Aproveite: 3 meses por R$ 1,99 para novos assinantes

publicidade

O que ler dos 2 aos 18 anos? Aos 6 anos

Um livro ao mês dos 2 aos 18 anos de idade, que transforma a criança e adolescente em um adulto leitor cheio de boas referências. Serão 17 postagens completas, uma para cada ano. Esta é a quinta.

2 anos | 3 anos | 4 anos | 5 anos | 6 anos | 7 anos | 8 anos | 9 anos | 10 anos | 11 anos | 12 anos | 13 anos


Os livros para o 1º ano do Ensino Fundamental foram indicados pela professora Karina Tamborlim Simões.

Janeiro
A Arca de Noé de Vinícius de Moraes, Editora Companhia das Letrinhas:
É o único livro infantil de Vinicius. As rimas e as belas palavras escolhidas pelo autor tornam a leitura prazerosa e divertida. Não ficam para trás as ilustrações que acompanham o texto: essas trazem mais detalhes sobre as divertidas façanhas dos animais da arca.



Fevereiro
Futebol de Lalau, Editora Companhia de Letrinhas:
Esse os meninos adoram, pois trata de um esporte que eles estão começando a jogar e cujas regras estão aprendendo. O poema Pelada na Praia costuma ser o preferido da garotada, que se mata de rir com os trocadilhos inocentes.



Março
Amigos do Peito de Claudio Thebas, Editora Formato:
Esse livro, que já está em sua 15º edição, traz vários poemas que contam a rotina de um menino, desde o instante em que ele acorda até a hora de dormir, passando pelo momento do banho e das brincadeiras com os amigos. As crianças se divertem quando o personagem descreve as partes do corpo que está lavando no banho e fala do pipi.



Abril
O Pote Vazio de Demi, Martins Editora:
ssa é uma fábula sobre a honestidade, contada por Demi em um texto simples, mas primoroso. Essa história não deve ser lida com a intenção de ensinar as crianças. Toda fábula tem uma lição de moral, mas são as crianças que devem percebê-la.



Junho
Os Contos de Grimm de Tatiana Belinky, Editora Paulus:
Os contos de fadas dos irmãos Grimm têm mais de dois séculos e são clássicos da literatura infantil. Neste livro, são recontados pela grande escritora Tatiana Belinky. É importante que as crianças tenham contato com várias versões dos contos de fadas, mas sempre depois de conhecerem a história original.



Julho
Ah, Cambaxirra, Se Eu Pudesse... de Ana Maria Machado, Editora FTD:
Os contos acumulativos (ou de repetição) são mais indicados para crianças de 3 e 4 anos, que adoram sua sonoridade e a repetição de frases. Mas este, por ter um vocabulário mais avançado, pode ser lido para turmas do 1º ano.




Agosto
O Caso da Lagarta Que Tomou Chá-de-Sumiço de Milton Célio de Oliveira Filho, Editora Brinque Book:
Uma história engraçadinha com ilustrações belíssimas de André Neves. É um livro interativo, que envolve a criança em um jogo de adivinhações e charadas.




Setembro
Nestor de Quentin Greban, Editora Brinque Book:
Este livro, todo escrito com letras maiúsculas (o que ajuda a criança a acompanhar o texto junto ao contador), tem uma história bonita. A linguagem é acessível, mas ao mesmo tempo rebuscada. O autor não despreza seus pequenos leitores e valoriza o conhecimento infantil. E isso é muito importante em uma obra.



Outubro
A Fantástica Fábrica de Chocolate de Roald Dahl, Martins Editora:
Essa é uma história que muitas crianças já conhecem. A descrição do autor é tão perfeita que podemos acompanhar o personagem Charlie nesse lugar fantástico, onde há um rio de chocolate e um gramado de açúcar. Dá para sentir o cheirinho de chocolate.



Novembro
O Crocodilo Enorme de Roald Dahl e Quentin Blake, Martins Editora:
É um livro engraçado e que pode ser lido em capítulos para as crianças, sempre parando em uma parte de suspense (“O que será que vai acontecer?”).




Dezembro
O Duende da Ponte de Patrícia Rae Wolff, Editora Brinque Book:
Livro infantil tem de ser muito bem escrito. E este é. Além de considerar a criança um ser pensante, que reflete. O Duende da Ponte tem uma história engraçada e diverte as crianças com charadas e adivinhas, ao mesmo tempo em que reforça a importância da escola e dos estudos.



Aos 6 anos de idade, o que você estava lendo? Tem alguma recomendação? Nessa idade eu estava sendo alfabetizada na escola e ao terminar o "C.A." (ou Classe de Alfabetização), que hoje é o 1º ano. Bem, meu pai havia trabalhado na extinta Editora Vecchi e guardado lindas coleções infantis e infanto-juvenis para mim. Eram coleções de contos de Fadas clássicos, árabes, indianos, medievais, dos irmãos Grimm, etc. Os livros eram grandes e de capa dura, com textos ótimos e ricamente ilustrados, com pinturas realistas. Eu ganhei também outras coleções em formato menor com capa mole e histórias gerais desde clássicas até publicadas exclusivamente pela Vecchi. Eu estava muito orgulhosa em ler sozinha e em ganhar tantos livros e ter uma parte na estante só para mim. Minha mãe disse que eu poderia ler nas férias de verão muitos livros e os colocou ao meu alcance na prateleira de baixo. Ela orientava e acompanhava para ver como eu estava lendo sozinha, pedia para eu ler ou contar um resumo e dar minha opinião (minhas primeiras resenhas??) Mais de uma centena de livros e surpreendi meu pai: li tudo antes das férias terminarem. Ele não parava de brincar dizendo que estava ferrado, teria mais uma em casa lendo muito, que eu era igualzinha a minha mãe. Foi assim que nasceu a Leitora Viciada. Não possuo mais os livros, eram dos anos 60, mas possuo guardado um exemplar de uma das coleções! Gostaria de mostrá-lo a vocês:

Eu recomendo
Como este é muito antigo, recomendo, na verdade, histórias clássicas dos contos de fadas e folclóricos, de todas as culturas e tipos.
É a história de uma menina órfã muito pobre e que passa fome e frio, enquanto vê pelas janelas famílias em Natal rico e cheio de coisas boas, ela nem sapatos tem, apenas alguns fósforos. Esse livrinho me marcou, pois eu chorei com o final e minha mãe me explicou pela primeira vez o que era a morte.

Atrás, Coleção Fantasia, uma das que eu possuía.
Encontrei algumas fotos na web (Mercado Livre) das coleções da Vecchi:




 Que saudades!!!!




Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Pesquise no blog

Parcerias