publicidade

Cowboys & Aliens: quadrinhos que originaram filme e livro!

Cowboys & Aliens tem dado muito o que falar! Tem fã que prefere os quadrinhos, tem gente adorando (ou não) o filme e tem gente preferindo o livro!
Então resolvi mostrar um pouco de cada um para que os Leitores Viciados decidam qual mecanismo cultural demonstrou melhor a história: os quadrinhos, o filme ou o livro?
Eu particularmente adoro Ficção Científica e quadrinhos, e pretendo desfrutar dos três e depois opinar.

Os Quadrinhos
A Graphic Novel que inspirou o filme: o formato original!

Cowboys & Aliens - Graphic Novel
Roteiro: Scoot Rosenberg (criação), Fred Van Lente (argumento) e Andrew Foley (argumento)
Arte: Luciano Lima (lápis), LucianoKars (arte-final), J. Wilson (arte-final), Silvio Spotti (arte-final) e Andy Elder (colorista)
Páginas: 112 - Editora Galera Record - Ano de lançamento: 2011
Tradução: André Gordiro - R$42,90

Sinopse:
"1873, Arizona. Um estranho sem nenhuma lembrança de seu passado acorda em uma cidade no meio do deserto. A única dica que ele tem sobre sua história é o bracelete de metal envolvendo seu pulso. Logo ele descobre que o Coronel Dolarhyde controla Absolution com mão de ferro e todos vivem com medo. Ninguém ali imagina que logo vão enfrentar um medo ainda maior, algo que mal conseguem compreender: um ataque vindo dos céus. Unidos contra um inimigo comum, eles se prepararão para um confronto épico pela sobrevivência."



O Filme
Uma superprodução que segundo os fãs da HQs, não é tão fiel à história original, mas diverte.

Cowboys & Alien - filme
Direção: Jon Fraveau
Roteiro: Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus e Hawk Ostby
Produção: Brian Grazer, Ron Howard, Damon Lindelof, Roberto Orci, Alex Kurtzman e Scott Rosenberg
Elenco principal: Daniel Craig, Harrison Ford e Olivia Wilde
Ano de lançamento: 2011 - Orçamento: + de US$100 milhões

Sinopse:
"Em 1873, no Arizona, um homem chamado Jake Lonergan acorda sem nenhuma memória de seu passado, e com um misterioso bracelete em seu pulso. Ele entra na cidade de Absolution, onde descobre que ele é um criminoso notório procurado por muitas pessoas, incluindo o Coronel Woodrow Dolarhyde, que comanda a cidade com punhos de ferro. Porém Absolution enfrenta uma ameaça maior quando uma força misteriosa ataca a cidade do céu, matando todos no caminho. Enquanto o bracelete de Lonergan guarda o segredo para derrotá-los, ele deve se aliar ao Coronel Dolarhyde e antigos inimigos para combater a entidade misteriosa."


Curiosidades: o ator Robert Downey Jr (o Homem-de-Ferro) estaria no lugar de Daniel Craig, mas desistiu por estar comprometido com o filme do Sherlock Holmes na época (2010); o personagem de Harrison Ford não usa chapéu de cowboy no filme, pois a produção e ao ator temiam que o público o associassem ao Indiana Jones, seu personagem mais marcante nos cinemas.

Trailer:




O livro
Cowboys & Aliens vira uma franquia e origina um livro.

Cowboys & Aliens - livro
Joan D. Vinge - Editora Galera Record
368 páginas - Ano de lançamento: 2011
Tradução: Rodrigo Abreu - R$32,90

Sinopse:
"Aliens no deserto? Índios e vaqueiros unidos contra um inimigo comum? Sim. Tudo isso num Velho Oeste livre do estereótipo dos westerns macarrônicos. Cowboys & Aliens inicia com um belo prólogo que compara a invasão alienígena com a tomada das terras dos índios pelos europeus. Entre armas, germes e aço, os pele-vermelhas não têm idéia do que os atingiu. O argumento é simples: no Arizona de 1873, quando um homem só podia contar com seu cavalo e com sua pistola, onde índios travavam uma batalha perdida contra colonos europeus, um inimigo novo estava prestes a entrar na equação. Um invasor que via os humanos como inimigos, e estava decidido a conquistar o nosso mundo. Será que vão conseguir? O romance de Joan D. Vinge é baseado no roteiro de Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus e Hawk Ostby, e inspirado no graphic novel homônima de Scott Mitchell Rosenberg."


Estou interessada nos três. Quando eu puder comprarei o livro e a HQ (ih, vai demorar!), e o filme terei de esperar o DVD, acho que não passará no cinema de minha cidade, que azar.

3 comentários

  1. Oi flor!!
    Então, eu confesso que quando vi o trailer fiquei super curiosa pra ler o livro, não o HQ (porque não gosto deste estilo de livro). Acabei indo ver o filme porque condições financeiras pra comprar o livro é zero. Beleza. Confesso que achei estranho sabe? Parece um mash up de Indiana Jones porque Harrison Ford está muito engraçado no filme. E unir cowboys (antiguidade) com aliens (futurismo) ficou meio bagunçado e zoado, vamos dizer assim...
    Talvez o livro trate o assunto mais sério, devido à narrativa não sei... Só sei que por enquanto o livro vai ficar pra depois na minha wishlist... :x

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jessica! Obrigada por compartilhar a sua opinião sobre o filme, já que provavelmente não o verei tão cedo... os fãs da HQ estão falando justamente isso, que o filme está meio estranho, que só pensaram em efeitos especiais e acabaram deixando muitos assuntos abordados na HQ meio de lado.
    Agora sobre unir o Velho Oeste com aliens me parece legal, mas como você ressaltou, se não for bem abordado, fica estranho.
    Obrigada pelo comentário valioso!

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha. As criticas na internet quanto ao material da Graphic novel são ferrenhos. Poucos, ou quase ninguém sabe que o material é feito por Brasileiros.
    E foi feito em um prazo curto. Quando digo curto é curto mesmo.
    A história da HQ é bem diferente da do filme e acho que ela faz mais sentido se contada como nos quadrinhos.
    De qualquer forma acredito que é a primeira revista em quadrinhos produzida por Brasileiros que virou filme Hollywoodiano.
    Se é que o pessoal se importa com estas amenidades.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados, portanto, aguarde aprovação.
Comentários considerados spams, agressivos ou preconceituosos não serão publicados, assim como pedidos de ebooks ilegais.
Sua opinião é muito importante!
Se você tem um blog, retribuirei seu comentário assim que possível.

Parcerias