Financiamento coletivo: Editora Wish traz obra pioneira da literatura fantástica brasileira

Em julho de 2016, o Carta Capital postou uma reportagem sobre Emília Freitas, pioneira na literatura fantástica brasileira. A cearense escreveu o livro A Rainha do Ignoto, publicado em 1899 e resgatado recentemente. Ano passado, a Editora Wish se deparou com a obra de fantasia e ficção científica, completamente esgotada das livrarias e sebos. Somente uma universidade, em Fortaleza, possui um exemplar. Mas em breve você poderá ter um também!
A Wish se dedicou a digitalizar o livro completo, para então preparar uma nova edição a partir do texto recuperado e publicado em 2003 pela professora Constância Duarte da UFMG. O lançamento tem sido preparado há mais de um ano para o público.



Extraído da postagem da Carta Capital:

"O livro conta a história de uma sociedade secreta de mulheres liderada por uma misteriosa rainha, e como um rapaz chamado Edmundo, encantado por ela, se infiltra em meio a essa seita feminina para descobrir quem são e o que fazem.

Dona de um coração bondoso e um espírito justiceiro, a chamada Rainha do Ignoto saía pelo Brasil a resgatar mulheres que sofriam de violência, solidão ou depressão, recrutando-as como suas paladinas.
Essa ordem de mulheres passava a viver na Ilha do Nevoeiro, um lugar fictício que Emília Freitas posicionou em algum lugar no litoral nordestino, e que era mantido invisível dos navegantes por meio de hipnose.
O hipnotismo, aliás, era o principal poder da Rainha do Ignoto, também conhecida por outros nomes: Funesta, Moça Encantada, Diana, Zuleica Neves, Zélia, a depender do disfarce e da aparência com a qual se apresentava.
Era uma rainha sem rosto e sem nome; usando o poder da hipnose, ela conseguia sugestionar sua aparência na cabeça das pessoas, protegendo sua real identidade, que não era conhecida sequer por suas seguidoras.
O fantástico também está no papel que Emília conseguiu enxergar para as Paladinas do Nevoeiro: em sua história, as mulheres exerciam o papel de engenheiras, médicas, marinheiras, generais, cientistas.
Olhando daqui pode não parecer grande coisa, mas considerando a época em que Emília viveu, que destinava às mulheres o papel de mãe e esposa, imaginar personagens com essas ocupações e que desenvolveram uma sociedade independente dos homens chegou a ser visionário.
Em paralelo, o livro narra as histórias dos personagens que vivem em Passagem das Pedras, antigo nome da cidade de Itaiçaba, no Ceará, e onde Edmundo vai morar depois de vislumbrar nas proximidades a intrigante figura da Funesta."

Um box raridades da fantasia será lançado por meio de financiamento coletivo. Além de A Rainha do Ignoto, o box vai trazer também um clássico de fantasia inglês, inédito no Brasil! A Wish revelou qual é o título que vai acompanhar o livro de Emília Freitas no Box Literatura Fantástica Rara. Clique aqui e veja qual é.

Se interessou? Então prepare tudo para o dia 10 de outubro, quando será será aberta a campanha de financiamento coletivo no Catarse. Aproveite para garantir no primeiro dia e ganhar frete grátis, desconto e brindes únicos! Clique aqui para ver a campanha. Lembrando que você pode adquirir os livros juntos ou separadamente.

Um comentário

  1. Oi Tati, espero que a Editora Wish realmente consiga alcançar a meta, fiquei encantada com tudo que li em sua postagem, e realmente, Emilia foi uma visionária mesmo!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir

Antes da publicação, os comentários passam por moderação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.
Obrigada por participar.

Editoras parceiras