publicidade

Lançamentos: Grupo Companhia das Letras

A Bailarina da Morte
Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Murgel Starling - Companhia das Letras
368 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"No início do século XX, uma doença chegou ao Brasil a bordo de navios vindos da Europa. A gripe espanhola, como ficou conhecida a explosão pandêmica de uma mutação particularmente letal do vírus H1N1, matou dezenas de milhares de pessoas no país e cerca de 50 milhões no mundo inteiro.
Altamente contagiosa, a moléstia atingiu todas as regiões brasileiras. A "influenza hespanhola" paralisou a economia e desnudou a precariedade dos serviços de saúde. Disputas políticas e atitudes negacionistas de médicos e governantes potencializaram o massacre, que vitimou sobretudo os pobres. Iludida por estatísticas maquiadas e falsas curas milagrosas, a população ficou à mercê do vírus até o súbito declínio da epidemia, no começo de 1919.
A partir de um vasto acervo de fontes e imagens da época, Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Murgel Starling recriam o cotidiano da vida e da morte durante o reinado de terror da "gripe bailarina", uma das maiores pandemias da história.
"Um atestado visceral de que não se lembrar da própria história é condenar-se a repeti-la. Nesta história com toques de ciência e por vezes ciência em contexto histórico, temos uma oportunidade para reconhecer que já estivemos aqui antes, numa pandemia que de fato concluiu um século. Quem sabe desta vez aprendemos a lição?" -- Suzana Herculano-Houzel.
"Entre negação da ciência, curas milagrosas e uma doença que escancarou as desigualdades sociais da época, os historiadores do futuro, ao analisar a brilhante obra de Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Murgel Starling sobre a pandemia de 1918 -- escrita durante a pandemia de 2020 --, indagarão, perplexos: Mas como pode ser possível que, em cem anos, não aprenderam nada?" -- Natalia Pasternak.
"Em um mundo já fragilizado pela Primeira Grande Guerra, a gripe espanhola colocou em evidência a vulnerabilidade humana diante de um novo vírus. Este livro narra com maestria as rotas e a velocidade de disseminação da doença, ao mesmo tempo em que acentua as dificuldades e os equívocos para seu enfrentamento no Brasil oligárquico da Primeira República. Convida-nos a refletir sobre o valor da imaginação histórica para a abordagem da crise contemporânea." -- Nísia Trindade Lima."

Narciso em Férias
Caetano Veloso - Companhia das Letras
168 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Na madrugada do dia 27 de dezembro de 1968, duas semanas depois de o governo decretar o AI-5, Caetano Veloso e Gilberto Gil foram retirados dos apartamentos onde moravam, no centro de São Paulo, e levados em uma caminhonete ao Rio de Janeiro. Conduzidos por policiais à paisana, eles foram presos sem nenhuma justificativa.
Em Narciso em férias, volume avulso do capítulo homônimo de Verdade tropical, Caetano Veloso relata o impacto brutal que os 54 dias vividos no cárcere deixariam em sua vida -- não apenas pela dimensão política, mas também pela perspectiva psicológica e artística.
Esta edição inclui uma seção com registros do processo aberto pela ditadura militar contra o cantor e compositor. Esses documentos ficaram guardados no Arquivo Nacional e seriam revelados ao artista pela primeira vez cinquenta anos mais tarde, em 2018. No texto inédito de apresentação, Caetano Veloso anuncia: "este, que é meu escrito a que atribuo maior valor, entra na cena atual da vida política brasileira de modo abrasivo"."

Garota, Mulher, Outras
Bernardine Evaristo - Companhia das Letras
Tradução: Camila Holdefer
496 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Garota, mulher, outras é um verdadeiro marco da ficção britânica. O romance causou furor quando publicado: venceu o Booker Prize em 2019, foi aclamado por nomes como Barack Obama, Roxane Gay, Ali Smith e Tom Stoppard e incluído nas listas de melhores livros do ano por veículos como The Guardian, Time, The Washington Post e The New Yorker. A forma, por si só, não é nada convencional: trata-se de um gênero híbrido, composto de versos livres e sem pontos finais. O resultado é uma dicção singular e envolvente, que prende o leitor da primeira à última página.
O pano de fundo dessas histórias é uma Londres dividida e hostil, logo após a votação do Brexit: um lugar onde as pessoas lutam para sobreviver, muitas vezes sem esperança, sem que as suas necessidades sejam atendidas e sem que sejam ouvidas. Nesse ambiente opressor, as vozes de Garota, mulher, outras formam um coro e levantam reflexões poderosas sobre o machismo, o racismo e a estrutura da sociedade.
"Brilhante, inventivo." - Sunday Times.
"O livro mais envolvente que li o ano todo. (...) Este romance é uma aula sobre contar histórias. Absolutamente inesquecível." - Roxane Gay.
"Garota, mulher, outras mudou meu jeito de pensar." - Tom Stoppard.
"Bernardine Evaristo pode tirar qualquer história de qualquer tempo e transformá-la em algo vibrante, com vida." - Ali Smith."

Solução de Dois Estados
Michael Laub - Companhia das Letras
248 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Uma cineasta alemã marcada por um trauma prepara um documentário sobre a violência brasileira. Os principais entrevistados são dois irmãos: Raquel, artista de cento e trinta quilos cujo trabalho se baseia em episódios que a levaram a detestar o próprio corpo, e Alexandre, empresário que atua no ramo fitness na periferia de São Paulo. Ambos foram escolhidos por causa da repercussão mundial de uma agressão que Raquel sofreu, no início de 2018, durante um debate sobre arte e política num hotel da capital paulista.
Diante das câmeras, os segredos dessa história íntima que envolve bullying de adolescência, uma disputa por herança e diferentes visões sobre temas como sexo, religião e responsabilidade individual são pontuados por flashes da história recente do país -- do Plano Collor, que iniciou a ruína da família dos protagonistas, às vésperas de uma eleição que mobilizou o ódio de uma sociedade profundamente dividida. A ideia de conciliação, afinal, é inimiga ou aliada da barbárie em que nos metemos?"

Passeios na Ilha
Carlos Drummond de Andrade - Companhia das Letras
288 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Lançado em 1952, Passeios na ilha é o segundo livro em prosa de Carlos Drummond de Andrade. Nesta reunião de colunas escritas para o jornal, o poeta se dedica aos seus contemporâneos -- Manuel Bandeira, João Alphonsus de Guimaraens e Henriqueta Lisboa, entre outros -- em ensaios sobre cultura e vida literária.
No texto que inaugura o volume, "Divagações sobre as ilhas", Drummond faz uma ode ao que seria a distância ideal entre a ilha e o continente, "não muito longe do litoral, que o litoral faz falta; nem tão perto, também, que de lá possa eu aspirar a fumaça e a graxa do porto". A passagem sintetiza os dilemas de um cronista que, por um lado, busca refúgio do mundo conturbado e, por outro, está atento a tudo aquilo que o cerca, num brilhante e obstinado exercício de reflexão.
Posfácio de Sérgio Alcides."

Confissões de Minas
Carlos Drummond de Andrade - Companhia das Letras
256 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
""É um texto de prosa, assinado por quem preferiu quase sempre exprimir-se em poesia", explica Carlos Drummond de Andrade na apresentação ao seu primeiro livro em prosa, publicado em 1944. Esta coletânea de ensaios, que perfazem um arco de onze anos, reflete com linguagem despretensiosa e elegante uma época em verdadeira ebulição.
Seja para refletir sobre política -- a ascensão de Hitler, a eclosão da Segunda Guerra, a escalada do fascismo, a batalha de Stalingrado --, seja para descrever a cena literária das primeiras décadas do século XX, Drummond se revela um excepcional prosador, sempre atento às marcas do seu tempo.
Posfácio de Milton Ohata."

Autobiografia Precoce
Pagu - Companhia das Letras
144 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Escrito em 1940, após uma das 23 vezes que Pagu sai da prisão, Autobiografia precoce fala sobre a militância política, os filhos, os relacionamentos e várias outras camadas da vida de uma das mulheres mais emblemáticas do Brasil.
O texto mostra Pagu sem subterfúgios, de forma sincera e corajosa. Do lado pessoal, ela relata sua iniciação sexual precoce e o conturbado casamento com Oswald de Andrade; da vida pública, ela conta sobre a militância no Partido Comunista e o desencanto com o regime soviético.
Patrícia Galvão quase sempre foi vista pela lente masculina: seja por seus relacionamentos ou por como sua arte se comparava à de homens da época. Em Autobiografia precoce, não existem intermediários: temos acesso a uma Pagu que escreve sobre si. Um livro essencial para se compreender uma das personagens mais intrigantes da história brasileira."

Poesia Completa
Cacaso - Companhia das Letras
456 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
""Cacaso tem o gênio brasileiro da fala macia, sensual e maliciosa. É da família de Bandeira, cuja linguagem é sem artifícios", define Francisco Alvim. Em toda sua produção, que abarca poemas, ensaios, letras, contos e desenhos, Cacaso deixou sua marca registrada: sensibilidade combinada com olhar crítico, simplicidade com sofisticação literária, sutileza com ironia fina.
Poesia completa reúne os seis livros publicados pelo poeta -- de A palavra cerzida (1967) a Mar de mineiro (1982) -- e uma farta seleção de poemas inéditos recolhidos pela editora Heloisa Jahn dos cadernos do autor, além de sessenta letras de música. O volume traz ainda textos de Roberto Schwarz, Heloisa Buarque de Hollanda, Francisco Alvim, Vilma Arêas e Mariano Marovatto."

Doutor Caneta
(e-book)
Cacaso - Companhia das Letras
52 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Pequena reunião de contos de um dos poetas mais cultuados dos anos 1970.
No fim dos anos 1980, Cacaso -- mais conhecido por sua produção como poeta, ensaísta e letrista -- fez uma breve incursão nos contos, publicando "Inclusive... aliás..." e "Buziguim" na revista Novos Estudos Cebrap, em 1986 e 1987. Neste e-book gratuito, o leitor vai conhecer estes dois contos e outros seis, todos inéditos em livro e recolhidos pela primeira vez pelo poeta e pesquisador Mariano Marovatto dos cadernos de um dos nomes incontornáveis da geração mimeógrafo."

Mãe Pátria
Paula Ramón - Companhia das Letras
Tradução: Ari Roitman e Paulina Wacht
240 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"A família de Paula Ramón traduz de diferentes formas a história da Venezuela: seu pai, espanhol que emigrou para a América Latina após ser solto de um campo de prisioneiros na Segunda Guerra Mundial; sua mãe, uma professora aposentada com saúde frágil que entende como poucos as decisões que precisam ser tomadas para gerir uma família; e seus irmãos, um encantado com o regime chavista que vira policial e se desilude com a política, outro, um empreendedor que tenta de todas as formas encontrar um rumo para sua vida.
Ao juntar a esse elenco os acontecimentos do país, é possível entender com clareza como as decisões dos governos Chávez e Maduro impactaram não só as condições sociais e econômicas de uma família, como também o seu íntimo e os seus afetos.
Com um olhar jornalístico apurado e grande habilidade narrativa, Paula Ramón tece a história de seu país enquanto investiga as consequências da escassez e da brutalização das relações interpessoais.
"Este livro traz uma dimensão diferente do tema, mostrando como o drama venezuelano impacta nas decisões pessoais e relações familiares." -- Sylvia Colombo."

Ressurreição
Liev Tolstói - Companhia das Letras
Tradução: Rubens Figueiredo
448 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"No tribunal para compor o júri que vai definir o futuro de Máslova -- prostituta acusada de roubar e envenenar um cliente --, o príncipe Nekhliúdov reconhece a serva por quem, no passado, se apaixonou. Depois de seduzi-la e abandoná-la, ele agora se vê às voltas com a difícil decisão de definir sua sentença. Ao abordar a tensão social, os privilégios da justiça e a situação carcerária, o autor de Guerra e paz e Anna Kariênina narra uma trama fascinante que tem como pano de fundo a Rússia às vésperas da revolução.
Para Natalia Ginzburg, que assina o prefácio desta edição, "nos romances de Tolstói, descoberta e compreensão se desenvolvem e crescem quase sob nossos olhos, num ritmo de festa solene; e cada romance, cada destino de cada personagem se encerra numa festiva e solene celebração da realidade".
Prefácio de Natalia Ginzburg.
Tradução do russo e apresentação de Rubens Figueiredo."

Uma Cidadezinha Distante
(e-book gratuito)
Prefácio escrito para a edição norte-americana de Minha Vida de Menina
Elizabeth Bishop - Companhia das Letras

Sinopse:
"Baixe gratuitamente o prefácio escrito para a edição norte-americana de Minha Vida de Menina.
Entusiasta do célebre volume de memórias de Helena Morley (pseudônimo de Alice Dayrell Brant), Elizabeth Bishop traduziu a obra para o inglês e escreveu um delicioso depoimento sobre o dia em que as duas escritoras foram apresentadas, no Rio de Janeiro, por intermédio de Manuel Bandeira. Depois desse encontro, Bishop empreendeu uma viagem a Minas Gerais para conhecer de perto o cenário do livro. Publicado originalmente como prefácio à edição norte-americana, o texto foi incluído no volume Esforços do afeto e outras histórias: Prosa reunida e agora ganha edição avulsa, como e-book gratuito. Uma cidadezinha distante revela o olhar atento e singular de uma estrangeira que observou como ninguém o Brasil, nossos costumes e tradições. Trecho do livro: "Não voltei a Diamantina, nem jamais tive muita vontade de voltar. Embora fosse uma cidadezinha distante, triste e empobrecida, gostei muito dela, talvez por parecer muito próxima da Diamantina da infância de Helena, como se o texto saísse das páginas do diário e voltasse à vida, tal como antes. Mas sou supersticiosa com relação a 'voltar' a lugares: eles mudam, nós mudamos, até mesmo o clima pode ter mudado.""

Pioneiro na Aviação: 
Correio Sul, Voo Noturno & Terra dos Homens
Antoine de Saint-Exupéry - Penguin Companhia
Tradução: Mônica Cristina Corrêa
400 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Entre 1929 e 1939, Antoine de Saint-Exupéry publicou três livros que o tornaram mundialmente famoso: Correio sul (1929), Voo noturno (1931) e Terra dos homens (1939). Neste volume, esses livros, que são também o mais genuíno registro literário sobre a Aéropostale, se apresentam em traduções novas e com notas. Mais do que um marco dos 120 anos de nascimento do autor, é uma oportunidade de revisitar não apenas a literatura de que emanam reflexões filosóficas e humanísticas, mas também de rever um capítulo da história muitas vezes negligenciado: a criação da aviação francesa. 
Nessas obras se revelam os traços comuns à experiência de jovem piloto de correio que se autodescobre dominando os céus, com a visão do horizonte e das mais diversificadas paisagens terrestres. Dessa primeira fase também se filtram o espírito de camaradagem e os esforços para o cumprimento de um dever -- o de transportar o correio pontualmente.  
Correio sul tem a voz narrativa de um chefe de escala que conta os descaminhos amorosos de um de seus camaradas, Jacques Bernis. Já Voo noturno trata das escalas ligadas à Argentina, ao Paraguai e ao Brasil. Por último, Terra dos homens quebra o fluxo ficcional, sendo um belíssimo conjunto de textos autobiográficos através dos quais se conhecerão os tempos áureos da Aéropostale, como também a sombra da guerra que se aproxima e as trágicas experiências com acidentes aéreos que o piloto sofreu. "

O Valor de Tudo
Mariana Mazzucato - Portfolio Penguin
Tradução: Camilo Adorno e Odorico Leal
416 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Denúncia contundente do atual sistema financeiro global, este livro examina com rigor a maneira como o valor econômico foi atribuído ao longo da história e revela como a teoria econômica falhou em definir com clareza a diferença entre produção e apropriação de valor. Mariana Mazzucato argumenta que essa distinção cada vez menos nítida vem permitindo que certos atores econômicos se movimentem predatoriamente em torno de um valor existente ou, pior ainda, o destruam.
A autora lança mão de alguns estudos de caso para mostrar como as noções nebulosas de valor criam confusão entre conceitos básicos, recompensam apropriadores e distorcem as métricas de crescimento e do PIB. Nesse processo, a inovação é prejudicada, fazendo aumentar a desigualdade -- e reacendendo um debate há muito necessário sobre o tipo de mundo em que de fato queremos viver.
"Mazzucato nos obriga a questionar as crenças arraigadas sobre como funcionam as economias e quem se beneficia delas na realidade. Seu livro adiciona valor." -- Martin Wolf, Financial Times.
"Um dos livros de economia mais incisivos dos últimos tempos." -- Jeffrey Madrick, The New York Review of Books.
"Uma reflexão fundamental sobre o que o valor realmente significa na economia." -- Stephen Denning, Forbes."

Abolição do tráfico de Escravos - 170 Anos da Lei Eusébio de Queirós
 (e-book gratuito)
Este e-book reproduz na íntegra o sexto capítulo do livro Africanos Livres: a Abolição do Tráfico de Escravos no Brasil, publicado pela Companhia das Letras em 2017.
Beatriz Mamigonian - Breve Companhia

Sinopse:
"Uma das medidas legais mais conhecidas no Brasil, a Lei Eusébio de Queirós completa 170 anos em 2020. Em pesquisa inédita sobre os antecedentes de sua aprovação, Beatriz Gallotti Mamigonian analisa a lei e a relaciona com aquela que a antecede, de 1831, que já impunha a proibição do tráfico, declarava livres os africanos importados desde então e criminalizava aqueles que mantinham-nos escravizados ilegalmente -- e que, por isso mesmo, foi esvaziada.
Revisitando as tensões da política externa nacional com a Inglaterra por novos ângulos, passando pelos debates no Parlamento e no Conselho de Estado e também recuperando passagens por vezes esquecidas, como o plano de revolta escrava de 1848 no Vale do Paraíba, o jornal abolicionista Philantropo -- defensor não só da proibição do tráfico como também da punição aos traficantes e autoridades coniventes com eles -- e ainda o "episódio Cormorant", somos conduzidos pela pesquisadora por um momento conturbado e decisivo do país, em que o tráfico foi abolido justamente para manter a escravidão.
Este e-book reproduz na íntegra o sexto capítulo do livro Africanos livres: a abolição do tráfico de escravos no Brasil, publicado pela Companhia das Letras em 2017."

Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis
Jarid Arraes - Seguinte
176 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Talvez você já tenha ouvido falar de Dandara e Carolina Maria de Jesus. Mas e Eva Maria do Bonsucesso? Luisa Mahin? Na Agontimé? Tia Ciata? Essas (e tantas outras) mulheres negras foram verdadeiras heroínas brasileiras, mas pouco se fala delas, seja na escola ou nos meios de comunicação. Diante desse apagamento, há anos a escritora Jarid Arraes tem se dedicado a recuperar -- e recontar -- suas histórias.
O resultado é uma coleção de cordéis que resgata a memória dessas personagens, que lutaram pela sua liberdade e seus direitos, reivindicaram seu espaço na política e nas artes, levantaram sua voz contra a injustiça e a opressão. A multiplicidade de histórias revela as mais diversas estratégias de sobrevivência e resistência, seja na linha de frente -- como Tereza de Benguela, que liderou o quilombo de Quariterê -- ou pelas brechas -- como a quituteira Luisa Mahin, que transmitia bilhetes secretos durante a Revolta dos Malês.
Este livro reúne quinze dessas histórias impressionantes, ilustradas por Gabriela Pires. Agora, cabe a você conhecê-las, espalhá-las, celebrá-las. Para que as próximas gerações possam crescer com seu próprio panteão de heroínas negras brasileiras.
Conheça a história de: Antonieta de Barros - Aqualtune - Carolina Maria de Jesus - Dandara - Esperança Garcia - Eva Maria do Bonsucesso - Laudelina de Campos - Luisa Mahin - Maria Felipa - Maria Firmina - Mariana Crioula - Na Agontimé - Tereza de Benguela - Tia Ciata - Zacimba Gaba"

Depois do Sim
Taylor Jenkins Reid - Paralela
Tradução: Alexandre Boide
320 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Após onze anos de casamento, Lauren e Ryan chegam à triste conclusão de que não estão felizes juntos.
Esse poderia ser o fim, mas para os dois é só o começo. Eles vão passar por um ano diferente de tudo aquilo que já viveram, no qual aprenderão muito mais sobre si mesmos do que seriam capazes de imaginar.
Depois do sim é uma história sobre o que acontece quando a paixão parece não estar mais lá. Sobre as várias facetas do amor. Sobre aprender a mantê-lo, perdê-lo, redescobri-lo e aceitá-lo como ele é. Acima de tudo, é a história de um casal preso nas armadilhas de seus hábitos e manias, mas disposto a buscar um novo e inusitado caminho para fazer dar certo."

After: Depois da Verdade
(edição tie-in)
After - livro 2
Anna Todd - Paralela
Tradução: Alexandre Boide, Carolina Caires Coelho e Juliana Romeiro
616 páginas - comprar na Amazon
Recomendado para maiores

Sinopse:
"Depois de bater a marca de um bilhão de acessos no Wattpad e se transformar em um dos filmes independentes de maior sucesso, a série After volta às telonas com uma superprodução estrelada por Josephine Langford, Hero Fiennes e Dylan Sprouse.
No segundo volume da série que já vendeu mais de 15 milhões de exemplares, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque?
Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, ele vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?
Conteúdo adulto."

Como Salvar o Futuro
(e-book)
André Carvalhal - Paralela
128 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
""'Tudo vai dar certo no futuro', diziam por aí, mas pela primeira vez em nossa vida, estamos nos deparando com uma possibilidade tangível de cancelamento do futuro."
Com esta verdade difícil, André Carvalhal começa seu quarto livro. Em meio a uma pandemia que evidenciou e agravou as crises que ameaçam nosso futuro, sua mensagem nos provoca e faz refletir. Se o presente é a única certeza que temos, como podemos dar início a mudanças sistêmicas, que começam por pessoas, para que as estruturas sejam transformadas? Com capítulos que abordam faces dos desafios que estão presentes em nossas vidas, este livro é essencial para quem, assim como Carvalhal, tem esperança de salvar o futuro começando hoje."

A Autobiografia da Minha Mãe
Jamaica Kincaid - Alfaguara
Tradução: Débora Landsberg
144 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Poderoso, perturbador e emocionante, este romance de Jamaica Kincaid conta a história de Xuela Claudette Richardson, filha de mãe caribenha e pai meio escocês e meio africano, moradora da ilha de Dominica. Sua mãe morre no parto, e a garota precisa então encontrar seu lugar no mundo sem o auxílio materno.
Kincaid conduz o leitor pela vida de Xuela com extrema habilidade literária: da casa de sua infância, onde ela podia ouvir o canto do mar, e da sala com telhado de zinco onde mora como estudante, até sua casa da velhice. Seu mundo é intensamente físico, cheirando a frutas maduras, enxofre e chuva; e ferve com sua tristeza, sua profunda simpatia por aqueles que compartilham sua história, seu medo do pai e sua solidão arrebatadora.
Com solenidade aforística, Kincaid explora todos os paradoxos desta história extraordinária, que, conclui Xuela, é ao mesmo tempo o testamento da mãe que ela nunca conheceu, da mãe que ela nunca se permitiu ser e dos filhos que ela se recusou a ter.
"Jamaica Kincaid nos brinda com uma reflexão assombrosa sobre a vida, escrita com a prosa mais bonita que podemos encontrar na literatura contemporânea." -- The New York Times."

A Defesa do Espaço Cívico
Ilona Szabó - Objetiva
128 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Em fevereiro de 2019, Ilona Szabó foi exonerada de um conselho não remunerado do ministério da Justiça, em meio a uma campanha de ódio nas mídias sociais. Acontecia ali um dos primeiros casos de perseguição do governo Bolsonaro a lideranças da sociedade civil, jornalistas, cientistas, funcionários públicos e oponentes políticos, o que viria a se tornar padrão nos meses seguintes.
Por meio de suas experiências pessoais e de pesquisas aprofundadas em seu campo de atuação, Ilona demonstra como governos populistas-autoritários manobram os mecanismos constitucionais, aumentam a intimidação e a censura, fomentam a violência e, assim, destroem gradualmente o espaço democrático. E discute, também, o que podemos fazer para lutar contra isso, em diferentes esferas da sociedade.
O livro traz ainda importantes observações sobre os desafios impostos à democracia ao redor do mundo e as composições e perfis de líderes, organizações e entidades que impactam o exercício da cidadania.
"É uma história sombria", escreve ela. "Não é assim que uma democracia deve funcionar. Mas, pelo lado positivo, esses episódios nos deixam algumas lições sobre como fortalecer e reinventar o nosso sistema democrático.""

No Labirinto do Cérebro
Paulo Niemeyer Filho - Objetiva
264 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Em No labirinto do cérebro, o dr. Paulo Niemeyer Filho divide com o leitor sua experiência como neurocirurgião e, de forma clara e acessível, descreve não só o funcionamento do cérebro como as mais recentes descobertas nessa área, explorando temas tão variados como a formação da memória, os mistérios da dor ou os efeitos por vezes inusitados de um distúrbio cerebral. A essa narrativa somam-se ainda as histórias fascinantes -- e às vezes surpreendentes -- de casos que acompanhou desde o início de sua carreira, e também os que ouviu de seu pai, o dr. Paulo Niemeyer, considerado o maior nome da neurocirurgia brasileira.
A ideia deste livro surgiu justamente quando percebeu a enorme curiosidade que seus casos médicos exerciam em amigos e familiares.
Niemeyer testemunhou uma época em que a neurocirurgia era uma especialidade que engatinhava, misteriosa, e na qual havia muito por fazer. Desde então, muita coisa mudou, a neurociência se desenvolveu e passou a interessar a um público cada vez mais amplo. Este livro é um relato apaixonado e franco sobre a prática diária da medicina, que traz histórias de superação, fala dos riscos enfrentados no combate às doenças cerebrais, os preparativos e desafios que envolvem uma cirurgia. Mas não só isso. Seguindo a melhor tradição dos livros de divulgação científica, Niemeyer discorre sobre as grandes descobertas e a evolução da medicina, apontando também seus caminhos e possibilidades."

O Monge e o Pastor
Marcelo Barros e Henrique Vieira - Objetiva
176 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Durante o mês de maio de 2020, o monge Marcelo Barros e o pastor Henrique Vieira trocaram uma série de mensagens. O pano de fundo da conversa são questões que afligem a todos nós. Como viver em tempos tão difíceis sem desanimar? É possível encontrar paz interior em meio à agitação e à angústia de uma situação tão extrema como uma pandemia? Essa experiência pode nos tornar pessoas melhores e mais humanas?
Ao compartilhar suas diferentes vivências da espiritualidade, eles nos mostram como o diálogo é um elemento essencial da caminhada humana. Essas cartas de amizade levantam importantes reflexões e clamam por atitude: está em nossas mãos superar a cultura da competição e do individualismo e nos educarmos para formas de convivência mais amorosas e justas. Compreender e valorizar a diferença e a diversidade pode ser a chave para a autoaceitação e a conquista da liberdade interior.
Que este diálogo franco e aberto possa acolher a todos e, de fato, contribuir para a construção de um mundo melhor."

Stephen Hawking
Leonard Mlodinow - Zahar
Tradução: Claudio Carina
264 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Recordando quase duas décadas como colaborador e amigo de Stephen Hawking, o físico e autor best-seller Leonard Mlodinow retrata aqui, de uma forma singular e profundamente pessoal, um ser humano fora de qualquer expectativa.
É através das memórias de Mlodinow -- já consagrado como um dos melhores escritores de ciência da atualidade -- que nos encontraremos com Hawking, o icônico cientista que formulou uma teoria pioneira sobre os buracos negros, abrindo um novo caminho para a física investigar as origens do universo. Conheceremos também Stephen na vida privada, o homem e o amigo, acometido por uma doença que limitava sua capacidade de comunicação a seis palavras por minuto, mas que ainda assim conseguia pontuar suas conversas com humor.
Exímio contador de histórias, Mlodinow revive os anos de parceria entre os dois e tudo o que essa grande amizade lhe trouxe -- aprendizados sobre a natureza e a prática da física e um fabuloso exemplo de superação. Uma perspectiva íntima e inspiradora da vida e da obra de uma das mentes mais brilhantes do nosso tempo."

Por um Feminismo Afro Latino Americano
Lélia Gonzalez - Zahar
Organização: Flavia Rios e Márcia Lima
376 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Filósofa, antropóloga, professora, escritora, militante do movimento negro e feminista precursora, Lélia Gonzalez foi uma das mais importantes intelectuais brasileiras do século XX, com atuação decisiva na luta contra o racismo estrutural e na articulação das relações entre gênero e raça em nossa sociedade.
Com organização de Flavia Rios e Márcia Lima, Por um feminismo afro-latino-americano reúne em um só volume um panorama amplo da obra desta pensadora tão múltipla quanto engajada. São textos produzidos durante um período efervescente que compreende quase duas décadas de história -- de 1979 a 1994 -- e que marca os anseios democráticos do Brasil e de outros países da América Latina e do Caribe. Além dos ensaios já consagrados, fazem parte desse legado artigos de Lélia que saíram na imprensa, entrevistas antológicas, traduções inéditas e escritos dispersos, como a carta endereçada a Chacrinha, o Velho Guerreiro. O livro traz ainda uma introdução crítica e cronologia de vida e obra da autora.
Irreverente, interseccional, decolonial, polifônica, erudita e ao mesmo tempo popular, Lélia Gonzalez transitava da filosofia às ciências sociais, da psicanálise ao samba e aos terreiros de candomblé. Deu voz ao pretuguês, cunhou a categoria de amefricanidade, universalizou-se. Tornou-se um ícone para o feminismo negro.
Axé, Lélia Gonzalez!
"É Lélia quem cria para mim essa identidade, essa terceira figura política, essa terceira identidade que compartilha das outras duas (ser mulher e ser negro), mas que tem um horizonte próprio de luta. Com Lélia Gonzalez, me defini politicamente para militar na questão da mulher negra." -- Sueli Carneiro, filósofa, pedagoga, escritora e fundadora do Geledés.
"Eu sinto que estou sendo escolhida para representar o feminismo negro. E por que aqui no Brasil vocês precisam buscar essa referência nos Estados Unidos? Acho que aprendi mais com Lélia Gonzalez do que vocês aprenderão comigo." -- Angela Davis, filósofa norte-americana."

O Brasil Dobrou à Direita
Jairo Nicolau - Zahar
144 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Qual o perfil dos eleitores de Jair Bolsonaro? De que segmento social fazem parte? Qual sua escolaridade, idade, gênero e religião? Em suma: Quem votou em Bolsonaro?
Utilizando gráficos e dados comparativos, o cientista político Jairo Nicolau faz uma radiografia do surpreendente desempenho de Jair Bolsonaro e do PSL nas eleições de 2018, que levaram o país a uma radical guinada à direita.
Estudioso do processo eleitoral brasileiro, Nicolau apresenta e analisa os números que elegeram um nome até então relativamente inexpressivo no cenário mais amplo da nossa política, esmiuçando pontos centrais como a relação entre tempo de TV, dinheiro e voto; as redes sociais; o voto das mulheres e dos evangélicos; o voto por regiões, estados e cidades.
O Brasil dobrou à direita traz uma contribuição decisiva para o debate desapaixonado sobre o fenômeno do bolsonarismo nas urnas e sobre as transformações que mudaram o rumo do Brasil. Um livro fundamental para se entender o que aconteceu e o que pode acontecer nas próximas eleições."

Capitão Cueca e o Aterrorizante Retorno do Caído Tilintar das Calças
Capitão Cueca - livro 9
Dav Pilkey
Tradução: Galiana Lindoso
312 páginas - comprar na Amazon
Faixa etária recomendada: a partir de 7 anos

Sinopse:
"Jorge e Haroldo estão atrás das grades por um crime que não cometeram... O pior é que quem os tira da prisão é o malvado Caído Tilintar das Calças, que os leva para uma nova viagem no tempo. Agora, os meninos estão de volta aos dias despreocupados do jardim de infância, quando a coisa mais assustadora que precisavam enfrentar não era um cientista mal-intencionado ou alienígenas prontos para destruir a Terra, mas um valentão da sexta série chamado Kipper Krupp, sobrinho do diretor, sr. Krupp. E, já que Jorge e Haroldo só inventaram o Capitão Cueca na quarta série, eles estão sozinhos nessa. Serão eles capazes de vencer usando a inteligência e não o poder do cuecão?
Essa edição vem acompanhada por:
- "Vire o game": páginas animadas pelo próprio leitor.
- Curiosidades sobre Dav Pilkey, o criador da série.
- Um passo a passo para desenhar o Jorge."

E Foi Assim que Eu e a Escuridão Ficamos Amigas
Emicida e Arldo Fabrini - Companhia das Letrinhas
36 páginas - comprar na Amazon
Faixa etária recomendada: a partir de 4 anos

Sinopse:
"Uma menina tem medo da escuridão. Quando chega a noite, vem a preocupação e a ansiedade: afinal, o que o escuro pode esconder? O que ela nem imagina é que, do outro lado, a escuridão também é uma menina -- cujo maior medo é a claridade, e todo tipo de coisa que se revela quando nasce o sol.
Em seu segundo livro, Emicida faz uso da narrativa poética e ritmada que encantou os leitores em Amoras, dessa vez para explorar um tema que nos acompanha durante toda a vida: o medo do desconhecido. Ao longo dessas páginas, ilustradas por Aldo Fabrini, as duas meninas vão descobrir que enfrentar os próprios medos pode -- quem diria? --, nos transformar por dentro e por fora.
"O Emicida tem uma gostosa mania:
Falar (e escrever) tudo rimado.
Mostra que o medo não tem vilania,
É somente um homem preocupado.
Este livro também trata de coragem.
Tem um texto tão bonito que assim diz:
Estou trazendo a você boa mensagem:
Nunca tenha medo de ser feliz." -- Mauricio de Sousa."

Matemática até na Sopa
Coleção Sopa de Ciências - livro 2
Juan Sabia e Pablo Picyk - Companhia das Letrinhas
48 páginas - comprar na Amazon
Faixa etária recomendada: a partir de 7 anos

Sinopse:
"Marcos vai passar uma tarde com o tio-avô, Juan, e não está nem um pouco empolgado: o tio Juan é matemático, e matemática é uma coisa muito chata!
Durante a tarde, porém, Marcos descobre que os números e as contas estão em todo lugar -- do videogame ao sorvete -- e servem para muito mais coisas do que apenas passar de ano na escola.
Neste livro, o leitor vai descobrir o que é um ano-luz, por que os ovos são vendidos em dúzias, o que o círculo tem de tão especial, entre outros conceitos. No final, a matemática, além de muito útil, se mostra também muito divertida."

Alzheimer Não É o Fim
Fernando Aguzzoli - Fontanar
224 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"Quando Fernando Aguzzoli decidiu em 2013 que deixaria seu trabalho e estudos para virar o cuidador de sua avó, diagnosticada com Alzheimer, nunca imaginou que esse seria apenas o começo de uma jornada que não terminaria com a partida de sua avó.
Esta jornada ressaltou a importância de desenvolver estratégias para que os desafios emocionais do cuidar possam também trazer pequenas vitórias. Se o título do primeiro livro trazia a frase mais falada pela avó depois do diagnóstico (quem, eu?), a pergunta agora é quem, você?
Nessa obra Fernando utiliza a sua e outras histórias para guiar familiares cuidadores a entenderem e aceitarem suas emoções na esperança de que outras famílias entendam o processo de acertos e erros que constroem o cotidiano do cuidar. As estratégias apresentadas são fruto também de entrevistas com profissionais, que aparecem ao final do livro. O objetivo é mostrar que o Alzheimer não é o fim, a morte não será uma derrota e você será capaz de encarar tudo isso."

Orações com Papa Francisco
Jorge Mario Bergoglio (papa Franscisco) - Fontanar
Organização: Anna Maria Foli
Tradução: Amabile Zavattini
208 páginas - comprar na Amazon

Sinopse:
"O que é oração? Por quem devemos rezar? E por quê? Como?
Os antigos diziam que rezar é respirar. A alma que não reza murcha e morre. Neste rico breviário espiritual, papa Francisco relata sua experiência de diálogo com o Criador, convidando-nos a chamar Deus por "você" e por "pai", e a nos comunicarmos com Ele.
Ao longo destas páginas, além de ser apresentado à palavra de Francisco, o leitor também encontrará um precioso compilado de discursos e falas do papa, além de suas orações preferidas, em uma coletânea de mais de cem preces para toda hora e ocasião. Este é um verdadeiro guia para aprender a estar na companhia do Altíssimo e deixar-se maravilhar por Ele, com fé, amor e coragem. Afinal, como o Santo Padre nos lembra, a oração é a arma mais potente que temos: uma chave que abre o coração de Deus.
"Quando rezamos corajosamente, o Senhor não apenas concede a graça, mas nos dá também a si mesmo nessa graça. Porque o Senhor jamais concede ou envia uma graça pelo correio: Ele a entrega, Ele é a graça!""

E ainda, as novas edições de Levantando do Chão (José Saramago, Companhia das Letras), Endurance (Carolina Alexander, Companhia das Letras), Guardei no Armário (Samuel Gomes, Paralela), Flow (Mihaly Csikszentmihalyi, Objetiva, edição revista e atualizada),  Limiar (Sidarta Ribeiro, Companhia de Bolso) e Não É Sopa (Nina Horta, Companhia de Mesa).


Lançamentos de outubro de 2020 do Grupo Companhia das Letras, incluindo Companhia das Letras, Paralela, Penguin Companhia, Portfolio Penguin, Alfaguara, Seguinte, Companhia das Letrinhas, Zahar, Fontanar, Objetiva e Companhia de Mesa.

Nenhum comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como os que contenham pirataria.
Caso tenha um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias