolo é composto por páginas amareladas.
Recomendo a leitura de ambos os livros, pois juntos formam um épico muito bom! Meu preferido é Warcraft: Durotan. Recomendado para os fãs de fantasia clássica e para quem gosta de narrativa dinâmica e jovem, porém com um toque sombrio, e sem complicações.



Trailer do filme:


A autora:
Christie Golden, best seller do New York Times e vencedora de vários prêmios, é autora de dezenas de romances e diversos contos nos gêneros de ficção científica, fantasia e terror — entre eles mais de dez romances da célebre série Star Trek e três da saga Star Wars. Jogadora contumaz da série World of Warcraft, ela já publicou dois contos em mangá e vários romances sobre esse universo.
Site

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail