Lançamento Resenha Resenha Dicas
11 junho 2012

Concurso literário da Aped Editora: Contos Policiais




Após o primeiro concurso literário da Aped Editora, um concurso literário é iniciado. O tema escolhido: Contos Policiais.
Inspirações: um pouco de Sherlock Homes, Agente 88, Law & Order, 007, Agatha Christie, Fernando Banassi, Marçal Aquino, Marcílio Moraes, João Emanuel Carneiro...
Os escritores que desejarem participar terão do dia 02 de junho até o dia 31 de julho para enviar o seu conto.
Serão escolhidos 30 contos para fazerem parte da coletânea Contos Policiais.
O livro será lançado em setembro, no Rio de Janeiro.

Regulamento. (Mas atenção, escritores! A editora cobra R$220,00 pela participação ao ter seu conto selecionado. Existem outras editoras que não cobram nada.)


Edição da postagem (12/06/2012 - 22:22): Não divulgarei mais a Aped, pois não há respeito com a opinião do blogueiro. Sou uma blogueira que além de divulgar o que acho interessante para meus leitores, gosto de dar a minha opinião. Não apenas copio e colo o texto que me pedem para ser divulgado. Não apenas divulgo; informo e opino.

Edição da postagem (14/06/2012 - 12:42): Nota oficial da posição do blogue sobre concursos e seleções. Leiam por favor.

61 comentários:

  1. Quando vi essa notícia pensei: dessa antologia vou participar! Mas quando vi que há uma taxa de adesão de 220,00 reais deixei de lado...sinceramente, isso sacanagem cobrarem para as pessoas participarem de uma antologia, mas boa sorte a quem decidir participar.

    Beijos!
    http://policialdabiblioteca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vi no regulamento, e achei horrível. Mas toda forma de dar chance ao autor iniciante nacional é bem-vinda, seja cobrando pela publicação ou não. A taxa é cobrada apenas para os selecionados e não para enviar o conto. Mas minha opinião pessoal: não gosto de cobrança em antologias; porém acho toda forma de publicação e oportunidade válida. Beijos.

      Excluir
  2. Prezados leitores!
    Darei a minha opinião a respeito, respeitando a opinião de todos...
    Há, sim, editoras que cobram e que não cobram pela participação em "antologias" (nesse caso, muito poucas), dependendo do tipo de publicação a ser feita. Nesse caso, a taxa que esta editora, conceituada, está cobrando é perfeitamente aceitável e lícita, uma vez que há de se levar em conta os custos envolvidos: o valor pago ao "capista", por seu trabalho em elaborar a capa, 4a capa, orelhas. Ainda, toda a diagramação dos textos, papel, gráfica, terceiros, marketing.
    E, nesse caso, lendo, na íntegra, o regulamento deste concurso da Editora Aped, não há a taxa de adesão, "apenas para os contos escolhidos", e não para todos os participantes, como aqui ficou sem a explicação, fazendo crer o leitor.
    Não estou em defesa da Aped Editora, estou em defesa das que cobram, por todos esses motivos. Mas, é necessário que eu exponha aqui e parabenize à Aped Editora por seu belo trabalho na publicação dos livros que vem lançando no mercado, e tendo já o conhecimento de que seus autores estão muito satisfeitos em pertencerem à família APED. E o que não é comentado aqui: a APED acabou de criar uma promoção inusitada no mercado editorial, pois a cada dois meses um autor é privilegiado, após criteriosa análise, em ter a sua obra publicada sem custo algum! E isso, caros leitores, pouquíssimas editoras lançam mão!
    Sou escritora de literatura infanto-juvenil, já com vários livros publicados. E sou, também, autora na APED, há dois meses, com grande prazer! E posso afirmar que essa casa editora me acolheu de maneira adorável e tem me demonstrado, por seus feitos, o quanto ela é seria e competente dentro do mercado editorial.
    Para você, escritor(a), que deseja participar desse concurso literário da Editora APED, eu recomendo, independentemente da taxa de adesão, apenas sugiro, que, antes de tomar sua decisão, leia o regulamento para entender melhor!
    Participando, lhe desejo boa sorte!
    Meu abraço com minhas saudações literárias.
    BEBETE ALVIM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou contra a cobrança pela publicação. Se fosse, não teria divulgado o concurso. Só deixei claro que a cobrança existe para ninguém desatento, depois de selecionado me culpar por não ter explicado este detalhe no blogue, apesar de estar bem definido no regulamento.
      Abraço.

      Excluir
    2. Prezada Tatinda,
      agradeço. Mas, em relação à sua primeira resposta (a que estava ontem, para a primeira pessoa que comentou, sendo que, hoje, vejo que vc conseguiu "emendar" a sua opinião), é que julguei que eu deveria fazer o meu comentário inicial. Principalmente, porque você usou a palavra "horrível", e ainda está lá, ao comentar sobre o regulamento.
      Estou "de cara" com a sua resposta para a editora APED, sendo você, me desculpe, a maleducada aqui.
      Se a APED lhe respondeu, da maneira como o fez, foi por, também, ter lido o seu comentário inicial, muito infeliz, e que agora já está "costurado", no que você fez bem em fazê-lo, só que isso gerou algo que causou toda essa "Torre de Babel", haja vista o comentário da leitora Nayara Nascimento... Lamentável!

      Excluir
    3. Achar um método de concurso horrível não me faz uma pessoa sem educação. O comentário foi editado apenas por eu ter escrito "n~ao gosto de cobranças em antologias" e editei para "não gosto de cobranças em antologias".
      A palavra "horrível" vai continuar lá sim, porque é minha opinião e não a mudarei nem por você nem por ninguém.
      A leitora e blogueira Nayara Nascimento tem o direito de expor a opinião dela. Dou a oportunidade de todos realizarem isso aqui no meu blogue, mesmo quando a opinião ou crítica é negativa à mim. (Apenas deixo a moderação contra spams ou palavrões, etc).
      Sim, acho horrível e sou uma pessoa muita educada. Meu caráter e forma de tratar as pessoas não tem nada a ver com eu achar horrível cobrar por um conto publicado por uma gráfica.

      Excluir
    4. Bebete, vou lhe responder nominalmente já que vc me citou. Independente do comentário que a autora do blog tivesse feito, a postura da editora jamais poderia ter sido da forma que foi, pelo menos foi isso que estudei nas aulas do curso de Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas. Mas, talvez eu tenha deixado passar essa matéria...

      Excluir
    5. Acho que meu comentário sumiu (cliquei em algo ou sei lá o que!), mas como gostaria mesmo de registrá-lo, resolvi repetir e deixar bem claro que não foi o comentário (feliz ou infeliz) da autora do blog que gerou a minha resposta, mas sim a forma de resposta da editora. Ainda que a blogueira tivesse sido grosseira (e, me desculpem, mas considerar a palavra horrível com peso suficiente para ser grosseria é drama demais...), a postura da editora jamais poderia ter sido essa. Como a Babete me citou, me sinto no direito de citá-la, exatamente pq meu comentário foi aludido como algo despropositado em virtude do conteúdo supostamente equivocado do post inicial. Mantenho a minha opinião, inclusive baseada em todas as discussões que tive na faculdade de Comunicação Social com hab. em Relações Públicas sobre relacionamento com públicos de interesse.

      Excluir
    6. Tem o custo do revisor, do capista, do editor, da gráfica, do transporte... Ou seja, o único que não recebe pelo seu trabalho é o pobre do autor. Este, pelo contrário, ainda financia a coisa toda?

      Excluir
  3. Apesar de estarmos cobrando, nunca escondemos o perfil da nossa editora. SELFPUBLISHING. SABEM O SIGNIFADO DESTE TERMO. NÃO COBRAMOS PARA PARTICIPAR, COBRAMOS UMA TAXA PARA PUBLICAR O LIVRO AO FINAL DO CONCURSO. MAS É CLARO QUEM NÃO TEM COMO PAGAR , OU PARTICIPAR REALMENTE É MELHOR FICAR DE FORA E NÃO CRITICAR. É O MÉTODO DA EDITORA. SERIA BOM TAMBÉM QUE OS PARTICIPANTES SOUBESSEM AO MENOS INTERPRETAR TEXTO. NÃO É TAXA DE ADESÃO. E DIGA-SE DE PASSAGEM, QUEM PARTICIPOU DO PRIMEIRO NÃO SE ARREPENDEU.
    ATENCIOSAMENTE,
    ZÉLIA - EDITORA APED.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar, não é em CAPSLOCK que se explica algo, é falta de educação. Em segundo lugar, não estou indo contra o sistema de vocês. Sou a favor de qualquer tipo de concurso ou antologia que dê espaço ao autor iniciante nacional, cobrando de variadas formas ou não. Tanto que divulguei o projeto. Se não o aprovasse, não o divulgaria. E divulguei de boa vontade. Não falei mal da APED nem do concurso. Apenas retifiquei que precisa pagar para participar no livro, coisa que muitos participantes podem não perceber, sendo afoitos ao enviar o conto. Só isso. Mas, tudo bem, se não gostaram de minha divulgação, parem de eanviar e-mails para mim. Abraço.

      Excluir
    2. Independente do fato de ser contra ou a favor de pagamento e de ter lido ou não o regulamento, não gostaria de participar de um concurso cuja pessoa responsável pelo relacionamento da editora deixa um comentário com teor altamente grosseiro como acabei de ver. Se houve equívoco na interpretação, isso poderia ter sido apontado de forma tranquila, cordial e respeitosa, como pede qualquer tipo de relacionamento social.

      Nayara Nascimento.
      www.dignidadenaocabeaqui.blogspot.com.br

      Excluir
    3. Concordo e em momento algum fui grosseira. Se a Aped não gostou de minha divulgação deveria ter conversado comigo por e-mail e não me atacado na postagem.
      Beijos.

      Excluir
    4. CONVERSAR COM UMA PESSOA EM CAIXA ALTA NA INTERNET É O MESMO QUE ESTAR GRITANDO COM ELA AO VIVO. ESTE TEXTO INCOMODA NÃO É? PORQUE VOCÊ TEM A IMPRESSÃO QUE EU ESTOU GRITANDO NÃO É? GOSTOU? ACHOU LEGAL?

      Isso não é postura de editora meu bem.

      E pelo jeito ainda chama os amiguinhos pra vir defender.

      MANDA ELES GRITAREM TAMBÉM. DÁ ÊNFASE NA CAUSA SABE... ;)

      Excluir
  4. Olá meninas

    A Taxa de Adesão a que se refere é após a seleção dos 30 contos, quem for selecionado pagará esta quantia. Não é uma taxa para participar, e sim, quando for selecionado. Acho que ficou subentendido errado pois não foi lido o regulamento que consta no termo de adesão. Enfim, há outras editoras pagas e outras ainda gratuitas. É só procurar.
    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Roxane explicou de uma forma excelente e sem me acusar de nada. Muito obrigada.

      Excluir
    2. Só acho importante esclarecer que na matéria escrita pela Tatiana foi comentado inclusive que a taxa seria paga somente aos selecionados.

      Excluir
    3. Sim, fiz questão de ressaltar que somente escolhidos pagariam.

      Excluir
  5. Sou autora Aped e não me arrependo, sou muito bem tratada, pago sim por meus livros e vou continuar pagando. E vou dizer mais uma coisa, não troco a APED – Apoio e Produção Ltda por nenhuma outra editora gratuita, por um simples motivo, sou muito bem tratada! Quero ainda deixar claro que não sou bem tratada por estar pagando, não, já estive em contato com muitas outras editoras e, mesmo me cobrando os olhos da cara eles nem se dignavam a responder um simples e-mail. A Aped cobra sim, entretanto cobra valores justos e não tentam enriquecer se aproveitando do sonho dos autores com valores absurdos, como muitos que já me cobraram.
    Falta de educação é divulgar um concurso e dizer que acha “horrível” uma editora cobrar um dinheiro justo por seu trabalho suado. Cada um tem o direito de expor sua opinião, todavia sem agredir aos demais usando palavras como “horrível”, isso também é falta de educação.

    Márcia Abreu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia, achar "horrível" a cobrança não é falta de educação. É a minha opinião. Não agredi ninguém, não utilizei palavrões, nem palavras de baixo calão.
      É direito da editora cobrar, é direito de você, como autora, pagar e é direito meu desgostar do método.
      E quando acho "horrível" a cobrança pelo conto publicado, além de minha opinião pessoal, em momento algum questiono a qualidade das publicações ou o tratamento dado aos autores. Apenas acho, sim, horrível cobrar pelo conto.

      Excluir
  6. Outra editora picareta que lança seus tentáculos em busca do dinheiro dos incautos. Concurso? Não me faça rir...

    ResponderExcluir
  7. Sem contar que uma editora que vem ao blog tratar mal a blogueira (que nada fez além de manifestar sua opinião), não é uma editora, é uma quadrilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine se eu resenhasse o livro da editora e não gostasse dele? Iriam me agredir também? Obrigada pelo apoio, Tibor.

      Excluir
    2. Iam mandar matar você. Sabe como? Te mandando mais um monte de livros publicados por eles para você ler...rs

      Excluir
    3. Tatinda, parabéns pela sua postura. É o que você disse e a gente sabe: querer pagar vai de cada um, mas há editoras muito boas que não cobram nada e garanto que milagre não fazem para publicar uma antologia. Pelo contrário, trabalham muito na divulgação, em vez de deixar o autor por si só, tendo que deixar de ser escritor e virar "vendedor" depois da impressão dos exemplares da antologia. E sei disso porque minhas duas primeiras participações em antologia foram pagas. E só eu sei o quanto trabalhei depois pra vender exemplares, enquanto a "editora" já estava "em outra". Nunca mais faço isso, se quiser publicar um livro de forma independente, contrato uma boa gráfica que dá na mesma, e até menos dor de cabeça.

      Excluir
    4. Obrigada por me compreender, Bia. Beijos.

      Excluir
    5. Prezados blogueiros e autores, a minha intenção não foi agredir ninguém ao colocar em caixa alta, apenas chamar atenção para o meu comentário. Não sou picareta, nem falo mal das resenhas que não são favoráveis ao trabalho da editora. Opiniões devem ser sim respeitadas. Mas acho que ao procurarmos o apoio de um blogueiro ou de qualquer veículo de comunicação para divulgar um trabalho sério como é este concurso, temos em mente que as pessoas que o divulgam no mínimo concordam com ele. Fica meio estranho a gente divulgar, e não comungar. Essa foi toda a questão. Tenho ciência de que a minha forma de trabalho pode não agradar a todos. Mas tive que me colocar sim e não postei anônimo. Vivemos em uma democracia onde opiniões devem ser respeitadas e respeito a todas, desde que coerentes. Ninguém está obrigando a ninguém participar.

      Excluir
  8. A Tatiana é uma das blogueiras mais isentas e honestas que conheço, com um trabalho impecável. Divulga sem o 'mercenarismo' de muitos blogs literários, por amor ao que faz e com profissionalismo invejável. Atacá-la por emitir a sua opinião em seu próprio blog é uma coisa absolutamente surreal.

    Tati, continue com seu bom trabalho. Vc é uma das blogueiras que tem todo o meu respeito e admiração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, não imagina o quanto o seu apoio é importante para mim, o quanto suas palavras me fazem bem, pois você é uma das profissionais desse rama literário que eu mais admiro, pela competência e sinceridade. Muito obrigada! Beijos.

      Excluir
  9. Quer dizer que agora a palavra horrível virou "palavrão"?
    Horrível e lamentável foi a atitude da editora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois, terei o cuidado de não pronunciar (ou escrever) esta palavra em público, é feia =D

      Excluir
  10. O mínimo que o pessoal da Adep poderia ter era um pouco de respeito, até porque esse post foi feito como de ajudar a divulgar o concurso da editora. Só porque você fez um comentário considerado rude (qye eu não vi nada demais), eles vieram com sete pedras na mão. Isso simplesmente mostra o nível ético deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então, ainda bem que a maioria das pessoas não acha que fui rude, até porque, não foi a minha intenção. Eu me desculpo com a Aped, mas acho que houve um erro de interpretação da parte da equipe da editora/gráfica. Me parecem ser o tipo que só aprecia comentários positivos e divulgação "copia+cola". Obrigada pelo comentário Vinícios.

      Excluir
    2. Talinda qualquer Editora que se prece, quando faz um concurso para escolha de uma determinada literatura, o faz com o intuito de aproveitar, publicar,distribuir e usar Marqueting para propaganda e venda do livro, escolhido, por considera-lo comercial, tratando o autor comprando-lhe os direitos autoriais ou acertando a divisão dos lucros.Sea Aped,não faz isso não me merece confianza.

      Excluir
  11. Que atitude da editora, credo. Ser sincero não é crime! Sinceridade é uma coisa que tá faltando no mundo mesmo. Menos falsidade e marketing e mais pessoas verdadeiras, por favor. Ô editora mal educada.

    ResponderExcluir
  12. Estou um pouco atrasada, mas aqui estou!
    Bom, sinceramente não vi desrespeito algum por parte da Tatiana, em momento nenhum senti que o uso da palavra "horrível"foi em tom desrespeitoso ou com intensão de agredir, simplesmente é a opinião dela!
    Realmente surreal esse campo de batalha que se formou porque a bloqueira deu a sua opinião!
    Tati, continue com o bom trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, realmente o "horrível" parece ter outro significado para a Aped.

      Excluir
  13. Tatiana não vi nada demais no sue comentário.
    Tens meu apoio, cada um expõe sua opinião da maneira que achar melhor.

    ResponderExcluir
  14. Depois reclamam que os blogueiros não postam opiniões verdadeiras sobre livros-autores-editoras nacionais... quando alguém se manifesta conta o senso comum (de sorrir e falar que editora X ou Y é sensacional) é retaliado dessa forma. A posição da editora é, no mínimo, lamentável.

    (E sinceramente, não vi motivos para você pedir desculpas à editora. Desculpas por expressar sua opinião? Por deixar claro uma cláusula das mais importantes? Enfim, não entendi).

    Continue com o bom trabalho que você já faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, Lucas. Confesso que me senti chateada, refleti se fui grosseira, mas no final, mantive a opinião. Beijos.

      Excluir
  15. kkkkkk, ai ai da vontade de rir, além de tratarem mau uma blogueira que apenas demostrou sua opinião, ainda trazem pessoas para falarem bem deles, kkkkk, Tatinda, gostei muito da sua postura não se rebaixou em momento algum esta parte ficou mesmo por parte da editora , no fim só posso dizer a ela... " Que Deselegante " . bjkss .

    ResponderExcluir
  16. Vale a pena dizer de novo: editora séria NÃO COBRA. Não mandem conto pra esse "concurso", galera.

    E parabéns pelo blog, pelo tipo de divulgação honesta que você faz.

    ResponderExcluir
  17. Tatiana, sinceramente? Se eu fosse você, não escreveria MAIS NADA sobre ou para essa editora.
    Mas é bom deixar tudo registrado aqui, assim todos terão acesso às respostas que lhe deram, que na verdade não foram respostas, foram verdadeiros ataques recheados de insultos.
    Eles parecem não ter preocupações com a imagem da editora, vejam só o modo como falam! Chega a ser cômico isso, uma baita palhaçada!
    Portanto, não apague, deixe para que todos vejam o caráter de quem acha que está no topo. Mal educados e ingratos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não irei mais divulgar a APED nem concursos e antologias que cobram qualquer tipo de taxa.

      Excluir
  18. Sem contar com as críticas que fazem aos comentários dos leitores! Hahahaha! Sem comentários! Estou sentindo vergonha alheia pela editora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu posso ter utilizado a palavra "horrível" e desagradado à APED, mas e ela que não respondeu bem os leitores?

      Excluir
  19. Desnecessária a postura da editora, seu blog é uma dos únicos imparciais e bem completos, vc fala tanto das editoras pequenas quanto das grandes com o mesmo esmero... divulga, ajuda, e é assim a resposta? Digo sinceramente pela atitude HORRIVEL da mesma, pensarei 2x antes de comprar seus livros, e Tati mantem sua mente no que vc acha certo e verdadeiro, pq é isso o que importa! Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Também achei desnecessária a atitude e continuo sem compreender o problema com a palavra "horrível". Beijos.

      Excluir
  20. Gente, que horror ver isso.
    Aos poucos.
    Primeiro: eu acho super normal que uma editora cobre para publicar um conto em uma antologia. Mas isso deve ficar muito explícito e não no meio de um regulamento! Qual é o prêmio se a pessoa ganha o concurso?! Ter que pagar para publicar? A APED que me perdoe, mas cobrar não é horrível, fazer um concurso assim é HORRÍVEL (em caixa alta como a editora parece gostar) sim.
    Segundo: a blogueira fez o que deveria estar feito em todos os lugares - informou que a publicação era PAGA!
    Terceiro: editora talifã?! Que absurdo. Terei certeza de pensar duas vezes antes de comprar um livro da editora. Por que se apenas avisar que a publicação é paga gera tanto ressentimento na editora (e em "amigos" que vem ao blog tirar satisfação com a blogueira) - imagina se eu ler e resenhar um livro dessa editora do qual eu não gostar?! Vão ameaçar me processar, com certeza (aliás, algo que está muito na moda).

    Eu não conhecia o blog, cheguei aqui através de um link no twitter de uma conhecida. Mas mesmo que a blogueira fosse o que fosse, nesse post ela manteve uma excelente postura, ao contrário da editora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui retalhada só por isso mesmo: ressaltar que selecionados pagam taxa, uma parte bem importante do regulamento que achei melhor destacar na postagem. E dei minha opinião, afinal o blogue é meu, é para eu dar minha opinião, desde que não agrida nem minta.
      Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  21. Concordei inteiramente com a Tatiana quando disse que o "concurso" é horrível e só discordei quando ela escreveu que "toda forma de dar chance ao autor iniciante nacional é bem-vinda". Não, não é. A literatura e o mercado literário brasileiros não precisam mais de antologias pagas. Há editoras sérias o suficiente para proporcionar oportunidades a autores iniciantes que também sejam sérios, ganhando direitos autorais ou pelo menos de graça, em papel ou e-book. Esse tipo de antologia é do ponto de vista do autor apenas uma maneira de enganar a a si mesmo. Não vejo a hora de o mercado expulsar de vez picaretagens como essa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio,

      Jamais deixará de haver este tipo de "trabalho", em que a "editora" lucra através do autor, ao invés da obra do mesmo.
      Aliás, o simples fato de que este tipo de "negócio" insistir em chamar a si mesmo de "editora", quando não passam de "intermediários" entre o autor e a gráfica e os demais profissionais necessários à uma publicação (quando estes existem), mostra claramente que existe má fé (intencional ou não).
      Infelizmente, eles se aproveitam da ingenuidade e vaidade de uma série de autores que geralmente não conseguem atingir um mínimo de qualidade em seus textos e que não encontram outra forma de publicar que não seja pagando.
      Estes não percebem, aparentemente, que publicar e ser lido não é a mesma coisa. E sempre existirão.

      Excluir
    2. E vocês podem ter certeza, Antonio e Eduardo que tudo isso me fez mudar de ideia. Agora vejo que não é qualquer forma de publicação que é válida. Essa confusão abriu meus olhos.

      Excluir
  22. E pensar que fui o primeiro a comentar neste post. A Tatiana é uma blogueira madura o suficiente e suas análises são sempre sensatas, contudo sensatez e maturidade não são características inerentes a esferas em que esperaríamos encontrá-las sempre. Se entre aqueles que deveriam servir de exemplo por teoricamente possuírem maior instrução vemos atitudes baixas e falácias usadas como argumentos, qual o futuro de nosso país? Depois dessa atitude da APED é que não irei mesmo enviar um texto para qualquer outra antologia dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sempre comentar. E pelo apoio :)

      Excluir
  23. Está de parabéns por ter divulgado que a antologia é paga para quem é selecionado. Não há nada de errado nisso. Aliás, vi muitos comentários dizendo que a editora merece ser paga por seu trabalho suado, mas e o trabalho do autor? Esse ninguém considera, não? Os capistas, revisores, diagramadores e a editora, todos merecem ganhar. Exceto as pessoas que vão tornar o livro possível com seus contos, inclusive pagando pela sua produção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, todos devem ganhar pelo serviço, ninguém trabalha de graça.

      Excluir
  24. Nossa, caí nesse post de gaiato, mas não posso deixar de dar minha opinião.

    Em primeiro lugar, não questiono a cobrança por parte da editora. Acho que cada autor é responsável pela decisão de querer ou não trabalhar com a empresa.
    Acho que talvez "horrível" não tenha sido a palavra mais politicamente correta, e a Tatinda pudesse ter deixado a opinião dela de uma outra forma, mas de qualquer maneira não achei nada desrespeitoso.

    Sinceramente, ao ler a frase

    "Regulamento. (Mas atenção, escritores! A editora cobra R$220,00 pela participação ao ter seu conto selecionado. Existem outras editoras que não cobram nada)

    na hora entendi que a cobrança seria feita apenas aos escolhidos - não sei se esse trecho estava disponível no post original, mas da forma como está agora dá pra entender!

    Acho que o ataque, tanto da escritora Bebete Valvim, quanto da editora APED à blogueira, por causa da palavra "horrível", foi lamentável! Achei extremamente desrespeitosa a forma como a editora tentou se defender, e não pela caixa alta, mas pelas expressões agressivas:

    "QUEM NÃO TEM COMO PAGAR , OU PARTICIPAR REALMENTE É MELHOR FICAR DE FORA E NÃO CRITICAR."

    "SERIA BOM TAMBÉM QUE OS PARTICIPANTES SOUBESSEM AO MENOS INTERPRETAR TEXTO"

    Isso sim, e não o HORRÍVEL da resposta ao primeiro comentário, acabam com a imagem de uma editora. A Roxane Norris conseguiu educadamente esclarecer o suposto mal entendido sem agredir ninguém! Não conhecia a editora, mas tudo isso faz com que eu perceba uma total falta de profissionalismo!

    Desculpem pelo tamanho do texto, mas precisei dar minha opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu agradeço pelo comentário!
      Sim, o texto estava desde o início da divulgação, pois sempre leio o regulamento dos concursos que divulgo. Dei minha opinião e mesmo que pareça para alguns não muito correta, fui sincera e não desrespeitei a APED.
      Obrigada por comentar, gosto de textos longos.

      Excluir

Sua opinião é muito importante! Obrigada por participar.

© Copyright 2011 - 2014. | Todos os direitos reservados. | Tema: Way2themes. | Aministração: Tatiana Jiménez Inda. | Tecnologia: Blogger. | Atenção: Direitos autorais.