publicidade

Lançamentos: Rocco

Lançamentos de maio de 2020 da Editora Rocco.
Renegados
Os Renegados - livro 1
Marissa Meyer - Rocco
512 páginas - comprar

Sinopse:
"Os Renegados são um grupo de prodígios – humanos com habilidades extraordinárias – que emergiram das ruínas de uma sociedade colapsada. Foram eles que estabeleceram a paz onde, antes, o caos reinava. Eles continuaram sendo um símbolo de esperança e coragem para todos... exceto para os vilões que foram derrotados por eles. Nova, que faz parte do grupo dos Anarquistas, tem um motivo para odiar os Renegados, e está em uma missão em busca de vingança. Enquanto se aproxima de seu alvo, ela conhece Adrian, um garoto Renegado que acredita na justiça – e em Nova. Mas a lealdade de Nova está com os Anarquistas e há um vilão que tem o poder de acabar com os dois, e em tudo que acreditam. Renegados é a nova história de Marissa Meyer, autora bestseller #1 do New York Times da série Crônicas Lunares, que explora um mundo arriscado de aventura, paixão, perigos e traições."

Ponto Cego
Rebecca Scherm - Rocco
384 páginas - comprar

Sinopse:
"Em um antiquário pouco charmoso nos arredores de Paris, Grace restaura bricabraques, conserta objetos de valor questionável e recoloca pedras em joias semipreciosas. Ela se apresenta como Julie, diz que é da Califórnia e volta para um quarto alugado toda noite. De um café, ela anonimamente acessa o site do jornal de sua cidade natal. Em Garland, Tennessee, dois jovens acabaram de receber liberdade condicional. Eles cumpriram pena por um crime sobre o qual Grace sabe bastante a respeito. Com um deles, Grace havia se casado, enquanto o outro foi sua grande paixão. Ambos foram presos por um crime que ela mesmo planejou com detalhes exatos, mas a audaciosa fuga deu errado, e Grace, sempre um passo à frente, entrou em um avião com destino à Praga, deixando pelo caminho todos os fatos conhecidos de sua vida e escondendo algo em sua bagagem. Mas agora ela sabe que, de algum modo, uma parte de seu passado irá encontrá-la. Em uma jornada do interior dos Estados Unidos até agitada e decadente cena de arte nova-iorquina e europeia, descobrimos quem Grace era: uma garota com uma vida familiar conturbada e devastada, além de um talento para seduzir – até se deparar com o que ela realmente deseja e ver tudo desmoronar. Começa, então, um jogo de espera de gato e rato, uma história de mentiras e logro, apostas desesperadas e identidades duplas. Envolvente e sombrio, Ponto cego reinventa a trama clássica de assalto e oferece uma nova abordagem do estereótipo da femme fatale – dessa vez, do ponto de vista feminino. Com toques de Patricia Highsmith e dos melhores suspenses de Hitchcock, o romance de estreia de Rebecca Scherm é um noir contemporâneo repleto de surpresas e reviravoltas.

A Maçã no Escuro
Clarice Lispector - Rocco
400 páginas - comprar

Sinopse:
"Para Lúcio Cardoso, em toda obra de Clarice Lispector alguma coisa íntima está queimando. E este é o seu segredo de mulher e escritora. Em A maçã no escuro esta chama queima pacientemente enquanto se narra a trajetória de um homem. Um homem, um crime, uma fuga. Como se fosse possível retroceder os ponteiros do relógio, zerar o tempo marcado e, então, começar outra vez. Martim, um fugitivo, começa a se reinventar, a manufaturar o próprio destino: “Ele se tornou o centro do grande círculo e o começo arbitrário de um caminho.”
A maçã no escuro é um romance dos anos 1950. Realizado durante o tempo em que a autora viveu nos Estados Unidos, foi concluído em Washington, em 1956. Mas só seria publicado em 1961, um ano depois de Laços de família, cujos contos primorosos conquistaram um expressivo público para Clarice Lispector. Os dois livros foram escritos simultaneamente e selam o amadurecimento da escritora. Situado entre obras decisivas do percurso literário de Clarice, A maçã no escuro fulgura como um romance denso e habitado por personagens comuns, mas que eleva o enredo a níveis impensáveis de transcendência. Embrionárias estão as questões centrais que vão eclodir em A paixão segundo G.H., depois do qual o romance brasileiro jamais será o mesmo. Clarice inaugura uma outra linha de tradição literária, porque desestabiliza as estruturas romanescas e cria parâmetros totalmente inovadores de representação. ― Lúcia Helena Vianna, Doutora em Letras, professora adjunta de Literatura Brasileira, pesquisadora do CNPq."

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias