Pesquise no Leitora Viciada

1 de março de 2015

Lançamentos de fevereiro e março do Selo Tordesilhas (Editora Alaúde)

O Dia em que Sherlock Holmes Morreu
Capa dura. Edição de luxo.
Sir Arthur Conan Doyle - Tordesilhas / Editora Alaúde
Ilustração: João Pirolla
400 páginas - 2015 - R$75,00
comprar

Sinopse:
"O dia em que Sherlock Holmes morreu - Sherlock Holmes entrou para a história da literatura como um detetive excepcionalmente brilhante e excêntrico. Com um método próprio, baseado em sua imensa capacidade de absorver e armazenar informações,resolveu inúmeros casos aparentemente insolúveis. 
Os 17 contos desta edição de luxo ilustrada contemplam todas as fases da carreira de Holmes – da descoberta de seus dons, nos tempos de faculdade, até a aposentadoria. O leitor encontrará aqui a ironia, o tédio, a desilusão, a cocaína, o senso de humor, os disfarces, o elementar Watson, Mycroft, Irene Adler e, naturalmente, o professor Moriarty, o maior entre todos os inimigos, contra o qual Holmes trava a luta decisiva que inspirou o título deste volume."

O que Não Existe Mais
Krishna Monteiro - Tordesilhas / Editora Alaúde
112 páginas - 2015 - R$27,00
comprar

Sinopse:
"O que não existe mais é um relato sobre memória e desajuste, solidão e renascimento. Neste livro de contos, Krishna Monteiro explora esses temas sob vários ângulos. O de um filho perseguido nos corredores de sua casa pela lembrança viva o pai; o de um pacto celebrado pelo escritor João Guimarães Rosa numa encruzilhada; o de um galo de briga que, ao combater na arena, recorda toda a sua existência; o de um gato, narrando os últimos momentos de sua dona, sem compreendê-los; o de um velho soldado que tenta sem sucesso exorcizar a guerra; o de uma mulher que diante da degradação e do envelhecimento vê no ato de contar histórias a fonte mesma de criação e manutenção da vida."


Para onde Vamos quando Desaparecemos?
Isabel Minhós Martins - Tordesilhas / Editora Alaúde
Ilustração: Madalena Matoso
44 páginas - 2015 - R$38,00
comprar

Sinopse:
"Já parou para pensar aonde vão as meias sem par? A areia da praia levada pelo vento? E o barulho, quando tudo fica em silêncio?
Esses são alguns dos mistérios que a vida distribui aos montes, e a verdade é que a algumas perguntas nem mesmo os adultos conseguem responder com certeza.
A mais difícil talvez seja esta: para onde vão as coisas, e as pessoas, quando não estão mais aqui? Cada um tem uma resposta diferente, mas, já que ninguém sabe ao certo qual é a certa, podemos dar asas à imaginação e inventar mil e uma possibilidades!
Colorido e poético, Para onde vamos quando desaparecemos? trata os temas da morte e da perda com analogias leves e sensíveis. Mostra, assim, que a ausência de respostas definitivas, em vez de angustiante, pode ser a oportunidade certa para que a imaginação ganhe asas e explore inúmeras possibilidades."

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail