Amor em Jogo (Wild Cards), de Simone Elkeles e Globo Livros

Amor em Jogo
Wild Cards - livro 1
Simone Elkeles - Globo Livros
Tradução: Santiago Nazarian
360 páginas - Ano: 2014 - R$29,90

Sinopse:
"Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível.
Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior...
Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual.
Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado. O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí.
Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga. Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora.
Amor em jogo é o primeiro volume de uma bem-sucedida trilogia que se tornou uma verdadeira febre nos Estados Unidos, onde chegou a ser transformado numa webssérie produzida pela própria autora e disponível no YouTube."

Links: Globo Livros | Skoob | comprar

Resenha:
Amor em Jogo é o primeiro livro da série Wild Cards, da autora Simone Elkeles, lançado no Brasil pela Globo Livros. A maioria dos leitores brasileiros conhece Elkeles por Química Perfeita (2011). Infelizmente a editora que publicou o livro no Brasil fechou as portas e os fãs ficaram sem o restante da série.
Convido então todos que curtiram Química Perfeita: Conheçam Ashtyn e Derek, de Wild Cards, pela Globo Livros!
Amor em Jogo é um Young Adult originalmente publicado em língua inglesa em 2013, com todos os itens comuns do gênero, formando uma ótima história para o público-alvo.
As cores da capa combinaram bastante, mas não ilustram o conteúdo do livro como deveriam. Ele é mais adulto e a capa original seria uma escolha melhor. Por outro lado, a tradução do título é perfeita!

O livro é dividido em mais de cinquenta capítulos sem títulos, apenas com o nome do narrador (Derek ou Ashtyn). Em primeira pessoa, a narrativa segue a ordem cronológica, mostrando o ponto de vista de ambos. Além de dinâmica, a alternância é importante, porque como os dois vivem se desentendendo, o leitor acompanha os encontros e desencontros em um texto cheio de bom humor, ora engraçado, ora irônico. Nós ficamos sabendo, mas as personagens nem sempre, o que deixa a história agitada e com muitos acontecimentos.
A linguagem da autora é leve e o texto é claro, com vários diálogos estruturados.
O livro é romântico, divertido e levemente apimentado. O foco da história é o casal protagonista, que se apaixona entre uma briga e outra. O modo como se conhecem é inusitado.
A diversão é tão boa como em filmes de comédias juvenis dos Estados Unidos. O livro não é erótico nem possui apelo sexual, mas a atração é eletrizante, sexy, encontrando um meio-termo perfeito, nem infantil nem apelativo. Gostei muito do equilíbrio, pois não sou fã de livros hots, mas também me sinto entediada quando o casal fica distante e o relacionamento artificial. Simone Elkeles é famosa por tecer química entre seus casais, tanto psicológica quanto física. Por Amor em Jogo, pude comprovar. É um relacionamento quente, engraçado e agitado.

O romance é contemporâneo e sua ambientação é Chicago em sua totalidade (mas há outros locais, como o Texas). O enredo apresenta clichês estadunidenses, especialmente dos estudantes (equivalentes ao nosso Ensino Médio), que já se preparam para terminar a escola e iniciar a faculdade, ou estão começando o Ensino Superior e a vida jovem adulta.
Clichê pode ser positivo quando elaborado com frescor, intensidade, efeito. Não me importo se o livro possui clichês ou inovações, desde que a história seja envolvente e me segure ansiosamente até o término. Amor em Jogo é assim, com várias características comuns da juventude americana, mas é uma leitura tão agradável e até mesmo, viciante. A história avançou e eu nem percebia.
Todas as personagens me agradaram, estereotipadas ou não. Mas... E o casal protagonista? O que eles agregam e contribuem para entreter o leitor?

Derek Fitzpatrick foi um astro prodígio do futebol americano, mas decidiu nunca mais jogar. O pai é da Marinha e vive fora de casa. Depois de ser expulso do colégio interno, o rapaz com pose de bad boy não tem escolha e precisa morar com sua madrasta. O problema é que esta decide voltar a morar em Illinois, então Derek abandona a Califórnia sem assim desejar.
O rei das pegadinhas precisa então se adaptar ao novo lar, estado, família e rotina. Ele não quer se envolver em drama algum, nem se apegar, já que planeja ir embora. Só que sua nova estranha família só lhe traz surpresas que o perseguem. O destino é que prega uma peça no jovem! Ao conhecer a irmã mais nova de sua madrasta, Derek mostra ao leitor seu lado mais profundo, mas, claro, ele o esconde das personagens - embaixo do seu jeito bad boy!
Adorei Derek desde o começo. Ele é carismático, inteligente, despretensioso e charmoso. Não é um protagonista criado apenas para satisfazer o público feminino (mas todas se apaixonarão!). Descobrir seus segredos é interessante.


Ashtyn Parker é a única garota da região que joga futebol americano... com os rapazes! Ela enfrenta o preconceito e piadas, além de conquistar o respeito dos colegas. Sonha em jogar profissionalmente, ao menos em conseguir uma bolsa para a faculdade. É a melhor maneira de unir o que mais gosta ao necessário: Sair de casa. Todos parecem não se importar com ela.
Sua irmã mais velha volta ao lar, e traz o filho e o enteado sem avisar. A casa agora ficou pequena, ainda mais para uma família conturbada. Para piorar, o namoro com o astro de seu time não vai nada bem, afetando toda a equipe. Ashtyn vê todas as áreas de sua vida ruírem, logo precisa de uma nova jogada para conseguir a sonhada bolsa. O problema é que seu coração está se despedaçando, e toda a sua fachada durona parece estar se quebrando também.
Gostei muito da força de vontade da Ashtyn. É raro uma personagem ter a teimosia explicada. Eu a vejo determinada, mas se finge de teimosa. Ela é uma mocinha atípica, não apenas por jogar com os caras. É decidida, forte e muito amiga.


Derek e Ashtyn se encontram, se enfrentam e não conseguem se separar. Ambos possuem seus defeitos, segredos e motivação para não ficarem juntos. O amor está em jogo!
Eu amei o casal, os dois são sarcásticos e profundos, aparentemente tão diferentes, mas tão semelhantes no interior...
As personagens secundárias complementam e movimentam a trama.
O pai de Ashtyn não apoia a filha no futebol americano. Por que ela não é comum como as outras garotas? Por que não líder de torcida? A irmã de Ashtyn (madrasta de Derek) inicialmente se mostra fútil, mas depois a conhecemos melhor. Falkor é o cão de Ashtyn. Assim como todos, ele é cheio de personalidade, trazendo diversão. Me apaixonei por ele. O namorado da Ashtyn é machão, mulherengo, implicante e popular.
Temos ainda mais personagens em cena...

O livro aborda vários temas: Família não tradicional, amadurecimento pessoal e preconceito, além de outros.
O destaque no relacionamento dos protagonistas é acompanhar o impacto desse encontro nas vidas de ambos e a evolução particular deles em relação à vida. No fim, o foco é o envolvimento romântico e sexual de Derek e Ashtyn, mas também os conflitos próprios e mudanças de cada um.
A edição conta com curtas explicações no rodapé sobre as posições dos jogadores e também jogadas comuns. Já que é futebol americano e o leitor não é obrigado a conhecer o esporte.
O desfecho do livro é animado, deixando a opção do leitor terminar sua leitura ou desejar prosseguir com a série. Com certeza lerei a continuação quando for publicada.

A autora:
Simone Elkeles nasceu em  1970, foi criada nos subúrbios de Chicago e tem muito em comum com as personagens que cria.
É autora de séries Young Adult premiadas que entraram na lista dos mais vendidos do New York Times.
Amor em Jogo é o primeiro romance de Wild Cards publicado no Brasil pela Globo Livros.

Links: Site | Twitter





Episódios (em inglês) da webssérie Wild Cards:










32 comentários

  1. Tati, se você não fala que química perfeita é uma série, eu nunca ia saber!
    Amor em jogo me conquistou por essa capa fofíssima, mas pelo que você narrou, ela realmente não tem muito a ver com a história.. ainda bem que ambos são legais, assim para agradar na leitura e ainda fica lindo na estante rsrsr
    Gostei da personagem jogar junto com os meninos, enfrentando o preconceito e indo atrás do seu sonho. O fato dela ser atípica já me inspira em ler este livro. Vou tentar assistir aos episódios em casa =)

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dreeh, me apaixonei pelo casal, dois teimosos divertidos ahaha Realmente a história para agradar!
      Ashtyn é demais, excelente kicker e muito determinada! Leia, Dreeh, aposto que vai conquistar você também.
      Beijos.

      Excluir
  2. Oi Tatiana,

    Gostei bastante da sua resenha e fiquei com bastante vontade de ler o livro. Acho ótimo quando os autores criam casais com uma química mesmo. Gosto bastante dessas histórias meio de amor/ódio e que os personagens tem seus segredos. Além disso, gostei bastante dos protagonistas, eles parecem bem caracterizados e não clichês.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafaella! Pode apostar: Rola muita química entre o casal, além de surpresas. E a relação de amor/ódio é bem legal, e olha que não costumo curtir isso. Espero que possa ler o livro em breve e conferir!
      Beijos.

      Excluir
  3. Tati lindona adorei a sinopse do livro , é muito gostoso de se ler quando os protagonistas se modificam na história crescem como pessoas, temas diferente ela jogando futebol americano se a autora trabalhou bem na trama será um grande sucesso, temas diferentes sempre chamam atenção , quero muito ver como esses dois marrentos terminam rss. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joyce! A autora explorou bem o lado "kicker" da Ashtyn, jogar futebol é essencial para ela. Ah, esses marrentos...Gostei deles, espero que goste também!
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi flor, nossa em que mundo eu vivo? Não sabia qua a editora que lançou Química Perfeita tinha baixado as portas.
    Tati sou como você, não me importo com clichê, desde que bem desenvolvido, se ele me envolver, tá perfeito, sigo feliz.
    Eu estou a procura de NA que me conquiste definitivamente, e a proposta desse chamou minha atenção por abordar vários assuntos.
    Agora chegando ao final da resenha, vi que a capa é realmente 'nada a ver', mas vou dar uma chance a ele sim, quero conferir a químida entre Derick e Ashtyn.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paty, infelizmente tem um tempinho, tantas séries permanecem sem continuações. Ainda bem que outras editoras estão trazendo novidades.
      Quando leio, não me fixo na ideia de inovação ou clichê. Observo isso, mas me preocupo mesmo com a qualidade da história.
      Espero que possa conferir o romance de Derek e Ashtyn.
      Beijos.

      Excluir
  5. Taty,
    Adoro suas resenhas. Não conhecia esse livro e fiquei fascinado. Necessitado mesmo kk
    Eu adoro livros com a visão de personagens diferentes; nos permite construir uma análise mais bem desenvolvida e de outros pontos-de-vista.
    Não me importo com clichê também desde que seja bem construído e adoro esses lances de ensino médio e faculdades de norte-americanos.
    Gostei do livro tratar sobre família e preconceito e os personagens parecem apaixonantes. Ameei e quero ler :D

    Abraços
    Adriano G.
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriano! Amor em Jogo trata de temas sérios, mas sem peso, pois é divertido. é uma história em que mostrar os dois pontos de vista faz todo o sentido.
      Beijos e muito obrigada pelo elogio.

      Excluir
  6. Oi Tati! Nem me fale em Química Perfeita, amei esse livro e quando soube que a Editora faliu fiquei arrasada, por muitas séries que eram publicadas por ela ficaram incompletas. Eu adoro a escrita da Simone e fiquei com medo de ler sua resenha, porque eu estou com expectativas para ler esse livro, então fico feliz que tenha gostado da obra. A capa original é bem mais bonita mesmo. Sua resenha ficou perfeita Tati, você escreve tão bem. Fiquei ainda mais ansiosa por esse livro.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica, foi uma tristeza, né? Tenho livros da editora de Química Perfeita aqui, nem li, porque sei que, por enquanto não teremos os finais :(
      Se gosta da Simone, precisa correr e ler Amor em Jogo. E na Globo Livros você pode confiar.
      Beijos.

      Excluir
  7. Olá Tati, acho legal esse investimento da Globo Livros, até então eu não via muitas obras da editora, ainda mais que fizessem sucesso, parece que da noite para o dia eles resolveram investir mais e com histórias legais.. Gostei da resenha, não conhecia o livro nem a autora,mas achei legal os temas e o enredo, mas infelizmente acho que não é muito o tipo de livro que eu gosto :(

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Caíque! A Globo Livros mergulhou no mundo dos Young Adult e vai trazer uma sequência de livros do gênero, todo mês, ao menos uma novidade, é só companhar.
      Pena que não é o seu tipo, mas você pode indicar aos amigos que curtem.
      Beijos.

      Excluir
  8. A capa nacional é linda, mas não muito adequada ao livro. Por ela, parece mais um romance melosinho. A original tem mais a essência, essa coisa de a protagonista não ser tão menininha.
    Gostei do enredo, principalmente das características do casal. Já gosto de NA; com esses detalhes que fazem a diferença, a chance de eu gostar é grande.
    Ah! Gostei de saber da websérie, só não sei se corro pra assistir ou espero pra ler primeiro.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giulia, é linda sim, muito fofa e com cores vivas, pena que não achei que passa a essência do casal. Recomendo o livro, acho que vai gostar!
      Acho que a webssérie é apenas baseada, inspirada, não adaptação em si.
      Beijos!

      Excluir
  9. Adorei o texto ser em alguns momentos engraçados e em outros irônico, simplesmente amo quando a ironia está presente em uma história. Também achei bem legal a narração ser alternada entre os protagonistas, realmente deve facilitar muito principalmente por causa dos desentendimentos frequentes deles. E que bom que o casal tem química! Por enquanto não vou ler simplesmente porque é uma trilogia, e estou evitando novas séries, mas achei a proposta bem legal. Mesmo que você tenha dito que o leitor pode optar por parar, com certeza eu ia ficar curiosa pelo restante!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! O bom humor prevalece em toda a história, mas sem tirar a seriedade dos temas, serve para equilibrar a abordagem destes. A alternância é essencial mesmo, não é do tipo que enrola, é porque realmente precisa mostrar as duas visões. E pode apostar tem química!
      Beijos.

      Excluir
  10. Olá Tati!
    Eu nunca tinha lido um livro que a menina queria ser uma jogadora de futebol americano. Pra mim isso já é um diferencial. Ja gostei dela por ter personalidade e lutar pelos seus objetivos. O rapaz parecer ser aquele bad boy bem clichê, mas mesmo assim gostei. É um livro que com certeza eu leria.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suelen, nem eu! Achei muito diferente! E a Ashtyn é meiga, feminina, então, superinteressante. Não se preocupe, o Derek não é clichê. Na verdade ele é um "bom menino" que se finge de bad boy, sabe?
      Beijos.

      Excluir
  11. Olha, não li nada dessa autora e se fosse pela capa não leria esse livro, ela não chamou a minha atenção, se fosse a capa original eu já iria querer kkkkk Mas dai lendo a sua resenha vi que se trata de um ótimo livro, acredito que se lesse iria me apaixonar por todos os personagens, pois eles parecem ser bem construídos, pelo o que você falou. Já de cara o Falkor me conquistou, sou apaixonada por cães kkkkk E essa coisa da protagonista querer ser jogadora de futebol americano também é algo que achei interessante o/ Enfim, se eu tiver oportunidade, irei ler esse livro, pois sei que ele irá me agradar :3

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa, esse foi o meu primeiro contato com a autora. Embora tenha acompanhado o lançamento de Química Perfeita, não tinha lido ainda nada da Simone. Amor em Jogo me conquistou e quero companhar Wild Cards.
      O livro é muito bom mesmo! O Falkor é aquele cachorro cheio de personalidade, é muito engraçado a disputa de Derek e Ashtyn pela atenção do bichinho ahahaha
      Ela joga bem, isso é o mais legal \o/
      Beijos.

      Excluir
  12. Gostei muito da resenha, Tati! Me deixou com muita vontade de ler, não conhecia o livro ainda e nem a serie que fora lançada e não terminada por outra editora. Achei a premissa de uma garota jogar serio futebol americano muito interessante, compartilho a sua opinião que não importa se é clichê ou inovador desde que me prenda, não tenho preconceitos! Bom saber também que o livro é equilibrado, isso faz muita diferença, gosto desse gênero de livro que intercala as falas dos personagens, me faz querer ler mais. Fiquei bem interessada mesmo! Vai pro meu Skoob :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Stephanie! Que legal ter conhecido a autora e o livro aqui. Também adorei o fato de Ashtyn jogar futebol americano com os rapazes ;)
      Espero que em breve o livro vá de sua lista de "vou ler" no Skoob para "lido" =)
      Beijos.

      Excluir
  13. Oi Tati,
    menina a Globo esta investindo em todos os gostos, hei. Eu amei saber que este lançamento foi feito por ela, e sim, estou louca para ler este livro. Já conheço a escrita desta autora e ela sabe bem como escrever. Os clichês quando bem trabalhados fica prazeroso e notável e pelo que li da sua resenha há muito, mas também a inovação, que faz da historia unica.
    A capa deste livro não me encantou, mas não é por isso que não irei ler. Ainda mais depois desta resenha onde os melhores detalhes foram expostos a nos, leitores.
    Tati, eu adorei a sua resenha e só me fez desejar mais esta leitura, parabéns!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana, a Globo Livros está investindo legal nos Young Adult. Tem uma postagem aqui no blog com vários deles que ainda serão publicados. A Playlist da minha Vida é da vez, em breve o resenharei aqui.
      Beijos.

      Excluir
  14. Oii Tati,
    Eu não conhecia esse livro, mas já conhecia Química Perfeita embora não tenha lido. Eu fiquei bem interessada, parece uam his´toria divertida com personagens marcantes e achei original a ideia da mocinha jogar futebol americano, diferente né?
    Mas o que mais me agradou foi saber que o livro não apela tanto para cenas hots, estou dando um tempo de NA exatamente por conta disso, alguns parecem mais livros eróticos disfarçados de NA rsrs
    E realmente com isso os dramas dos personagens fica de lado... Acho que vou conferir esse!

    Bjs
    Aline Lima
    Sempre Nerd (http://alinenerd.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline, acho que Amor em Jogo é uma história que agrada muito, pela diversão e carisma do casal. Não tem nada hot, apenas química, sabe? Também não gosto de hot. Amor em Jogo é Young Adult mesmo, não chega a ser New Adult e o melhor: Nada de disfarces! Hehhehehe
      Confira! Beijos.

      Excluir
  15. Oi Tati, tudo bem???
    Você acredita que passei o ano passado inteiro procurando o livro "Química perfeita"??? Quando aparecia na Saraiva ou Submarino, sempre estava esgotado. Ainda tem o outro, Regras da Atração, não sei se vem antes de Química Perfeita, ou se é a continuação. Mas todos dizem que é lindo!!!!!
    Uma pena, não sabia que a editora fechou as portas. Porque a Editora Globo Livros não pegou a coleção???
    Não conhecia essa outra história da autora, mas só por ser da mesma autora eu quero também!!!!!!! Já coloquei na lista e dessa vez, vou comprar antes que desapareça.
    Gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cila! Não sei se Regras da Atração foi publicado no Brasil. Mas a Globo Livros não pode pegar a série Química Perfeita devido aos direitos autorais. Mesmo a Editora Underworld não publicando mais, creio que exista burocracia sobre os livros. Mas a Globo trouxe Wild Cards, incrível, não é? Compre sim, vai adorar!
      Beijos.

      Excluir
  16. Nunca ouvi falar dessa série, quanto mais ando pelos blogs mais percebo o quanto eu sou desligado dessas tendências literárias que estão rolando agora. De qualquer forma, esse torna a coisa bem pior porque já virou até web-série kkk Me interessei um pouco mas preciso dar mais uma pesquisada ;)

    Abraços!
    http://pipocaradioativa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Victor! Neste caso, você não está desatualizado não! Wild Cards é novidade! Chegou ao Brasil em agosto de 2014, então, normal você não ter ouvido falar.
      A webssérie é produção da própria autora e baseada no livro, não adaptação em si.
      Beijos.

      Excluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras