Pesquise no Leitora Viciada

8 de dezembro de 2014

O Grande Ivan, de Katherine Applegate e #Irado (Grupo Editorial Novo Conceito)

O Grande Ivan (The One and Only Ivan)
Katherine Applegate - #Irado / Grupo Editorial Novo Conceito
Tradução: Maurício Tamboni
Ilustrações: Patricia Catelao
288 páginas - Ano: 2014 - R$34,90
+ informações | comprar

Sinopse:
"Meu nome é Ivan.
Eu sou um gorila.
Não é tão fácil quanto parece...
Ivan mora dentro de um shopping e nunca tinha pensado em voltar para a natureza até o dia em que a pequena Ruby, um filhote de elefante, foi comprada pelo dono do circo.
Baseado em fatos reais, O Grande Ivan é uma história deliciosa, cheia de humor, ao mesmo tempo doce e inteligente, sobre os direitos dos animais e sobre a força da amizade.
Não importa quantos anos você tem... Você deveria ler este livro hoje, agora mesmo. Aliás, o que você está esperando para começar?"

Resenha:

O Grande Ivan (The One and Only Ivan), foi publicado em inglês em 2012, ganhou o Newbery Honor de 2013, prêmio anual dado pela Association for Library Service to Children, e chegou ao Brasil em dezembro de 2014, pelo #Irado, o selo infantojuvenil do Grupo Editorial Novo Conceito.
O exemplar possui um visual e acabamento perfeitos: A capa é dura e leve, a fonte é agradável, as folhas são amareladas e as ilustrações de Patricia Catelao em tons acinzentados são lindas, divertidas e meigas.
Logo que o livro chegou às minhas mãos, não resisti e imediatamente iniciei a leitura. Além do capricho do exemplar, adoro livros infantojuvenis. Este me atraiu também por ser baseado em uma história real e por ser focado em um gorila. Histórias com animais costumam me comover. Ás vezes tenho até receio de me emocionar demais.
Me sinto à vontade para recomendar O Grande Ivan para leitores de todas as idades. Sempre que leio um infantojuvenil, além de procurar diversão, observo se a obra possui dois fatores: Se apresenta à criança ou pré-adolescente uma trama envolvente e inteligente e se, ainda assim, é capaz de agradar a todas as faixas etárias que se interessem pelo tema. É o caso de O Grande Ivan, o livro merece o prêmio de Melhor Livro Infantil de 2013.

Esta é uma obra de ficção, porém baseada em uma história verídica. Ivan, o gorila, realmente existiu. Ele nasceu por volta de 1962 e foi retirado do seu habitat natural, uma selva na República Democrática do Congo, e separado da família, seu bando de gorilas.
A partir de então, foi criado em cativeiro. Primeiramente, como um animal de estimação; após completar 5 anos de idade e se tornar muito grande, em uma jaula. Ele passou quase três décadas enjaulado, sem ver outro gorila. Somente em 1994 é que ele pode viver no Zoológico de Atlanta, encontrar indivíduos de sua espécie e ter espaço e luz solar necessários a um gorila. Ivan viveu até os 50 anos de idade e continua a ter muitos fãs!
A história já parece linda, não é mesmo? Imagine um livro infantojuvenil sensível, inspirador e marcante baseado nesta história? É O Grande Ivan. Como ele foi viver no zoológico? A autora soube criar uma versão memorável.
Com ilustrações fofas, o livro traz momentos tristes e alegres de Ivan e seus amigos. A trama não é sobrecarregada com melancolia, mas alerta discretamente como os animais possuem sentimentos. Podem não ser racionais e lógicos, porém sentem e sofrem. O livro mostra como animais selvagens precisam viver com indivíduos de sua própria espécie. E em liberdade, na natureza. Como os instintos prevalecem acima do adestramento comportamental. A história também ensina como um animal criado em cativeiro terá dificuldades para futuramente viver em um meio natural.
E antes disso tudo, O Grande Ivan é uma bela história, que realmente sensibiliza e enternece o leitor, sem deixar o coração pesado e triste. Na verdade, o livro transmite alegria e uma sensação positiva, mesmo quando provoca reflexão.

Katherine Applegate apresenta de modo encantador a trajetória de Ivan, o gorila levado para o Saída 8, Grande Shopping e Fliperama, nos Estados Unidos. Lá, ele é o responsável pelo "O Menor Maior Espetáculo da Terra", todos os 365 dias do ano. Os visitantes circulam pela praça de alimentação do pequeno shopping, lancham, se divertem em brinquedos infantis, observam os animais selvagens e compram souvenires.
A partir de uma premissa verdadeira, Applegate criou uma história tocante e original, contada pelo próprio gorila, narrativa em primeira pessoa que traz inúmeras e adoráveis possibilidades.
A principal é o clima de inocência e bondade que as palavras de  Ivan carregam. É muito esperto e compreende mais do que aparenta, embora seja ingênuo. A narrativa é terna e doce, e bastante divertida, pois a visão de mundo do Ivan é diferente da de um humano.
A autora está de parabéns pelo trabalho, porque conseguiu equilibrar o texto, conseguiu fantasiar sobre como o animal relataria os fatos e sua vida.
A estrutura da obra é peculiar, pois não é dividida exatamente em capítulos. O texto é separado por breves passagens de relatos de Ivan, sempre com títulos. A história segue ordem cronológica, exceto quando Ivan resgata lembranças ou quando alguém conta uma história (em poucas linhas). Texto dinâmico e descomplicado, que prova como pode existir profundidade em uma história escrita de forma simples. Este livro poderia ser facilmente adaptado em uma animação extraordinária em longa-metragem, o resultado seria magnífico (imagino a Disney dando vida ao livro, seria perfeito.).

As personagens interagem bem, especialmente os animais. Suas conversas são autênticas e surpreendentes. Bob é um cão vira-lata sem dono que sorrateiramente invade o local. Stella é uma elefanta experiente e observadora. O livro traz ainda um animal de suma importância para a mudança em Ivan, que arranca de seu íntimo a vontade de sair da jaula.
Além dos animais, o enredo possui o núcleo humano: O zelador do shopping, sua filha e o proprietário dos animais e do espetáculo. Apreciei muito as personagens animais, seus discursos são incríveis: Aparentemente simples, porém profundos. Principalmente a respeito sobre como os humanos vivem e agem.
Dentre as pessoas, o destaque é a menina, quase tão espontânea e ingênua quanto os bichinhos. É ela quem traz lápis, canetinhas, tintas e papéis em branco para Ivan pintar e desenhar. Ambos compartilham o espírito artístico e a paixão pelo mesmo passatempo.
O desenvolvimento da trama é hábil e interessante. A forma como a autora torna a história curiosa e sensível é arrebatadora. Faz o leitor clamar por um final feliz. Confesso que segurei lágrimas quando cheguei a última página e me senti tão bem, triste e feliz ao mesmo tempo, pensando em como deve ter sido a vida do verdadeiro Ivan. O livro me agradou e surpreendeu muito mais do que imaginei.
Conheça a história de um animal especial: O Gorila da Rodovia, O Macaco da Saída 8, O Grande Ivan, O Poderoso Gorila das Costas Cinza Prateadas. Ou, simplesmente, Ivan, apenas Ivan - é assim que ele prefere.

O verdadeiro Ivan (vídeo postado pelo Zoológico de Atlanta.)





A autora:
Katherine Applegate nasceu em Michigan, em 1956. Desde então, viveu no Texas, Flórida, Califórnia, Minnesota, Illinois, Carolina do Norte, e depois de viver por um ano em Pelago, Itália, se mudou de volta para o sul da Califórnia.
Ela é casada com o escritor Michael Grant e tem dois filhos.
Site


Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail