Pesquise no Leitora Viciada

15 de abril de 2014

Mago, volume 2: Mestre, Raymond E. Feist e Saída de Emergência Brasil

Mago Mestre (Magician: Master)
A Saga do Mago (The RiftWar Saga) - livro 2
Raymond E. Feist - Saída de Emergência Brasil/Coleção BANG!
432 páginas - Ano: 2014 - de R$39,90 por R$26,90

Sinopse:
"Passaram-se três anos desde o terrível cerco a Crydee. Os três rapazes que eram os melhores amigos do mundo encontram-se agora a quilômetros de distância uns dos outros. Pug, um escravo dos Tsurani, está prestes a se tornar um dos maiores magos que já existiram. Tomas, um grande guerreiro entre os elfos, arrisca-se a perder sua humanidade para a armadura encantada que veste. Arutha, príncipe de Crydee, luta desesperadamente contra invasores e traidores para salvar seu reino. Mago Mestre é recheado de aventura, emoção e ameaças tão antigas quanto o próprio tempo. Com o segundo volume de A Saga do Mago, Raymond E. Feist volta a provar que é um dos maiores nomes da literatura fantástica na atualidade."

Links: Saída de Emergência Brasil | Skoob | degustação | comprar | comprar junto (Aprendiz + Mestre por R$64,90) | resenha de Mago Aprendiz

Resenha:
Vibrei quando a Saída de Emergência chegou ao Brasil e me empolguei mais ainda quando soube do lançamento da Saga do Mago pela editora. Sempre ouvira falar muito bem da série por leitores que a haviam lido e pelas críticas na web. A fama de "uma das melhores sagas da Alta Fantasia" que esta série escrita por Raymond E. Feist tem é justa; o fato se concretizou após a leitura de Mestre, o livro dois. É um dos melhores Épicos fantásticos por mim já lidos!
Me apaixonei pelas personagens, estilo do autor e enredo no primeiro livro, Aprendiz (resenha). No entanto, o que parecia impossível ocorreu: Mestre consegue ser superior em todos os aspectos. Mestre é muito melhor que Aprendiz. O que me empolgou ainda mais sobre os próximos lançamentos: Espinho de Prata e As Trevas de Sethanon. Não me animo assim com uma obra de Fantasia há muito tempo.

Martin Deschambault ilustrou a capa de Aprendiz e também a de Mestre. Ambas são tão maravilhosas que eu jamais poderia deixar de comentar, mesmo sendo notável a qualquer um.
Conforme explicado no livro anterior, Feist está sendo publicado aqui no Brasil com a versão "Edição Preferida do Autor", ou seja, edição sem cortes, com extras. Então, o que foi publicado originalmente como único volume, Magician, aqui foi ampliado e, portanto, dividido em dois livros: Aprendiz (Magician: Apprentice) e Mestre (Apprentice: Master).
Ponto positivo para a editora que traz o slogan "livros para fugir da rotina", porque além de cumprir a promessa de trazer Literatura Fantástica de alta qualidade, já estreou no Brasil com esse clássico em versão completa, quatro livros. Mal posso esperar pela publicação dos livros três e quatro.

Embora as opiniões divirjam quanto a publicação de Magician ter sido realizada em dois volumes (alguns leitores preferiam volume único), um fato é incontestável: Ser edição completa deixa a obra mais valiosa aos leitores que se tornam fãs e/ou que têm a Fantasia como um dos gêneros literários preferidos; porém pode deixar a leitura um pouco extensa ou arrastada para os leitores que não são fãs de Fantasia. Concluí esse pensamento após terminar Mestre, porque fiquei com a impressão de que em Aprendiz o autor se prolongou bem mais que em Mestre (eu gostei, mas nem todos gostam).
Aprendiz é muito bom, mas Mestre é perfeito! Então convido a todos que leram Aprendiz, independentemente de terem gostado pouco ou muito a lerem Mestre para completarem a leitura de Magician, pois ambos os livros formam na verdade um só.
Parece que uma história chegou ao fim. Aprendiz e Mestre juntos realmente possuem início, meio e fim. Ao ler só Aprendiz o leitor chegou apenas ao meio da história e para logo no ponto onde tudo melhora e se torna muito emocionante!
Pelo que li das primeiras páginas de Espinho de Prata, o terceiro livro da saga, imagino que a história "continua" (mesmo universo, mesma cronologia, mesmas personagens), mas com um novo enredo. Ao finalizar Mestre o exemplar traz páginas com o começo de Espinho de Prata.

Além de bem-estruturado, pois Mestre possui um sumário, o leitor tem uma bela novidade: o mapa de Kelewan, terra dos tsuranis! Me ajudou bastante na localização durante a leitura, assim como o mapa de Midkemia.
São dezesseis capítulos de Mestre, ou "Milamber e Valheru", nossos queridos Pug e Tomas.
Pug agora é escravo tsurani e acompanhamos sua transformação total em Mago Mestre, enquanto Tomas se torna uma mistura de homem, elfo e Valheru que origina um ser único. Pug (órfão que desejava "ser o Mago mais poderoso do Reino".) e Tomas (plebeu que desejava "ser um guerreiro famoso".) continuam protagonistas em cena, dividindo o papel com Arutha (Príncipe de Crydee que imaginava não ter de assumir grandes responsabilidades como nobre).
Outras personagens também crescem durante Mestre, como o seu irmão mais velho e também Príncipe, Lyam; Macros, o Feiticeiro misterioso; e Martin do Arco. Este último é a grande surpresa e tornou-se um de meus preferidos (antes mesmo da "surpresa".)!
No entanto, como novas personagens são apresentadas, algumas ficaram em segundo plano para dar espaço, como o Mago Kulgan (somente no último um terço do livro ele retoma sua importância.), Meecham, o enigmático caçador (gostaria de ter tido mais dele.) e a Princesa de Crydee Carline (eu esperava uma participação diferente, mas gostei.). Padre Tully também aparece menos.
Para equilibrar a menor participação de Carline, o autor destacou a Princesa Anita e a Rainha élfica Aglaranna e trouxe a determinada e forte Katala para o grupo feminino.
Já no grupo masculino temos Laurie, menestrel também escravizado em Kelewan; e Kasumi, nobre importante do outro mundo! William, o "Senhor da Guerra" e a "Luz do Céu" também são novos.
Gostei muito de ter mais personagens.

Como se passam muitos anos durante o livro, percebemos mudanças sofridas pelas personagens, além de termos maior quantidade de reviravoltas e modificações também nos destinos dessas pessoas. Fui surpreendida durante toda a leitura, fosse por acontecimentos inesperados e/ou pela forma como tudo ocorreu. Algumas coisas eu já imaginaria que aconteceriam, porém não sabia como. O autor soube mesmo melhorar a história e sua forma de apresentação.
As características principais prevalecem, como a narrativa e apresentação natural. Introduções e desenvolvimento do enredo muito bem realizados pelo autor. De forma esplêndida, sem grandes explicações e descrições inúteis. Ressalto que adoro esse dom presente em poucos autores(as): A naturalidade em apresentar sua história, seu mundo, suas personagens e desenvolver a aventura, os conflitos e as emoções, principalmente quando se trata de algo fantasioso com mitologia própria e seres diferentes da realidade.

Os jovens que se veem apenas como observadores (ou de pouca importância) em meio a uma guerra entre mundos passam a ser peças fundamentais nesse conflito de rumos assustadores e cada vez mais intensos.
Este segundo livro possui muito mais ação, drama e aventura que o primeiro. O perigo aumenta, os relacionamentos mudam, os laços se intensificam (mesmo os rompidos!) e as batalham ocorrem continuamente.
Piratas, mercenários, bandidos e escravos participam da história; os seres exóticos continuam presentes, como os elfos, gobblins e elfos; mas a novidade são os guerreiros, nobres e magos bem diferentes dos de Midkemia: Os de Kelewan!
Se em Aprendiz conhecemos Midkemia, em Mestre conhecemos de onde vieram os invasores. Conhecemos Kelewan em detalhes, além da cultura e diversidade tsurani. O autor surpreende cada vez mais.
Não satisfeito em nos mostrar dois mundos totalmente diferentes e o choque entre eles, além das mudanças que estas batalhas causam, o escritor apresenta mais uma série mágica de surpresas: as respectivas histórias dos mundos.
Conhecemos épocas passadas. Histórias que parecem interligadas. Os Valherus, suas máscaras de animais e seus seres alados. Povos antigos, acontecimentos históricos de importância incalculável, que mudaram o rumo de mundos para sempre. O Inimigo.

É um livro intrincado, com muitas personagens e uma rotatividade boa. A dinâmica é muito bem arquitetada pelo autor, ao fazer o leitor saltar de um mundo ao outro, de uma personagem à outra e de um ponto da cronologia ao outro. Não é nada confuso para o leitor acostumado às boas sagas de Fantasia ou livros históricos. Quem tem o hábito de ler épicos não se perderá na Saga do Mago, porém talvez leitores novatos no estilo possam ter um pouco de dificuldade em acompanhar o enredo e a estrutura; nada que uma mente atenta não possa se acostumar (e degustar!).

Gosta de conhecer um mundo de Fantasia cheio de seres incríveis, personagens cativantes e batalhas épicas? Então leia Mago Aprendiz e Mago Mestre e conheça logo dois mundos caprichados, duas culturas instigantes e uma aventura fenomenal!
Definitivamente, concordo com o título de "clássico de Fantasia". É uma história atemporal e especial. Possui clichês? Eu não me importo nada com eles, desde que o autor centre em ingredientes extras e conte uma excelente história.
O final é incrível e não paro de pensar em como Midkemia é na verdade maior que aparenta e estou curiosa para descobrir as terras que vão além do conhecido! O que existe após as Terras do Norte? Após o Mar Interminável? Após o Império Kesh? Em pensar que começamos por Crydee, depois fomos para o Reino até enfrentarmos outro mundo! E terminamos querendo conhecer toda Midkemia, o ponto de partida.
E as personagens mudaram tanto, sofreram tanto, superaram tantos obstáculos que eu necessito ter mais delas. Espero ansiosamente pelos dois livros que em breve chegarão ao Brasil. Ufa, ainda bem que tem mais!

Midkemia conhecida:


Kelewan (aqui em inglês, mas no livro obviamente está em português):




O livro anterior:

Mago Aprendiz (Magician: Apprentice)
A Saga do Mago (The RiftWar Saga) - livro 1
Raymond E. Feist - Saída de Emergência Brasil/Coleção BANG!
432 páginas - Ano: 2013 - de R$39,90 por R$26,90

Sinopse:
"Na fronteira do Reino das Ilhas existe uma vila tranquila chamada Crydee. É lá que vive Pug, um órfão franzino que sonha ser um guerreiro destemido ao serviço do rei. Mas a vida dá voltas e Pug acaba se tornando aprendiz do misterioso mago Kulgan. Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para sempre.
Com sua coragem, Pug conquista um lugar na corte e no coração de uma princesa, mas subitamente a paz do reino é desfeita por misteriosos inimigos que devastam cidade após cidade. Ele, então, é arrastado para o conflito e, sem saber, inicia uma odisseia pelo desconhecido: terá de dominar os poderes inimagináveis de uma nova e estranha forma de magia… ou morrer.
Mago é uma aventura sem igual, uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde conhecemos culturas exóticas, aprendemos a amar e descobrimos o verdadeiro valor da amizade. E, no fim, tudo será decidido na derradeira batalha entre as forças da Ordem e do Caos."

Links: Saída de Emergência Brasil | Skoob | degustação | comprar | resenha



Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail