Resenha Sorteio de 07 a 30/11 Resenha Resenha
15 julho 2011

Fantasmas do Século XX de Joe Hill

Fantasmas do Século XX
Joe Hill - Editora Sextante - 288 páginas

Sinopse:
"Joe Hill é uma das vozes mais firmes e seguras da nova ficção de terror e fantasia surgidas nos últimos anos.” - Publishers Weekly

Fantasmas do século XX é muito mais do que um livro – é uma experiência sensorial assustadora e atraente.
Considerado o novo mestre do horror, Joe Hill apresenta 17 contos que passeiam por todas as vertentes da literatura de terror: do sobrenatural ao suspense, do thriller à fantasia.
 Com um texto ágil, ácido, repleto de referências culturais, este livro tem o poder de suscitar sentimentos opostos, fazendo com que o leitor fique ao mesmo tempo aterrorizado com o rumo da história e empolgado com o ritmo
da narrativa.
Em cada conto, por meio da trajetória de cada personagem – um adorável menino inflável; o filho de Van Helsing; um garoto seqüestrado que recebe ligações de um morto; um editor que se vê dentro de um conto de terror; um dono de cinema que se apaixona por um fantasma –, Hill dá vida aos nossos piores pesadelos, nos levando a refletir sobre as atrocidades de que o ser humano é capaz.
 Profundos, sensíveis e perturbadores, os contos reunidos nesta coletânea permanecem vivos na mente do leitor até muito tempo depois de ele fechar o livro."


Minha resenha:
Eu ganhei este livro em 2009 num sorteio de um fórum chamado Point Cultural. Acho que ele foi instinto, não pude encontrá-lo. Na época, o livro era um lançamento e todos falavam nele como um livro de Terror. Eu pensei que iria morrer de medo durante a leitura!
Eu pensava que iria ler um livro de terror, com fantasmas, vampiros, monstros e assassinos, mas me enganei, em parte! Um ótimo engano. Eu o classificaria como fantástico, independente do tipo de cada história!
O livro é uma mistura magnífica de gêneros literários. Tem um pouco de Terror, Ficção Científica, Suspense, e principalmente Fantasia. É uma mistura de realismo com surrealismo, loucura e sanidade, sempre demonstrando tudo com muito naturalidade. Até os fatos mais bizarros parecem normais, comuns.
O livro te deixa com uma sensação estranha, a narrativa é deliciosamente bem escrita, você lê com muito prazer, absorve cada detalhe, curte cada personagem.
Personagens de vários tipos, mas toda história com um 'quê' especial. Personagens complexos, que você precisa se aprofundar e descobrir cada sensação, ato ou pensamento.
Esta teia de gêneros, deixa você na dúvida do que está acontecendo, a vontade de terminar logo um conto para saber o que está rolando... e quando acaba você sente que cada conto poderia ter gerado um livro em si, alguns longos e outros menores, mas todos poderiam ser um livro. Todo conto, ao ser lido, deixa em você uma sensação de desejar ler mais sobre aquilo.
Você se pega refletindo cada história, cada anseio, cada descoberta, cada coisa estranha que acontece!
Não sei se apenas eu pensei isso ao lê-lo, mas acho que algumas histórias podem ter um duplo sentido na interpretação e podendo, na verdade, ser interpretadas de várias formas. Infelizmente alguns leitores incompreenderam essa intenção do autor e criticam o livro, pois preferiam ler histórias mastigadas, simplórias, com começo, meio e fim. E uma lição a receber no final, porém o livro é praticamente o contrário disso!! É muito MELHOR!
 O que mais gostei, além da narrativa boa, é que me parece que o autor teve muito emoção ao escrevê-lo, mesmo sem ser meloso e tendo partes sanguinárias ou nojentas, o autor possui uma forte sutileza na narração, um equilibrio. Muito bom!!

Melhores contos na minha opinião:
O melhor do novo horror; Fantasma do século XX; Vocês irão ouvir o canto do gafanhoto; Os meninos de Abrahem; O telefone preto; Encurralado; A máscara de meu pai; Internação voluntária.

Caso existisse um volume 2, algo do tipo Fantasmas do Século XXI, eu compraria correndo! Recomendo esse livro para qualquer tipo de leitor mente aberta, reflexivo.

Hill é filho de ninguém menos que Stephen King! E conseguiu ter seu valor, sua própria escrita, sem se aproveitar do nome do pai. Antes desse livro, foi lançado no Brasil A Estrada da Noite.

2 comentários:

  1. Tá aí um livro que muitos falam super bem e quero ler. É um autor que não vi crítica negativa até agora. Gostei da resenha, me fez ter mais vontade de correr atrás do livro. E, por ser um livro de contos, é bacana viajar por vários gêneros. =)

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Celly, vc que curte tanto histórias fantásticas, vai amar esse livro, garanto! Uma boa mistura.

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação, então aguarde, por favor.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de e-Books ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

© Copyright 2011 - 2014. | Todos os direitos reservados. | Tema: Way2themes. | Administração: Tatiana Jiménez Inda. | Tecnologia: Blogger. | Atenção: Direitos autorais.