publicidade

Companhia das Letras relança A Revolução dos Bichos, de George Orwell, com o título original A Fazenda dos Animais

A Companhia das Letras divulgou em seu blog e redes sociais uma nova edição de A Revolução dos Bichos, de George Orwell, com tradução, título e projeto de design novos e conteúdo extra. Embora a edição clássica e consagrada continue no catálogo, será a primeira vez que a obra-prima de Orwell será publicada no Brasil com o título original: A Fazenda dos Animais.


A nova tradução é de Paulo Henriques Britto, tradutor de Thomas Pynchon, Philip Roth, entre outros. O conteúdo extra inclui crítica com textos de Edmund Wilson, Northrop Frye, Raymond Williams, Daphne Patai, Harold Bloom, Morris Dickstein e Alex Woloch.


O posfácio especial é de autoria do professor e crítico Marcelo Pen, onde ele refaz a trajetória da fábula de Orwell em nosso país, que surgiu em 1964, e explica as tentativas de uso do livro como arma ideológica no Brasil e no mundo.


O exemplar terá capa em tecido, lombada impressa, projeto gráfico de Kiko Farkas e Felipe Sabatini e um ensaio visual especial da artista Vânia Mignone, além de uma seleção com capas que a obra teve desde seu lançamento, em 1945, até a atualidade.


Sinopse:
"Uma das obras mais emblemáticas do século XX ganha edição atualizada com nova tradução, projeto gráfico especial e ampla fortuna crítica.
A história é conhecida: cansados da exploração a que são submetidos pelos humanos, os animais da Fazenda do Solar se rebelam contra seu dono e tomam posse do lugar, com o objetivo de instituir um sistema cooperativo e igualitário. Mas não demora para que alguns bichos voltem a usufruir de privilégios, fazendo com que o velho regime de opressão regresse com ainda mais força.
Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, A Fazenda dos Animais é uma alegoria satírica sobre os mecanismos do poder e tudo aquilo que leva à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução. Pela primeira vez no Brasil, o clássico de George Orwell é publicado com seu título original. Com nova tradução, de Paulo Henriques Britto, e projeto gráfico especialíssimo ― com capa em tecido, corte impresso e obras da artista brasileira Vânia Mignone ―, este A Fazenda dos Animais conta também com uma série de ensaios que cobrem a recepção crítica do livro desde o seu lançamento até os dias de hoje."

O exemplar da nova edição está em pré-venda em lojas on-line. Na Amazon, você garante seu exemplar com o "preço mais baixo garantido".



Para compreender a história do título do livro no Brasil, leia o fio feito pelo portal Sem Spoiler no Twitter:

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias