Pesquise no Leitora Viciada

18 de janeiro de 2016

Lançamentos de janeiro: Grupo Companhia das Letras (todos os selos e editoras!)

Coroa Cruel
A Rainha Vermelha - livro de contos
Victoria Aveyard - Seguinte / Grupo Companhia das Letras
232 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar

Sinopse:
"Duas mulheres - uma vermelha e uma prateada - contam sua história e revelam seus segredos. Em “Canção da rainha”, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal - tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte. Já em “Cicatrizes de aço”, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta - e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho.
O livro traz, ainda, um mapa de Norta e um trecho exclusivo de Espada de vidro, o segundo volume da série A Rainha Vermelha."

A Sereia
Kiera Cass - Seguinte / Grupo Companhia das Letras
328 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar
RESENHA | SORTEIO (até 06/02/2016)

Sinopse:
"Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, vai precisar usar sua voz para atrair pessoas até o mar e afogá-las. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo com que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir a sereia será obrigada a abandoná-lo para sempre. Mas pela primeira vez, em muitos anos de obediência, Kahlen está determinada a seguir seu coração."

Steve Jobs: Insanamente Genial
Jessie Hartland - Seguinte / Grupo Companhia das Letras
328 páginas - 2016 - R$39,90 - comprar

Sinopse:
"Com uma narrativa ágil e divertida, esta biografia em quadrinhos apresenta a figura rebelde e carismática de Steve Jobs para uma nova geração de leitores, além de cativar os fãs que vivem e respiram toda a tecnologia criada por ele: a Apple, a Pixar, os Macs, os iPods, os iPhones e muito mais.
Jessie Hartland mostra como Jobs foi um visionário, sem deixar de lado os demônios que o acompanhavam. Destaca os sucessos meteóricos, os retrocessos devastadores e as inúmeras contradições que resultaram numa vida extraordinária e no legado de um homem insanamente genial."

58 Listas: 33 Úteis e 25 nem tão Úteis assim
Mannu Barem - Paralela / Grupo Companhia das Letras
192 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar

Sinopse:
"“A gente nasce, cresce, lava louça a vida inteira e morre.” É por essas e outras que Manuela Barem se tornou não exatamente a voz, mas o conjunto de caracteres que definiu uma geração na internet.
Mais que as 33 listas úteis e as 25 não tão úteis assim do título, temos em mãos um registro de como se vive nestes anos 2010: do saudosismo analítico dos pagodes do início da adolescência à constatação irrefutável de que ficou ainda mais difícil terminar relacionamentos na era das redes sociais.
Este é um livro para a geração Y e para quem quer entender o que se passa na cabeça dessa gente que se aventura — mesmo que titubeante — nesta etapa da vida adulta absoluta, cheia de trabalho, amor, festas infantis, fakes no Twitter e chatices no Facebook.
Entre uma louça suja e outra, porém, dá para apreciar uma ciranda da música brasileira que prova aquilo que todos desconfiávamos, mas achávamos que pudesse ser só reflexo do excesso de Faustão na nossa cabeça: todos os artistas da MPB estão interligados. (Duvida? Veja na página 98.)
É a chance também de conhecer as leis mais absurdas do Brasil, 31 cidades brasileiras com nomes terminados em “lândia” e os motivos pelos quais os verões dos anos 1990, os últimos verões da história da humanidade totalmente desconectados, deixaram saudade.
E, honestamente, também dá para se reconhecer nas pequenas mentiras do WhatsApp, nas incontáveis dúvidas amorosas e, quem sabe, até no caça-palavras do Charlie Brown Jr."

Uma História de Solidão
John Boyne - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
416 páginas - 2016 - R$44,90 - comprar

Sinopse:
"Primogênito de um lar disfuncional na Irlanda, o inocente Odran Yates vai estudar em um colégio que prepara garotos para a vida eclesiástica. Ao relatar sua jornada, da ingenuidade dos primeiros anos de colégio à descoberta dos segredos mais bem guardados da Igreja, Odran descreve uma Irlanda cheia de contradições e ódio por trás de uma fachada de bons costumes. 
Enquanto lida com as implicações de seu trabalho e o sofrimento das pessoas que ama, o padre Odran se convence de que era inocente demais para entender o que acontecia ao seu redor e tenta fazer um acerto de contas com a própria consciência."

Kaos Total
Jorge Mautner - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
384 páginas - 2016 - R$54,90 - comprar

Sinopse:
"Se o Rio de Janeiro foi a primeira grande metrópole cosmopolita do Brasil, Carlos Drummond de Andrade sem dúvida esteve entre seus maiores comentadores. Este volume, que reúne textos publicados na imprensa entre os anos 1950 e 1960, testemunha a incrível variedade e a delicadeza do escritor mineiro para tratar de assuntos do cotidiano não apenas da cidade que escolheu para viver, mas de grandes questões que estiveram em pauta no Brasil de seu tempo. 
As crônicas e poemas ganham relevância hoje graças ao estilo desassombrado do autor, à leveza e à inteligência sutil e penetrante que abarca praticamente todos os aspectos da vida social, cultural e emocional de uma grande cidade brasileira."


Como Curar um Fanático
Amós Oz - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
104 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar

Sinopse:
"O romancista Amós Oz cresceu na Jerusalém dividida pela guerra, testemunhando em primeira mão as consequências perniciosas do fanatismo. Em dois ensaios concisos e poderosos, o autor oferece uma visão única sobre a natureza do extremismo e propõe uma aproximação respeitosa e ponderada para solucionar o conflito entre Israel e Palestina. Ao final do livro há ainda uma contextualização ampla envolvendo a retirada de Israel da Faixa de Gaza, a morte de Yasser Arafat e a Guerra do Iraque.
A brilhante clareza desses ensaios, ao lado do senso de humor único do autor para iluminar questões graves, confere novo fôlego a esse antigo debate. Oz argumenta que o conflito entre Israel e Palestina não é uma guerra entre religiões, culturas ou mesmo tradições, mas, acima de tudo, uma disputa por território - e ela não será resolvida com maior compreensão, apenas com um doloroso compromisso. 
Não se trata, argumenta Oz, de uma luta maniqueísta entre certo e errado, mas de uma tragédia no sentido mais antigo e preciso do termo: uma batalha entre o certo e o certo. Sem temer a polêmica, o livro apresenta argumentos precisos favoráveis a uma solução que acomoda dois estados nacionais diferentes e também realiza um diagnóstico sutil sobre a natureza do fanatismo, calcada na predominância dos sentimentos sobre a reflexão.
Esclarecedor e inspirado, Como curar um fanático é uma voz de sanidade em meio à cacofonia das relações entre Israel e Palestina - voz que ninguém pode se dar ao luxo de ignorar."

Ponto de Fuga
Ana Maria Machado - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
256 páginas - 2016 - R$49,90 - comprar

Sinopse:
"Ponto de fuga, fruto da participação de Ana Maria Machado em eventos literários, reúne treze ensaios que mostram por que a escritora se tornou uma referência na literatura brasileira. Com mais de cem livros publicados nos últimos quarenta anos, ela não se limitou apenas ao ofício de escrever, mas dedicou boa parte de sua carreira a uma reflexão profunda e generosa a respeito dos leitores e da literatura, muitas vezes rompendo paradigmas sobre temas que pareciam consolidados. Sua obra já vendeu mais de 20 milhões de exemplares, ajudando a reposicionar o status da literatura infantil no país, e seus ensaios apontam um olhar para questões mais amplas, como as nuances do mercado editorial, o papel dos professores nas escolas, a literatura infantojuvenil e o despreparo dos professores nas redes de ensino. Engana-se, porém, quem acredita que sua crítica é desesperançosa ou pessimista. Como leitora apaixonada, Ana Maria prova, entre erros e acertos, que houve avanços importantes e que, mais do que abundância de recursos, o que está em jogo é a dificuldade de extinguir o espírito burocrático na formação do leitor.
No prefácio escrito especialmente para esta edição, a professora Marisa Lajolo, doutora em teoria literária e literatura comparada pela Universidade de São Paulo, destaca que “a autora acompanha algumas das vertentes mais sugestivas de estudos contemporâneos de leitura: lê-se hoje como se lia antigamente? Leem-se da mesma maneira diferentes tipos de livros? Qualquer leitura vale a pena? De passagem e perseguindo as questões, Ana Maria registra a multiplicação de situações de leitura em que homens e mulheres, crianças e adultos veem-se, hoje, inevitavelmente envolvidos”."

Caminhos de João Brandão
Carlos Drummond de Andrade - Companhia das Letras / Grupo Companhia das Letras
200 páginas - 2016 - R$49,90 - comprar

Sinopse:
"“João Brandão é figura singular na crônica brasileira. Não é pseudônimo, como o Manassés e o João das Regras que em momentos diferentes ocultaram Machado de Assis de seus contemporâneos. Tampouco é personagem de contornos detalhados e vida própria como Tia Zulmira ou Primo Altamirando, criaturas de Stanislaw Ponte Preta - este sim pseudônimo, que acabou sobrepondo-se a seu criador, Sérgio Porto. João Brandão poderia ser definido, pelo menos a princípio, como um alter ego de Carlos Drummond de Andrade, gauche como convém ao poeta e de participação um tanto episódica em sua longa carreira de cronista. Mas a melhor medida de sua importância talvez seja mesmo este livro, que saiu pela primeira vez em 1970 reunindo publicações da década anterior. ”
É com essas palavras que o escritor e jornalista Paulo Roberto Pires, autor do esclarecedor posfácio desta edição, resume o papel da criação do cronista Carlos Drummond de Andrade. Embora figure numa pequena porção dos textos reunidos neste volume, o personagem drummondiano se impõe como uma consciência fluida - por vezes zombeteira, noutras melancólica - da vida e dos acontecimentos do Brasil das décadas de 1950 e 1960. E vai além: João Brandão funciona como uma espécie de repositório das opiniões de toda uma fração da sociedade (em especial, a carioca) a respeito dos grandes e pequenos temas de seu tempo. As mudanças nos costumes, a mesquinhez da vida política, a brutalidade diária - tudo isso é traduzido em prosa clara, acessível e de leitura imensamente prazerosa. 
Porque Drummond é também um clássico da nossa crônica, tanto que seus textos não envelheceram um centímetro. A despeito de serem (como toda crônica, aliás) bastante relacionados ao tempo em que foram escritos, os artigos ainda possuem relevância graças ao estilo desassombrado do autor e a algo quase inefável, mas que é fruto de um rigoroso trabalho de estilo ao longo de décadas colaborando com jornais: a leveza e a inteligência sutil e penetrante que abarcam praticamente todos os aspectos da vida social, cultural e emocional de uma grande cidade brasileira."

Histórias de Antigamente
Patricia Auerbach - Companhia das Letrinhas / Grupo Companhia das Letras
80 páginas - 2016 - R$39,90 - comprar

Sinopse:
"Toda família tem histórias que passam de uma geração para outra. Patricia Auerbach sempre gostou muito de saber sobre a vida de antigamente, e ficava pedindo para os avós e pais contarem histórias engraçadas e interessantes que aconteceram com eles. 
Além de narrar seus divertidos causos familiares e falar sobre os costumes de outra época, a autora explica como e quando algumas engenhocas que revolucionaram o nosso jeito de viver - como a televisão, a geladeira, o carro, a privada e o telefone - foram inventadas. Quem sabe, por exemplo, como eram os sorvetes antes da invenção da geladeira? E como as pessoas acompanhavam os jogos de futebol sem televisão?"

Caminhos Cruzados
Erico Verissimo - Companhia de Bolso / Grupo Companhia das Letras
368 páginas - 2016 - R$24,90 - comprar

Sinopse:
"Influenciado pela técnica de intrigas entrelaçadas e pela ausência de personagem principal da ficção de Aldous Huxley, Erico Verissimo escreveu Caminhos cruzados, tendo como cenário uma Porto Alegre onde já se confrontavam modernização e miséria, luxo e desencanto.
Sem narrar acontecimentos de vulto, o autor expõe o nervo da fragilidade humana. Sua capacidade de fabulação ainda hoje provoca impacto e lança um apelo à sensibilidade."

Fedro
Platão - Penguin-Companhia / Grupo Companhia das Letras
248 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar

Sinopse:
"Fedro é universalmente reconhecido como um dos textos mais profundos e belos de Platão, considerado um dos pais da filosofia. Tomando a forma de um diálogo entre Sócrates e Fedro, seu assunto principal é o amor (especialmente o homoerótico). Em seguida, porém, a conversa muda de direção e volta-se para uma discussão acerca da retórica, que deve ser baseada na busca apaixonada pela verdade, aliando-se assim à filosofia.
Esta nova edição de Fedro, com tradução direta do grego, apresentação e notas de Maria Cecília Gomes do Reis, inclui um ensaio sobre retórica inédito no Brasil de autoria do americano James H. Nichols Jr., um dos maiores especialistas mundiais na obra de Platão."
Outros Cantos
Maria Valéria Rezende - Alfaguara / Objetiva / Grupo Companhia das Letras
152 páginas - 2016 - R$34,90 - comprar

Sinopse:
"Novo livro da vencedora do Prêmio Jabuti 2015 de melhor romance traz uma narrativa comovente sobre passado e futuro.
Numa travessia de ônibus pela noite, Maria, uma mulher que dedicou a vida à educação de base, entrelaça passado e presente para recompor uma longa jornada que nem mesmo a distância do tempo pode romper. Em uma escrita fluida, conhecemos personagens cativantes de diversos lugares do mundo e memórias que desfiam uma série de impossíveis amores, dos quais Maria guarda lembranças escondidas numa “caixinha dos patuás posta em sossego lá no fundo do baú”.
Com sutileza e domínio da narrativa, Maria Valéria Rezende vai compondo um retrato emocionante dessa mulher determinada, que sacrifica a própria vida em troca de algo maior. Outros cantos é um romance magistral, sobre as viagens movidas a sonhos."

Adeus, minha Querida
Raymond Chandler - Alfaguara / Objetiva / Grupo Companhia das Letras
312 páginas - 2016 - R$44,90 - comprar

Sinopse:
"Em narrativa sombria e violenta, um dos detetives mais famosos do mundo se encontra no meio de duas complexas investigações.
Durante um caso de rotina, o detetive Philip Marlowe conhece “Moose” Malloy, o Alce, um brutamontes cruel recém-saído da prisão. Malloy está disposto a tudo para encontrar Velma, uma cantora de cabaré com quem mantivera uma relação. Em paralelo, o investigador se vê no meio de um caso de chantagem e assassinato, ligados ao roubo de um colar de jade.
Entre videntes charlatões, milionárias insaciáveis e gângsteres implacáveis, as duas investigações aos poucos se unem numa trama só, entremeada de violência e corrupção, bem ao contrário das histórias policiais clássicas, em que o mordomo é quase sempre o culpado. “Não é esse tipo de história”, nos diz Marlowe. “Não é elegante e não é engenhosa. É sombria, e cheia de sangue."

As Irmãs Romanov
Helen Rappaport - Objetiva / Grupo Companhia das Letras
528 páginas - 2016 - R$69,90 - comprar

Sinopse:
"A história, tão cativante quanto trágica, de Olga, Tatiana, Maria e Anastácia, as filhas do último tsar e as quatro princesas mais glamorosas da Europa.
Ao longo dos anos, a história da brutal execução das quatro grã-duquesas Romanov turvou nossa impressão a respeito de quem elas realmente foram. Com frequência, são vistas como um belo mas insignificante detalhe na história dos pais, Nicolau e Alexandra, o último casal imperial da Rússia. A imagem que prevalece é a de que eram jovens adoráveis e donas de uma vida invejável, mas a verdade é bem diferente.
As irmãs Romanov reconstrói a vida da última família imperial russa com ênfase na rotina de Olga, Tatiana, Maria e Anastácia. A alegria e a insegurança dessas jovens princesas são retratadas aqui tendo como pano de fundo os derradeiros dias da ordem mundial vigente até o início do século XX."


O Foco Triplo
Daniel Goleman e Peter Senge - Objetiva / Grupo Companhia das Letras
128 páginas - 2016 - R$29,90 - comprar

Sinopse:
"Um olhar inovador sobre como melhorar nosso desempenho acadêmico e desenvolvimento pessoal nos tempos da tecnologia.
Em um mundo onde as crianças têm contato com a tecnologia cada vez mais cedo — e as distrações são cada vez maiores —, é essencial que os métodos de ensino acompanhem essas mudanças. A educação precisa acomodar as demandas das novas gerações e do mundo contemporâneo.
Neste livro, Daniel Goleman e Peter Senge apresentam ferramentas que hoje são mais necessárias do que nunca: a autoconsciência, a empatia e o entendimento da nossa relação com o mundo. Ao desenvolver essas três habilidades, é possível melhorar o desempenho acadêmico, o desenvolvimento pessoal e os relacionamentos. Um livro essencial para os dias de hoje."


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail