Resenha Resenha Resenha Resenha
19 julho 2011

A importância da leitura em cada idade

Pessoas que não são leitoras têm a vida restrita à comunicação oral e dificilmente ampliam seus horizontes, por ter contato apenas com idéias próximas das suas, nas conversas com amigos. Por isso, incentivar a formação de leitores é não apenas fundamental no mundo globalizado em que vivemos. É trabalhar pela sustentabilidade do planeta, garantir a convivência pacífica entre todos e o respeito à diversidade. Nesta reportagem, dicas para formar leitores de todas as idades.



Antes dos 3 anos
Ler é importante porque: enriquece o imaginário e amplia o vocabulário. É importante ler para as crianças mesmo quando elas ainda não sabem falar direito. Pode parecer estranho, mas assim são colocadas em contato com dimensões das linguagens oral e escrita que não chegariam a elas de outra forma. Mais para frente esse contato será essencial para o seu desenvolvimento. As crianças até os três anos não captam muito bem o enredo da história, mas, segundo Fraulein Vidigal da Paula, doutora em Psicologia Escolar, já percebem que a fala usada no dia-a-dia é diferente da usada numa leitura, que tem cadência, ritmo e emoção. Dessa forma elas ficarão habituadas com os livros desde cedo.
Como estimular: leia para a criança. Mesmo que ela não entenda tão bem a história, isso vai ajudá-la a estabelecer uma boa relação com os livros. Também há livros feitos em pano, cheio de desenhos, que ajudam as crianças a se familiarizarem com o formato dos livros e fazem perceber a existência da grafia.


Entre 4 e 6 anos

Ler é importante porque: ajuda a criança a se familiarizar com a escrita. E, nesta fase da alfabetização, ela começa a tomar gosto pelos livros. A leitura diária ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita e a expandir o vocabulário. Para isso acontecer, livros com estrutura de repetição fazem-nas memorizar novas palavras. Contos de fada também podem ajudar na formação da personalidade das crianças - elas interpretam a simbologia contida de acordo com suas vivências.
Como estimular: não deixe a leitura acabar nela mesma. Se a criança demonstrar curiosidade, já é hora de oferecer outro livro, segundo a dica da coordenadora pedagógica Denise Braga.



Entre 7 e 9 anos
Ler é importante porque: a criança chegou à idade das letras. Agora que o processo de alfabetização avança, é um momento essencial para aproximá-la dos livros. Nessa idade, ela pode passar gradualmente de livros cheios de figura para livros mais difíceis, divididos em capítulos – ela ganha autonomia e pode ler um capítulo por vez. Familiarizar a criança com diferentes gêneros literários também ajudará em sua capacidade de produzir textos. Além disso, também é agora que ela começa a formar um gosto específico e a ter um repertório maior de histórias.
Como estimular: apesar da criança já ler por conta própria, não perca o costume de ler para elas. Para a escritora Fanny Abramovich, contar histórias com paixão e não forçar a barra são ótimas formas de estimular a leitura. A leitura em voz alta garante que o livro seja o centro das atenções.



Entre 10 e 12 anos

Ler é importante porque: ajuda o pré-adolescente a descobrir o mundo. O hábito também dará uma força na formação do pensamento hipotético e dedutivo, além de incentivar a capacidade de abstração. O jovem aumenta o conhecimento e a percepção do mundo. A leitura surge como um instrumento que a ajuda a confrontar idéias, ideais e valores. É nessa fase que começa a formação da capacidade crítica.
O desafio de fazê-lo abrir um livro por vontade própria pode aumentar com o passar do tempo. Ao tentar forçá-lo a ler, muitas atividades escolares só tendem a separar ainda mais o aluno do livro e é essencial que esse quadro seja revertido na chegada da criança à adolescência.
Como estimular: procure indicar, mas nunca forçar, livros que reflitam as transformações que eles estão passando nessa época. Histórias que mostrem mudanças, com narradores próximos à realidade do leitor, podem ajudar ele a assimilar essa fase da vida.



Entre 13 e 15 anos
Ler é importante porque: desenvolve habilidades fundamentais como a comunicação e o trabalho em equipe. O adolescente conquista um poder de reflexão muito maior. E, agora, é a hora de tentar ir além do livro. Sua visão não se restringe mais à da obra vista como um universo fechado e é a partir da leitura que ele vai abordar todas as questões do mundo que o cerca. A escritora Ivana Arruda Leite diz que não há porque filtrar a leitura do jovem e evitar questões como o racismo e a violência. Assim, o jovem criará bases para formar a sua própria opinião sobre as coisas.
Como estimular: o jovem nessa idade tende a se interessar muito por um único autor ou por uma série com os mesmos personagens. É muito importante incentivar o jovem para que ele busque outros autores e histórias e, assim, abra novos horizontes.


Depois de adulto
Ler é importante porque: desenvolve ainda mais a capacidade de reflexão e interpretação e dinamiza o raciocínio lógico. Nessa fase da vida em que as pessoas costumam parar de estudar formalmente, a leitura toma o papel essencial como ampliadora de vocabulário e forma de adquirir conhecimento. Ela promove viagens por mundos desconhecidos e amplia horizontes, reais e imaginários, elevando os níveis de cultura e conhecimento geral do adulto. 
Como estimular: é fundamental fazer o adulto perceber que a leitura é muito mais que uma perda de tempo, podendo ajudá-lo em conquistas palpáveis. O tempo de filas e ônibus pode ser muito melhor aproveitado através da leitura, que dá uma boa mão ao adulto tanto em conversas de bar quando na entrada numa faculdade. 



Reportagem do Educar Para Crescer, escrita por Gabriel Grossi.


2 comentários:

  1. Bem legal esse post... uma pena que a prática sistemática da leitura tem diminuído entre a chamada "geração y". Leem muito na internet, mas uma leitura com "saltos", sem reflexão... fica td na superficialidade...tomara que consigamos um equilíbrio entre a rede, com os seus hiperlinks, e os livros com começo, meio e fim =)

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente no Brasil as pessoas não possuem muito o hábito de ler, ou seja, ler diariamente, terminar um livro e começar outro, com naturalidade. As crianças quase sempre não tem o costume de ter livros em casa, de ver os pais lendo. Acho que o exemplo influência muito.As crianças dificilmente vão pedir um livro de presente, se os pais não criarem a atmosfera de que o livro é divertido, é interessante. Não adianta colocar a culpa na escola. E a escola, ás vezes nem biblioteca tem, e os professores forçam os alunos a começarem a ler os clássicos nacionais. Como lerão isso, se nunca leem nada? Eles deduzem que ler é realmente penoso, chato. Acho que um leitor deve ser moldado logo cedo. Porém também acho que em qualquer idade, há a possibilidade de um leitor nascer, mesmo já adulto. Depende de como o mundo da leitura lhe é apresentado.

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação, então aguarde, por favor.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos, não serão publicados, assim como pedidos de e-Books ilegais.
Sua opinião é muito importante! Através dos comentários é que posso tentar fazer um blog mais interessante.
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

© Copyright 2011 - 2014. | Todos os direitos reservados. | Tema: Way2themes. | Aministração: Tatiana Jiménez Inda. | Tecnologia: Blogger. | Atenção: Direitos autorais.