Pesquise no Leitora Viciada

11 de março de 2012

Cinco mil bibliotecas vão receber livros para deficientes visuais

Até o fim de março, 35 mil livros vão sair da gráfica com endereço certo. Cinco mil bibliotecas públicas e de associações de todo o país. São obras para crianças com deficiência visual.
Cleide Severiano faz a revisão de cada página. E imagina a reação dos pequenos leitores. “A criança cega pergunta qual é a sensação de ler. Ela vai ver como é também. Ela vai ver que pode ler como uma pessoa que enxerga também”.
Os dez títulos publicados serão entregues de graça, pela gráfica Dorina Nowil, a maior gráfica de livros para cegos da América Latina.
A iniciativa surgiu depois que o Ministério da Cultura divulgou um dado impressionante: apenas 9% das bibliotecas públicas têm livros destinados a deficientes visuais.

As bibliotecas estão recebendo obras da literatura infantil. São livros repletos de ilustração com uma representação em braile, assim as crianças podem reconhecer as figuras.
Cada biblioteca vai receber sete livros, é pouco, mas já é um começo. “A ideia é que a gente estimule estas bibliotecas e desperte nelas a intenção de atender as pessoas com deficiência, assim como atendem as pessoas que enxergam”, afirma Susi Maluf, da Fundação Dorina Nowil.
Para os pais, esse é mais um passo para a inclusão social.

Vocês podem conferir o vídeo da reportagem na página do Jornal Nacional. O repórter Walace Lara mostra como isso é importante para quem está aprendendo a ler.

Fonte: Jornal Nacional - 10/03/2012

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail