Pesquise no Leitora Viciada

29 de maio de 2014

Coração Envenenado, S. B. Hayes e Bertrand Brasil

Coração Envenenado (Poison Heart)
S. B. Hayes - Bertrand Brasil
Tradução: Petrucia Finkler
350 páginas - Ano: 2014 - R$40,00

Sinopse:
"Raras vezes uma autora marcou tanto com um livro de estreia. Em Coração Envenenado, S.B. Hayes, sucesso de crítica no Goodreads e na Amazon, criou uma história para jovens com características somente vistas antes em obras para o público adulto. Mistério, personagens complexos, final inesperado e texto fluente são alguns dos ingredientes deste surpreendente romance.
Sem os pais desde a infância, Genevieve Paradis tem uma história de vida trágica. Já passou por abrigos infantis e, inclusive, precisou dormir na rua por um tempo. Suas origens aparentam ser indecifráveis, até que, em mais uma de suas idas e vindas, ela se muda para a mesma cidade de Katy Rivers.
Quando a intrusa começa a transformar a vida de Katy num inferno, tentando roubar tudo o que lhe pertence, tal comportamento se torna mais do que suspeito, e ela decide, então, investigar o passado dessa misteriosa menina."

Links: Record | Skoob | degustação | comprar

Resenha:
Gosto de observar capas e a qualidade física e gráfica. Uma boa história é o essencial, mas se aliada à uma capa linda que combine com o recheio e à um exemplar belo beirando o luxo, o investimento do leitor é perfeito. Assim é a combinação de Coração Envenenado.
O material do revestimento do livro é acolchoado e, então, gostoso de segurar para ler, macio ao toque. O título é em relevo e metalizado - deslumbrante. A imagem possui fundo gótico e os detalhes da moça carregam toques vivos, causando intenso contraste.
Olhos verdes fascinantes que hipnotizam as personagens da história - e o leitor. É pausar a leitura (se puder) e observar esse olhar misterioso. O rosto da moça continua na parte detrás do livro.
A fonte do texto é confortável e simples, como tradição da Bertrand Brasil. Todos os quarenta capítulos (mais Prólogo e Epílogo) possuem a mesma fonte do título da capa.
É falta de criatividade, mas preciso registrar o quanto eu fiquei atraída pela história e não conseguia parar de ler. Repetia a mim mesma antes de precisar dormir: "Só mais um capítulo".

A ambientação do livro cria uma atmosfera sombria, gótica, artística, mística e de suspense. Os acontecimentos carregam uma vigorosa brisa fantástica. A autora fabrica a desconfiança em relação ao estilo da história, fazendo o leitor sentir forte inquietação e duvidar sobre o que é real, imaginário e sobrenatural.
O clima literário é apropriado para o desenvolvimento de uma trama peculiar, dando a impressão de algo iminente, alarmante, terrível, extraordinário... - indefinido! - está prestes a acontecer.
O leitor sente, pressente e imagina, mas não adivinha o clímax de Coração Envenenado, mesmo a base sendo a rivalidade entre duas jovens.
A escolha dos cenários contribui para complementar o talvez estilo místico presente. "Talvez", porque é incerto que algo sobrenatural esteja realmente ocorrendo. A autora deixa a ideia pairar no ar e cabe ao leitor absorvê-la ou vetá-la. Será um meio-termo, um equilíbrio?
O interior da fria e calma Inglaterra abriga famosas histórias mágicas, principalmente voltadas às bruxas e seus feitiços, integrantes importantes do folclore local. O cenário físico mais importante é a localidade em que as personagens vivem. Mas existe o cenário psicológico representado por sonhos. São breves, mas importantes para a compreensão de personagens.
Em meio a esta obscuridade, vidas comuns seguem com normalidade.

O foco está em Katy, uma jovem que mora com a mãe deprimida (Samantha) e que acaba de ingressar na faculdade de artes. Ela cria estilosos acessórios, roupas e almofadas, além de estar sempre ampliando seu portfólio com variados croquis de moda.
Com duas amigas incríveis (Hannah e Nat), o novo namorado desejado por todas do local (Merlin) e o vizinho e melhor amigo (Luke), Katy preenche o vazio no coração causado pela grande depressão da mãe e pelo fato de desconhecer seu pai. São personagens simples, mas encantadoras.
O ambiente artístico criado pela autora é atraente, especialmente pela mistura do rústico, do alternativo e do retrô. Uma combinação de cores e estilos que se misturam às vidas das personagens e à trama.
Até mesmo a sutileza com que a autora valoriza a arquitetura e os ambientes mais simplórios tornam a leitura interessante. Cemitérios, por exemplo, podem ser locais charmosos e ainda assim manter o ar fúnebre.

Basicamente é um livro Young Adult de suspense, mistério, uma pitada romântica e uma insinuação de sobrenatural.
Genevieve, a antagonista, é a intrigante garota que invade a vida de Katy subitamente, como uma lufada gélida de inverno - refrescante, mas dolorosa. Ela se camufla e parece onipresente, pois mesmo quando não está em um local, todos comentam sobre ela. Com um passado estranho e trágico e atitudes perigosas para com Katy, ela aos poucos se infiltra em todas as áreas da vida da protagonista, ameaçando roubar-lhe tudo.
Genevieve chega de mansinho nas vidas das pessoas importantes para Katy, assumindo o papel mais propício para conquistar o alvo. Ela pode ser frágil, sedutora, amigável, interessada ou prestativa. Para Katy, Genevieve é cruel e agressiva. Para os demais, uma jovem envolvente.
A protagonista não sabe o porquê desses embates, mas compreende que sua vida está sendo alterada. Sua antagonista aparenta ser perigosa e acima de tudo, Katy sente misticismo no ar.
A narrativa é em primeira pessoa e a escrita da autora me agradou por completo, em todos os sentidos. Katy é a narradora, pela obviedade de fazer o leitor sentir as mesmas sensações que ela, como medo, raiva e frustração.
Quanto mais ela caça respostas, mais ela se perde em um labirinto terrível de perguntas. Estará Katy sendo perseguida por uma psicótica? Ou a neurose é da própria Katy, insegura de sua posição social e conquistas? Será inveja? Mas, por que então, a recém-chegada a está ameaçando e o pior, cumprindo suas assustadoras promessas?
Eletricidade venenosa une as moças tão diferentes e... tão parecidas. Como é possível tantas diferenças e semelhanças?

O início e meio do livro são fantásticos. Eu adoraria ter tido tempo para finalizar a leitura em uma sessão só, mas tive que deixar o final para o dia seguinte. Com isso, nutri enormes expectativas sobre o desfecho principal e infelizmente, embora eu tenha gostado da linha mais realista e crível escolhida pela autora, percebi que as coisas poderiam ter sido um pouco diferentes.
Algumas modificações me deixariam mais satisfeita, principalmente em relação a Genevieve. A autora não deixa nenhum buraco nas questões e resolve os conflitos, porém poderia ter focado mais no clima misterioso e fantástico da história para finalizá-la com maior ousadia e choque. Ela poderia ter resgatado pequenas sombras projetadas discretamente durante o desenvolvimento do enredo e poderia tê-las tecido em um grande e magnífico final obscuro. Ainda assim, esta é uma das leituras que mais me agradou nos últimos meses. Gostando ou não do final, o importante é que o livro é fabuloso e a conclusão é muito boa.
Acima de tudo este é um exímio Young Adult. A autora possui talento, excepcional capacidade narrativa e exuberante criação de enredo.
Apesar de parecer faltar algo no término de Coração Envenenado, Hayes resgata um tema ultrapassado: Antagonista cerca protagonista e demais personagens não percebem o perigo. Aqui Genevieve não é apenas uma psicopata que deseja ser Katy ou se vingar de Katy. É a vilã que desvia os holofotes que deveriam estar em cima da mocinha. Porém, será mesmo Genevieve a vilã? Certamente Genevieve entrou para a minha lista de antagonistas preferidos! - eu torci por ela. É maldade preferir a "vilã"?
É uma das raras personagens inesquecíveis que conquistam o leitor em apenas um livro - por mais errada que ela pareça ser.

A autora:
Começou os seus estudos em um convento católico em Crosby, Merseyside na Inglaterra. Na universidade, estudou Inglês e, mais tarde, trabalhou para o governo.
Tem três filhos e faz trabalho voluntário com crianças e adolescentes. Atualmente, passa o seu tempo escrevendo e trabalhando para na empresa da família, de consultoria na área de petroquímica, e sempre que pode, foge para fazer longas caminhadas à beira-mar.



Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail