publicidade

As primeiras novidades de 2021 da Editora seguinte

A Editora Seguinte divulgou alguns dos primeiros lançamentos para 2021.


Uma das novidades já havia sido mostrada aqui no blog: a webcomic Arlindo, da @ilustralu, vai ganhar livro impresso. Isso é certo, mas, no entanto, a Seguinte possui uma campanha de pré-venda no Catarse para deixar o livro ainda mais caprichado, com recompensas lindas. Caso alcance a meta de 300%, o exemplar será capa dura. Arlindo é um garoto que vive no interior do Rio Grande do Norte e, ao lado de suas melhores amigas, Lis e Mari, vai amadurecendo e descobrindo mais sobre si mesmo. Com muitas referências aos anos 2000 e um romance pra lá de fofo, Arlindo formou uma comunidade incrível e acolhedora ao seu redor.

Os dois primeiros lançamentos internacionais também foram mostrados: Isso que a Gente Chama da Amor, de Maurene Goo (Um Lugar Só Nosso), e Sem Ar, de Jennifer Niven (Por Lugares Incríveis e Juntando os Pedaços).
Isso que a Gente Chama de amor já está em pré-venda na Amazon, neste link. O lançamento será em 18 de fevereiro. Confira a sinopse:

"Desi nunca se deu bem no amor — até decidir transformar a própria vida em uma novela coreana.
Desi Lee acredita que tudo é possível, basta ter um plano. Foi assim, com método e disciplina, que se tornou a aluna mais brilhante do colégio e uma atleta talentosa. É apenas no amor que Desi nunca se dá bem, colecionando uma sucessão de desastres quando se trata de garotos.
Depois de protagonizar mais um desastre na frente de Luca, um jovem recém-chegado à cidade que logo atrai seu interesse, a garota passa um fim de semana assistindo a k-dramas, certa de que os finais felizes só existem nas novelas coreanas que seu pai tanto ama. É aí que ela se dá conta de que naquelas histórias também existe uma fórmula, um passo a passo que ela poderia seguir — e conquistar Luca.
Em pouco tempo, sua vida se transforma em um enredo digno de um dorama. Mas ao contrário do que acontece na TV, isso pode não ser o suficiente para ela alcançar seu final feliz…"

Para nos deixar com "água na boca", a Seguinte divulgou um trecho de cada livro:

“Eu me afundei no banco e fiquei olhando para a parte de trás do gorro na cabeça de Luca. Fiquei aliviada porque ele e aquele ser humano terrível não estavam juntos, mas aquela história misteriosa de não querer namorar era um obstáculo importante que eu não havia antecipado.
O bom era que nada me motivava mais do que ouvir que algo não era possível.”
Isso que a Gente Chama de Amor, Maurene Goo.

“Um dia o amor existe; no outro não existe mais. Para onde ele vai? Algo que era vivo e respirava… como pode simplesmente desaparecer como se nunca tivesse existido? Imagino um quarto ou talvez um planeta inteiro para onde o amor vai quando não o queremos mais. Como um ferro-velho. Pequenos resquícios de amor espalhados por toda parte. Pessoas vasculhando, pegando as peças maiores e mais resistentes, e tentando reaproveitá-las de alguma forma. Não é isso que fazemos sempre que conhecemos alguém ou nos apaixonamos por alguém ou começamos a amar alguém? Pegamos os pedaços velhos e gastos de nós mesmos e tentamos mais uma vez?”
Sem Ar, Jennifer Niven.

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias