publicidade

Lançamentos: Grupo Companhia das Letras

Valentes: Histórias de Pessoas Refugiadas no Brasil
Aryane Cararo e Duda Porto de Souza - Seguinte
296 páginas - comprar

Sinopse:
"A questão dos refugiados tem ganhado holofotes pelo mundo inteiro, mas o preconceito, a xenofobia, as fake news e o medo frequentemente atrapalham a discussão. Para auxiliar na compreensão desse tema tão complexo e combater a desinformação, as jornalistas Aryane Cararo e Duda Porto de Souza reuniram histórias de vida emocionantes, de pessoas de mais de quinze nacionalidades, que vieram para o nosso país pelos mais variados motivos -- desde dificuldades financeiras até perseguição baseada em raça, religião, nacionalidade, orientação sexual, identidade de gênero ou opinião política --, todas em busca de um lugar onde pudessem de fato viver.
Com uma linguagem acessível, a obra também traça um panorama histórico do refúgio no Brasil e no mundo, apresentando conceitos e dados, e traz infográficos sobre os principais conflitos que geraram esses fluxos migratórios. O resultado é um material humano e sensível, que dá voz a quem precisa ser ouvido e celebra as diferenças que tornam nossa nação tão plural.
"A ampla pesquisa e os recortes históricos de Valentes tornam a obra uma referência de informação da causa que nos une: a humanitária." -- Agência da ONU para Refugiados (ACNUR)."


O Avesso da Pele
Jeferson Tenório - Companhia das Letras
192 páginas - comprar

Sinopse:
"O avesso da pele é a história de Pedro, que, após a morte do pai, assassinado numa desastrosa abordagem policial, sai em busca de resgatar o passado da família e refazer os caminhos paternos. Com uma narrativa sensível e por vezes brutal, Jeferson Tenório traz à superfície um país marcado pelo racismo e por um sistema educacional falido, e um denso relato sobre as relações entre pais e filhos.
O que está em jogo é a vida de um homem abalado pelas inevitáveis fraturas existenciais da sua condição de negro em um país racista, um processo de dor, de acerto de contas, mas também de redenção, superação e liberdade. Com habilidade incomum para conceber e estruturar personagens e de lidar com as complexidades e pequenas tragédias das relações familiares, Jeferson Tenório se consolida como uma das vozes mais potentes e estilisticamente corajosas da literatura brasileira contemporânea.
"Não é de graça que Tenório, além de autor premiado, é tão bem acolhido pelo público e pela crítica. Ele não faz turismo, safári social, na desgraça geral do país, não faz da crítica à desigualdade um truque, um atalho apelativo e barato, panfletário, para ter mais aceitação, reconhecimento. Estamos diante de um escritor que, correndo todos os riscos, sabe arquitetar uma boa trama e encantar o leitor. Por muitas vezes durante a leitura eu disse para mim mesmo: como ele consegue construir personagens tão reais e fáceis de serem amados? Eu agradeço, a literatura brasileira agradece." -- Paulo Scott.
"Através de um profundo mergulho em seus personagens, O avesso da pele consegue abordar as questões centrais da sociedade brasileira. E o mais potente nisso tudo é que, aqui, o real e as reflexões partem sempre de dentro pra fora." -- Geovani Martins."

Churchill: Caminhando com o Destino
Andrew Roberts - Companhia das Letras
Tradução: Denise Bottmann e Pedro Maia Soares
1200 páginas - comprar

Sinopse:
"Nesta biografia monumental, Andrew Roberts destrincha Winston Churchill por completo -- do nascimento ao legado duradouro como um dos maiores líderes de nossos tempos.
Ao longo de sua pesquisa, o premiado historiador consultou dezenas de documentos inéditos e, pela primeira vez, a Família Real permitiu que um biógrafo do estadista tivesse acesso aos diários em que o rei George VI registrava suas reuniões semanais com o primeiro-ministro durante a Segunda Guerra Mundial.
Da capacidade titânica de trabalhar (e beber) à extraordinária propensão a chorar em momentos inesperados; do desejo fervoroso de agradar ao pai à disposição de correr riscos; do bom humor a despeito das circunstâncias adversas à percepção singular que tinha da história, o leitor conhecerá tudo que fez de Churchill não somente um dos grandes políticos e oradores do século XX, mas um exemplo atemporal de coragem e liderança.
"A melhor biografia de Churchill." -- The New York Times.
"Formidável. [...] Com base em muitas fontes jamais exploradas, Roberts produziu um retrato mais completo de seu personagem do que qualquer biografia anterior." -- The Economist.
"É o tipo de biografia que o próprio Churchill desejaria: colossal, enérgica, embasada, devidamente crítica, mas também empática e, em alguns momentos, deliciosamente engraçada." -- The Sunday Telegraph"

Canções de Atormentar
Angélica Freitas - Companhia das Letras
112 páginas - comprar

Sinopse:
"Oito anos depois da publicação do já célebre Um útero é do tamanho de um punho -- lançado em 2012 pela Cosac Naify e reeditado em 2017 pela Companhia das Letras --, Canções de atormentar traz o olhar afiado de uma poeta que, com inteligência e ironia, observa a si e ao mundo. Os poemas rememoram a infância no Sul, com o pé de araçá plantado pela avó, relatam o esforço inútil de tentar compreender o Brasil de hoje e discutem a injustiça, o machismo e a nostalgia de uma nação que não passou de projeto.
Em "porto alegre, 2016", que trata da migração e dos protestos nas ruas, violentamente refreados pela ordem pública, a poeta escreve: "agora a colher cai da boca/ e o barulho de bomba é ali fora/ e a polícia vai pra cima dos teus afetos/ munida de espadas, sobre cavalos". Canções de atormentar reúne poemas ora ferozes, ora desiludidos, sem nunca perder de vista a urgência, a vivacidade, o humor e o tom incisivo que consagraram Angélica como um dos nomes mais originais da literatura contemporânea."

A Chegada do Novo Coronavírus no Brasil
Fernando Reinach - Companhia das Letras
120 páginas - comprar

Sinopse:
"Uma linha do tempo da pandemia e uma análise clara dos mais importantes estudos científicos sobre o tema, com a verve e a inteligência de um de nossos mais inspirados biólogos.
Para Fernando Reinach, o relaxamento das medidas de distanciamento social em São Paulo representa o término da primeira batalha dos brasileiros contra o Sars-CoV-2 -- e a vitória foi do vírus. Começa, então, a segunda batalha, a partir da qual poderemos observar o estrago que ele vai fazer tendo se libertado de parte das amarras que dificultavam sua difusão.
A chegada do novo coronavírus no Brasil reúne 27 crônicas publicadas por Reinach no jornal O Estado de S. Paulo entre os dias 8 de fevereiro e 30 de maio de 2020. São relatos, comentários, previsões e manifestações de desespero, raiva e esperança, publicados agora em sua extensão original, geralmente mais longa.
Sempre a par das pesquisas mais sérias e importantes da ciência mundial, o biólogo tem mão de escritor, calejada por anos de prática que já lhe rendeu dois livros de grande sucesso. Fascinado pela simplicidade dos vírus e por como conseguem se aproveitar da maquinaria celular para se reproduzir, Reinach argumenta que eles são os únicos seres vivos que podem levar a humanidade a abandonar sua arrogância destrutiva, exercida sem pudor sobre o resto dos habitantes deste planeta. O que o H1N1 e o HIV não conseguiram, o Sars-CoV-2 está conseguindo."

A Vida Não É Útil
Ailton Krenak - Companhia das Letras
Pesquisa e organização: Rita Carelli
128 páginas - comprar

Sinopse:
"Um dos mais influentes pensadores da atualidade, Ailton Krenak vem trazendo contribuições fundamentais para lidarmos com os principais desafios que se apresentam hoje no mundo: a terrível evolução de uma pandemia, a ascensão de governos de extrema-direita e os danos causados pelo aquecimento global.
Crítico mordaz à ideia de que a economia não pode parar, Krenak provoca: "Nós poderíamos colocar todos os dirigentes do Banco Central em um cofre gigante e deixá-los vivendo lá, com a economia deles. Ninguém come dinheiro". Para o líder indígena, "civilizar-se" não é um destino. Sua crítica se dirige aos "consumidores do planeta", além de questionar a própria ideia de sustentabilidade, vista por alguns como panaceia.
Se, em meio à terrível pandemia de covid-19, sentimos que perdemos o chão sob nossos pés, as palavras de Krenak despontam como os "paraquedas coloridos" descritos em seu livro Ideias para adiar o fim do mundo, que já vendeu mais de 50 mil cópias no Brasil e está sendo traduzido para o inglês, francês, espanhol, italiano e alemão.
A vida não é útil reúne cinco textos adaptados de palestras, entrevistas e lives realizadas entre novembro de 2017 e junho de 2020."

De Quem É Esta História?
Rebecca Solnit - Companhia das Letras
Tradução: Isa Mara Lando
216 páginas - comprar

Sinopse:
"Quem escreve as narrativas de nossos tempos? Em cada debate, uma batalha está sendo travada: de um lado, mulheres e pessoas não brancas, não binárias e não heterossexuais finalmente podem contar a história com sua própria voz; de outro, pessoas brancas -- sobretudo do gênero masculino -- se apegam às versões de sempre, que contribuem para manter seu poder e status quo.
Em vinte ensaios atualíssimos, a autora de Os homens explicam tudo para mim e A mãe de todas as perguntas avalia essas discussões, por que elas importam e quais são os desafios que temos pela frente.
"Rebecca Solnit é a voz da resistência." -- The New York Times Magazine.
"Em meio à recente turbulência política, a sabedoria e a clareza dos textos de Rebecca Solnit são um bálsamo. De quem é esta história? é uma coletânea extremamente inteligente sobre a luta pelo controle das narrativas na era da internet." -- The Guardian."

O Tempo dos Governantes Incidentais
Sérgio Abranches - Companhia das Letras
304 páginas - comprar

Sinopse:
"Na última década, a democracia liberal e as liberdades cidadãs sofreram numerosos retrocessos. Da eleição de Donald Trump à ascensão do bolsonarismo, da vitória do Brexit ao colapso dos partidos social-democratas, uma sucessão veloz de mudanças inesperadas alimentou a onda populista que varreu o planeta, potencializada por crises econômicas, ódios políticos e tensões raciais. A polarização ideológica, a insegurança e o medo, agravados pelas incertezas do presente e pela desesperança no futuro, se propagaram com a rapidez vertiginosa do crescimento da ciberesfera. O estado de direito se converteu no alvo preferencial de líderes oportunistas que souberam aproveitar a conjuntura de frustrações generalizadas e desigualdades agudas.
Em O tempo dos governantes incidentais, Sérgio Abranches reflete sobre a saúde precária da soberania popular no Brasil e no mundo. O autor do célebre conceito de presidencialismo de coalizão propõe alternativas para a sobrevivência das instituições democráticas, únicos remédios eficazes contra tiranias e ditaduras."

Para o meu Coração num Domingo
Wislawa Szymborska - Companhia das Letras
Tradução: Regina Przybycien e Gabriel Borowski
344 páginas - comprar

Sinopse:
"Depois dos festejados Poemas (2011) e Um amor feliz (2016), Para o meu coração num domingo reúne 85 poemas da voz que encantou o mundo com seus versos afiados, que misturam rigor formal, pitadas de ironia e tom levemente coloquial. No poema que dá título ao livro, Wislawa Szymborska anuncia: "Você tem setenta méritos por minuto./ Cada contração tua/ é como o lançar de uma canoa/ no mar aberto/ numa viagem ao redor do mundo".
Com organização e tradução de Regina Przybycien e Gabriel Borowski, este conjunto de poemas trata de experiências cotidianas, amor, sonhos, morte, filosofia, mitologia, história e antropologia, sempre com o olhar curioso, generoso e bem-humorado de uma das poetas mais extraordinárias do século XX."

Rei Lear
William Shakespeare - Penguin-Companhia
Tradução: Lawrence Flores Pereira
320 páginas - comprar

Sinopse:
"Muitas vezes considerado o ápice da produção dramática de Shakespeare, Rei Lear começa quando um rei idoso, em busca de um sucessor, acaba por escolher duas filhas indignas de sua confiança, em vez daquela que o ama. Por conta desse erro, ele se vê despojado de seu poder, condenado a uma vida miserável de horror e insanidade.
Nenhuma peça de Shakespeare foi tão longe na junção de traços grotescos, fantásticos e violentos, nos contrastes do humano, em cenas absurdas e impactantes repletas de ardis improváveis que envolvem a mente do leitor numa névoa que se mostra cada vez mais uma poderosa criação narrativa.
O elo de Rei Lear com a contemporaneidade fica evidente seja no caráter niilista ou nas insinuações pré-psicanalíticas da obra. Situada em um universo impiedoso, a tragédia sombria e brutal de Shakespeare é uma obra-prima imponente e fundamental, uma poesia feroz e de amplo escopo imaginativo."

4 Homens em 44 Capítulos (e-book)
BB Easton - Paralela
264 páginas - comprar
Conteúdo adulto

Sinopse:
"Depois de anos tentando apimentar minha vida sexual, resolvi me contentar com um diário sobre aventuras do passado. Talvez meu marido, um nerd lindo e frio, só não fosse capaz de sentir a paixão que eu esperava, já que era totalmente diferente dos meus ex-namorados supertatuados e tarados. Bom, se eu não podia ter o amor que desejava na vida real, pelo menos podia escrever sobre ele no diário. Seria meu segredinho.
Mas adivinha? Meu marido leu tudo. E sabe o que mais? Depois disso, ele foi tomado pela paixão, se é que você me entende.
A partir daí, resolvi seguir o conselho da minha melhor amiga e usar o diário para manipular o comportamento dele. Eu só queria convencê-lo a: me dar um apelido fofo; me elogiar mais; fazer sexo selvagem e apaixonado; e fazer uma tatuagem completamente amadora do meu nome e/ou rosto em uma parte do corpo bem visível!
Não é pedir demais, é? O que poderia dar errado?"

Wild Cards: Ases nas Alturas
Wild Cards - livro 2
Vários autores - Suma
Edição: George R. R. Martin
376 páginas - comprar

Sinopse:
"Pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial, um vírus alienígena atinge a Terra, dividindo a humanidade entre pessoas com incríveis superpoderes e outras com terríveis deformidades. Agora, mais de trinta anos depois, ases e curingas são parte comum da vida na cidade -- mas esse frágil equilíbrio está prestes a ser testado.
Depois de séculos vagando pelo espaço, uma poderosa criatura extraterrestre está vindo para a Terra. O que para alguns é uma ameaça mortal, para outros é uma sombria oportunidade: um grupo de ases e curingas começa a se reunir, planejando reinar sobre o caos. Do outro lado, super-heróis, humanos e alienígenas precisam se aliar para combater o mal que paira sobre o planeta.
Wild Cards: Ases nas alturas é o segundo livro da Tríade Original e dá continuidade à série Wild Cards, editada por George R. R. Martin, o consagrado autor de A guerra dos tronos. Construído por grandes nomes da ficção científica, como Roger Zelazny, Pat Cadigan, Lewis Shiner, Walter Jon Williams e o próprio George R. R. Martin, Ases nas alturas traz personagens novos e antigos, e explora todas as nuances de um mundo transformado para sempre."

Parece que Piorou
Bruna Maia - Quadrinhos na Cia.
176 páginas - comprar

Sinopse:
"Com um humor cáustico e sempre pronta para rir de si mesma, Bruna Maia deu vida à @estarmorta, perfil de enorme sucesso nos Instagram e no Twitter. Seus desenhos maravilhosamente mal-acabados falam de amor, sexo, carreira, transtornos mentais, feminismo e dilemas geracionais de um jeito inteligente e terrivelmente irônico. Mente, corpo, trabalho, relacionamento, amizade e espiritualidade: a partir de temas como estes, a autora coloca em cena personagens que poderiam estar ao nosso lado agora, gente que encontramos todos os dias pelas ruas dos grandes centros urbanos de nosso país. Cronista afiada das contradições, dores e delícias de ser mulher neste início de século XXI, Bruna Maia faz um retrato mordaz dos costumes, um painel hilário onde a comédia humana ganha cor e forma. Não estava bom. Mas parece que piorou.
"É a sororidade consciente e crítica, hilariante na escrita e nos desenhos." -- Mario Sergio Conti.
"Passei uma vida inteira 'paralisada pela montanha de pequenos problemas que me impediam de refletir sobre o meu grande objetivo'. Diariamente, o Paniquinho vem dizer horrores na minha orelha, me desmerecendo completamente. Vivo dividida entre 'as águas profundas da depressão' e o 'lago paradisíaco dos excessos autodestrutivos'. Vai ver que me identifiquei tanto com este livro porque sou 'taurina, nascida em 29 de abril'. A verdade é que Bruna Maia é genial, necessária, e a 'gentrificação ilustradinha' talvez seja o melhor tratado urbanístico-social já feito nesse país." -- Tati Bernardi."

Um Apartamento em Urano: Crônicas da Travessia
Paul B. Preciado - Zahar
Tradução: Eliana Aguiar
320 páginas - comprar

Sinopse:
""Não sou um homem. Não sou uma mulher. Não sou heterossexual. Não sou homossexual. Tampouco sou bissexual. Sou um dissidente do sistema sexo-gênero. Sou a multiplicidade do cosmos encerrada num regime político e epistemológico binário gritando diante de vocês."
Um dos pensadores mais radicais e indispensáveis da atualidade, Paul B. Preciado apresenta aqui uma seleção das suas "crônicas da travessia". Produzidos na última década, a maioria em quartos de hotel ou aeroportos, os textos acompanham seu processo de transição de gênero e podem ser lidos como um diário dessa passagem.
Com sua escrita brilhante, o filósofo espanhol analisa processos contemporâneos centrais de mutação política, cultural e sexual, como as novas formas de violência masculina, o assédio a crianças trans, os Estados Unidos de Trump, a apropriação tecnológica do útero e o trabalho sexual.
Um livro corajoso, transgressivo e urgente que defende, acima de tudo, a liberdade dos corpos e das subjetividades."

Charles de Gaulle: Uma Biografia
Julian Jackson - Zahar
Tradução: Berilo Vargas
1080 páginas - comprar

Sinopse:
"Com sua personalidade forte, o general Charles de Gaulle adentrou a história inspirando homens e mulheres a arriscarem a vida para combater o nazismo. Depois, como presidente, enfrentou revoltas nacionais e violentos movimentos de independência. Perseguindo o que chamou de "uma certa ideia da França", desafiou a hegemonia americana, retirou a França da Otan e por duas vezes vetou a entrada da Grã-Bretanha na Comunidade Europeia. Figura gigante, cujo legado segue sendo profundamente disputado, De Gaulle ressurge em cores vivas nessa premiada biografia.
Apoiando-se em vasta pesquisa, inclusive de arquivos recém-disponibilizados, o historiador Julian Jackson explora todas as dimensões do "mistério De Gaulle", sem buscar lhe dar excessiva coerência: revela as raízes conservadoras da formação intelectual do general, descreve com precisão e leveza seus paradoxos e ambiguidades, seu talento político, paixão pela tática, pragmatismo e capacidade de visão, e lança nova luz sobre a relação do estadista com Churchill. Uma narrativa pulsante, que capta De Gaulle como nunca antes.
Vencedor do Duff Cooper Prize for History 2018 e do Elizabeth Longford Prize for Historical Biography 2019.
"A biografia escrita por Julian Jackson é um monumento à altura dessa figura extraordinária (...), um dos personagens mais fascinantes da política do século XX. (...) O resultado é uma excelente história da França moderna disfarçada de biografia de um estadista." -- The New York Review of Books."
"Uma apresentação arrebatadora e ao mesmo tempo concisa do mais brilhante, exasperador e inefavelmente francês dos homens." -- The New York Times.
"Deixa as obras anteriores na sombra, em boa parte devido à pesquisa impecável e à sua rara capacidade de ser objetivo e atraente. (...) Uma obra-prima." -- The Spectator."

Crises da Democracia
Adam Przeworski - Zahar
Tradução: Berilo Vargas
272 páginas - comprar

Sinopse:
"Autor da definição mais reconhecida e precisa de democracia -- um regime em que governantes deixam o poder quando perdem eleições --, Adam Przeworski captou sua essência melhor que ninguém. Autoridade máxima no tema, o professor de política e economia da Universidade de Nova York examina a natureza da crise das democracias contemporâneas para tentar entender a explosão do populismo de perfil autoritário nos últimos tempos.
Para Przeworski, "não devemos confiar em análises que pretendem saber e compreender tudo", pois nosso estado atual de conhecimento não permite respostas fáceis. Após estudo cuidadoso e aprofundado do que tem sido escrito a respeito, ele disseca a presente situação política dos regimes democráticos estabelecidos, comparando-a com o contexto de fracassos passados e projetando as perspectivas futuras. Suas conclusões são claras e certeiras, mas estão longe de ser simples ou reconfortantes.
Um livro sóbrio, acessível e fundamental, dirigido a todos os interessados no destino da democracia."

Boa Economia para Tempos Difíceis
Abhijit V. Banerjee e Esther Duflo - Zahar
Tradução: Afonso Celso da Cunha Serra
464 páginas - comprar

Sinopse:
"Desigualdade, imigração, desaceleração do crescimento, mudança climática, automação do trabalho, comércio internacional e distribuição de renda são temas econômicos e políticos tão centrais quanto contestados no debate público atual -- seja na Europa, nos Estados Unidos, na América Latina ou no Vietnã.
Como combater a explosão da desigualdade em todo o mundo? O comércio internacional é o problema ou a solução? Existe mesmo um excesso de migrantes subqualificados? Devemos nos preocupar com os avanços da inteligência artificial ou promovê-la deliberadamente? E, o que é mais premente, como os governos podem ajudar as pessoas que os mercados insistem em deixar para trás?
Neste livro lúcido e revolucionário, Abhijit V. Banerjee e Esther Duflo -- ganhadores do prêmio Nobel de economia de 2019 -- apresentam o que os melhores economistas de hoje têm a dizer a respeito das questões fundamentais que desafiam as sociedades. Baseados nas mais recentes e conceituadas pesquisas econômicas, explicadas aqui com clareza e honestidade, os autores desconstroem falsas verdades e nos mostram não apenas as conclusões surpreendentes a que tais estudos chegaram -- mas também, e principalmente, que as soluções inspiradas nesses resultados podem ser determinantes na construção de um mundo mais justo e humano.
Criativo, instigante e urgente, Boa economia para tempos difíceis oferece argumentos a favor de intervenções inteligentes e de uma sociedade participativa.
"Nem todos os economistas usam gravata e pensam como banqueiros. Banerjee e Duflo destrincham novas pesquisas, questionam as visões convencionais sobre temas que vão do comércio à tributação de altas rendas e mobilidade social e oferecem caminhos para enfrentá-los." -- Thomas Piketty, autor de O capital no século XXI."

Verissimo Antológico
Luis Fernando Verissimo - Objetiva
728 páginas - comprar

Sinopse:
"Esta antologia reúne cinco décadas da produção de Luis Fernando Verissimo como cronista, incluindo textos inéditos em livro, outros que estão há muitos anos fora de circulação e também aqueles que se tornaram clássicos. Em comum entre eles, a inteligência e o humor de Verissimo, e sua reconhecida capacidade de traduzir em poucas linhas a complexa natureza humana.
Lemos as crônicas de Luis Fernando Verissimo desde os anos 1970, mais precisamente desde 19 de abril de 1969, quando ele estreou na coluna Informe Especial no Zero Hora. Desde então, não parou mais: escreveu para inúmeros jornais e revistas, como Veja, O Globo e O Estado de S. Paulo, e suas crônicas formaram -- e continuam formando -- gerações de brasileiros.
Da estreia em plena ditadura militar, passou pela redemocratização, viveu a revolução digital e as polarizações ideológicas e culturais que dominam o cenário sociopolítico nos últimos anos -- e sempre produzindo textos oportunos e relevantes pela precisão do olhar, capacidade de síntese e pioneirismo das ideias.
Às crônicas reunidas neste volume foram acrescidos alguns contos, justamente porque na obra de Verissimo essa é uma fronteira por vezes difícil de demarcar. A divisão dos textos é cronológica, década a década, mas a leitura pode ser randômica, ao gosto do freguês. E quem optar por seguir as datas esperando encontrar um ainda "embrionário" cronista se surpreenderá. Luis Fernando Verissimo estreou "pronto", e ao longo desses anos o exercício praticamente diário da escrita só consolidou e aprimorou seu talento.
Celebrar esse formidável escritor, essa é a intenção de Verissimo antológico.
"Verissimo escreve como quem respira, mas esta respiração é sobretudo inspiração. De sua inteligência e cultura brotam sem cessar ideias originais, que alargam o horizonte cultural dos leitores. E, principalmente, fazem a nossa vida melhor. O Brasil de Luis Fernando Verissimo é o Brasil autêntico, o Brasil criador, o Brasil no qual podemos ter esperança." -- Moacyr Scliar."

Soltei o Pum na Banheira (livro de banho)
Blandina Franco - Companhia das Letrinhas
Ilustrador: José Carlos Lollo
12 páginas - comprar
Este livro é indicado para crianças a partir de 0 ano.

Sinopse:
"O Pum tem essa mania de escapar por aí. Quando a gente menos espera, lá vai o Pum fazendo o maior barulho e uma grande confusão! Depois de aprontar com a Meleca do irmão e com o Piriri do vizinho, o que será que vai acontecer quando o Pum escapar bem na hora do banho?
Feito de material impermeável e macio, este livro pode ser lido por bebês e crianças até mesmo embaixo do chuveiro ou dentro da banheira. Ao final da história, os leitores vão descobrir se o Pum finalmente ficou cheirosinho."

A Ciência Revolucionária por trás da Cura Espontânea
Dr.Jeffrey Rediger - Fontanar
Tradução: Guilherme Miranda
496 páginas - comprar

Sinopse:
"O dr. Jeffrey Rediger passou anos analisando casos de cura espontânea. Quando começou a pesquisa, acreditava que não eram estudados pela medicina moderna por serem extremamente raros. O que ele descobriu é que, na verdade, eles são muito mais comuns do que parecem, mas acabam ficando de fora das pesquisas científicas justamente por não se encaixarem naquilo que já conhecemos e dominamos.
Em uma investigação rigorosa, que o levou dos maiores e melhores hospitais dos Estados Unidos para centros de cura ao redor do mundo, inclusive no Brasil, o dr. Rediger buscou entender como as pessoas se recuperam de doenças para as quais a ciência acreditava não existir tratamento. Suas conclusões revelam que, além de serem mais comuns do que esperávamos, esses casos podem trazer aprendizados valiosos e aplicações práticas para uma vida com mais qualidade e saúde."

Checklist de lançamentos de agosto de 2020 com os livros do Grupo Companhia das Letras, incluindo Companhia das Letras, Editora Seguinte, Quadrinhos na Cia., Editora Suma, Editora Paralela, Penguin-Companhia, Companhia das Letrinhas, Editora Objetiva, Zahar e Fontanar.


Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias