publicidade

Lançamentos: Autêntica (Grupo Autêntica)

Lançamentos de julho de 2018 da Editora Autêntica (do Grupo Autêntica). Para ver os lançamentos de julho da Editora Gutenberg, Editora Nemo e Editora Vestígio (também do Grupo Autêntica), clique aqui.
Quarteto Mágico: Contos
Murilo Rubião, José J. Veiga, Campos de Carvalho e Victor Giudice - Autêntica / Grupo autêntica
176 páginas - R$ 44,80 (impresso) e R$ 22,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Dos quatro autores reunidos neste livro, pode-se dizer que são todos estranhos, ainda que cada um à sua maneira. Considere os personagens que se encontram nas páginas a seguir: um sujeito que compra um apito para controlar o trânsito dos pedestres debaixo da sua janela, uma senhora atropelada que estoura “como papo de anjo”, um coelho que vira homem e um homem que vira um arquivo de metal.
Pondo logo de saída as cartas na mesa, cabe a advertência: não se espante, leitor, se essas histórias fugirem aos bons costumes da verossimilhança, da medida justa da expressão ou da sequência certeira de episódios que costumamos atribuir às histórias “bem-amarradas”.
Melhor aqui pensar naquele parafuso meio solto que leva algumas histórias à vizinhança do absurdo e do disparate, aos detalhes extravagantes e tipos bizarros, aos silogismos em que premissas e conclusões estão sempre fora de lugar."

Um Corpo Estranho
Nova edição - Coleção Argo
Guacira Lopes Louro - Autêntica / Grupo autêntica
112 páginas - R$ 39,80 (impresso) e R$ 19,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Edição revista e ampliada
Queer é estranho, raro, esquisito. Queer é, também, o sujeito da sexualidade desviante – homossexuais, bissexuais, transexuais, travestis, drags. É o excêntrico que não deseja ser “integrado” e muito menos “tolerado”. Queer é um jeito de pensar e de ser que não aspira o centro nem o quer como referência; um jeito de pensar e de ser que desafia as normas regulatórias da sociedade, que assume o desconforto da ambigüidade, do “entre lugares”, do indecidível. Queer é um corpo estranho que incomoda, perturba, provoca e fascina."

O Corpo Educado: Pedagogias da Sexualidade
Nova edição - Coleção Argo
Vários autores - Autêntica / Grupo autêntica
Organização: Guacira Lopes Louro
224 páginas - R$ 47,80 (impresso) e R$ 24,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Um investimento complexo é exercido sobre a sexualidade e os corpos: a escola, a mídia, a igreja, a lei, a medicina e outras tantas instâncias sociais exercitam, cotidianamente, pedagogias da sexualidade. Ali se aprende uma linguagem socialmente situada, que diz sobre o que falar e sobre o que silenciar, o que mostrar e o que esconder, quem pode falar e quem deve ser silenciado. Marcas de gênero, classe, raça interferem profundamente na demarcação desses arranjos. É disso que trata este livro: autoras e autores de distintas formações acadêmicas refletem sobre as desigualdades e as diferenças históricas e socialmente atribuídas aos corpos e convidam leitoras e leitores a compartilhar de sua inconformidade em face do silêncio e da marginalização impostos a sujeitos e práticas sexuais."

Homotransfobia e Direitos Sexuais: Debates e Embates Contemporâneos
Coleção Cadernos da Diversidade
Vários autores - Autêntica / Grupo autêntica
Organização: Keila Deslandes
112 páginas - R$ 39,80 (impresso) e R$ 19,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Este volume da Série Cadernos da Diversidade trata da temática da homotransfobia e dos direitos sexuais no Brasil. Na primeira parte do livro, organizada pelo professor doutor Alexandre Bahia, são apresentadas diferentes contribuições para o debate sobre a omissão inconstitucional e o papel do Supremo Tribunal Federal na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) n. 26, relativa à tramitação do projeto de lei para a tipificação e a criminalização das condutas de homofobia e de transfobia. A segunda parte traz a importante contribuição do desembargador federal Roger Raupp Rios, que traça um panorama histórico e sociológico sobre os temas da orientação sexual e da identidade de gênero a partir da perspectiva do Direito. Um livro necessário, em especial, num contexto em que os movimentos sociais e os Direitos Humanos vêm sendo alvos de golpes e retrocessos."

Pesquisa e Psicanálise: do Campo à Escrita
Vários autores - Autêntica / Grupo Autêntica
Organização: Tânia Ferreira e Angela Vorcaro
192 páginas - R$ 39,80 (impresso) e R$ 19,90 (ebook) - comprar

Sinopse:
"Este livro conta com textos de estudiosos que, a seu modo e estilo, trazem indagações sobre os traços da clínica na pesquisa em psicanálise, pondo em evidência a tomada em consideração do sujeito, seja ele pesquisador ou pesquisado. O enlace preciso entre a transmissão, o conhecimento, o saber e os impasses da clínica – matéria da pesquisa – figura aqui como nó que amarra discussões necessárias para o ato de pesquisar em psicanálise. A obra dá destaque à escrita, seja a de Freud, a de Lacan, a escrita lógica, a escrita do livro, ou, mais propriamente, a escrita de cada “psicanalista-pesquisador”, que, ao literalizar, ao formalizar cada evento singular, inscreve o particular da clínica na ciência."

Estojo James Joyce: Um Retrato do Artista Quando Jovem e Epifanias
James Joyce - Autêntica / Grupo Autêntica
464 páginas - R$ 148,50 - comprar

Sinopse:
"Um retrato do artista quando jovem descreve o desenvolvimento intelectual e artístico do personagem Stephen Dedalus ao longo dos anos de sua infância e juventude. Embora o romance se baseie em episódios e personagens da vida de James Joyce, Stephen Dedalus não é James Joyce. E Um retrato não é um biografia ou uma autobiografia de James Joyce. Enfim, Um retrato é, para todos os efeitos, uma obra de ficção. E permanece como uma das obras centrais do modernismo literário de língua inglesa.
Joyce costumava tomar nota de cenas e episódios, breves e independentes, que chamou de “epifanias”. Em Epifanias estão reunidos os 40 desses esboços que chegaram até nós, com o texto original e sua tradução apresentados lado a lado. O livro é enriquecido por um ensaio da especialista italiana Ilaria Natali sobre a forma como Joyce aproveitou algumas dessas epifanias nos livros Um retrato do artista quando jovem, Ulisses e Finnegans Wake. Um conjunto de fotos de Dublin, feitas pela fotógrafa americana Lee Miller em 1946, para a revista Vogue, ilustram a edição."


Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias