publicidade

XV Bienal do Livro bateu recorde de público


Em sua 15ª edição, a Bienal do Livro, no Rio, bateu recorde de público. Segundo levantamento feito pelo instituto Sensor Pesquisas, 670 mil pessoas passaram pelo Riocentro nos 11 dias do evento, que terminou neste domingo, 11 de setembro.

O dia de maior público foi quarta-feira, 7 de setembro, em que 110 mil pessoas estiveram no local – em grande parte, para a sessão de autógrafos do Padre Marcelo Rossi, no estande da Globo Livros.

De acordo com o Sensor, foram vendidos 2.815.000 livros, contabilizando R$ 58 milhões em faturamento. Todos os números são maiores em relação à edição anterior, em 2009, quando o Riocentro foi visitado por 640 mil pessoas, que compraram 2.440.000 livros.

A programação oficial contou com 113 autores brasileiros (como o jornalista Fernando Morais e o gramático Evanildo Bechara) e 21 estrangeiros (como os best-sellers Anne Rice e William P. Young).

Também estiveram no local 787 escritores, que vieram a convite das editoras, para autografar livros dentro dos estandes. Thalita Rebouças, autora da série “Fala Sério” (Rocco), marcou presença em oito dos 11 dias. Acredita ter dado mais de 2.500 autógrafos.

Em coletiva concedida à imprensa no domingo de noite, Sônia Jardim, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros, comemorou a média de 5,5 livros comprados por cada participante (contra 4,8 do ano passado).

Decretou: “Conseguimos fazer a melhor Bienal de todos os tempos, em termos de aumento de publico e faturamento”.

Fonte: Folha de São Paulo, Ilustrada, edição de 12.09.2011

Um comentário

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias