publicidade

[Resenha] A Vida da Capitã Marvel de Margaret Stohl e Panini Comics (Marvel Comics)

A Vida da Capitã Marvel (The Life of Captain Marvel)
Margaret Stohl - Panini Comics (Marvel Comics)
Desenhos: Carlos Pacheco e Marguerite Sauvage - arte-final: Rafael Fonteriz
Cores: Marcio Meniz - capas: Julian Totino Tedesco - letrar: Gisele Tavares
Tradução: Dandara Palankof - adaptação: Carlos Pimentel
124 páginas - R$ 19,90 - distribuição nacional em bancas e comic-shops - comprar

Sinopse:
"A origem definitiva da Capitã Marvel! Quando súbitos ataques de ansiedade a afetam no meio de uma luta, Carol se vê rememorando uma vida que há muito pensava ter deixado para trás. Mas há segredos perturbadores na vida da Capitã Marvel - e o que ela vai descobrir transformará toda sua vida!
(The Life of Captain Marvel Vol. 2 #01-05)."

Resenha:
Com a estreia do primeiro filme solo de uma super-heroína da Marvel, a Panini Comics Brasil publica encadernados especiais da Capitã Marvel. Geralmente as histórias de Carol Danvers saem em publicações mix, ou seja, junto às HQs de outros super-heróis, mas com o sucesso do filme da heroína mais poderosa da Terra, publicações exclusivas da personagem se tornam urgentes, tanto para quem já é fã quanto para o novo público. Esta é lançamento de fevereiro de 2019 e o material é capa cartão e miolo em papel LWC (lightweight coated) e os pontos de vendas são bancas tradicionais e comic-shops.
Estas histórias em quadrinhos são atuais, pois foram publicadas originalmente pela Marvel Comics nos Estados Unidos de setembro de 2018 a fevereiro de 2019 e marcam uma nova fase da personagem. A Panini traduziu (tradução de Dandara Palankof e adaptação de Carlos Pimentel) e publicou rapidamente no Brasil e, conforme divulgado na sinopse, esta é uma edição essencial para fãs da Capitã Marvel, com a origem definitiva de seus superpoderes! Além disso, o foco é sua vida pessoal e familiar e o relacionamento com sua mãe e entre seus pais. É um conteúdo completo, com início, meio e fim, e não é necessário estar acompanhando as HQs Marvel para usufruir da leitura.
A referência do título deste arco, A Vida da Capitã Marvel, é uma minissérie de 1985 também em cinco partes, mas estrelada pelo Capitão Marvel, o Mar-Vell, figura importante para Carol. Portanto, na catalogação original da Marvel Comics esta publicação é The Life of Captain Marvel Volume 2.


O ponto de partida da história de autoria de Margaret Stohl, escritora de livros young adult e de fantasia e roteirista de HQs e videogames, é um colapso psicológico de Carol. Atuando como vingadora e Capitã Marvel, ela passa a sofrer mais crises de ansiedade. Durante os ataques, revive memórias e situações que havia enterrado. Atordoada e sob o risco de machucar alguém durante as missões, Carol decide se retirar por um tempo. Afinal, não se pode fugir de si mesma nem ignorar suas raízes. Portanto, às vezes é preciso voltar para casa. E é isso que Carol decide fazer: limpar os esqueletos de seu velho armário.
Mais especificamente, em Harpswell, no Maine, onde Carol e a família costumavam passar as férias de verão para escapar de Boston, Massachusetts. Onde vivem agora, sua mãe, Marie, e seu irmão, Joe, duas personagens de grande destaque na trama, especialmente a mãe. Realmente vibrei com as novidades e me emocionei com um acontecimento específico. Outra pessoa importante, porém em menor escala, é Louis Lee, antigo amigo de Carol, mas em sua primeira aparição. Achei interessante a relação entre eles, que foram amigos de infância e adolescência, e ver como ele sempre admirou Carol, muito antes dela ser superpoderosa, importante, vingadora e protetora dos céus. Ah, Chewie, a "gata-flerken" de Carol vai com ela para a casa da família, claro.


Carol enfrenta problemas pessoais e nem imagina que vai se deparar com algo muito perigoso. Em um momento sensível e de guarda abaixada, uma arma é ativada e a pacata cidade litorânea de férias de Carol está prestes a mudar. A família é atingida não apenas por revelações. O que Carol descobre mudará seu mundo inteiro e coloca todos em risco, mas será que ela enfrentará o perigo sozinha? São muitas surpresas e o final deixa consequências permanentes, um marco na vida de Carol, a descoberta definitiva de sua origem e um novo artefato.
Dentre os Vingadores, há uma aparição rápida na primeira história de Pantera Negra, Thor, Mulher-Hulk e Capitão América, e a participação discreta mas marcante do Homem de Ferro em todo o arco. Tony Stark mantém contato com Carol durante o período em que ela fica com a família, preocupado e apoiando a amiga.
A história possui cinco partes: Encurralada (Trapped), Caçada (Hunted), Capturada (Caught), Desafiada (Challenged) e Defendida (Championed). Todas seguem um fio principal, o presente, mas com muitos flashbacks importantes. Carlos Pacheco é o responsável pelo desenho do presente, com arte-final de Rafael Fonteriz e cores de Marcio Meniz; enquanto Marguerite Sauvage cuida de todas as ilustrações referentes ao passado. Gostei das duas artes, mas estava mais ansiosa pelo passado que o presente; o roteiro é muito bem estruturado, valorizando ambas: as revelações do passado são empolgantes e se mesclam aos acontecimentos do presente, causando impacto direto, inclusive na parte de ação, luta e risco. Uma história familiar se torna mais intensa e perigosa. Mesmo com uma ação legal, certamente o lado psicológico e particular de Carol se sobressai e para mim foi a melhor parte, mesmo com um final bem triste. Adoro ver um pouco mais do lado pessoal dos super-heróis, ainda mais neste caso, que completa de vez a origem dos superpoderes.


É uma jogada incrível, porque não altera a história cânone já contada, mas sim a complementa e engrandece em definitivo! O que Chris Claremont começou a fazer lá em 1978 finalmente foi concluído: transformar Carol em uma super-heroína autêntica e independente. Apenas em 2018/2019 é que Carol deixa de vez de ser um produto derivado do Capitão Marvel. Mas atenção, ela não se desvincula dele. A importância de Mar-Vell para Carol permanece como algo além do título. Na verdade, até se intensifica e parece se tornar mais cara, mais valiosa. Mar-Vell foi e continua sendo uma pessoa querida e admirada por Carol. Ele aparece em alguns flashbacks bem saudosistas e eu os achei sensíveis, pois mostram amizade, cumplicidade e amor entre os dois. A memória e a importância para com Mar-Vell na história de Carol são mantidos, mas é oficial: Carol homenageia Mar-Vell no codinome, mas não é mais derivada dele. Nunca foi, nós apenas não sabíamos! Na verdade, o Império Kree continua sendo particularmente essencial na mitologia da super-heroína. Senão ainda mais!
Mar-Vell e a máquina Psico-Magnitron deram poderes kree para Carol Danvers. Será? Isto é o que você sabe e é a ponta de um iceberg.



(As capas originais)






Encontrei algumas referências bem legais, como várias a Star Wars e outras menores como a The Bangles, Red Sox e Carl Sagan.
A faixa etária recomendada pela Marvel para esta HQ é a partir de 12 anos. E embora seja lançamento de fevereiro, em muitos locais a HQ só chegou às bancas em março. Portanto, dá tempo de adquirir a sua (R$ 19,90).
Agradeço à Panini Comics por ter compilado as cinco publicações da minissérie em encadernado único no Brasil, e não ter publicado o material em mixes das mensais. Ficou mais organizado, bonito e prático. Adorei poder ler tudo de uma vez e guardar na estante para ficar mais fácil de reler. Minha única reclamação desta edição é que ao contrário das capas originais, apenas uma das alternativas foi publicada em página inteira, a de Adam Hughes. As outras quatro (Joe Quesada e Richard Isanove, Sana Takeda, Fiona Staples e Artgerm) ocupam uma única página e ficaram pequenininhas.



Em março já temos outro encadernado da Capitã Marvel, uma republicação de uma fase muito empolgante e importante. Capitã Marvel: Mais Alto, Mais Longe, Mais Rápido e Mais, em capa dura, traz roteiro de Kelly Sue DeConnick e arte de David López e custa R$ 40,00 nas livrarias especializadas e comic shops. Está à venda na loja online da Panini e na Amazon.
Panini, publique mais encadernados da Carol Danvers, por favor.



Quer saber mais sobre a Capitã Marvel das histórias em quadrinhos Marvel? Se ainda não leu, confira a postagem especial Mais Alto, Mais Longe, Mais Rápido! A Vida da Capitã Marvel: quem É Carol Danvers das HQs.


Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias