Super dica: Menino Yago de Jorge Silva

Hoje a minha super dica é do autor Jorge Silva, o livro infanto-juvenil Menino Yago, que traz um tema social muito delicado: a exploração infantil. Esse é para nos fazer refletir.
A capa do livro traz um menino simples e sua imagem parece ter sido composta por diversas pinceladas, como um retrato pintado do Menino Yago. Esta imagem da capa está reduzida, clique nela para ampliá-la e visualizar melhor tal efeito.
No Brasil, o trabalho infantil ainda é uma realidade que atinge mais de 1 milhão de crianças. Pelo restante do mundo, a exploração infantil não é muito diferente.
Esse é o cenário de Menino Yago, narrativa infanto-juvenil, publicação de 2004 e reeditada pela editora Emooby em 2011.
Yago, como muitas outras crianças que encaram o trabalho infantil na linha de frente, quer ter o direito de ser criança. Seus pais não aprovam isso, preferindo que o filho esqueça a escola e tudo que atrapalha a vida como trabalhador.
Subvertendo a lógica da exclusão social, chaga que parece sem fim a milhares de famílias em situação de risco, Yago pode ser visto como exemplo de resistência ao trabalho infantil.
Nesta ficção, baseada na experiência do autor como voluntário em uma ONG (Organização não-governamental), o leitor é conduzido a um mundo que faz parte do cotidiano não apenas de áreas rurais. O trabalho infantil, nas metrópoles, enfrenta leis que nem sempre esbarram nos autores da exploração de crianças.
Menino Yago foi escrito a partir da experiência do autor no PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil). O livro foi lançado em 2004, no Brasil. Em 2009, o livro foi revisado para uma segunda edição brasileira. A terceira edição, de Abril de 2011, é da editora Emooby. Acesse o site da editora.
Jorge Silva é graduado em jornalismo com especialização em produção de revistas customizadas. Acesse o blog do autor.

Menino Yago
Jorge Silva - Editora Emooby - 102 páginas
Sinopse:
"Yago é filho único e vive com os pais em uma casa que fica ao lado de um cemitério. O pai (Pedro) trabalha como coveiro, a mãe (Rosa) como empregada doméstica. Um certo dia os pais decidem mudar de casa, mas a vida do filho também deve mudar. A criança, então, está pronta para trabalhar igual a um adulto. Entretanto, na nova vizinhança, numa vila de casas, existem problemas para adultos que exploram crianças. Pedro e Rosa não se intimidam em ter a criança trabalhando e fora da escola. A vizinha Silvia, viúva e sem filhos, descobre que Yago está sofrendo. Pedro e Rosa tentam “educar” o filho longe da intromissão dos vizinhos, algo que não termina bem. Na vila Santa Fé, crianças têm o direito de brincar e estudar, uma mensagem que dona Silvia e outros vizinhos defendem no dia-a-dia. Será que Yago vai para a escola?"

Menino Yago está disponível para download em formato e-book pra PC, Ipad, Kindle e aos mais variados tablets.
Você pode adquirir o seu e-book nos links abaixo:

Lojas nacionais: (APENAS R$6,90!)
Grioti | Gato Sabido | Livrarias Curitiba

Lojas internacionais:
Amazon | Smash Words

Em breve teremos resenha aqui no blog, pois graças a gentil cortesia do Jorge Silva, Menino Yago está na minha fila de leitura. E eu adoro infanto-juvenis.

Menino Yago terá sua continuação em 2012, intitulada Jovem Yago. O autor trabalha também no livro Santuários do Vampiro (sem nenhuma ligação com Menino Yago).

No Skoob. - já existe a nova edição.

Curiosidade: a capa de Menino Yago na edição anterior. Gostei bem mais da nova por nos apresentar o rostinho do personagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante! Obrigada por participar.