publicidade

Financiamento coletivo: O Doutor Benignus

Através de um projeto por financiamento coletivo no site Catarse, a Cartola Editora traz para os fãs de clássicos e de ficção especulativa o primeiro livro de ficção científica escrito no Brasil, lançado em 1875. O Doutor Benignus, escrito por Augusto Emílio Zaluar, é o segundo livro da linha Clássicos da Cartola.




O autor foi influenciado por obras de Júlio Verne, como Cinco Semanas num Balão (1863) e Viagem ao Redor da Lua (1870), e principalmente por Camille Flammarion, astrônomo francês e autor de A Pluralidade dos Mundos Habitados (1862).


O Doutor Benignus foi publicado pela última vez em 1994, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e se encontrava esgotado. A edição da Cartola Editora contará com conteúdo extra: minibiografia do autor, algumas ilustrações e notas explicativas. O projeto gráfico é de Rodrigo Barros, a edição é de Alec Silva, e preparação é de Samuel Cardeal. O exemplar ainda está em processo de finalização, mas ele terá aproximadamente 300 páginas, capa dura e miolo pólen de 80 g.


Apoie o projeto a partir de R$ 15,00 (nome nos agradecimentos do livro). Por R$ 25,00 garanta o livro digital e a partir de R$ 60,00 + R$ 10,00 de frete, receba o exemplar físico em casa, além de marcador, cartão-postal e a versão em e-book. Confira as regras, prazos, detalhes e todas as recompensas no Catarse, clicando aqui.
Parte dos valores arrecadados serão doados para a Turma do Jiló.

O autor:
Augusto Emilio Zaluar foi um escritor, poeta e jornalista, nascido em Lisboa, emigrou para o Brasil, mudando-se para o Rio de Janeiro em 1850, naturalizou-se cidadão brasileiro seis anos depois. No Brasil, entre outras atividades, traduziu obras literárias do francês para jornais cariocas, publicou o livro de poesias Dores e flores, foi redator de O Álbum Semanal (1851-1853) e escreveu um relato de viagens, Peregrinação pela província de São Paulo (1860-1861), antes de mergulhar em sua obra de ficção científica. Fundou o jornal Espelho, além de participar como diretor de O Vulgarisador (1877-1880), uma das primeiras publicações nacionais voltadas à divulgação de ciências.
O autor também trabalhou como jornalista no jornal O Globo, escrevendo várias matérias sobre a Exposição Nacional de 1875. No mesmo jornal, iniciou a publicação de O Doutor Benignus, antes de publicá-lo efetivamente como livro. Zaluar trouxe para o Brasil, mais do que um novo gênero literário, mas as ideias que povoavam o âmbito científico europeu da época.

O financiamento coletivo realizado pela Cartola Editora está em andamento até às 23:59 horas de 10 de outubro de 2020. O projeto está quase alcançando a meta. Imperdível!

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias