Pesquise no Leitora Viciada

3 de dezembro de 2012

Palladinum - Pesadelo Perpétuo, Marcelo Amaral, Llyr Editorial + sorteio de marcadores autografados

Palladinum - Pesadelo Perpétuo
Marcelo Amaral - Llyr Editorial
464 páginas - Ano: 2011 - R$49,00
Capa e ilustrações: Marcelo Amaral

Sinopse:
"Na cidade de Vale Prateado, os preparativos para a festa de 40 anos do Colégio São João unem os esforços de pais, alunos e professores. Juliana, editora do jornalzinho escolar Página Pirata, está cobrindo o evento junto com seus melhores amigos. Em meio às comemorações, uma aguardada exposição de artefatos arqueológicos coincide com o início de uma série de eventos inexplicáveis na escola: professores se tornam verdadeiros carrascos, e o pânico toma conta dos alunos quando até mesmo seus pais se voltam contra eles! A turma da Página Pirata precisa descobrir o que está havendo, e essa busca os levará a um lugar desconhecido: o mundo dos sonhos e pesadelos. É lá que os jovens entenderão que estão prestes a enfrentar uma batalha épica entre forças extremamente poderosas! Estarão eles prontos para as descobertas que terão pela frente?"


Links: Website | TwitterFacebook | Skoob | Youtube | degustação

Resenha:

Complicado resenhar um livro que me levou a sensações únicas, que me fez viajar em inúmeras reflexões e retornar ao doce passado da minha infância maravilhosa e repleta de aventuras como esta.
Adoro livros de Fantasia, com terras únicas onde tudo pode acontecer. Onde em cada região seres estranhos são encontrados, onde o inesperado assusta.
Palladinum - Pesadelo Perpétuo é um livro assim, e embora seja infantojuvenil, acredito que agrada a todas as idades, desde que seja um leitor que goste de fantasiar e de se aventurar.
Eu classifico o livro para todas as idades!

O trabalho total está perfeito! A começar pela capa e ilustrações internas, uma em cada parte do livro e uma bônus no final. Eu adoraria mais ilustrações e coloridas, porque são muito modernas e trazem uma personalidade ao livro, ainda mais por serem todas feitas pelo autor, que é designer graduado. Os leitores podem encontrar mais ilustrações no site e Facebook oficiais.
Logo na capa você fica imaginando como aqueles pré-adolescentes e adolescentes conseguirão as armas e artefatos místicos. E aquela cachorra enorme e linda e a gatinha que lembra um Pokemon? Desde que segurei o livro em minhas mãos fiquei curiosa sobre a aventura, que é fantástica.


A diagramação do livro é muito divertida e sem erros. O mesmo vale para a revisão, sem falhas. Ou seja, o livro possui alta qualidade gráfica e editorial.
As fontes dos diálogos de alguns seres exóticos são diferentes, ajudando a imaginação do leitor a tentar criar as vozes e sons. Adorei esse artifício, tão utilizado nas histórias em quadrinhos e tão ignorado pelos livros. A diagramação e texto ajudam na elaboração das personagens e ruídos do livro. O mesmo vale para o uso de "capslock" ou "caixa alta". Nunca tinha lido um livro onde seu uso foi natural e bem elaborado.
As ilustrações também auxiliam na imaginação do leitor. E Palladinum - Pesadelo Perpétuo mexe bastante com a imaginação. São tantos cenários estranhos, seres diversos, situações incomuns, que temos uma liberdade em criar e tecer cenas, locais e personagens.

Um fato curioso que ocorreu comigo, é que devido a olhar as ilustrações das personagens e assistir ao booktrailer feitos pelo autor, todo o livro passou pela minha mente como um longo, colorido e espetacular desenho animado! Eu consegui ver claramente todos esses desenhos em ação, criei os cenários naturalmente, com muita facilidade e tão detalhadamente que eu parecia pertencer àquela aventura, parecia presenciar todos os fatos como se fosse um espectro escondido. Palladinum - Pesadelo Perpétuo merecia ser transformado numa animação magnífica!
Em parte devo essa façanha ao autor. Sua narrativa, descrições, ambientação e personificação são maravilhosamente bem elaborados. Ele se prende apenas aos detalhes essenciais e com destreza e facilidade consegue exibir em poucas e simples palavras cada parte do livro.
Isso faz da leitura extremamente dinâmica e associada às ilustrações, o leitor tem a grande facilidade em imaginar e deixar a leitura levá-lo.
Acho que o autor conseguiu expor o seu lado de desenhista e designer e uni-lo ao talento de escritor para ser capaz de proporcionar toda essa viagem.

Retornei à minha infância completamente. Relembrei de filmes que eu adorava como Os Goonies, Labirinto - A Magia do Tempo e A História Sem Fim; a série animada Caverna do Dragão parece ter sido uma das inspirações do autor e Palladinum - Pesadelo Perpétuo possui lembranças de histórias clássicas como Peter Pan, Alice no País das Maravilhas e O Mágico de Oz, porém em menor proporção. Até mesmo homenagens ao O Senhor dos Anéis eu encontrei. maravilhoso!
Apesar de cada leitor adulto notar elementos de outras histórias, ou relembrar itens de sua infância de fantasia, o autor criou um mundo sensacional paralelo ao nosso e o mais importante: tudo ocorre por um motivo, os acontecimentos estão interligados e toda a rede de fatos mostra-se eficiente e inteligente.
É um livro que faz o leitor imaginar, se divertir e ainda por cima cria um ar de suspense sobre o futuro da turminha central. Não espere que consiga prever todo o desfecho, muito bem executado e diferente do imaginado por mim. Apesar de juvenil e ter adolescentes como protagonistas, nem tudo é perfeito e fácil para eles.
Este livro é uma ferramenta poderosa para atrair leitores de todas as idades que gostam do gênero de Fantasia.

O livro está estruturado em três partes em sessenta e dois capítulos.
A primeira parte apresenta cada personagem principal: Pastilha (Juliana), Pimenta (Beto), Piolho (Zeca), Pinguim (Léo), Princesa (Ana Sophia), Peteca (Viviane) e Paçoca (Plínio). Todos são bem diferentes e aconselho a darem uma olhada no site oficial do livro para os conhecerem.
Eu gostei de todos, não tem nenhum que tenha desgostado. Não existe um que seja muito parecido comigo nessa idade, acho que fui uma mistura deles. Os que mais gostei foram Pastilha e Beto, porque parecem dividir a liderança do grupo durante o perigo, um complementando o outro.
Mas é a união de suas diferenças que os tornam fortes; é a amizade e a superação de preconceito que os une; e é o amor pelos entes queridos e mundo em que vivem que os motiva.

E por que todos possuem apelidos com a letra "P"? Porque todos integram o jornalzinho da escola, o Página Pirata. Eu adorei a criatividade do autor com os nomes, não apenas do grupo principal, mas de todas as pessoas, animais e seres. O que começou parecendo brincadeira, tornou-se algo essencial, animado e ousado. Existe magia nos nomes!
Toda a dinâmica das letras "P" versus "S" foi uma artimanha criativa e original, que representa os dois mundos do Sonhar, Pesadelo contra Sonhos. Exatamente onde os jovens vão parar, no meio de uma guerra poderosa, que afeta diretamente o nosso mundo, o mundo real, da Razão.

É o que acontece na segunda, mais longa e principal parte do livro. E a mais empolgante também! Os jovens se encontram com seres inimagináveis. São exóticos, esquisitos, imprevisíveis.

Tudo é assim: impossível compreender e saber o porquê do funcionamento desse mundo, onde nada é o que parece ser e a lógica não funciona. As leis da física e todas as ciências humanas parecem não se aplicar às coisas do Outro Lado.
Já a imaginação, fantasia, premonição e adivinhação, ah, isso parece funcionar, afinal: é como sonhar.
Já o perigo, a dor, o sofrimento, o cansaço: é tudo real e verdadeiro. Se você morrer não vai simplesmente acordar. E o futuro de ambos os mundos são literalmente responsabilidade desse grupo que antes apenas se preocupava com as brincadeiras, estudos e jornal da escola.

Já a terceira parte, a mais curta mostra como tudo ficou depois de eventos marcantes e impactantes. E vejo nessa parte um enorme potencial para mais histórias com a turma do Página Pirata.

Além da enorme adrenalina de ação, pois cada capítulo possui algo importante, o livro é recheado de altas (e boas!) doses de humor. Entre uma discussão e outra, uma passagem bizarra ou perigosa, os adolescentes não deixam de exibir suas personalidades e opiniões, o que gera piada e arranca risadas do leitor. Até mesmo a narração possui pontos muito engraçados. Uma qualidade do autor, já que ele sabe encaixar a brincadeira para divertir em meio ao caos enfrentado pelos heróis.
Tristeza, medo e sofrimento também estão presentes. Então o toque de bom humor serve para contrabalançar a história e mostrar que crianças são crianças, mesmo carregando o futuro de mundos nas mãos.

O mais admirável de Palladinum - Pesadelo Perpétuo (além de toda a criação do autor em si e a elaboração e desenvolvimento dela) é a evolução de cada personagem. Não ocorre de uma hora para outra, nem de forma radical. É natural a mudança e o desenvolvimento pessoal de cada um, que automaticamente os modifica como grupo em si. Num todo, presenciamos adolescentes tornando-se heróis, cada um à sua maneira. Não perdem suas características, manias ou personalidade. Porém vencem obstáculos não apenas físicos, mas também psicológicos e ultrapassam limites próprios em prol de algo superior: a salvação do mundo e dos parentes e amigos. Adorei isso: eles evoluem sem perder a originalidade.

Outro item observado é que muitas das características, traumas e cacoetes são mostrados, alguns desde antes do começo da aventura no Sonhar. Outros são mostrados no decorrer da história. No entanto, aos pouco e sempre na hora certa, o autor explica cada um, incluindo fatos importantes e desconhecidos do passado da turminha.
Então passei a compreender melhor certas coisas e a torcer ainda mais por eles. Todos, sem exceção são bem moldados e bastante humanos. Apesar de a todo instante imaginá-los como em um desenho animado, são todos reais. São de verdade! Me apeguei muito a cada um deles e me identifiquei um pouquinho com cada um.

Até mesmo as personagens de fora da turminha são interessantes e também evoluem no decorrer do livro. O professor Pedro, aquele que todos os alunos gostam; Sagatha; que embora aparente ser uma gata é na verdade uma poderosa Mensageira dos Sonhos; Penélope, a fofinha e mimada yorkshire que ao viajar com eles para o Outro Lado torna-se uma gigante cachorra falante e muito, muito engraçada. É uma das personagens que mais gostei, por ser inocente e sincera. E não apenas por eu adorar cachorros, mas também porque ela me fez a todo instante imaginar como seria divertido ver a minha cachorra ir comigo numa aventura como essa.

Marcelo Amaral é um escritor nato, pois conseguir reunir tantas personagens, tanta ação, fantasia e magia numa história fluída e viciante, onde mundos diferentes existem e seres diferentes surgem e interagem é espantoso. Ainda mais num enredo frenético, sem interrupções nos acontecimentos, sem capítulos desnecessários e sem furos na história. E o melhor de tudo, um livro que pode ser indicado para leitores de todas as idades, desde que gostem de aventuras épicas, divertidas e cheias de itens diferenciados.

Mesclando bom humor, magia, aventura e romance, o autor passa a mensagem de que nunca devemos deixar de ser crianças e sonhar. Que uma simples dica como essa faz de qualquer pessoa alguém melhor, mais perseverante e positivo. Que nunca devemos deixar nossos defeitos e falhas nos impedir de realizar algo grandioso, que devemos nos superar.
Mostra ao leitor a importância dos animais, que devemos respeitá-los, através da personificação de uma gata e uma cachorra na equipe. Para que não nos esqueçamos da amizade e confiança que eles nos proporcionam e que merecem respeito.
Mostra que às vezes precisamos seguir nossos corações, não apenas a lógica e que poder e força bruta de nada servem se não existir inteligência e planejamento.
Passa também diversas outras mensagens com Palladinum - Pesadelo Perpétuo como a importância da união, trabalho em equipe, altruísmo e amizade.
Que a força de vontade vence medos e fobias.
Que o amor e amizade e a fé neles podem romper barreiras e preconceitos e que acima de tudo não devemos desistir e sempre lutar, literalmente, por nossos sonhos, mesmo que para isso, precisemos encarar todos os nossos piores pesadelos.

* Todas as ilustrações nessa resenha são do Marcelo Amaral.

Booktrailer:


O autor:
Marcelo Amaral nasceu em 1976 no Rio de Janeiro, onde mora e atua como designer gráfico e ilustrador.
É formado em Desenho Industrial pela UFRJ, tem um MBA em Marketing pela ESPM e é também pós-graduado em Animação e em Ergodesign de Interfaces pela PUC-Rio. Ufa!
O sonho de escrever fantasia nasceu de suas tentativas de fazer Histórias em Quadrinhos e também de sua paixão relacionada a tudo nesse universo: HQs, livros, desenhos, jogos, filmes, séries… Em sua opinião, sua infância nos anos 80 o permitiu viver talvez a produção cinematográfica, televisiva e literária mais fantástica de todas as gerações.
Palladinum – Pesadelo Perpétuo é seu primeiro romance publicado pela Llyr Editorial.

Links: Website | Twitter | Skoob | Formspring | Facebook
E-mail: marcelomprime@gmail.com

Como comprar:
Você pode comprar na loja online que mais lhe agrada:
Livraria da Travessa | Saraiva | Siciliano | EstronhoPalladinum (neste caso, você compra autografado, com 2 marcadores e com desconto, diretamente com o autor)
À venda também nas lojas físicas: Livraria da Travessa e Saraiva.

Sorteio!
Serão sorteados 8 (oito) marcadores de Palladinum autografados pelo Marcelo Amaral entre todos que deixarem um comentário com conteúdo nessa resenha e preencherem o formulário abaixo. O sorteio vai até o dia 10/12/2012.
Agradeço ao Marcelo Amaral pelos livros (um para mim e outro que foi sorteado no aniversário de 1 ano do blogue, em julho de 2011) e pelos marcadores - tudo autografado!


Comentou, preencheu o formulário e pronto! Está concorrendo (existem opções extras).

a Rafflecopter giveaway

Regras:
- Serão 8 ganhadores para 8 marcadores de páginas de Palladinum - Pesadelo Perpétuo autografados e cedidos pelo autor Marcelo Amaral.

- É obrigatório comentar na resenha do livro no Leitora Viciada, preencher a primeira opção neste formulário para concorrer e ter endereço de entrega no Brasil.

- Para as opções extras, os participantes ganham mais pontos no sorteio:
* seguir o blogue pelo Google Friends Connect ;
* curtir as páginas do Facebook;
* seguir os perfis do Twitter;
* tweetar a frase até 1 vez ao dia (para isso é preciso seguir os perfis) e não serão aceitas frases modificadas.

ATENÇÃO: os marcadores serão postados em até 30 dias úteis após o envio dos dados pelos contemplados; após o anúncio do resultado os ganhadores terão até 3 dias úteis para responderem o e-mail enviado com seus dados completos; caso não haja resposta durante esse período o marcador será sorteado novamente; o envio será por "carta não-comercial sem registro" pelos Correios;

Caso o marcador retorne por falha do destinatário, como endereço incompleto, destinatário ausente ou recusa realizada no endereço fornecido, o vencedor terá uma segunda chance de recebê-lo em endereço diferente desde que pague o valor da postagem + novo envelope; caso retorne por erro de preenchimento da remetente o marcador será reenviado gratuitamente. Após o retorno dele pelos Correios se o contemplado não se manifestar por 10 dias úteis perderá o prêmio.

O contato com o participante será feito unicamente pelo e-mail utilizado por ele ao logar no Rafflecopter, seja por "nome + e-mail" ou por "login com Facebook". Portanto, não se esqueça do e-mail utilizado.

A promoção começa em 03/12/2012 e terminará em 10/12/2012; o resultado será divulgado em até 3 dias úteis após o encerramento do sorteio.

Se descumprir qualquer uma das regras acima, o participante será desclassificado sem aviso prévio.
Qualquer dúvida, entre em contato: leitoraviciada@yahoo.com.br

Instagram @leitoraviciada

Skoob

Online

Siga por e-mail