Pesquise no Leitora Viciada

8 de setembro de 2015

Finalmente Famosa, de Mayra Dias Gomes e Editora Record (Grupo Editorial Record)

Finalmente Famosa
Mayra Dias Gomes - Editora Record / Grupo Editorial Record
208 páginas - 2015 - R$28,00
Comprar: Amazon | Americanas |  Livraria Cultura | Livraria da TravessaLivraria Saraiva | Submarino

Sinopse:
"Um eletrizante suspense sobre o lado obscuro de Hollywood, onde vale tudo para se tornar uma celebridade.
Filha do dramaturgo Dias Gomes, a carioca Mayra Dias Gomes teve sua carreira deslanchada após escrever aos 17 anos seu primeiro livro, Fugalaça, uma polêmica e pungente mistura de ficção com autobiografia. Agora a escritora lança seu terceiro livro, o suspense Finalmente famosa, inspirado em um assassinato real ocorrido em Hollywood.
Fascinada pelo gênero, Mayra pesquisou sobre lugares “mal-assombrados” de Los Angeles para contar a história de Sophia Young, atriz de cinema que cai no ostracismo ao se envolver em um escândalo com o ex-marido. Após sair da prisão, ela vai morar em um prédio na Calçada da Fama que abrigou Charlie Chaplin, Fatty Arbuckle e Rudolph Valentino e outros astros do cinema mudo, mas que guarda a fama de ser habitado por fantasmas. É ali que ocorre o crime que colocará Sophia em uma viagem pelos lugares mais assustadores da capital do cinema."

Resenha:

Mayra Dias Gomes nasceu em 1987 e é jornalista, repórter e escritora. Mora em Hollywood e trabalha como repórter de entretenimento. Colaborou com grandes veículos de informação e cultura como Folha de S. Paulo, UOL, Rolling Stone, The Hollywood Reporter, Teen Vogue, Glamour, VH1, MTV, TPM, Contigo, Capricho, Época, entre outros. Filha do dramaturgo Dias Gomes e da atriz Bernadeth Lyzio, Mayra já publicou quatro livros, sendo três romances: Fugalaça (2007), uma autoficção; Mil e uma Noites de Silêncio (2009), ficção voltada ao público jovem; Dias Gomes (2012), coescrito com a irmã e a mãe; em agosto de 2015 a Editora Record trouxe Finalmente Famosa, ficção para adultos.
A inspiração surgiu da vida real, da experiência de morar na cidade de Hollywood. Mayra morou em um prédio histórico da Calçada da Fama onde verdadeiramente aconteceu um assassinato. A vítima tornou-se mais um fantasma famoso local. Mayra morou ainda no Hollywood Tower, outro prédio com fama de mal assombrado e que inspirou o brinquedo The Tower of Terror, dos parques Disney. Visitou também o cemitério Hollywood Forever. O histórico Hotel Del Coronado, em San Diego, também é cenário de Finalmente Famosa. Enquanto a autora compunha a obra, assassinatos reais aconteciam, portanto, fatos reais observados por ela. O resultado é um romance de suspense, terror e drama com cenários reais, baseados em fatos reais e em lendas clássicas de fantasmas da capital do cinema norte-americano.
A capa é linda e o trabalho da Record acerca de revisão, diagramação e design são ótimos. O livro possui orelhas e páginas amareladas (papel off-white).


Mayra embarca em uma produção mais adulta e, embora mantenha o clima realista, apresentando bastidores da decadência pós-fama de uma grande atriz em Hollywood, o romance contém alto grau sobrenatural. A obra ficcional é atraente e cheia de curiosidades sobre os locais. As descrições dos cenários são ricas, empolgantes e transportam o leitor. É uma verdadeira viagem, gostei muito dos detalhes, especialmente a mansão de praia em Coronado e o assustador Quarto Vermelho. Também gostei de conhecer uma das lendas a respeito do "fantasma de Marilyn Monroe".
Não são apenas os cenários que causam curiosidade. Todo o livro é intrigante, pois jamais perde o tom do suspense, alcançando o terror em muitos momentos, especialmente na metade final. Não sabia que o livro seria sobrenatural e esta foi uma surpresa incrível. Pois conforme já citado, a autora não abandona a ideia de fazer parecer uma história verídica e, em diversos aspectos, o objetivo é cumprido!
Finalmente Famosa parece uma autobiografia. Sim, soa real, mesmo com tantas assombrações. A começar pela narrativa. É em primeira pessoa e o estilo é totalmente intimista. A narradora é a protagonista Sophia Young e me senti muito próxima dela. O modo de contar sua história é genial, expondo suas particularidades e privacidade. A narração mistura os acontecimentos (reais e fictícios) às confissões, segredos, ideias e sentimentos de Sophia. A combinação é o diferencial do livro, portanto, Mayra Dia Gomes escreveu um livro ousado, original, diferente.
O mais incrível é que a autora utiliza um cenário quase sempre mostrado como pop: o lugar das maiores estrelas do cinema e da música mundiais. Mas a obra aborda a decadência de uma atriz de grande sucesso, transformando o ambiente em algo underground, perverso, como se fosse o "lado B" de Hollywood.


É a história da atriz (ficcional) contemporânea Sophia Young e sua frustração e melancolia pela sequência de perdas em sua vida. Aos dezoito anos estrelou o filme Boneca de Porcelana, em 1988, e estourou em todo o mundo como a grande queridinha de Hollywood. Após alguns outros filmes, aos 22 anos, casou-se com um astro, o ator Anthony Faustini, e foi morar em uma bela mansão de vidro. O sonho de ser uma estrela, esposa de um dos atores mais desejados do mundo, e observar da janela o grande letreiro de Hollywood em um dos locais mais privilegiados, vira um pesadelo. Sophia perde de uma só vez o marido, a carreira e a liberdade e a fama, através de um grande escândalo que culmina em sua prisão. Após cumprir a pena, Sophia tenta se reerguer, porém se encontra cada vez mais falida e perdida.
O ponto inicial da história ocorre em 2010, quando, aos 40 anos, Sophia se desespera com o eminente despejo do antigo prédio onde vive, em plena Calçada da Fama. Em seguida, um crime ocorre dentro do local, desencadeando uma série de mudanças em sua vida. Fantasmas assombram Sophia, os de seu passado e as almas penadas de Hollywood.
Destaque total para a narrativa. (Além de intimista) É um tempo psicológico. A ordem dos acontecimentos é regida pela protagonista. Ela não conta tudo em ordem cronológica; vai fluindo conforme suas ideias, sentimentos, reflexões e atos. Ela viaja ao passado e retorna ao presente naturalmente. Não é confuso para o leitor, pelo contrário. Mesmo não parecendo, é um desenvolvimento bastante organizado.
O clímax é intenso, pois a história se torna bastante assustadora e foi um susto positivo, porque não esperava por isso. Na verdade, o livro traz despretensiosamente reflexões existenciais escondidas por detrás da trama. O desfecho é inesperado!


A voz da protagonista é real. Não apenas pela autenticidade em suas características e desenvoltura em sua narração, mas também em sua capacidade em apresentar a história convencendo o leitor da veracidade. A sinceridade e o desespero a transformam em personagem carismática. As situações sobrenaturais se misturam às críveis e o resultado é um livro alternativo e de suspense, crimes e terror, sobre deterioração e regeneração.
Mayra Dias Gomes é um jovem talento da literatura nacional que foge do clichê de protagonistas heroicas ou românticas; foge das narrativas padrões e repetitivas. Mayra foge do lugar-comum em Finalmente Famosa e prova que é muito habilidosa; particularmente, vejo Mayra como inovadora. É uma excelente recomendação para leitores que queiram conhecer nova literatura brasileira, mas estão cansados de ler sobre os mesmos temas, com abordagens e personagens por demais semelhantes.
Outro ponto positivo é que o livro é curto. É o suficiente para apresentar, desenvolver, explorar e finalizar a trama, causando suspense e curiosidade, com a dosagem certa.
Gostei de conhecer o trabalho de Mayra Dias Gomes, pois já li diversas obras de seu pai. Fiquei satisfeita em descobrir o talento da filha e agradavelmente ver que ela tem suas próprias características e estilo. Finalmente Famosa tem potencial para receber uma adaptação com atores, seja em filme ou minissérie.



A autora:
Mayra Dias Gomes é sagitariana, nasceu em 15 de dezembro de 1987, e escreve desde que respira. A carioca é filha do dramaturgo baiano Dias Gomes e da atriz catarinense Bernadeth Lyzio.
É escritora e repórter. Concluiu seu primeiro romance, Fugalaça, em 2005, aos dezessete anos, e publicou aos dezenove. Em 2009, lançou Mil e uma Noites de Silêncio.
Em 2014, Fugalaça foi lançado na Feira de Livros de Frankfurt, na Alemanha, pela editora Arara-Verlag, sob o título Brazilian Underground: Die Geschichte von Satine.
Hoje, Mayra mora em Hollywood e trabalha como repórter de entretenimento. Já colaborou para veículos como Folha de S. Paulo, UOL, Rolling StoneThe Hollywood ReporterTeen VogueGlamour, VH1, MTV, TPM, Contigo, Capricho, Época, IstoÉ Gente.
Em 2010 casou-se com o ator e músico canadense Coyote Shivers.
Site | Twitter | Instagram


Gostou da resenha e não tem tempo para comentar? Clique no "G+" abaixo da postagem. Obrigada!

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail