[Resenha] A Casa dos Novos Começos de Lucy Diamond e Editora Arqueiro

A Casa dos Novos Começos (The House of New Beginnings)
Coleção Romances de Hoje
Lucy Diamond - Arqueiro
Tradução: Viviane Diniz
320 páginas - R$ 34,90 (impresso), R$ 19,99 (ebook) ou R$ 27,99 (audiolivro)
Comprar na Amazon - baixar trecho do livro

Sinopse:
"Em uma casa elegante próxima à orla, três moradoras têm mais em comum do que imaginam...
Uma terrível descoberta leva Rosa a largar uma carreira de sucesso em Londres e, num impulso, recomeçar a vida como sous-chef em Brighton. O trabalho é árduo e estressante, mas a distrai. Bem, pelo menos até ela conhecer a adolescente emburrada que mora no apartamento ao lado, que a faz questionar suas escolhas.
Georgie se muda para o Sul com o namorado, Simon, atrás de uma incrível oportunidade... para a carreira dele. Mas ela está determinada a ser bem-sucedida como jornalista e faz de tudo para trabalhar para uma revista local. A princípio, a cidade parece recebê-la de braços abertos, mas não vai demorar muito até ela se meter em várias enrascadas.
Após uma grande tragédia, Charlotte passa as noites isolada em seu apartamento. Porém, Margot, uma senhorinha estilosa que mora no último andar, tem outros planos para ela. Querendo ou não, Charlotte vai precisar encarar o mundo real... e todas as suas possibilidades.
Quando as três se conhecem, a esperança renasce, a amizade floresce e um novo capítulo se inicia na vida dessas mulheres."

Resenha:
A Casa dos Novos Começos (The House of Ne Beginnings), da inglesa Lucy Diamond, autora publicada em mais de 15 idiomas e com mais de 10 romances publicados, é mais um lançamento da coleção Romances de Hoje, inaugurada pela Editora Arqueiro em 2019. São romances divertidos, emocionantes, leves e contemporâneos. Quem curte chick-lits e comédias românticas com certamente vai apreciar as obras, especialmente se buscar por protagonistas que enfrentam muitos obstáculos com garra e bom humor. São leituras agradáveis e simples, que sempre trazem um final feliz para aquecer o coração. Portanto, a coleção é uma ótima recomendação para momentos em que buscamos por histórias que nos façam esquecer temporariamente dos problemas reais e receber aquela injeção de ânimo que tramas alegres e empoderados são capazes.
A Casa dos Novos Começos, conforme o título já mostra, é um livro sobre recomeços, superação, redenção, desapego e ousadia. Todo mundo enfrenta ocasiões na vida onde é necessário coragem para mudar algo essencial. Modestos atos e pequenas mudanças podem aos poucos transformar alguém. Às vezes mudar não é uma escolha, pois a vida nos obriga e só nos resta procurar por uma adaptação.
A trama é feminista e sobre amizade, companheirismo e sororidade. São três protagonistas de faixas etárias, estilos de vida e personalidades bastante diferentes, mas que o destino une e faz surgir vínculos profundos.


Um pequeno edifício charmoso na cidade de Brighton é o cenário que fará as protagonistas se encontrarem, pois além de momentos decisivos em suas vidas, elas foram, por acaso, morar no mesmo local.
Georgie é uma jovem bibliotecária de vinte e poucos anos que mora com o lindo namorado arquiteto Simon e aguarda ansiosamente pelo pedido de casamento. No entanto, a novidade do rapaz é que ele precisa mudar de cidade para aceitar o novo trabalho da empresa onde trabalha. Georgie deixa os amigos, o emprego e a familiaridade da cidade natal para acompanhar Simon. Ela é descolada, muito criativa e cheia de bom-humor. Portanto, ela ignora o fato do apartamento alugado por Simon não possuir glamour e foca em procurar por um emprego, aproveitando para mudar de área e tentar realizar um velho desejo.
Isso já é o que Rosa está fazendo: abandonou uma carreira de sucesso em consultoria publicitária para fazer de seu hobby um trabalho: ela ama cozinhar e criar receitas deliciosas, mas o caminho na gastronomia não é fácil, por isso ela atua no momento como ajudante de um chef. Dar duro no trabalho não tem sido um problema, na verdade, parece estar sendo a solução. Após uma desilusão pesada, Rosa simplesmente abandonou tudo e todos para começar uma nova vida sozinha e dar a volta por cima. Ela só não imaginava que ajudar uma vizinha e ser responsável temporariamente por uma adolescente, mudaria sua vida.
Charlotte, a mais velha das três, também enfrenta um momento triste. Na verdade, o drama de Charlotte é o mais pesado e verdadeiramente desolador. Com exceção do trabalho no escritório de advocacia, ela não tem feito muita coisa, até mesmo ignora os convites de seus pais. Sua vida se resume agora a comer guloseimas e a limpar freneticamente o apartamento para o tempo passar. Até conhecer uma idosa simpática e elegante que faz de tudo para tirá-la da depressão.


A narrativa é em terceira pessoa e os pontos de vista se revezam entre Georgie, Rosa e Charlotte. A ambientação, ou seja, Brighton, é muito encantadora e senti muita vontade em conhecer a charmosa cidade litorânea.
As protagonistas e os vínculos que surgem entre elas e outras personagens são o ponto forte do livro. Um autêntico e inspirador exemplo de sororidade e de como mulheres podem ser muito amigas, verdadeiras apoiadoras umas das outras. Elas se conhecem, se ajudam e inspiram umas às outras; torcem umas pelas outras e achei isto incrível. Por mais tramas assim! Simples, agradáveis e repletas de positividade. Outro item que apreciei, foi que elas são bem diferentes, não apenas as três protagonistas, mas outras personagens coadjuvantes que também residem no prédio. As demais mulheres na trama também são muito interessantes: a adolescente Bea e sua mãe solteira Jo, e Margot, uma idosa solitária.
Paralelamente, as protagonistas têm seus próprios arcos, interesses românticos e muita novidade movimentando suas vidas. É como ler três histórias em uma, trazendo dinamismo. Gostei de todas por motivos diferentes, mas foi por Charlotte que meu coração mais torceu. A dor que ela sentia e a perda que sofreu me comoveu profundamente e eu queria saber cada vez mais sobre o que o futuro traria de bom para ela.


Minha principal reclamação é que eu queria mais das três juntas. A consolidação da amizade entre elas demorou bastante, sobrou pouco tempo para vê-las juntas. Deve ser porque realmente gostei delas juntas.
Outro fator que poderia ter sido melhor explorado: os relacionamentos das protagonistas com outras pessoas. Parte do enredo me pareceu superficial, por isso mesmo, fiquei com a impressão de que falou espaço para um desenvolvimento correto, para maior profundidade dos conflitos, porém deve ter sido proposital, para manter a leveza da história. A obra é boa, mas poderia ser sensacional; seu potencial foi desperdiçado.
Gostei do desfecho de Rosa e Charlotte, mas detestei o de Georgie. Ela, na minha opinião, era a mais espirituosa e empolgada, por ser a mais jovem e menos sofrida, e, por isso, eu esperava um final bem diferente. Esperava algo bem "girl power" na vida dela e não o que que foi mostrado, um final feliz que não está à altura da personagem nem da mensagem feminista do livro.
Apesar de alguns pontos negativos para mim, A Casa dos Novos Começos foi uma leitura muito aconchegante e divertida; é, um bom livro para animar e inspirar, repleto de personagens carismáticas, e com muitas cenas animadas. Gostei do estilo da autora e O Café da Praia já está na minha lista de leitura.


Destacando que os livros formam uma coleção, porém são completamente independentes. Todos os exemplares são lindos, com design moderno e charmoso, além de belas e atraentes capas. São impressos em papel amarelado e possuem orelhas. Neste caso minha leitura foi feita através de um ebook cedido pela Editora Arqueiro, e o exemplar digital está perfeito para o Kindle e com a mesma diagramação graciosa do livro físico. A revisão é ótima e a tradução é de Viviane Diniz.
Além de A Casa dos Novos Começos, a Editora Arqueiro já publicou os seguintes livros na coleção Romances de Hoje: Desencontros à Beira-Mar (resenha) e Onde Mora o Amor (ambos da Jill Mansell); A Pequena Livraria dos Sonhos (resenha) e A Padaria dos Finais Felizes (resenha; estes da Jenny Colgan); e O Café da Praia, também de Lucy Diamond.

A autora:
Lucy Diamond cresceu em Nottingham e estudou literatura inglesa na Leeds University. Após se formar, trabalhou em algumas editoras e na BBC, e hoje é autora de mais de 10 romances, publicada em 15 idiomas, além de best-seller do Sunday Times. Lucy mora em Bath com o marido e os três filhos.
Site | Twitter | Facebook

Os demais livros da coleção Romances de Hoje: A Pequena Livraria dos Sonhos (Jenny Colgan)Desencontros à Beira-Mar (Jill Mansell); A Padaria dos Finais Felizes (Jenny Colgan); A Casa dos Novos Começos (Lucy Diamond); Onde Mora o Amor (Jill Mansell); e O Café da Praia (Lucy Diamond).




Nenhum comentário

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras