publicidade

Companhia das Letras relança A Revolução dos Bichos, de George Orwell, com o título original A Fazenda dos Animais

A Companhia das Letras divulgou em seu blog e redes sociais uma nova edição de A Revolução dos Bichos, de George Orwell, com tradução, título e projeto de design novos e conteúdo extra. Embora a edição clássica e consagrada continue no catálogo, será a primeira vez que a obra-prima de Orwell será publicada no Brasil com o título original: A Fazenda dos Animais.


A nova tradução é de Paulo Henriques Britto, tradutor de Thomas Pynchon, Philip Roth, entre outros. O conteúdo extra inclui crítica com textos de Edmund Wilson, Northrop Frye, Raymond Williams, Daphne Patai, Harold Bloom, Morris Dickstein e Alex Woloch.


O posfácio especial é de autoria do professor e crítico Marcelo Pen, onde ele refaz a trajetória da fábula de Orwell em nosso país, que surgiu em 1964, e explica as tentativas de uso do livro como arma ideológica no Brasil e no mundo.


O exemplar terá capa em tecido, lombada impressa, projeto gráfico de Kiko Farkas e Felipe Sabatini e um ensaio visual especial da artista Vânia Mignone, além de uma seleção com capas que a obra teve desde seu lançamento, em 1945, até a atualidade.


Sinopse:
"Uma das obras mais emblemáticas do século XX ganha edição atualizada com nova tradução, projeto gráfico especial e ampla fortuna crítica.
A história é conhecida: cansados da exploração a que são submetidos pelos humanos, os animais da Fazenda do Solar se rebelam contra seu dono e tomam posse do lugar, com o objetivo de instituir um sistema cooperativo e igualitário. Mas não demora para que alguns bichos voltem a usufruir de privilégios, fazendo com que o velho regime de opressão regresse com ainda mais força.
Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, A Fazenda dos Animais é uma alegoria satírica sobre os mecanismos do poder e tudo aquilo que leva à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução. Pela primeira vez no Brasil, o clássico de George Orwell é publicado com seu título original. Com nova tradução, de Paulo Henriques Britto, e projeto gráfico especialíssimo ― com capa em tecido, corte impresso e obras da artista brasileira Vânia Mignone ―, este A Fazenda dos Animais conta também com uma série de ensaios que cobrem a recepção crítica do livro desde o seu lançamento até os dias de hoje."

O exemplar da nova edição está em pré-venda em lojas on-line. Na Amazon, você garante seu exemplar com o "preço mais baixo garantido".



Para compreender a história do título do livro no Brasil, leia o fio feito pelo portal Sem Spoiler no Twitter:

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias