Pesquise no Leitora Viciada

26 de dezembro de 2014

Lançamentos de dezembro da Globo Livros

A Raposa Já Era o Caçador
Herta Müller - Biblioteca Azul / Globo Livros
240 páginas - Ano: 2014 - R$39,90
+ informações

Sinopse:
"Romênia, final dos anos 1980. A professora Adina e a operária Clara são amigas e moram juntas. A convivência e a cumplicidade são um refúgio em meio ao ambiente paranoico da ditadura comunista de Nicolae Ceaucescu. Quando Clara se envolve com Pavel, um agente da polícia secreta, a desconfiança se instala. Uma pele de raposa que pertence a Adina e enfeita o apartamento começa, lentamente, a perder pedaços. Com sua prosa elaborada, Herta Müller constrói um clima de insegurança e medo inspirado em sua experiência.
Müller rejeita o termo autoficção, mas reconhece que seus romances são inspirados pela atmosfera de perseguição e investigações que a levaram a deixar seu país de origem. A escritora, que passou por quase 50 interrogatórios, teve suas amizades impactados pela paranoia do regime e transpõe parte dessa vivência em sua obra. O leitor é colocado diante do desconforto de Adina, que não se sente segura em sua própria casa, das questões de Clara que deseja Pavel e teme por sua amiga. Sem maniqueísmos, o agente secreto também enfrenta seus conflitos. Provocado por Clara, que o acusa de escolher suas vítimas, Pavel afirma: “todos somos vítimas”.
O romance é formado por capítulos aparentemente independentes. Aos poucos o leitor vai compondo a história. Herta Muller não se atém apenas a narrar os acontecimentos, sua prosa é repleta de imagens e reflexões. A pele da raposa, mutilada aos poucos, adquire vários significados. O tom de ameaça, a casa invadida, um objeto pelo qual Andina tem afeto sendo, aos poucos, destruído."

O Pai Goriot
Honoré de Bazac - Globo de Bolso / Biblioteca Azul / Globo Livros
341 páginas - Ano: 2014 - R$25,90
+ informações

Sinopse:
"A Casa Vauquer é uma pensão parisiense de gosto duvidoso habitada pelos mais variados tipos de pessoas. Entre jovens ambiciosos, criminosos fugitivos e outros tipos que circulavam pela capital francesa no início do século XIX, nos deparamos com pai Goriot, um ex-comerciante que enriqueceu vendendo trigo durante a Revolução Francesa, mas perdeu sua fortuna.
De acordo com Paulo Rónai, que organizou a edição da A comédia humana publicada pela Biblioteca Azul, este romance está entre as obras mais poderosas de Balzac. Goriot abriu mão de sua fortuna para que suas filhas pudessem ascender socialmente, mas elas, com vergonha da origem da riqueza do pai, apenas o vistam em segredo. Adoentado, infeliz com a ingratidão das filhas, o velho é ridicularizado por seus vizinhos de pensão, que se recuram a crer em sua história.
O pai Goriot aborda a ingratidão e conflito entre o pai e as filhas, evocando o drama de O rei Lear sob a perspectiva do século XIX. No entanto, o autor usa a pensão burguesa como cenário para intrigas e adultérios, traçando perfis psicológicos das personagens e usando histórias reais como base para sua ficção. Balzac apresenta ao leitor outros personagens marcantes como Rastignac, um jovem que passa por uma iniciação na alta sociedade parisiense e se desencanta com os jogos e vaidades que presencia nos salões da capital.
O romance, considerado uma obra-prima por escritores como Henry James, foi escrito em 1834 e publicado em quatro partes na Revue de Paris entre 1835/35 antes de ser lançado em livro. A nova edição pela Globo de Bolso traz este clássico com texto integral e tradução de Gomes da Silveira."

Obras Completas de Adolfo Bioy Casares - Volume A
Adolf  Bioy Casares - Biblioteca Azul / Globo Livros
745 páginas - Ano: 2014 - R$69,90
+ informações

Sinopse:
"No ano em que se comemora o centenário de Adolfo Bioy Casares, a Biblioteca Azul dá início à publicação das Obras Completas deste grande nome da literatura do século XX. O primeiro volume reúne seis livros do autor, de seu romance mais conhecido, A invenção de Morel, ao inédito As vésperas de Fausto, raridade lançada em uma edição independente em 1949. A edição apresenta novas traduções de títulos escritos entre 1940 e 1958 e traz ainda textos dispersos em diários, revistas ou publicações de distribuição limitada.
Leitor voraz e apreciador do que chamou de literatura fantástica, Bioy Casares é autor de histórias que misturam suspense, referências a romances policiais e elementos inesperados, tudo isso permeado pelo refinamento adquirido ao longo de uma vida dedicada à literatura. Amigo e parceiro de Jorge Luis Borges, com quem escreveu as histórias do personagem H. Bustos Domecq, que estão sendo relançados pela Biblioteca Azul, Bioy Casares recebe enfim uma edição que destaca a extensão e  a qualidade de sua produção, que o coloca entre os principais autores de língua espanhola.
O primeiro volume das Obras Completas inclui romances que se encontravam há décadas fora das livrarias como Plano de Fuga e A trama celeste. A organização de toda a obra completa, que será publicada em três volumes, é do pesquisador argentino Daniel Martino, especialista na obra do escritor, responsável pelo estabelecimento do texto e pelas notas que apontam as variações de texto ao longo da obra.
História prodigiosa e O sonho dos heróis são os últimos livros a integrar o volume. Além dos títulos, parte da edição é dedicada a textos dispersos, a maioria prólogos e resenhas publicadas entre 1940-58, que ressaltam o humor e a ironia de um apaixonado pela literatura. Os apêndices reúnem ideias iniciais para a criação de obras que integram o primeiro volume como os contos Dois reis do futuro e O outro labirinto.
Obras Completas não se destina apenas aos admiradores do autor, mas também àqueles desejam conhecer melhor o trabalho de um mestre da literatura. A Biblioteca Azul publicará o segundo e o terceiro volume das Obras completas de Bioy Casares em 2015."

Pornô Chic
Hilda Hilst - Biblioteca Azul / Globo Livros
276 páginas - Ano: 2014 - R$59,90
+ informações | comprar

Sinopse:
"Em 1990, Hilda Hilst completava 60 anos, 40 deles dedicados à literatura. Insatisfeita com a publicação de seus livros em pequenas tiragens, o silêncio da crítica e a repercussão restrita, a poeta decidiu escrever “adoráveis bandalheiras”. A experiência deu origem à Trilogia Obscena formada por O caderno rosa de Lori Lamby, Contos d’escárnio – textos grotescos, Cartas de um sedutor e ao livro de poemas Bufólicas. Pornô chic reúne os quatro títulos, ilustrados, traz o inédito Fragmento pornográfico rural e fortuna crítica que aborda a polêmica fase erótica de Hilst.
O caderno rosa de Lori Lamby e Bufólicas recuperam as ilustrações de Millôr Fernandes e Jaguar para as primeiras edições. Para ilustrar Contos d’escárnio e Cartas de um sedutor foram convidadas Laura Teixeira e Veridiana Scarpelli, que apresentaram uma abordagem contemporânea ao pornô de Hilst. Considerados pela autora uma “experiência radical e divertida”, estes livros misturam humor, críticas à sociedade, todo tipo de práticas sexuais e referências a autores célebres pelo erotismo como Henry Miller e Georges Bataille. A leitura de Pornô Chic revela o quanto Hilst pode ser irônica, debochada e divertida sem perder o refinamento.
Se O caderno rosa de Lori Lamby parece obsceno ao apresentar uma menina de oito anos relatando suas experiências sexuais, a autora surpreende os leitores com seu desfecho. Cartas de um sedutor narra o cotidiano de um homem rico, amoral e culto, que diante de sua incompreensão da vida recorre ao sexo em busca de respostas. Contos d’escárnio é uma reunião de textos satíricos, em que a sexualidade é matéria de reflexões imprevisíveis. Bufólicas é um livro de “fábulas safadas” concluídas com uma “moral da estória”.
A fortuna crítica apresenta um texto inédito do professor de História da Arte e da História da Cultura da Unicamp Jorge Coli, e inclui textos de especialistas na obra de Hilst, como a professora do departamento de Literatura Brasileira da FFLCH-USP Eliane Robert de Moraes, e o professor de Teoria Literária da Unicamp Alcir Pécora – que organizou as obras completas de Hilst para a Globo Livros. Além disso, a edição recupera textos publicados na imprensa nos anos 1990, como um perfil da autora feito pelo jornalista Humberto Werneck e uma entrevista da poeta ao amigo e escritor Caio Fernando Abreu.
O ciclo pornográfico de Hilst fez com que a escritora deixasse de ser considerada apenas uma autora sofisticada e lhe trouxe a fama de maldita – mas seu objetivo foi alcançado e sua obra atingiu um público maior. Aos 60 anos, ela expressou surpresa diante das críticas moralistas à suas bandalheiras: “A sexualidade pode ser adorável, perversa ou divertida, mas eu acho que o ato de pensar excita muito mais do que uma simples relação sexual. A mim pelo menos, há muitos anos é assim”."

Grande Sertão: Veredas - Graphic Novel
Eloar Guazzelli e Rodrigo Rosa - Biblioteca Azul / Globo Livros
180 páginas - Ano: 2014 - R$199,90
+ informações

Sinopse:
"Um clássico do século XX, Grande Sertão: Veredas ganha edição em quadrinhos à altura de sua importância. A graphic novel, lançada pela Biblioteca Azul em edição especial para colecionadores, com tiragem limitada e numerada de 7 mil exemplares, respeita o texto original de Guimarães Rosa, preservando a linguagem do autor mineiro, traço que o distingue como um dos maiores escritores brasileiros.
Com roteiro do ilustrador, artista plástico e diretor de cinema Eloar Guazzeli, a adaptação transpõe imagens e representações para os quadrinhos, dando à obra um ritmo cinematográfico. Com experiência na adaptação de clássicos da nossa literatura para os quadrinhos, Rodrigo Rosa não se limita a retratar as paisagens do sertão, mas explora os seus contrastes. Do sol escaldante às noites mal iluminadas, a natureza se torna um elemento narrativo, que compõe o clima do romance gráfico.
Longe de ser uma adaptação que simplifica um clássico, a graphic novel respeita a complexidade de Grande Sertão: Veredas. O objetivo era alcançar um equilíbrio entre texto e imagem que estimulasse a imaginação do leitor, com o objetivo de tornar a HQ fluída como o monólogo de Riobaldo, sem descaracterizar a profundidade da obra.
O processo de transposição do universo de Guimarães Rosa para a HQ levou quase três anos. Foram realizados diversos estudos para definir a aparência dos personagens, a seleção dos trechos e a definição dos enquadramentos.  O projeto gráfico é outro destaque desta edição de luxo. A lombada tem a costura aparente e o livro é envolto por uma luva de PVC. Além de proteger o volume, a luva e capa projetadas pela designer gráfica Fernanda Ficher criam um jogo visual que dialoga com o romance, suas surpresas e revelações.
Ler Grande Sertão: Veredas é uma experiência marcante. A graphic novel convida os fãs do romance a redescobri-lo e apresenta aos novos leitores a grandeza de um dos maiores títulos da literatura brasileira."

Lonely Planet Nova York
Vários - Globo Livros
456 páginas - Ano: 2014 - R$49,90
+ informações

Sinopse:
"Nova York é uma cidade em constante transformação e a nova edição do guia Lonely Planet inclui as atrações mais recentes que não podem ficar de fora do seu roteiro. Descubra o High Line, parque suspenso construído em uma linha de trens desativada, visite as novas lojas e restaurantes de Williamsburg e assista a montagens clássicas em um teatro dedicado a obra de Shakespeare no Brooklyn.
Lonely Planet Nova York é uma companhia indispensável para desbravar essa metrópole que abriga as mais diversas culturas. Use o guia para organizar sua viagem de acordo com o seu orçamento e descobrir qual região concentra os programas que você deseja fazer. Saiba como usar o metrô, encontre bons passeios para fazer a pé e explore a cidade.
Além das informações fundamentais para o viajante se virar sem problemas nessa imensa metrópole, o guia traz um capítulo com destaques da arquitetura, da cena teatral, um pouco da história do movimento LGBT nova-iorquino e sugestões de livros e filmes nos quais Nova York é um personagem. Dos versos de Walt Whitman a cenas clássicas de Manhattan e Taxi Driver, a cidade tem inspirado músicos, cineastas, poetas e se tornou parte do imaginário de milhares de viajantes.
Com informações atualizadas por dois autores experientes que conhecem muito bem do Upper Manhattan ao Brooklyn, mapas detalhados, sugestões de programas que fogem do circuito turístico tradicional e dicas para aproveitar ao máximo a sua estada, Lonely Planet Nova York não pode faltar na sua bagagem."

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail