Pesquise no Leitora Viciada

17 de março de 2017

Chapeuzinho Esfarrapado e Outros Contos Feministas do Folclore Mundial, Editora Seguinte

Chapeuzinho Esfarrapado e Outros Contos Feministas do Folclore Mundial (Tatterhood: Feminist Folktales from Around the World)
Vários autores - Seguinte / Grupo Companhia das Letras
Organização: Ethel Johnston Phelps - Ilustração: Bárbara Malagoli - Tradução: Julia Romeu - Prefácio: Gayle Forman
248 páginas - 2016 - R$ 39,90 (impresso) e R$ 27,70 (e-Book)
Comprar: Amazon | Cultura | Saraiva | Submarino

Sinopse:
"Quem disse que as mulheres nos contos de fadas são sempre donzelas indefesas, esperando para ser salvas pelo príncipe encantado? Esta coletânea reúne narrativas folclóricas do mundo inteiro — do Peru à África do Sul, da Escócia ao Japão - em que as mulheres são as heroínas das histórias e vencem os desafios com esforço, coragem e muita inteligência.
O livro é para todo mundo que não se identifica com as princesas típicas dos contos de fadas. É para garotas e garotos, para que todos possam aprender que as maiores virtudes de um herói não são exclusivas a um só gênero. Enriquecida com textos de apoio e ilustrações modernas, esta edição é uma fonte inestimável de heroínas multiculturais - e indispensável para qualquer estante."

Resenha:

Em 2016 a Editora Seguinte trouxe ao Brasil, com tradução de Julia Romeu, Chapeuzinho Esfarrapado e Outros Contos Feministas do Folclore Mundial, publicado em inglês pela primeira vez em 1978 sob o título Tatterhood and Other Tales. É uma antologia com vinte e cinco contos folclóricos!
A edição traz o prefácio escrito por Gayle Forman (autora de Se eu Ficar) que foi acrescentado à antologia na nova edição de 2016. Acompanha também uma ótima introdução da publicação original. Além disso, o livro possui conteúdo extra, como observações sobre os contos, sugestões de leitura de contos e de obras feministas. A organizadora é Ethel Johnston Phelps (1914-1984), mestre em literatura medieval e autora de vários artigos sobre temas do século XV.
A edição possui folhas brancas, orelhas com marcador destacável e ilustrações coloridas de Bárbara Malagoli.
Contos de Fadas são contos folclóricos voltados especialmente para as crianças; são contos populares com elementos sobrenaturais, geralmente passados de geração em geração através de contação de histórias. Com o tempo os contos foram sendo registrados, adaptados e revisados por diversos escritores e esporadicamente ganham versões atualizadas e releituras modernas, sempre se adaptando às sociedades, incluindo filmes, animações e peças de teatro. Surgiram como forma de transmitir conhecimentos e valores culturais, encantando o público.


A maioria das pessoas é apresentada aos contos de fadas logo na infância. Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Branca de Neve e Bela Adormecida são algumas das protagonistas mais famosas dos contos de fadas. Quase sempre a figura feminina é exibida nesses contos como jovens, belas e frágeis, que esperam por seus destinos. Muitas são princesas aguardando pelos príncipes. Em outras representações as mulheres são velhas, feias e más, muitas vezes bruxas ou madrastas invejosas. Mas, será que sempre foi assim? Será que os contos de fadas sempre mostraram a figura feminina como princesas ou bruxas? Como jovens submissas e passivas ou velhas malvadas infelizes? Nos contos de fadas tradicionais quase sempre as mulheres são rivais umas das outras e estão sempre dependendo de homens para salvá-las. Será que as histórias sempre foram contadas desse modo? Sempre questiono isso, porque embora adore contos de fadas, percebia que muitas heroínas dessas histórias não são heroicas como deveriam. Sempre me perguntei quantas histórias poderiam ter se perdido ao longo dos séculos.
Recentemente notamos mudanças no comportamento e motivações das protagonistas em contos de fadas, como por exemplo, nas animações. As Princesas Disney têm sido muito mais corajosas e inovadoras nos novos filmes. Desde então, tenho pensado mais sobre a representação feminina nas histórias que conheci durante a infância e esta leitura me ajudou muito! Este livro me agradou, encantou e me deixou satisfeita com o heroísmo das protagonistas, porque mostra contos desconhecidos com mulheres incríveis e valentes.


Me apaixonei por Chapeuzinho Esfarrapado e as demais mulheres da antologia, recomendo a todos que conheçam estes contos! Esquecidos ou ignorados em algum momento; ou que simplesmente não se popularizaram a nível mundial. São contos folclóricos com mulheres ativas, corajosas, decididas. Com protagonistas espertas, princesas que não esperam por seus destinos, e sim que os fazem acontecer. Senhoras de idade que usam a experiência a seu favor, sem o estereótipo da bruxa má. A beleza pode ou não ser uma característica da personagem, porém o importante são suas personalidades! Qualquer menina ou mulher se sentirá representada pelos contos do livro.
Esta é a base: mulheres que estão mais que em destaque; não basta ser a protagonista, tem que ter atitude. Nesta coletânea você encontra mulheres em variadas faixas etárias mostrando qualidades além da boa aparência, e que não precisam ser salvas, porque elas encaram os problemas por conta própria. Elas fazem de tudo: viajam, lutam, lideram, salvam, solucionam. Mesmo nos contos protagonizados por homens, as mulheres se sobressaem em ações decisivas.
Outra observação é que em muitos contos os relacionamentos além do romântico são destacados e, embora sejam narrativas curtas e aparentemente superficiais, observa-se boa interação. Vários contos possuem romance e a presença de príncipes ou maridos ou o amor quebrando barreiras, mas também há relacionamentos entre irmãs, pai ou mãe e filha.
Ao término todos os contos possuem uma nota informativa sobre sua origem, local, época e autoria (se disponível).


Gostei de todos os contos e é difícil escolher apenas alguns como os melhores ou tentar citar os preferidos. Destaco, sem spoilers: Chapeuzinho Esfarrapado (conto da Noruega), com uma protagonista aventureira que não se importa com as aparências; O que Aconteceu com Seis Esposas que Comeram Cebola (conto ameríndio), onde as mulheres ignoram as reclamações dos maridos e fazem o que gostam; A Lagarta Gigante (Costa do Marfim), com mulheres que fazem algo que os homens não conseguiram; Três Mulheres Fortes (Japão), com o trio superforte formado por avó, filha e neta ajudando um lutador no treino; Manka, a Esperta (Europa Central); capaz de resolver qualquer problema ou confusão; O Lago da Gansa Selvagem (China), com uma moça recebendo ajuda na tentativa de salvar o povoado da seca; O Cervo Encantado (África do Sul), onde uma jovem perde seu amor injustamente, mas salva uma aldeia; A Grande Mestra (região da Escandinávia), uma protagonista inteligente e habilidosa que protege o príncipe do gigante e não desiste de seu amor; e Em Busca do Lago Mágico (conto inca), onde o príncipe está doente e todos, incluindo uma moça, buscam pela cura mágica.


Esta obra é abrangente e empolgante; é para os adultos conhecerem contos raros e lerem para as crianças. Homens e mulheres, meninos e meninas. Auxilia pais e professores a mostrarem desde cedo a importância da igualdade de gêneros na ficção e na vida real. Recomendo intensamente a abordagem e o debate em sala de aula, ou até mesmo em casa. Na preparação dos textos houve o cuidado de não ter violência ou qualquer outro item pesado, tornando todos os contos próprios para qualquer idade.
Portanto, este livro é muito valioso, porque coloca o/a leitor/a em contato com culturas diferentes, de várias partes do mundo. É uma leitura altamente recomendada para quem adora contos de fadas, mas busca ampliar horizontes com histórias diferentes, elementos exóticos e tramas variadas. Claro, fadas, princesas e romances estão no livro, mas aqui o foco vai além dos estereótipos. Encontre itens essenciais como magia, feitiços, reinos, animais falantes e coisas estranhas, afinal muitas lendas e mitos originaram os contos. Você vai viajar!

Contos:
Chapeuzinho Esfarrapado
Unanana e o Elefante
O Kow de Hedley
O que Aconteceu com Seis Esposas que Comeram Cebola
O Príncipe e seus Três Destinos
Janet e Tamlin
A Lagarta Gigante
Kate Quebra-Nozes
A Filha do Lorde e a Filha do Fazendeiro
Kupti e Imani
Três Mulheres Fortes
Manka, a Esperta
O Menestrel e seu Alaúde
A Lebre Perseguida
Kamala e os Sete Ladrões
O Touro Negro da Noruega
A Lenda de Knockmany
A Jovem Chefe de Família
O Pastor de Myddvai e a Dama do Lago
A Noiva do Lorde
O Lago da Gansa Selvagem
O Cervo Encantado
Bucca Dhee e Bucca Gwidden
A Grande Mestra
Em Busca do Lago Mágico

A Editora Seguinte disponibiliza um trecho do livro, você pode ler aqui (inclui prefácio e introdução).

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail