SextanteNoAr 029: #PapoSextante com Ana Michelle Soares + evento de lançamento em SP

No 29º episódio do SextanteNoAr, Ana Michelle Soares (ou "AnaMi", como gosta de ser chamada), autora do livro Enquanto Eu Respirar, lançamento de novembro da Editora Sextante, conta como o contato com a morte transformou para sempre sua maneira de enxergar as coisas.




Aos 32 anos, não foi fácil para a jornalista Ana Michelle Soares receber o diagnóstico de que seu câncer de mama tinha voltado e atingira outros órgãos. Não havia mais possibilidade de cura. O tratamento seria focado em controlar a doença e seus sintomas – e em lhe proporcionar a melhor vida até o fim.
Num relato visceral, marcado pelo humor ácido e por toda a coragem e urgência de quem não tem tempo a perder, AnaMi conta, em seu livro Enquanto Eu Respirar, como o contato com a morte transformou para sempre sua maneira de enxergar as coisas.
É sobre ir à luta e viver apesar da doença. Inundar-se de gratidão a cada momento. Ressignificar a existência. Pois, para quem gosta de viver, nunca será tempo suficiente.

Você pode escutar o #SextanteNoAr 029 no Spotify, SoundCloud, Deezer ou iTunes:



Lançamento de Enquanto Eu Respirar em São Paulo, com sessão de autógrafos com Ana Michelle Soares. Link do evento no Facebook.


Cidade: São Paulo
Local: Livraria Saraiva do Shopping Pátio Paulista
Data: 27 de novembro
Horário: 19:00 hs
Endereço: Rua Treze de Maio, 1947, Bela Vista. 


Enquanto Eu Respirar
Ana Michelle Soares - Sextante
240 páginas - comprar

Sinopse:
"Dançando com o tempo e com todas as possibilidades de estar viva até o último suspiro.
Ana Michelle Soares, ou AnaMi, como gosta de ser chamada, é criadora do perfil @paliativas no Instagram, onde compartilha sua rotina como protagonista do próprio tratamento, desmistificando o conceito de "cuidados paliativos" e transformando a finitude na mais importante ferramenta de autoconhecimento que existe.
"Esta não é uma história sobre o câncer. É sobre viver, sobre vivência, sobre dançar com o tempo.
É sobre amizade, sobre não ter medo de sentir, sobre querer o milagre da boa morte e sobre querer chegar ao final com a certeza de que a jornada foi uma experiência extraordinária." 
Aos 32 anos, não foi fácil para a jornalista Ana Michelle Soares receber o diagnóstico de que seu câncer de mama tinha voltado e atingira outros órgãos. Não havia mais possibilidade de cura. O tratamento seria focado em controlar a doença e seus sintomas — e em lhe proporcionar a melhor vida até o fim.
Num relato visceral, marcado pelo humor ácido e por toda a coragem e urgência de quem não tem tempo a perder, AnaMi conta como o contato com a morte transformou para sempre sua maneira de enxergar as coisas.
Em busca da cura da alma, encontrou uma grande companheira de jornada – a Renata, que enfrentava algo muito parecido – e, nesse processo, descobriu a si mesma. Dessa parceria nasceu a conta @paliativas no Instagram, para provar que tratamento paliativo não é sobre morrer: é sobre viver.
É sobre ir à luta e viver apesar da doença. Inundar-se de gratidão a cada momento. Ressignificar a existência. Pois, para quem gosta de viver, nunca será tempo suficiente.
"Quando se jogar dentro desta narrativa, você verá a AnaMi sorrindo. E você vai respirar fundo e não hesitará em se jogar para dentro da própria vida." — Dra. Ana Claudia Quintana Arantes, autora de  A Morte é um Dia que Vale a Pena Viver."

Nenhum comentário

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras