publicidade

Vale-Cultura: Empresas poderão participar do Programa de Cultura do Trabalhador a partir de outubro

Oi, Leitoras e Leitores Viciados, esta é uma notícia de 06 de setembro de 2013 da Câmara Brasileira do Livro, sobre o Vale-Cultura:

Foi publicada no Diário Oficial da União a Instrução Normativa nº 2 que estabelece normas e procedimentos para a gestão do Vale-Cultura, criado pelo Programa de Cultura do Trabalhador. A Instrução dispõe sobre o cadastramento, habilitação, inscrição, gerenciamento e monitoramento das empresas beneficiárias, operadoras e recebedoras e dos usuários do Vale Cultura.


Segundo dispõe a Instrução, poderão ser adquiridos com o Vale-Cultura, livros, CDs, DVDs, musicas, revistas, jornais, ingressos para cinema, espetáculos de circo, dança, teatro, musicais, exposições de arte e festas populares. Também podem ser adquiridos com o vale-cultura instrumentos musicais e artesanato e diversos cursos como Circo, Dança, Fotografia e Literatura. O Vale-Cultura será operado através de sistemas de cartões, devendo as empresas operadoras de cartões interessadas se inscrever nos termos da Portaria.

O Vale-Cultura será um benefício que poderá chegar às mãos de 42 milhões de trabalhadores brasileiros. O cartão magnético pré-pago, válido em todo território nacional,  no valor de 50 reais mensais, vai possibilitar ao trabalhador de carteira assinada ter mais acesso à cultura.

Para participar do Programa de Cultura do Trabalhador, as empresas beneficiárias (que pretendam fornecer o Vale Cultura aos seus funcionários) deverão requerer sua inscrição junto à SEFIC, a partir do dia 07 de outubro de 2013, por meio do portal virtual do Ministério da Cultura ou no hotsite do Vale-Cultura.

Empresas tributadas no regime de lucro real - com receita bruta superior a R$48 milhões no ano anterior - podem optar por participar, e contarão com desconto de 1% sobre o imposto devido. As empresas de lucro presumido ou que integram o Simples Nacional podem oferecer o Vale-Cultura sem dedução fiscal (medida incluída pela MP nº 620, que tem até o dia 09/10 para ser votada pelo Congresso Nacional).

O desconto na remuneração do trabalhador com até 5 salários mínimos varia de R$2,00 a R$5,00. Quem ganha até 1 salário paga  R$1,00. Acima de 1 e até 2 salários, o desconto é de R$2,00. Acima de 2 até 3, R$3,00. Acima de 3 até 4, R$4,00. Acima de 4 até 5, R$5,00. Para os empregados que ganham acima dessa faixa, o desconto varia de 20% a 90% do valor do benefício, ou seja, pode chegar a R$45,00. Vale lembrar que fica a critério do empregado a participação no programa desde que a empregador tenha feito a adesão.

O credenciamento das operadoras será solicitado ao Ministério da Cultura. O requerimento com as informações e documentos solicitados na instrução normativa deve ser enviado ao Ministério da Cultura/Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura no endereço: Esplanada dos Ministérios, Bloco "B", 1º andar - CEP 70068-900 Brasília/DF.

Cutuque seu empregador!

MANUAL.

DÚVIDAS? Envie um e-mail para valecultura@cultura.gov.br

Fonte: E-mail da CBL e hot site do Vale-Cultura.

Um comentário

  1. Que incrível!!! Notícias como essas têm que ser espalhadas! Obrigada por postar isso :) Espero que quando eu começar a trabalhar, a empresa me forneça esse cartão ;)

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias