Lançamentos: Paralela, Quadrinhos na Cia., Objetiva, Fontanar, Penguin Companhia e Companhia de Mesa (Grupo Companhia das Letras)

Lançamentos da Editora Paralela, Quadrinhos na Cia., Editora Objetiva, Fontanar, Penguin Companhia e Companhia de Mesa, selos e editoras do Grupo Companhia das Letras, em abril de 2018.
Mais que Amigos
Lauren Layne - Paralela / Grupo Companhia das Letras
224 páginas - R$ 29,90 - comprar

Sinopse:
"Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?
Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!
Conteúdo adulto."

O Idiota
André Diniz - Quadrinhos na Cia. / Grupo Companhia das Letras
416 páginas - R$ 59,90 - comprar

Sinopse:
"O idiota, de Fiódor Dostoiévski, é um dos maiores romances da história da literatura. Nesta incrível versão em quadrinhos, o artista André Diniz mergulha na prosa do mestre russo e cria uma graphic novel eletrizante e original, uma jornada aos abismos interiores e horrores metafísicos de um dos mais implacáveis escritores do século XIX.
Em preto e branco, e num registro quase sem palavras, André Diniz propõe uma recriação surpreendente de O idiota, obra máxima de Fiódor Dostoiévski. Publicado em 1869 e escrito em meio a crises epilépticas e perturbações nervosas e sob a pressão de severas dívidas de jogo, o romance é um dos mais célebres da literatura mundial. Sua oralidade intensa encontra na explosão e na fluidez, na ternura e na enorme capacidade expressiva do traço de Diniz, uma correspondência única.
A história é conhecida: após anos internado num sanatório suíço para tratar sua epilepsia, o jovem Míchkin retorna à Rússia e se vê envolvido num triângulo amoroso cujos ares folhetinescos darão o tom desta adaptação. Entre a vilania de Rogójin, um devasso perdulário que dilapida a fortuna herdada de seu pai, e a beleza arrebatadora de Nastácia Filíppovna, acompanharemos Míchkin e sua pureza quixotesca até o desenlace desta bela e trágica graphic novel."

Irresistível
Adam Alter - Objetiva / Grupo Companhia das Letras
312 páginas - R$ 49,90 - comprar

Sinopse:
"Um estudo definitivo sobre o vício comportamental, um problema a que todos nós estamos sujeitos em razão das irresistíveis tecnologias digitais do mundo de hoje.
Somos obcecados com nossos e-mails e redes sociais, e passamos horas usando nossos smartphones. Neste livro revolucionário, o professor de psicologia e marketing Adam Alter analisa o crescimento do vício comportamental, e explica por que a maioria dos produtos de hoje é irresistível. Apesar de essas tecnologias milagrosas encurtarem as distâncias que nos separam, seu magnetismo extraordinário – e às vezes prejudicial – não é mero acaso. As empresas que criam tais produtos se esforçam para torná-los quase impossíveis de serem deixados de lado.
Em Irresistível, por meio de histórias e exemplos com os quais os leitores facilmente se identificarão, Alter analisa o mecanismo dos vícios comportamentais para explicar como fazer bom uso das tecnologias — para melhorar a maneira como nos comunicamos uns com os outros, gastamos e economizamos dinheiro ou definimos os limites entre trabalho e lazer — e como mitigar seus efeitos mais nocivos em termos de bem-estar, saúde e felicidade.
“Leitura essencial para quem já se perguntou por que algumas experiências são tão viciantes e como retomar o controle do seu tempo, finanças e relacionamento.” — Charles Duhigg, autor de O poder do hábito"

Meu Primeiro Livro
Lia Bock, Julia Bock e Vanina Batista - Fontanar / Grupo Companhia das Letras
64 páginas - capa dura - R$ 59,90 - comprar

Sinopse:
"Um diário para guardar fotos e recordações – a espera, a chegada e os momentos marcantes dos primeiros anos da criança.
O nascimento de um bebê é um momento especial que comove toda a família de maneira inesquecível. Para ajudar a guardar as lembranças do momento tão especial, Meu primeiro livro é um misto de diário e álbum de fotos com dicas sobre os momentos mais gostosos de serem guardados. Registre os primeiros anos de vida de seus filhos em um livro cuidadosamente feito para famílias de todos os tamanhos, tipos e formatos."

Helena
Machado de Assis - Penguin Companhia / Grupo Companhia das Letras
280 páginas - R$ 29,90 - comprar

Sinopse:
"Pertencente à fase romântica do autor, Helena já anuncia traços que fariam de Machado de Assis o grande nome do realismo brasileiro.
Publicado em 1876, Helena pertence à primeira fase da obra de Machado de Assis. No romance, a protagonista de origens humildes é reconhecida em testamento como filha e herdeira do conselheiro Vale, um homem importante da elite carioca do Segundo Império.
Após o espólio do pai vir à tona, Helena passa a viver na mansão da família do Vale com uma tia e Estácio, filho legítimo do conselheiro. Estácio não apenas aceita a meia-irmã como lhe devota um profundo e crescente carinho, por ela correspondido.
Ao drama de incesto abordado por Machado no romance, soma-se ainda o tema das conflituosas relações de classe no Brasil do século XIX, coroados por um final surpreendente."

Uma Breve História da Bebedeira
Mark Forsyth - Companhia de Mesa / Grupo Companhia das Letras
224 páginas - R$ 49,90 - comprar

Sinopse:
"A história da paixão por um bom drinque e as várias faces da bebedeira — dos nossos ancestrais até os dias de hoje.
A embriaguez é praticamente universal. Quase toda cultura no mundo tem bebida alcoólica. Os poucos que não se animavam muito — como na América do Norte e na Austrália — foram colonizados por outros bem entusiasmados.
Os livros de história gostam de contar que fulano ou sicrano bebiam, mas não explicam as minúcias da bebedeira. Como acontecia? Com quem? A que hora do dia? Beber sempre envolveu uma série de regras, raramente escritas.
É disso que esse livro trata. Não do álcool em si, mas da embriaguez: suas armadilhas e seus deuses. De Ninkasi, a deusa suméria da cerveja, aos quatrocentos coelhinhos bêbados do México."

Editoras parceiras